História A Saga dos 3 Caminhos - O Caminho da Terra - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Laryh447

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 13
Palavras 696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Fala pessoal tudo certo? Primeiramente queremos pedir o perdão pela inconstância das postagens dos capítulos devido muitas vezes a compromissos e a horários que muitas vezes não batem,mas queremos avisar que nossos dias de postagem serão sempre na Segunda e na Quinta, sendo assim fiquem sempre ligados que nesses dias haverá capítulo novo, este aqui é para compensar a falta de postagem devido as situações diversas. É isso ai pessoal, sem mais demora, vamos à história!

Capítulo 6 - Encontro Inesperado


Fanfic / Fanfiction A Saga dos 3 Caminhos - O Caminho da Terra - Capítulo 6 - Encontro Inesperado


Floresta de Ayuan

Ao sair, Dynn sentiu seu rosto pálido e seus cabelos negros sendo suavemente acariciados por uma brisa. "Eu adoraria curtir esta paisagem mais tranquilamente, se meu estômago não me acusasse a todo momento que devo fazer uma visitinha a minha amiga natureza." - pensou Dynn olhando envolta e pondo-se a procura de algum alimento. Não encontrou nada nas redondezas, entao decidiu aprofundar-se um pouco mais em meio a mata.

"Devo ser cauteloso, não gostaria ter nenhum encontro desagradável enquanto estiver procurando, se realmente existirem criaturas semelhantes á árvores por aqui, terei sérios problemas."  -Pensou Dynn passando a mão pela sua espada embainhada. Mesmo com seu espírito aventureiro Dynn sabia de sua responsabilidade e sabia que precisava voltar para proteger sua irmã, sendo assim, ele viu uma um pequeno caminho que levava a vários arbustos e chegando mais perto ele percebe estar carregados de amoras silvestres que eram compostas por longos caules curvos. Dynn sabia de suas propriedades "milagrosas", "milagrosa" o que se dizia a Dynn curar sua dor de barriga.

Ele pegou um punhado de amoras, colocou em sua bolsa e continuou sua busca por comida, até que, após andar bastante, ele avistou uma colméia gigante, que fazia pender perigosamente ao chão o galho no qual estava presa, mesmo sendo um galho grande e forte. Dynn teve medo de se aproximar e ser picado pelas abelhas, porém seu instinto falou mais alto e ele com muita cautela aproximou-se e notou que a colméia gigante estava com bastante mel, porém não estava totalmente cheia e também, não havia sinais de abelhas dentro da colmeia.

"Uma colméia enorme vazia?  Ela sequer está cheia, não há sinais de abelhas aqui, elas somente abandonam a colméia quando ela está totalmente cheia de mel. Elas devem estar por aqui. " - Pensou Dynn olhando ao seu redor novamente, mas tudo estava calmo e então, ele decidiu pegar um pouco de mel em sua pequena botija, mas assim que ele encheu quase a metade de sua botija, ouviu-se...
"BzzzZZZZZzzzZZZ    BzzzzZZZZZZzzzZzZZz"

Dynn olhou para cima de onde estava vindo o barulho e se deparou com centenas de abelhas voando em sua direção do topo da árvore alta que estavam reunidas.

- Ah que ótimo!!! Uma picada e vou estar literalmente morto. - Disse Dynn correndo e lembrando da vez que ele tinha sido picado por uma pequena abelha quando era menor e quase havia morrido devido a sua alergia a abelhas.

Ele correu o mais rápido que suas pernas podiam, se ele estivesse uma corrida, certamente já estaria muitos metros à frente de seus oponentes. Dynn correu pela floresta até encontrar um pequeno rio e sem hesitar, pulou dentro do rio e deixou ser levado pela correnteza até que percebeu que suas perseguidoras haviam sumido.

Saindo do lago, Dynn ainda continuou a procurar comida até o que pensou ser meio-dia, deduzindo pela posição do Sol no céu. Ele andou mais um pouco pegando frutas quando se deparou com algo no chão, algo parecendo um amuleto feito de cordas de palha e folhas como uma gema amarela no meio.

Nesse momento quando ele ia tocar o amuleto para pegá-lo, espinhos de madeira se cravaram perto dele. Dynn se virou e notou o que já havia sido avisado, uma criatura enorme similar a uma árvore estava olhando diretamente para ele, ele quis sacar sua espada mas antes que pudesse desembainhá-la a criatura lançou mais espinhos em sua direção, Dynn pelos seus reflexos rapídos conseguira desviar da segunda leva de espinhos, porem sentiu uma dor forte no seu braço, olhou e eis que um filete de sangue escorria de um arranhão consideravelmente grande feito em seu braço. Mesmo sentindo a dor, Dynn correu em direção à criatura, quando de súbito, uma flecha atingiu de forma certeira a testa da criatura da árvore, fazendo-a cair pesadamente no chão morta.

Dynn parou assustado e começou a olhar em todas as direções procurando de onde viera aquela flecha, não achou ninguém, porém uma voz que ecoava pelas árvores lhe disse.
Quem é você? E o que faz aqui? Este lado da floresta é meu, diga logo ou matarei você aqui mesmo! - Disse a voz misteriosa.


Notas Finais


É isso ai pessoal mais um capítulo, curtinho mas é só para deixar vocês na expectativa, eu e a Lary estamos nos arrumando para dar a vocês capítulos maiores, então podem esperar sempre melhorias na história, lembrando sempre: Tá curtindo? Tem algum amigo ou amiga que gosta desse tipo de história? Mande para eles! Favoritem e comentem para que possamos estar crescendo sempre. Então é isso queridos! Um grande beijo e um forte abraço de M&L <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...