História A sereia e o Tritão e junto os peixes - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Nash Grier
Tags Celebridades, Drama, Reviravoltas, Romance
Exibições 42
Palavras 388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


as coisas sombrias começam a voltar e o passado tmb

Capítulo 2 - As coisas não são tão simples assim


Fanfic / Fanfiction A sereia e o Tritão e junto os peixes - Capítulo 2 - As coisas não são tão simples assim

Larry; sente-se Avril . ( sente-me e fiquei pensando no que estava acontecendo )

Larry: fico muito triste em te falar isso mais tenho que te demitir . 

Eu : Pera´ o que vc disse ? ( foi tomada pela raiva e confusão )

Larry; temos de cortar os gastos . estamos em crise 

Eu : então pq a Carina foi promovida á gerente ? me esplica isso 

larry: eu....ela.....

Eu: pq ela chupou suas bolas e eu não ?Pq vc não consegui transar cmg ?

Larry ficou em silencio e começou a ficar varmelho .

Saltei por cima da mesa e pequei o envelope contendo 6 meses do meu salario pequei e sai por-fora sem dizer uma palavra . larry deve ter gritado algo mais não ouvi . Atravesei a rua chorando e foi ao parque onde avia alguns garotos andando de skate . eles zoaram de mim quando pedi para andar , mais aceitaram ficaram um tanto apavorados quando me viram andando e fazendo as manobras bem melhor do que eles estavam tentando fazer , joquei o skate no garoto e foi ate um lado bem afastado do parque lá no fundo avia um balanço apodrecido e com o acento rachado , sente no balanço e balancei o mais forte possivel então as lagrimas de puro dessespero começaram á escorer pelo meu rosto.   Voltei para o meu apartamento e desabei no tapete , duda me acordou e eu contei tudo á ela .

Duda: vc n tem que chorar por causa daquele idiota , ele só ta assim pq aquelas vadias são oferecidas e vc não . 

Eu: duda vc n intendi eu acabei de perder o emprego pq eu n quis transar com o meu chefe isso é super injusto 

Duda: vc arruma coisa bem melhor que ficar servindo bolinhos pra tarados 

Eu: seu otimismo me ofende ( teve algo de reconfortante naquilo e eu me senti bem com isso )

Passamos a noite inteira conversando e assistindo netflix e falando dos boys que nunca iriamos pegar . Fomos dormir tarde mais ela consegui-o  dormir a noite eu n sabia o que era aquilo fazia tempo . os pesadelos começaram e cada vez se tornavam pior , eu tentava torna-lo um sonho bom com doces e dias insolarados mais sempre voltava á ser  pesadelo .

 

 

 

 


Notas Finais


se a Drew parar de incomdar tera a parte 3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...