História A Series Of Coincidences (That Brought Us Together) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor Não Correspondido, Angst, Aparições Do Got7, Aparições Do Monsta X, Bts, Fluff, One Sided Jikook, One Sided Namjin, Slow Build, Smut, Yoonmin
Exibições 157
Palavras 1.542
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Your Simile Is Sweet (But You Move Your Body Like A Sin)


-Jimin-

 

- Perfeito! – Sussurrou Jeongguk, o flash da câmera disparando freneticamente, pétalas cor-de-rosa flutuando ao meu redor.

Depois disso o ensaio foi mais fácil, quando eu começava a ficar nervoso eu procurava pelo olhar do Yoongi e me acalmava, eu não sei explicar o motivo exato, mas ele me acalmava, eu me sentia mais seguro perto da presença dele e de repente o olhar do Jeongguk não parecia mais tão penetrante e eu não sentia mais como se estivesse fazendo tudo errado, o meu riso vinha mais fácil.

Quando acabamos as minhas fotos foi a vez de Seokjin, mas Tae teve que desmontar o cenário e montar outro, porque ele ia fazer Vaidade primeiro.

- Vamos Chim, mais uma rodada de tinta, Hobi hyung já tá pronto, assim que o Jin hyung terminar as fotos da Vaidade ele já vai fazer Ira.

Fui em direção à penteadeira com as tintas e assisti Taehyung tirar o tecido claro da parede e do divã, substituindo por cores mais escuras e fortes, logo em seguida buscando com Jeongguk um carrinho de compras com vários espelhos de formatos diferentes, mas molduras semelhantes, todas douradas e de aparência clássica, como as molduras que você veria ao redor de uma pintura renascentista. O teto do estúdio tinha vários canos de metal feitos para pendurar o cenário e foram nesses canos que eles prenderam os espelhos com fios de nylon para que na foto eles parecessem estar flutuando.

Jin exalava confiança, ele também era muito bonito, o que com certeza ajudava no papel dele, mas Seokjin tinha um algo a mais, um brilho nos olhos de quem sabia que era a pessoa mais bonita que você veria na vida, de que sabia que os lábios cheios e ombros largos somados à simetria do rosto dele faziam estátuas de mármore chorarem de inveja. Esse conceito era perfeito para ele.

- Ele é incrível né? – Perguntou Hoseok hyung ao meu lado enquanto terminava de ajustar seu figurino, um terno preto artisticamente rasgado que na junção dos ombros com as mangas, bem nas pontas, se tornava um vermelho sangue.

- Meu irmão é um pé no saco, mas é um pé no saco bonito e que sabe que é bonito e usa isso ao seu favor numa base diária. – Tae respondeu enquanto decorava a pele do Hoseok com machucados falsos, uma sombra escura e esfumada complementando o visual da Ira.

- Espero que eu consiga fazer Luxúria tão bem quanto.

- Você tá brincando comigo né?

- Chim, você já se viu dançando? Eu juro, quando você dançou “Own It” mês passado naquela apresentação Namjoon hyung quase virou hétero.

- Yah Jimin, eu lembro de você dançando na festa do Changkyung, você sabe ser sexy.

Corei abaixando o rosto enquanto os dois riam. Era diferente. É diferente ser sexy enquanto você esta se apresentando num palco com adrenalina se alastrando pelas suas veias como fogo selvagem, é diferente ser sexy numa festa, onde as luzes impedem qualquer um de ver o seu rosto claramente e você só se preocupa em seguir a batia onde ela te mandar ir. Ser sexy enquanto a pessoa que você gosta te observa cuidadosamente através de lentes é muito mais difícil, principalmente sem álcool, ou musica, ou adrenalina.

- É diferente. – Disse simplesmente dando de ombros.

Em pouco tempo Vaidade tinha dado lugar à Ira, os olhos ferozes de Hoseok acentuados pela sombra esfumada e os tecidos roxos que foram usados de fundo nas fotos do Jin haviam sido substituídos por vermelhos, além de os espelhos terem sido tirados também. Mas cedo demais já era minha vez de novo, as lentes cinzas que Taehyung insistiu que eu usasse incomodavam os meus olhos e a gargantilha de couro apertava o meu pescoço.

- Wow. – Disse Yoongi quando eu me aproximei do cenário.

- Um pouco de mais?

- N-não. – Ele tossiu. – Você... Ta... É. – Yoongi se embolou com as palavras mas em seguida ele tossiu e recuperou a compostura. – Você ficou bem. Encaixou no conceito. – E com isso ele se virou e se posicionou perto de Jeongguk.

Engoli em seco. Era hora do show.

-o-

No início foi quase tão difícil quanto foi nas primeiras fotos, mas aos poucos eu consegui relaxar um pouco, os olhos do Yoongi acompanhando meus movimentos ajudando a me manter de certa forma ancorado, era incrível a forma como ele conseguia me passar confiança sem fazer muito. Eu ainda sentia um frio na barriga, mas as borboletas que antes pareciam bater as asas freneticamente no meu estomago agora pareciam apenas voar, elas ainda estavam presentes, mas elas estavam mais calmas, a presença do Yoongi parecendo apaziguá-las.

Alguns cliques depois a voz de Taehyung soou no estúdio.

- Os ângulos estão bons. As poses estão boas, mas ele não ta na vibe sabe? Eu sei que ele consegue fazer mil vezes melhor que isso.

- Talvez se a gente por uma música? – Jeongguk abaixou a câmera, olhos castanhos me fitando. – Jimin hyung, e se você dançar ao invés de posar? Acho que vai dar mais certo. – A conversa anterior com Taehyung e Hoseok ecoando na minha cabeça.

- Okay. É. Dançar. Posso fazer isso.

Quando a música começou a tocar fechei os olhos e me imaginei de volta na festa, o cheiro de fumaça e suor, a batida me levando sem a minha permissão e visualizei olhos me fitando do outro lado da pista de dança, eu quase conseguia sentir. Deixei a música me engolir e dancei imaginando olhos em cima de mim.

 

-Yoongi-

 

Okay. De quem foi a ideia de colocar aquela droga daquela gargantilha no Jimin? Tive que segurar o palavrão que ameaçou sair por entre meus dentes quando eu vi ele indo em direção ao cenário.

Onde caralhos foi parar o Jimin fofinho e inocente que usava blusas com mangas longas de mais que cobriam praticamente metade das mãos dele? Cadê o Jimin que sorri como uma criança que ganhou o melhor presente de natal do mundo?

Na minha frente estava um Jimin usando uma gargantilha de couro, com olhos esfumados e uma camisa de botões aberta até a metade exibindo aquelas malditas clavículas e o corpo moldado pela dança. Mas depois de alguns segundos ficou claro que debaixo de toda aquela maquiagem e roupas provocantes o Jimin ainda não estava cem por cento confortável, apesar de eu conseguir ver a tensão saindo um pouco dos ombros dele quando nossos olhos se encontravam.

- Os ângulos estão bons. – Apontou Taehyung. – As poses estão boas, mas ele não ta na vibe sabe? Eu sei que ele consegue fazer mil vezes melhor que isso.

- Talvez se a gente por uma música? – Jeongguk abaixou a câmera. – Jimin hyung, e se você dançar ao invés de posar? Acho que vai dar mais certo.

- Okay. É. Dançar. Posso fazer isso.

Ele saiu do cenário e tirou de dentro de uma mochila no canto da sala uma caixa de som, em seguida colocando-a na mesa que ficava perto dos refletores e ligando o bluetooth.

- Coloca The Weeknd! – Hoseok gritou animado.

Jimin acenou positivamente e Earned It começou a sair dos alto-falantes. Quando voltou ao centro dos refletores ele fechou os olhos respirando fundo, nos primeiros segundos ele simplesmente fechou os olhos, sentindo a música, mas então os quadris dele começaram a balançar e a mágica aconteceu.

Ele pareceu isolar todo o exterior dançando de olhos fechados, os movimentos fluidos, girando suavemente e ondulando o corpo no ritmo da música, ele parecia ter quase um magnetismo próprio, a beleza dos movimentos exigindo sua atenção.

Até que Earned It acabou e uma versão mais lenta de Crazy In Love começou a tocar, nesse momento ele abriu levemente os olhos e jogou a cabeça para trás exibindo o pescoço, os lábios entreabertos e a respiração levemente descompassada. O flash disparou, Jeongguk se movendo o mais rápido possível para capturar todos os ângulos possíveis, até que Jimin direcionou seu olhar diretamente para a câmera.

- Caralho Jimin. – Ele sussurrou. – Eu juro essas fotos tão muito boas. Se eu não ganhar nota máxima eu vou fazer a srta. Kim engolir elas.

Os cantos dos lábios do Jimin se levantaram suavemente e então ele olhou diretamente para mim.

Caralho.

Eu juro, Park Jimin naquele momento estava testando as minhas forças.

Eu engoli em seco mas encarei de volta, se Park Jimin queria brincar eu também iria e eu senti um gostinho de vitória quando os olhos dele foram em direção aos meus lábios assim que eu passei a língua neles. Depois disso deixei meus olhos passarem descaradamente pelas clavículas expostas descendo pelos botões da camisa escura e me permitindo gastar uns segundos a mais analisando a forma que a calça social abraçava as coxas dele.

Mas a atmosfera se desfez assim que Kim Taehyung começou a gritar feito uma banshee dizendo que as fotos tinham ficado perfeitas e que ele estava “orgulhoso do ChimChim dele”. Revirei os olhos tentando conter a frustração, mas minha irritação não durou muito porque logo Jimin estava sorrindo, desfazendo a máscara de Luxúria e eu não tinha a capacidade de não me sentir contagiado pela alegria dele.

Jimin tinha esse efeito nas pessoas, ele aquecia elas com um sorriso como se fosse o próprio sol.


Notas Finais


Oláááá! Primeiramente eu queria agradecer todos os comentários que eu no último capítulo, tanto aqui quanto nos outros sites que eu posto, sério, rolaram até umas lágrimas, vocês são as pessoas mais amorzinho do mundo e eu quero guardar vocês todos em potinhos <3
E para aqueles que favoritaram mas não comentaram por qualquer motivo, vocês também tem um lugarzinho no meu coração <3
É uma sensação muito boa ver uma obra a qual você se dedicou recebendo tanto apoio e carinho, então sério, muito obrigada, do fundinho do meu coração <3
E em segundo lugar, esse capítulo foi um pouco tricky de escrever, eu acho que talvez tenha ficado um pouquinho confuso na hora que eu mudei o ponto de vista do Jimin para o do Yoongi porque a cena se sobrepõe, mas eu senti uma certa necessidade de fazer isso para conseguir retratar a cena da forma que eu imaginava, e sem essa sobreposição parecia muito corrido e estava me incomodando profundamente (apesar de eu ainda achar que ficou um pouco corrido).
Mas de qualquer forma, espero que tenham gostado do capítulo! Esse a princípio foi o final da sessão de fotos, no próximo capítulo eu pretendo dar uma atençãozinha aos personagens secundários porque eu acho que negligenciei eles um pouco hahaha
Enfim, obrigada por comentarem e acompanharem a história e até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...