História A Second Chance - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Gaston, Jim, Luna Valente, Matteo, Nina, Rey, Sharon, Simón, Yam
Visualizações 44
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Continuação do Prólogo para quem não perceber

Boa Leitura ❤🌟

Capítulo 2 - Chegando em Buenos Aires e...Você?


....

Ámbar Smith

Não acredito que Matteo me faria viajar para Buenos Aires só por causa do seu casamento.

Quer dizer eu sei que é importante amor de adolescência e agora um amor eterno mas o que importa é que eu vou ter que ver o Simón, lidar com o Simón e ele perguntar "É tua filha?" Isso sim seria constrangedor mas sempre é melhor me mentalizar que isso vai acontecer.

Bom, provavelmente vai deixar claro que eu para ele não existo, e sim para mim isso seria mais fácil de lidar porque principalmente eu já me habituei com essa ideia por 5 anos. 

E para levar na cara de novo tudo aquilo que me disse no último dia que estive em Buenos Aires nem valia a pena olhar na cara dele.

Porquê que eu estou deixando ele tomar conta dos meus pensamentos.                

Porque tomar conta do coração não é suficiente.                                                                E é nesse momento que eu odeio minha consciência.

- Mamãe?! - Valu chamou - Nós vamos mesmo para Buenos Aires? - ela perguntou

- Amorzinho, eu já tinha dito que sim, como se esquece das coisas tão depressa?

- Devo sair a tia Luna. - ela riu me fazendo apreciar a sua risada, a sua risada é música para os meus ouvidos - Ela é muito distraída, quando fazemos videochamadas a Tia Luna deixa sempre algo cair, da última vez ela abanou a estante e caíram os livros por cima dela. - ela riu de novo

É, Luna é muito distraída mesmo

- É mocinha, deve ter saído mesmo à sua tia hein? - eu ri 

Hoje mesmo partirmos para Buenos Aires e meu coração está a mil por hora para não falar na respiração que está mais forte que nunca.

Não iria pretender ficar muito tempo em Buenos Aires mas caso o Simón descobrisse não teria outra escolha.

Arregalei os olhos, com esta coisa toda do Simon, Buenos Aires e Valu...Eu esqueci me completamente das malas.

- As malas, Valentina! As Malas! - gritei desesperada a correr para o quarto enquanto ouvia Valu dizer algo.

Ela chegou apressada no quarto enquanto eu tirava uma mala do armário, se eu não tinha umas 20 malas no armário eu não sou a Ámbar Smith.

- Mas mamãe, você já tem as malas! - ela disse eu a olhei.

- Como assim eu já tenho as malas prontas? - perguntei.

- Depois eu que saio a tia Luna - ouvi ela sussurrar - Mamãe você tem sempre uma mala de emergência nos armários, uma sua e uma minha...- ela riu e deitou as mãos à cabeça rindo.

É verdade, a Senhorita arrumação tem sempre malas prevenidas se não também não seria eu.


Olhei as horas, são 15:30 da tarde nosso vôo iria partir 16:00, hoje eu estou muito atrasada, muito mesmo.

- Valu! Vamos já estamos atrasadas! - eu falei e ela saltou do seu quarto pronta com a mala.

- Já estou pronta mamãe! - ela disse e assenti, peguei minha mala e fomos para o aeroporto.


Luna Valente

- Matteo! CALMA! Já nem posso ouvir você...Ámbar deve estar chegando, que tal esperar um pouco mais? Ela deve estar a sair do avião agora porque o seu avião só aterrou agora! Ela não morreu! - eu disse.

- Até pode estar morta mas vem ao nosso casamento na mesma! - ele disse e eu revirei os olhos.

Simón nem sonha que Ámbar esteja em Buenos Aires, ele nem sonha que ela vai no nosso casamento e por culpa de meu futuro marido vai rebentar a bomba que Ámbar tem uma filha.

Ao longe avistei Ámbar com as malas e Valu no colo que assim que me viu a mim e ao Matteo saltou logo do colo de Ámbar, ela adora os tios/padrinhos, mas afinal quem não me adoraria? Estou passando tempo demais com Matteo e Âmbar...

Antes de Ámbar partir aconteceram muitas coisas, eu descobri minha verdadeira identidade, ela também descobriu quem era mas ela nunca perdoo a Sharon ou a sua mãe biológica, Silvana. 

- Tia Luna! Tio Matteo! - ela correu e nos abraçou aos dois.

- Olha como a princesita dos padrinhos cresceu, não é amor? - eu falei para Matteo e Valentina sorriu.

- Muito linda mas acho que...Ela ainda tem muitas cócegas! - Matteo falou e começou a fazer cócegas em Valentina que ria muito e me fazia rir a mim e a Ámbar.

- Quer dizer, sua melhor amiga volta por você e você nem a recebe com um abraço nem nada...- Ámbar falou e Matteo ae abraçou forte.

Desde que ambos se sentiam sozinhos, tornaram se melhores amigos mesmo depois de ex-namorados, é uma amizade muito linda de verdade.

- Loira, se você na vinha eu te matava...- ele disse sério e Ámbar revirou os olhos.

- Ah me deixa cumprimentar sua noiva e cale sua boca sim?

- Continua fofa e grossa hein? Senti saudades...- ele disse e ela o abraçou mais uma vez para me abraçar a mim.

- LUNAAA! QUANTO TEMPOO! - ela me abraçou e eu ri - Olha eu não sei como você aguenta ele tanto tempo assim...- ela disse me fazendo rir.

- Não sou assim tão chato - ele fez biquinho - Pois não Valu? 

- Claro que não tio Matteo! - ela disse.

Isso é fofura a mais para uma pessoinha.

Ámbar Smith

Chegamos na mansão e realmente aquilo estava diferente, estava tudo decorado ao estilo de Luna Valente obviamente.

Entrei no meu quarto antigo, Luna o tinha decorado para quando eu chegasse de volta.

Tinha minhas cores preferidas, preto e dourado.

Lençóis de tecido bem definido com detalhes dourados, paredes igualmente pretas com detalhes dourados e ah...Meu velho espelho agora renovado, meu amigo durante muitos anos.

Embora esse espelho me trouxe memórias muito perturbadoras do meu passado, aqui foi onde planiei todos os meus planos malvados para atingir Luna.

Eu me arrependia tanto do meu passado. Mas como se diz, o que está feito feito está e não há volta a dar


Pôs minhas malas no quarto e desci para a sala, onde Luna estava sentada

Amanhã seria o casamento e obviamente que ela estava nervosa com isso, afinal qualquer um ficaria de certo

- Luna, desculpa não te importas de ficar com a Valentina durante um tempo? Preciso de...Esfriar a minha mente

- Tudo bem, vai descansada. - ela disse sorrindo amavelmente

A verdade é que de todos nesse mundo, Valentina considera a Luna uma segunda mãe e o Matteo quase seu pai, eu sei que ela os ama muito, eles a amam quase tanto como eu

Minha princesa é a coisa mais importante que tenho na minha vida inteira


Saí de casa, pensando e pensando. Derrpente ouvi um barulho de uma buzina de um carro muito alto até que sinto alguém gritar "cuidado" e ser atirada de frente do carro

Olhei a pessoa que me tinha salvado provavelmente a vida espantada 

- Você? - arregalei os olhos

Meu passado voltou para me atormentar 



Notas Finais


Gostaram? Odiaram?
Comentários? #Bomba!
Quem será essa pessoinha que salvou Âmbar?

No próximo capítulo saberão

Besosoososososos 🌟😘

~LadyPower_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...