História A Sereia e o Pirata - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathanaël, Nino, Nooroo, Plagg, Tikki
Tags Adrien, Adrinette, Marinette, Miraculous, Pirata, Romance, Sereia
Visualizações 80
Palavras 894
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Misticismo, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - CANÇÃO DE SEREIA


Fanfic / Fanfiction A Sereia e o Pirata - Capítulo 20 - CANÇÃO DE SEREIA

Marinette -on-

Encerramos a apresentação. Ficamos conversando um pouco e comento mingau, até todos finalmente irem dormir, menos eu. Sorte que tinha praticado um pouco na escrita, e daria o meu melhor para colocar todas as informações naquele pedacinho de papel. Quando terminei de escrever, chamei Tikki.

-Tikki, preciso que faça um grande favor para mim.

-Diga, Lady.-Quando ela disse isso imediatamente lembrei de Adrien, e que provavelmente estava fazendo algo imprudente, engoli o choro de saudade e disse.

-Preciso que entregue isso a qualquer um dos três: Alya, Nino ou Adrien. Quem encontrar primeiro. Não sei onde estão, afinal é por isso que estamos viajando, mas pode começar pela capital, foi aonde os vi pela ultima vez.

-Você sabe que não posso recusar um pedido seu, mas vou cobrar depois.

-Estou contando com isso! -Sorri, ela era uma amiga incomparável, mas também era uma pássara.

Me despedi de Tikki. Como já era noite e todos da companhia estavam dormindo decido ir para o mar, Plagg me acompanhou.

-O que achou do show?-Puxei assusto com o gato.

-Não vi, estava dormindo até que me puxaram, e de repente as pessoas olhavam e aplaudiram.

-Desculpa por isso, você foi uma sensação. Mas então não viu nada?

-Vi sua dança, você é muito boa, pelo menos para mim, afinal sou um gato não um especialista.

-Mesmo assim, obrigada Plagg.- Eu sorri olhando para ele.

Chegamos a praia, tirei minhas roupas e entrei na água, sentei a beira do mar e esperei minha cauda aparecer, Plagg se deitou em uma pedra próxima. Olhei para o céu ele estava bem estrelado, da última vez que o céu estava assim, eu fui capturada, me lembrei de tudo que aconteceu e me perguntei o que ainda iria acontecer.

-Sabe eu sinto saudades, da caravela, das pessoas, dos marujos, da cozinha, de Nino, Alya e Adrien.

-Eu também sinto. -Ele ergueu a cabeça e olhou para as estrelas.

Ficamos em silêncio o resto do tempo, quando comecei a ficar cansada decidi voltar para carruagem. Sai do mar, minhas pernas voltaram, tive que pegar Plagg, esse gato só dorme. Quando chegamos na carruagem, fui para minha cama, colocando o gato na minha barriga e o acariciando até pegar no sono.

Acordei com o barulho do comercio, vi Rose costurando sua roupa.

-Bom dia.

-Bom dia Mari, você foi muito boa ontem.

-*Sorriso amigável* Obrigada. Mas eu fiquei impressionada com todos vocês.

-Obrigada. Ah! Mylène estava te chamando, ela esta la fora.

  Mylène, só queria que fizesse compras na cidade, o que achei estranho no começo, já que era acostumada a roubar. Ficamos naquela cidade por mais dois dias, e mais dois dias viajando. Mais uma cidade, mais um show, isso significa outro vestido!! Dessa vez ele era completamente vermelho de bolinhas pretas, realmente um Ladybug. E dessa vez a música seria mais aminada (Multimídia).

Quando sai para ensaiar a dança Tikki aparece pousando no meu ombro.

-TIKKI!- Acariciei ela com a mão.- Que bom que está de volta, antes de tudo você precisa descansar, coloquei ela no meu travesseiro, vi que em sua pata estava amarrado um pedacinho de papel. Eu peguei e abri.

Como faço para livrar alguém desse controle?

Estava apenas escrito isso, por sorte reconheci a letra, era Adrien, que bom que chegou nas mãos certas. Agora qual era a canção...

A superfície guarda um grande perigo

"Apenas borboletas negras"  falam, pobres coitados

São Akumas

Devoradores de corações partidos

Capazes de trazer mais sofrimento aos corações

Manipuladores de sentimentos é o que são

Cuidado! Sereia

Só o desejo de alguém pode controla-los

Essa é a primeira parte.....A segunda.

Um coração partido não se restaura fácil

Purifique o coração, e o Akuma sairá

Faça-o ouvir

Atravesse o coração petrificado pela dor

Arrependa-se da dor que causou

E a manipulação cessará

Pequei novamente um pedaço de papel e escrevi.

Aquele que quebrou o coração deve se arrepender, e tem mais deve-se estar a sós com essa pessoa, interferências não são boas. Atravesse o coração com palavras, tirando o Akuma.

Quando terminei de escrever, vi Tikki, caída de sono, decidi deixar um potinho de água e pedaços de cookies, que sabia que ela gostava, fui terminar meu vestido.

-Quebra de Tempo-

Aplausos, eu ouvia, tinha acabado minha apresentação, reverenciei a todos, e fui para meu quarto.

-Tikki!! Que bom que acordou!!

-Oi Mari, obrigada pelos cookies, eu encontrei, Nino, e dei o bilhete para ele, mas foi Adrien quem me entregou outro bilhete.

-Eu sei, muito obrigada Tikki, mas eu preciso que faça isso de novo.

-Mas Mari, eles estão na capital, você não precisa mais...

-Preciso Tikki, surgiu algo que preciso encontrar. -Fechei os olhos e depois olhei para baixo, respirei fundo.-Preciso encontrar uma sereia. Akumas estão sendo controlados.-Já tinha contado a ela sobre essas "borboletas".

-Entendi... Imagino que tem outro bilhete.

-Sim tenho.-Sorri.-Mas descanse antes de leva-lo

-MARI!!

-Juleka está me chamando, eu já volto Tikki.

Ela me chamou para que eu pudesse cumprimentar meus fãs, apertavam minha mãe, alguns perguntava se era solteira, outros me parabenizavam e dizia que minha dança era linda, uma menininha me entregou uma flor e disse que era linda. Eu adorei aquilo, não pela fama, mas pelos olharem felizes que recebi, me lembrando dos roubos. Quando voltei para o quarto Tikki não estava.

Agora minha missão era encontrar aquele que está controlando os Akumas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...