História A Seleção — Interativa BTS - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Interativa
Visualizações 75
Palavras 2.499
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Annyeong~

Tudo bem com vocês? Espero que sim ^-^

Até as notas finais~

Capítulo 10 - Selecionadas: Jungkook


Fanfic / Fanfiction A Seleção — Interativa BTS - Capítulo 10 - Selecionadas: Jungkook

Jungkook's POV


Nunca achei que uma simples sala que convivo há anos seria tão claustrofóbico como está sendo agora. Não sei como consegui entrar nessa sala sozinho, sabendo que irá vir garotas, no qual irei ficar a sós com cada uma. Sinto arrepio só de pensar nisso.


– Aish! – Disse a mim mesmo.




Flashback ON


– Por favor, Hyung! – Disse, quase ficando de joelhos para o Namjoon hyung. – Eu te imploro, eu nunca te pedi nada! – Estava fazendo o meu máximo para convencê-lo.


– Olha, Jungkook... – O Namjoon hyung começou a falar, mas não estava com uma cara boa. – Se desse, eu entraria na sala junto com você, mas… – Antes que pudesse completar, ele deu um suspiro e me fez levantar do chão. – Você sabe que não daria muito certo, né?


– Como não? – Perguntei, não consegui entendê-lo.


Não conseguia pensar direito naquele momento, o meu objetivo era apenas conseguir entrar naquela sala com algum de meus hyungs.


– Jungkook, em primeiro lugar, o nosso pai não autorizaria isso – Ele disse, parando por um momento, mas logo continuou. – Em segundo, acho que as selecionadas ficariam incomodadas com isso, pois privacidade em primeiro lugar. Também tem a questão de barulho, as duas conversas iriam se misturar e, no final, acabaria dando tudo errado, não só do seu lado, mas o meu também. Além disso, do jeito que eu estou imaginando, acho que toda hora você iria pedir ajuda para mim, e iria acabar atrapalhando não só para mim, mas também seria uma falta de educação para as selecionadas. – Namjoon hyung disse isso tudo de uma vez, acho que ele me convenceu um pouco…


– Tá bom, Hyung… – Disse, concordando com ele, mas no fundo estava triste.


– Jungkook... – Ele disse, olhando para mim com uma cara séria, mas ao mesmo parecia uma cara feliz. – Desculpa. Mas não olhe só pelo lado ruim, eu penso que, se você conseguir enfrentar isso sozinho, já seria um grande passo para perder sua timidez, além de que o pai iria ficar muito feliz também – Quando percebi ele já estava sorrindo para mim.


– Gomawo, Hyung – Respondi, dando um sorriso que não aparentava ser um sorriso, mas que pelo menos foi sincero. – Vou fazer o meu máximo! – Completei, já tentando ficar animado.


– De nada, Jungkook. Não se preocupe tanto, eu sei que você se sairá bem. Quando eu acabar de conhecer a minhas selecionadas, vou em direção a sua sala em primeiro lugar – Ele respondeu, dando leves tapas no meu ombro.


– Gomawo – Disse, não pude deixar de abraçá-lo. – O Hyung é o melhor!


Ele não disse nada, apenas retribuiu o meu abraço.


Flashback OFF




O Namjoon hyung não tem culpa de nada, mas, após entrar nessa sala, não sei como consegui concordar com ele. Parece que o que ele disse foi em vão, e só quero ele ao meu lado no momento.


E agora. Calma, Jungkook, calma, Jungkook… Calma Jungkook.


Aish! Por que não consigo ficar calmo?




•| Primeira selecionada entrando |•



– Posso entrar, Vossa Alteza? – A garota estava entre a porta, esperando a minha resposta.


– Po-pode – Respondi, tentando dar um sorriso, mas acho que acabou sendo o sorriso mais falso que dei na minha vida.


– Obrigada – Ela respondeu, logo entrando na sala.


Ficou um silêncio após isso. Acho que ela estava esperando eu falar algo, mas não fazia ideia do que falar.


– Será que posso me sentar aqui? – Ela perguntou, apontando para o sofá.


– Cla-claro – Tentei apontar para o sofá, mas percebi que minhas mãos estavam muito trêmulas.


– Obrigada – Ela se sentou no sofá.


Hyung~ Me tira daqui, por favor!


– Está tudo bem? – Ela havia me perguntado.


– Claro, estou bem! – Respondi rápido, percebendo que ela havia me perguntado algo e me tirando dos meus pensamentos.


– Está bem – Ela respondeu, parecia querer dar risada da minha cara, mas acho que estava se segurando.


– Desculpe – Me desculpei, dando um sorriso sem graça para ela.


– Tudo bem – Ela respondeu, não parecendo ligar para as minhas ações. – Aliás, meu nome é Kim Narumi, Vossa Alteza – Completou, já fazendo uma reverência para mim.


– Prazer em conhecê-la – Pode apostar, a cada palavra que eu dizia, era um sorriso mais falso que eu dava atrás do outro.


– Vossa Alteza deve ser bem tímido – Ela comentou, sem tirar o sorriso do rosto.


– Está muito na cara? – Perguntei, mas já sabia a resposta.


– Está – Parecia não querer dizer aquilo, mas no fim, foi sincera. – Eu sou uma pessoa muito tímida também, mas comparando com Vossa Alteza…


Apenas dei um sorriso sem graça, sem responder nada.


Hyung, o que eu faço? O que eu posso falar? Eu não sei!


– Queria dizer uma coisa, para mim é muito importante dizer isso… – Ela começou a falar, tentando mudar de assunto. – Eu sei que isso é uma Seleção e que o motivo principal é de Vossa Alteza achar uma rainha, mas...– Parecia estar com medo em continuar a falar. – Eu estou aqui com o princípio de ajudar a minha família – Ela desembuchou tudo, sendo sincera e firme.


Não sabia o que responder, não com o que ela disse. Como se isso fosse diferente, sempre quando falo com uma garota é assim, não sabendo o que falar.


– Não espero que Vossa Alteza goste de mim ou algo do tipo, só espero que consiga ajudar a minha família! Sou capaz de fazer tudo por ela! – Ela disse, parecendo ficar corada a cada palavra que dizia.


Minha cabeça estava branca.


– Acho melhor eu ir. Foi bom conhecer Vossa Alteza! – Ela disse rapidamente e logo se saiu da sala.


O que aconteceu aqui? Alguém me explica? Não entendi o que aconteceu aqui, muito menos o que ela falou para mim.


Calma, deve ser só o nervosismo seu Jungkook. É só você se acalmar e vai raciocinar tudo o que acabou de acontecer aqui.


Ahhhh, quem eu quero enganar! Eu não vou conseguir fazer isso aqui! Não com garotas na minha frente!




•| Próxima selecionada entrando |•



Fiquei assustado. Observei apenas uma garota entrar na sala sem dizer alguma palavra.


– Não vai nem me cumprimentar? – Ela me perguntou, cruzando os seus braços e de um modo frio.


– Ah, si-sim, claro – Disse, me levantando do sofá. – O-olá – Cumprimentei-a, tentando sorrir.


– Olá – Respondeu, sorrindo ironicamente e sentando no sofá.


– Qual o se-seu no-nome? – Tomei coragem de tentar puxar o assunto.


– É Jaennie Yeong – Ela respondeu, mas ainda parecia séria e estava de braços cruzados.


Hyung, garotas davam tanto medo assim? Diferente da outra garota, essa garota está me dando medo, e tenho a impressão que não vamos nos dar bem tão rápido assim… Hyung, me ajuda! Estou mais perdido do que antes!


– Será que fiz algo de errado? – Perguntei, tentando fazer o máximo para não gaguejar.


– Não! Imagina! – Ela respondeu, sendo sarcástica a cada palavra que dizia. – Só estou aqui porque fui obrigada, sabe? – Completou, sem tirar o sarcasmo em suas palavras.


– Não fale desse jeito, só foi uma pergunta! – Tentei ser firme no que falava, achei rude do jeito que ela falava comigo.


– Ah, desculpe, oh, queridinho príncipe mimado! – Ela disse, sendo a mais sarcástica possível em suas palavras.


– Ei! – Disse, tentando me defender. – Posso ser um príncipe querido, mas mimado eu não sou! – Completei, tentando ser firme e não mostrar a minha cara de medo.


– Nem um pouco – Ela disse baixo, estava na cara que estava querendo me irritar.


Era para ser uma conversa tranquila entre duas pessoas, mas acabou saindo em uma discussão.


– Está tudo bem aqui? – O guarda que estava ao lado de fora havia me perguntado.


– Está – Respondi sorrindo.


– Está bem, então – Ele disse, se retirando da sala.


– Você é sempre assim com os outros? – Ela me perguntou, não havia entendido a sua pergunta. – Tão… Falso? – Ela completou, logo fazendo eu entender a sua pergunta.


– Eu não sou assim – Tentei me defender novamente, já estava mais calmo.


– Claro – Sorriu ironicamente. – Será que posso ir? – Ela perguntou, finalmente fazendo uma pergunta que parecia séria.


– Por favor – Não falei daquele jeito só por educação, mas acho que não iria aguentar ficar com ela naquela sala.


– Finalmente – Ela disse, parecia estar aliviada e apressada e saiu rapidamente da sala.


Garotas sempre foram assim? Tão estranhas? Tão frias assim?




•| Próxima selecionada entrando |•




– Olá – Vi uma garota na porta, esperando que falasse algo.


– Po-pode entra-trar – Comecei a gaguejar de novo, parecia que tudo iria se repetir.


Apenas vi ela entrar de cabeça baixa.


– Posso sentar? – Ela me perguntou e não gaguejou, mas ainda parecia estar tímida.


– Claro – Respondi, também não tentando gaguejar. – Qual o seu nome? – Perguntei, tentando dar o sorriso mais sincero possível.


– É Kim Hae Sook, Vossa Majestade – Ela disse, fazendo uma reverência para mim.


Vossa Majestade?


Eu não queria, mas não pude deixar de escapar uma risada minha. Foi hilário o que ela falou agora. Talvez só eu tenha entendido, mas eu não pude de deixar de rir.


– Será que falei algo de engraçado? – Ela perguntou confusa e também estava envergonhada.


Está bem. Isso não deve ser culpa dela, talvez ela esteja nervosa ou algo do tipo, por isso deve ter cometido o erro. Não foi a culpa dela.


– Não foi nada – Respondi, já me acalmando e parando de rir. – É que acho que você cometeu um pequeno erro enquanto falava… – Completei, mas já estava com um sorriso mais sincero que antes.


– O quê? – Ela perguntou, parecia estar curiosa e ao mesmo tempo confusa.


– Quando for se referir à um príncipe, se usa “Vossa Alteza” – Respondi, ela parecia ter percebido no momento que falei.


– Nossa – Disse, percebendo o seu erro. – Mil desculpa, Vossa Alteza – Se desculpou, já falando do jeito certo.


– Não foi nada – Respondi, ainda com sorriso no rosto. – Apenas achei engraçado. Eu que devo pedir desculpa, não deveria ter rido de seu erro enquanto podia corrigi-lo…


– Está tudo bem – Ela respondeu, sorrindo igualmente. – Acho que estou nervosa demais, por isso acabei cometendo esse erro… – Completou, mas ainda parecia estar sem graça pela sua ação.


Nem parecia que eu era o mesmo de antes. Parecia estar mais solto, mas logo lembrei do que se tratava e parece que tudo tinha voltado desde o começo.


– Er… Então – Disse, tentando falar algo, mas parece que a nossa conversa até agora não existia para mim naquele momento.


Acabou se tornando um silêncio absoluto dentro da sala. Nem eu e nem ela, ninguém iria conseguir dar o primeiro passo para recomeçar a conversa.


– Acho melhor eu ir… – Ela disse sem olhar para mim, sua voz mal conseguia se ouvir na sala.


Poderia falar para ela ficar, não queria dar a impressão que não queria ela lá, mas a vergonha foi maior.


– Até mais – Me levantei do sofá, tentando dar um sorriso.


– Até – Ela se despediu, dando um sorriso de boca fechada e tímido. – Vossa… Alteza – Continuou, fazendo nos rir pela última vez.


Não tivemos uma conversa longa ou que pudesse considerar como uma “conversa”, mas pelo menos tivemos um momento divertido, que foi algo de diferente para mim.



•| Última selecionada entrando |•




– Olá – Avistei uma garota em frente à porta.


– Olá… – Mais uma tentativa de sorrir e que deu errado.


– Eu posso entrar, certo? – Tendo incerteza se poderia entrar.


– Pode – Respondi, longo em seguida vi ela entrar dentro da sala.


– Também posso sentar aqui? – Ela perguntou, se referindo ao sofá.


– À vontade – Respondi sem gaguejar no meio, já era um grande passo, mas, mesmo assim, ainda sentia vergonha.


– Obrigada – Ela agradeceu, logo se sentando no sofá.


Já parecia ser normal aquela sala ficar em silêncio. A sala estava em um silêncio absoluto, a única coisa que eu conseguia ouvir era o som do relógio mexendo.


Percebi que havia esquecido da parte mais importante.


– Ah… – Tentei recomeçar a conversa. – Qual o seu nome? – Estava envergonhado pelo fato de ter começado.


– Verdade – Respondeu, começando rir de si mesma. – Meu nome é Willa Oksanna Lybakshin


– Willa Ok… – Tentei repetir seu nome, mas era um nome muito peculiar, pelo menos para mim.


– Meu nome não é nem um pouco difícil, não? – Ela me perguntou, dando leves risos de minha reação.


– É, achei bem diferente – Comentei.


– Entendo – Disse, já parando de rir.


– Mas não é coreana? – Perguntei, pelo fato de ter traços asiáticos mas ter um nome tão diferente.


– Não pareço? – Ela perguntou, começando a sorrir, e quase rindo.


– Não, não, é que só achei diferente...– Respondi, quase entrando em desespero por essa pergunta.


– Sou ucraniana – Ela disse, respondendo minha pergunta. – Pelo meus pais, poderia falar que sou coreana, mas pelo fato de ter nascido na Ucrânia acabei tendo essa nacionalidade – Ela me explicou.


– É diferente… – Disse, mas estava interessado por esse fato.


– Eu sei – Ela respondeu sorrindo. – Mesmo sendo diferente, eu gosto de ser ucraniana – Completou, dando o sorriso mais sincero que poderia ter visto.


– Que bom… – Respondi. – Aqui é muito diferente de lá? – Perguntei, estava curioso pela sua resposta.


– Já tive algumas expectativas pelo fato de meus pais contarem para mim, mas não imaginava que seria um lugar tão bom assim – Ela respondeu, parecia estar sendo sincera.


– Tem algo que chamou a atenção? – Perguntei.


– Talvez o fato de ter coreanos em toda minha volta? – Respondeu, num tom brincalhão.


– Pode ser – Disse, começando a rir pelo que ela disse.


Após isso acabamos apenas rindo, e depois, ficou num silêncio novamente.


– Será que devo ir? – Ela me perguntou. – Estou com a impressão de que estou aqui há mais tempo que as outras garotas…


– Não sei – Respondi, mas realmente não sabia. – Se você quiser ir… – Completei, não sabendo ao certo o que falar.


– Acho melhor eu ir – Ela disse, se levantando e ajeitando a sua roupa.


– Tudo bem – Respondi, levantando igualmente. – Até mais tarde


– Até – Ela respondeu, logo saindo da sala e me deixando sozinho lá.


Nossa, nem parece que conversei com uma garota. Pelo menos que consegui conversar. Já era é um grande passo, não?




•| Depois de um tempo sozinho, as quatros selecionadas entram |•



O guarda me disse que era pra dar algumas palavras para todas as selecionadas, mas não fazia ideia do que poderia falar…



– Ah… – Não sabia o que falar, acabei dando um sorriso sem graça por isso. – Queria pedir desculpa por hoje… – Estava olhando para baixo, não tinha coragem de olhar para cara delas. – Por causa da minha timidez, acho que acabamos não tendo uma conversa boa. Peço desculpa se acabou sendo algo que não foi de suas expectativas ou se fiz algo de ruim… Com passar do tempo, espero conseguir ter uma conversa melhor com as senhoritas… – Tentei levantar minha cabeça, mas a única coisa que consegui fazer dessa vez foi olhar para o teto.


Dei um gole em seco. Tentei tomar coragem para olhar para a cara delas, mas parecia algo impossível.


– Até mais tarde e aproveitem o tempo – Disse, logo saindo da sala. Parece que a coragem tinha se tomado pelo último momento. No momento que estava fechando a porta, consegui visualizar o rosto de cada selecionada.


Será que esse foi um grande passo? Não posso falar que isso foi melhor do que eu esperava, mas o suficiente para mim. Achava que não iria conseguir falar, mas foi bom por ter conseguido. O que será que os hyungs vão falar de mim?



Notas Finais


Tentei não demorar muito, mas também não sei se esse capítulo ficou tão bom assim.

Confesso que não foi tão fácil escrever esse capítulo do Jungkook. Por isso, peço desculpa se não ficou do seu gosto. É difícil arrumar diálogo com alguém que tem medo de garotas kkkk

A apresentação das selecionadas finalmente acabou. Espero que tenha gostado e a história vai realmente começar! Demorou muito, mas estou feliz por finalmente ter chegado nesse ponto e não ter desistido. Estou muito grata aos leitores que me acompanharam até aqui e que não desistiram de mim! Muito obrigada, de coração <3

Não quero deixar muito comprido, então vou deixar por aqui.

Até a próxima!

Annyeong~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...