História A Semideusa: Em busca do perdão da deusa - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 45
Palavras 1.569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


Capitulo postado, espero que gostem, leiam as notas finais

Capítulo 11 - Uma guerra de água acontece


Chego na casa grande com Noah e Manu logo atrás de mim, entramos e todos já estavam ali, me sento em uma poltrona e Quíron começa a falar

Quíron: Como todos vocês sabem Juliana irá partir em uma missão em busca do perdão de Atena, a profecia diz que seis pessoas irão junto -ele começa-

Percy: Onde você está querendo chegar Quíron? -Percy pergunta confuso, menino lerdo-

Quíron: Sua irmã teve um sonho Percy e nesse sonho revelou quem seria as seis pessoas -ele olha todos- Vocês irão na missão com ela? -pergunta direto-

Léo: Claro, amamos sair em missão, ainda mais sabemos que um vai morrer -ele diz irônico e todos lhe encaram o repreendendo, acabo me irritando, não estou em meus melhores dias-

-Olhe aqui, não estou obrigando ninguém a ir, por mim iria sozinha hoje mesmo e se fosse de morrer eu morreria mas não, essa maldita profecia diz que tenho de levar seis pessoas, então se não quiser ir não vá só não fale merda -eu digo irritada e bato a mão com força na mesa fazendo um alto barulho, todos me olham de olhos arregalados-

Léo: Calma aê, é só uma brincadeira -eu volto a me sentar já que tinha levantado-

Quíron: Bom vocês irão? -Quíron pergunta cortando o clima tenso que estava naquela sala-

Percy: Eu vou, não irei deixar minha irmã sozinha -Percy é o primeiro a falar-

Noah: Eu também vou, não deixarei Lia

Manu: Eu também vou

Annie: Eu irei

Nico: Mas é claro

Léo: Também vou

Quíron: Perfeito, vocês irão sair amanhã de manhã, todos na árvore de Thalia, Argos irá os levar até a cidade -todos assentimos- Estão liberados -nos levantamos e saímos da casa, todos conversavam a respeito da missão, nada digo apenas saio dali indo em direção a meu chalé, quando chego me deito em minha cama, escuto a porta ser aberta e logo em seguida fechada mas nem olho, sinto uma presença ao meu lado e logo em seguida um cheiro maravilhoso de maresia, olho para cima vendo Percy parado, me sento na cama e ele se senta ao meu lado-

-Me desculpe -eu peço baixo e ele me encara confuso-

Percy: Pelo o que?

-Estou lhe colocando em uma missão na qual um não irá voltar vivo -digo e ele suspira-

Percy: Eu iria com você do mesmo jeito, se eu não estivesse entre os sete iria ser o oitavo pois iria de qualquer jeito com você -ele diz e eu por impulso o abraço, ele afaga meus cabelos-

-Obrigado por tudo Percy, você está sendo muito legal comigo -eu digo, minha voz sai abafada-

Percy: Somos irmãos agora, eu vou estar sempre ao seu lado -eu sorrio e continuamos abraçados, ficamos em silêncio durante alguns minutos-

-Percy, eu soube que você já foi para várias missões -eu olho para cima e vejo ele assentir- Poderia me contar algumas? -peço envergonhada, sinto minhas bochechas esquentar, ele sorri-

Percy: Você é muito fofa -ele diz rindo e eu escondo meu rosto na curva de seu pescoço mais envergonhada ainda- Vou lhe dar um apelido -ele diz, ergo meu olhar e vejo ele sorrindo- Que tal... -ele fingi pensar- Anã -eu fecho a cara- Que foi? Você é muito baixinha -ele diz rindo-

-Não sou não, sou muito alta -eu digo e ele me encara divertido-

Percy: Sei -ele ri- Bom vou pensar em outro...Peixe morto? -ele me olha, seus olhos carregavam um brilho brincalhão-

-Não se esqueça que sou sua irmã seu idiota -eu digo e ele ri, acabo rindo também-

Percy: Outro então? -eu assinto- Que tal Vossa majestade marinha -eu gargalho-

-Que horror -ele também ri-

Percy: Nana? -eu o encaro-

-Gostei -eu digo e ele sorri- Agora é minha vez de lhe dar um apelido -eu digo sorrindo de orelha a orelha- Poste -eu digo e ele nega rindo- Lesado? -ele fecha a cara e eu gargalho-

Percy: Não gostei -ele faz bico e eu gargalho mais ainda-

-Principe das águas? -ele faz careta-

Percy: Por Poseidon -eu dou risada, coloco o dedo indicador na bochecha pensando-

-Menino-do-mar? -ele me olha sorrindo-

Percy: Gostei desse -eu sorrio-

-Eu sei, sou demais, sou muito criativa -eu digo e ele gargalha-

Percy: Criativa nada o primeiro foi poste -eu também rio-

-Não me julgue, se você ficar parado sem se mexer podem te confundir com um -eu digo e nós dois gargalhamos-

Percy: Nada a ver, você que é baixa de mais -ele diz bagunçando meus cabelos, rimos mais ainda-

E assim continuamos, em meio a brincadeiras e risadas...

(...)

Abro os olhos com a claridade do sol batendo em meu rosto, viro de lado e acabo caindo no chão

-Mas que droga! -eu digo irritada me levantando do chão, olho no relógio que tinha na parede do quarto e já era 06:30, vamos sair as 08:00, decido ir tomar um banho e me arrumar, entro no banheiro e fecho a porta, tiro minha roupa e ligo o chuveiro, faço minha higiene matinal e entro em baixo da água morna-

(...)

Saio do banheiro vestida em um short de pano e uma regata, olho para Percy que ainda dormia de boca aberta, começo a rir, parecia que instalaram uma cachoeira em sua boca pois ele não parava de babar, quando minha crise de riso acaba decido o acordar

-Percy -eu o chamo e nada- Menino-do-mar? -nada- Percy? -nada- PERSEU -eu grito e a unica coisa que ele fez foi virar para o outro lado, tenho uma ideia, vou testar meus poderes, vou até o banheiro e encho um balde, o levo para o quarto com um pouco de dificuldade por ele estar cheio mas consigo, quando chego me concentro na água e ela começa a subir, faço ir para frente até parar em cima dele, estralo os dedos e a água cai o molhando todo, o mesmo se assusta e da um pulo caindo da cama, começo a rir como uma foca engasgada-

Percy: Você não fez issodiz me olhando com uma cara de assassino e assim começamos uma guerra de água, a porta é aberta e por ela passa Annabeth-

Annie: Bom di... -ela é interrompida por uma bola de água que acaba pegando em seu rosto, eu e ele paramos de olhos arregalados, o chalé estava todo molhado- O que está acontecendo aqui -pergunta brava-

-Ele/ela começou -eu e ele falamos junto apontando um para o outro-

Annie: Não quero saber quem começou, vocês vão secar isso -diz mandona, nós dois apenas assentimos, me concentro e a água do chão começa a levitar, Percy faz o mesmo e juntos levamos todo o liquido para fora do chalé o deixando completamente seco, Annabeth suspira- As vezes me esqueço que vocês são filhos de Poseidon -ela diz negado com a cabeça, eu e Percy nos encaramos e rimos, eu estava encharcada e ele também- Vão se arrumar

-Vou ter de tomar outro banho

Percy: Nem vem, eu vou tomar banho agora -ele diz e eu o encaro-

-Nem pensar -e com essas palavras eu saio correndo para o banheiro, consigo chegar antes dele e trancar a porta já que estava mais perto da porta, escuto Annabeth rir, tiro minha roupa e vou tomar outro banho-

(...)

Desligo o chuveiro e vou me secar, lembro que não peguei nenhuma roupa, bufo, me enrolo na toalha e vou até a porta a abrindo um pouco e colocando apenas minha cabeça para fora, vejo que Percy não está

-Cade o menino-do-mar? -eu pergunto e Annabeth me olha confusa-

Annie: Menino-do-mar?

-É Percy -ela sorri-

Annie: Ele foi tomar café, disse que daqui a pouco voltaria -eu assinto, vou até minha mochila para escolher uma roupa, hoje estava calor e como não iria ficar no acampamento decido colocar uma blusa preta, um short jeans branco curto, uma blusa xadrez na cintura e um tênis preto *roupa na notas finais*, vou para o banheiro e me visto, volto para o quarto e penteio meus cabelos, eles estavam molhados, tive de lavar para não ficar com cheiro de cachorro molhado, Annabeth me olha sorrindo-

-O que foi? Está feio? -pergunto olhando para minha própria roupa-

Annie: Não nada disso pelo contrário, você está linda Lia -ela diz e eu sorrio envergonhada-

-Obrigada

Annie: Então já arrumou sua mochila? -pergunta e eu assinto, ontem a noite eu tinha arrumado, Percy tinha me ajudado- Então vamos para o pavilhão? -eu apenas assinto, deixo meus cabelos solto mesmo, saímos do chalé-

-Annabeth -eu a chamo e ela me encara-

Annie: Annie, me chame de Annie -eu assinto

-Annie -ela sorri- irei um pouco na praia

Annie: Não irá tomar café? -pergunta-

-Eu tomo daqui a pouco -ela assente- Nos vemos na árvore de Thalia -saio dali indo rumo a praia, quando chego lá tiro os tênis e os pego na mão, ando e me sento na areia, fico olhando para o mar a minha frente durante alguns minutos, sinto uma presença sendo seguida por um maravilhoso cheiro marinho, olho para o lado encontrando um homem, ele tinha cabelos pretos e olhos verde-mar, usava uma camisa havaiana, short e chinelos, na cabeça carregava um boné de pescador, ele estava olhando para o mar com um leve sorriso, era muito parecido comigo, até mesmo os traços assim como Percy, me afasto um pouco- Quem é você? -eu pergunto olhando para o homem na minha frente


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...