História A Secretária - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel
Tags Nalu, Romance
Exibições 436
Palavras 1.630
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas!

Como prometido aqui vai mais um capitulo da fic.

Finalmente o que e como as coisas aconteceram... Estão curiosas???

Desculpem qualquer erro de português.

Boa leitura!

Capítulo 16 - Lembranças (parte 2)


Fanfic / Fanfiction A Secretária - Capítulo 16 - Lembranças (parte 2)

O que será que ela tem para me dizer?

 

Natsu: Luce escute-a, é importante.

Yukino: Será que você pode nos deixar sozinhas Natsu?

Natsu: Precisa mesmo?

Yukino: Eu prefiro.

Natsu: Ok!  Vou voltar para o salão pra tomar alguma coisa.

 

Natsu saiu e eu fiquei sozinha com a Yukino no Jardim, tinha um banco próximo e ela me chamou para sentarmos.

 

Yukino: Você se lembra de mim Lucy?

Lucy: Na verdade o seu rosto não me é estranho, mas não sei de onde te conheço...

 

Natsu POV

 

Não acredito que finalmente vou conseguir mostrar pra ela que não tive culpa nenhuma no que aconteceu aquele dia, eu jamais faria nada de mal a ela, consigo me lembrar perfeitamente de tudo desde a primeira vez que a vi...

 

Flashback ON

Eu tinha 17 anos, e não tinha ainda o corpo definido como tenho hoje, mais já pegava muitas garotas na escola, fazer o que? Eu sempre fui muito bom nisso...

Enfim, neste dia a aula de educação física havia acabado mais resolvi ficar um pouco mais na quadra para treinar uns arremessos, quando eu vi a Minerva e o seu grupinho perturbando alguém, eu ia passar direto afinal não era da minha conta, mas algo dentro de mim pedia pra eu intervir e eu fiz... A Minerva não questionou apenas saiu com as outras e essa foi a primeira vez que eu vi a Luce. Ela era bonita até, nada comparado a gostosa que ela tá hoje, tinha os cabelos loiros compridos amarrados num rabo de cavalo e usava até óculos. Eu a ajudei e pela primeira vez na vida, acho até que única, foi sem segundas intenções.

 Ela não tinha nada a ver com as garotas que eu costumava ficar, com ela era diferente eu não queria agarrar ela eu queria protegê-la, conversar com ela era bom, não falava só de maquiagem, vestidos e festas era realmente especial os momentos em que estávamos juntos, eu achava muito fofo o jeitinho dela, quando ela me via corava, e sempre desviava os olhos dos meus envergonhada... Era como um bichinho assustado.

Um dia, estávamos conversando e ela me surpreendeu com um beijo, era desajeitado, parecia que ela nunca tinha beijado ninguém, mas era bom... Acho que nunca recebi um beijo tão bom na minha vida, só que quando o beijo acabou ela saiu correndo, passei o resto do dia pensando nela e no beijo dela, nenhuma garota passou tanto tempo na minha mente quanto ela.

No dia seguinte eu fui à escola e a procurei eu precisava entender o porquê de me sentir desse jeito, e encontrei o maldito do Sting tentando beijar a Luce a força, não era a primeira vez que o infeliz dava em cima de uma garota com a qual eu estava ficando, mas nunca me importei com isso, só que com a Luce era diferente e ela não queria o beijo. Eu não podia deixar ele machuca-la, ela era muito frágil e ele só um baka querendo competir comigo. Eu fiquei com tanta raiva e parti pra cima dele com tudo, brigamos feio, tanto ele quanto eu ficamos machucados (ele muito mais que eu, Claro) e fomos separados pelos inspetores do colégio, o resultado disso foi uma semana de suspensão mais um sermão daqueles do diretor Marakov e em casa também não foi diferente meu pai já tava cheio de receber reclamações de todos os tipos de mim, nunca fui bom aluno, sempre passei na média e com muita ajuda dos professores e das “colas”, além de sempre ser pego agarrando as colegas nos corredores... Dessa vez o meu pai tava mais estressado do que o comum e me disse que se recebesse mais alguma reclamação me colocaria num colégio interno na Suíça.

Uma semana se passou e por incrível que pareça eu ainda não tinha esquecido da Luce, finalmente voltei pra escola e o único horário em que conseguíamos nos falar era no intervalo, já que estudávamos em séries diferentes, e nesse dia o professor Gidarts passou um trabalho chato que deveria ser entregue a ele no mesmo dia e  como eu também estava pendurado na matéria dele fiquei o intervalo todo na biblioteca.

Ao fim das aulas eu me dirigia à saída do colégio pensando na Luce, não tinha conseguido falar com ela outra vez, mas com certeza eu falaria com ela no dia seguinte.

Já estava no portão quando a Yukino me alcançou, ela me disse que só eu poderia ajudar a Luce e então eu a segui de volta ao interior do colégio, chegando lá eu vi a Luce amarrada numa cadeira, parecia ter apanhado, estava coberta de tinta e vários fios de cabelos loiros espalhados pelo chão... Não tive tempo de fazer nada, pois o diretor chegou no minuto seguinte, acho que nunca vi o velho tão bravo e com toda a razão.

Quando ele tirou a venda que cobria os olhos dela eu pude ver aquele olhar, tinha decepção, acho que até ódio, eu tentei falar com ela, mas não deixaram uma professora a levou de lá e todos os outros alunos, incluindo eu, fomos levados à diretoria de onde só saímos com a presença do responsável. Eu falei varias vezes que não tinha nada a ver com tudo aquilo, a Yukino também tentou me defender, mas quem acreditaria? Eu não era santo e tinha um histórico problemático e estava nesse mesmo dia voltando de uma suspensão, mas eu nunca faria algo assim, muito menos com a Luce. Também não deram crédito a palavra da Yukino acharam que ela era uma das garotas que eram apaixonadas por mim e que queria apenas me livrar da punição.

Meu pai cumpriu ameaça e me mandou para a Suíça, nunca mais vi a Luce, até aquele dia no meu escritório...

Flashback OFF

 

Lucy POV

 

Lucy: Eu não acredito que você participou de tudo aquilo... Por quê? Eu nunca te fiz nada.

Yukino: Eu sei, naquela época eu era apaixonada pelo Sting e fiquei com raiva quando vi ele brigar com o Natsu por você, a Minerva sabia, ela disse que era só um susto, eu coloquei o bilhete em seu caderno sem que me vissem e ajudei a te colocar naquele lugar, quando eu percebi que as coisas estavam saindo do controle eu tentei fazer ela parar, mas ela e o Sting estavam irredutíveis, eu não conseguia sozinha, por isso corri para chamar alguém que me ajudasse, eu sabia que o Natsu iria conseguir parar eles, a Minerva fazia tudo o que ele quisesse e o Sting nunca venceu uma briga com ele.

Lucy: Porque não chamou o diretor então?

Yukino: Porque eu também tive medo, afinal eu fiz parte de tudo aquilo... Sabe Lucy a minha família é muito tradicional e sempre exigiu de mim um comportamento exemplar, não sei como exatamente o diretor desconfiou que estava acontecendo algo lá, ele chamou os meus pais e eles me colocaram num colégio interno em outro país de onde só voltei a pouco mais de uma semana.

Lucy: Meu Deus!!! Você tem noção do quanto eu sofri? Principalmente por achar que o Natsu estava envolvido nisso tudo.

Yukino: Eu imagino, eu tentei defender ele, mas ninguém acreditou, eu também quis falar com você, mas você ficou dias sem voltar a escola. Eu fiquei interna no mesmo colégio que o Natsu, felizmente ele me perdoou e eu gostaria que você me perdoasse também.

Lucy: Eu não sei o que dizer...

Yukino: Então não diga nada agora, eu já fico feliz por ter desfeito toda essa confusão. Lucy ele gostava mesmo de você e ficou péssimo com tudo o que aconteceu, acho até que ainda gosta pelo jeito em que ele me arrastou para cá pra lhe explicar tudo isso.

Lucy: Eu não sei como vou olhar para ele agora. Eu-o acusei injustamente todos esses anos... Eu preciso ir agora.

Yukino: Mas o Natsu está te esperando lá dentro.

Lucy: Por favor, avise a ele que eu já fui para casa, eu preciso de um tempo para colocar as minhas ideias em ordem.

Yukino: Tudo bem.

 

Natsu POV

 

Elas estão demorando acho que vou lá ver o que está acontecendo... eu já estava bem próximo a porta quando um senhor me parou.

 

Xxx: Boa noite, eu sei que posso parecer intrometido, mas preciso mesmo saber. Aquela garota loira é a sua namorada?

Natsu: Nã~... É sim por quê?

Xxx: Nada de mais, ela apenas me lembrou duma conhecida minha que se chama Layla Heartfilia.

Natsu: Humm, ela era a mãe da Luce.

Xxx: Era?

Natsu: Sim, ela faleceu a mais de dez anos, a Luce tem vivido desde então apenas com o irmão mais velho o Laxus.

Xxx: Entendo...

Natsu: De onde o senhor conhece a família da Luce? E qual é mesmo o seu nome?

 

Minha conversa foi interrompida pela Yukino.

 

Yukino: Natsu.

Natsu: Onde está a Luce?

Yukino: Ela já foi embora, disse que precisava colocar as ideias em ordem.

Natsu: Mas como?

Yukino: Não se preocupe. Eu vi quando ela entrou num taxi, dê um tempo pra ela sim.

Natsu: Acho que não tenho mesmo outra opção. Senhor...

 

Me virei para continuar a conversa com o senhor mas ele não estava mais lá, tanto faz, acho que o dia de hoje já deu mesmo. Pelo menos agora ela sabe toda a verdade.

 

Lucy POV

 

Peguei um taxi e voltei para o apartamento da Erza nesse momento o que eu mais preciso é de uma amiga para me ouvir e ajudar. Não sei como agir.

 

Erza: Lucy? O que houve?

Levy/Juvia: Você não deveria estar numa festa?

Lucy: Não sabia que vocês estavam aqui também.

Erza: Noite das meninas.

Lucy: Que bom que estão aqui, eu preciso muito contar tudo que aconteceu.

Erza/Levy/Juvia: Estamos ouvindo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado...
Não fiquem bravas a Lucy ela é tipo eu, na dúvida fuja e ganhe tempo!!! Kkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...