História A seleção de máscaras - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens Eadlyn Schreave, Kile Woodwork, Personagens Originais
Exibições 59
Palavras 679
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem o atraso. Sem internet!
Mas espero que gostem!
(^o^)

Capítulo 13 - A festa


Pov. Eadlyn

Ao chegar no salão vejo os selecionados chegando e minha família já estava lá, arrumando alguns detalhes. A festa começou e Kevin se aproximou. Falou:
-Boa noite princesa.
-Boa noite - Ele sorri e pergunta:
-Me concede uma dança? - E se curva estendendo a mão.
-Por que não? - Abro um sorriso e pego sua mão.
-Ótimo. - Ele rodeia minha cintura com suas mãos e eu coloco meus braços ao redor de seu pescoço. Começamos a nos movimentar e ele disse:
-Deve ser incrível.
-O que? - Pergunto olhando para ele.
-Ter uma família como a sua, tão grande.
-Realmente é muito bom. E a sua? - Ele ergue uma sobrancelha.
-Por que eu diria? Para talvez você me reconhecer? - E sorriu.-Não.
-Você é chato. Mas isso não é novidade, né?
-Vindo de você, não. - Dou uma risada. Quando a música começa a se animar ele começou a me pegar no colo e a me girar no ar. Eu não parei de rir. Quando ele me abaixou, fingi uma cara séria e falei:
-Não faça mais isso.
-Só por causa disso faço de novo. - E fez novamente.
-Para! Maluco! - Quando ele parou, falou :
-Sabe.... Eu tenho uma coisa para te falar.
-Sim? - Pergunto arrumando o vestido.
-Sou do time da sua mãe.
-Como assim? - Olho para ele sem entender. Ele diz :
-Prefiro torta de morango. - Faço uma cara de tédio. Digo :
-Perguntei?
-Não, mas eu quis falar. - E saiu. Reviro os olhos e vou em direção às bebidas. Bebo um suco de laranja. Depois, Nathan veio ao meu encontro.
-Boa noite! - Ele diz entusiasmado.
-Boa noite! Está gostando? - Parece que ele não entendeu direito. - Da festa? - Ele ri e diz:
-Ata. Claro, estou amando. Posso fazer uma pergunta?
-Sim.
-Você gosta de música?
-De mais! - Respondo sorrindo.
-Quer que eu mostre algumas para você depois? Tenho certeza que você irá gostar!
-Sim! Por favor! Acho que amanhã eu vou no seu quarto para você me mostrar. - Ele concordou com a cabeça e saiu. Estava dançando quando Patrick apareceu dizendo :
-Com licença, senhor.-Ele falou para o nada ao meu lado. - Será que eu poderia dançar agora com a senhorita? - Só depois que entendi o que disse, sorrio e falo:
-Ele deixou.
-Incrível! - Enquanto dançávamos ele falou :
-Você já foi à praia?
-Uma vez. Depois nunca mais fui.
-Mas você gosta de praia?
-Eu amo a praia, assim como eu amo viajar.
-Então viajar para uma praia deve ser maravilhoso. - Demos uma risada.
-Com toda certeza! - Respondo.
-Eu prometo à você. Nos momentos em que eu estiver na sua seleção, iremos à praia. - Ele falou com tanta certeza que eu ri.
-Jura? - Pergunto.
-Claro!
-Está bem. Estarei esperando, viu? - O alertei. Ele deu uma piscada de olho como resposta. Continuou a festa até tarde, como estava cansada, parei um pouco de dançar e me sentei. E, estranho, todos os garotos foram para a pista de dança. A música parou e depois veio um forte som de guitarra. Quando percebi ouvi que me chamavam:
-Eadlyn! Essa é para você, querida! - Um deles falou. E começaram a dançar. Gente, como eles dançavam mal! Todos em volta, inclusive eu, começamos a gargalhar. Eles dançavam loucamente, uns pulavam, outros se requebravam até o chão, outros até tentavam parecem sexs para me impressionar, nossa, não consegui parar de rir. Gritei:
-Sério! Alguém deveria gravar isso! - Não consegui acreditar que eles estavam fazendo uma besteira dessas. Quando acabaram, vieram até mim.
-Isso foi para mim mesmo? - Perguntei.
-Sim! - Responderam todos juntos.
-Pois essa dança significou um pedido de morte para mim? Que horrível! - Eles começaram a rir.
-Fizemos tudo tão direitinho.... - John se fingiu de triste. Sorri e falei:
-Gente, é morrer num sentido bom! - Eles me olharam com uma cara de "é sério isso?", dei de ombros com uma careta, que fez eles rirem novamente, e eu também.


Notas Finais


Vou postar outro!!!!! ^o^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...