História A Simple Betting (Uma Simples Aposta) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 27
Palavras 1.876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi, Boa leitura <3

Capítulo 29 - Eu poderia ser


Fanfic / Fanfiction A Simple Betting (Uma Simples Aposta) - Capítulo 29 - Eu poderia ser

(Elena)

-Eu tô bem! Foi só um chute!-disse e ele me levou para o sofá.

-Tem certeza?-disse Willian e assenti

-Vamos para o hospital!-disse Louis

-Que? Não! Não precisa eu tô bem pai, é serio! Eu estou cansada demais pra ir para algum lugar!-disse apoiando minha cabeça no sofá entrando me virar para olha-los.

-Não faça movimentos dessa forma!-disse Louis e ri.

-Vocês são piores que o Leon!-disse rindo.

-É a sua saúde a dos bebês que importa agora! Claro que eu vou me preocupar, por mais que eu seja novo para ser avô, mas... Eu quero vê-los bem, certo?-disse ele

-Certo!-disse sorrindo.

-É melhor eu ir para o quarto! Boa tarde pra vocês!-disse me levantando.

-Eu te acompanho...!-disse Willian sorri

-Não Eu vou com ela!-disse Camy abrindo a porta de forma “não normal”.

-Se a sua filha quebrar essa porta novamente, você vai pagar o concerto dessa vez!-disse Louis e rimos.

-Desculpa tio!-disse Camy sorrindo pra mim em seguida.

-Você está pesada!-disse ela após subirmos as escadas.

-Como é que é?-disse

-Brincadeirinha! Mas é que... Você está muito fofa assim, olha só! Tá até mais jovem!-disse ela abrindo a porta do quarto.

-Obrigada, e então como foi à aula?-disse me sentando a vendo ajeitar o travesseiro pra mim.

-Foi um tédio total até que tocou o sinal do intervalo!-disse ela fazendo seu suspense.

-O que houve no intervalo que despertou seu interesse?-disse

-Sabe o Rafael?-disse ela

-O professor?!-disse e ela assentiu.

-Ele me perguntava todos os dias por você, daí eu disse que você estava noiva!-disse ela

-E ele?-disse me ajeitando com cuidado.

-Ele ficou surpreso e me pareceu nervoso de alguma forma, e ele faltaram por quase três semanas. Ele amava você Ellie!-disse ela

-Não sei ao certo se isso é bom ou ruim!-disse

-Também não sei, mas enfim! Ele voltou e pediu demissão!-disse ela

-Sério? Mas por quê?-disse

-Tá na cara o porquê Ellie!-disse ela me encarando.

-Você está me dizendo que ele só ensinava lá por minha causa?-disse

-Também!-disse ela

-Também? Camy fala logo tudo, eu não posso ficar ansiosa! Diz logo!-disse e ela riu

-Boatos dizem que ele assediou uma CDF na sala dos professores! E depois disso e do que eu disse sobre você ele pediu demissão, eu não sei ao certo, mas eu acho mais provável ser por causa do que eu disse sobre você estar noiva!-disse ela

-Imagina se ele soubesse que estou gravida de sete meses?!-disse e rimos meio alto.

-Ele iria desmaiar!-disse Camy

-Achei que tivesse me esquecido após todo esse tempo!-disse Camy

-Você é louca? Como eu poderia esquecer você? Minha amiga/prima?!-disse e ela sorriu

-Mas eu via você com a tal de Melanie!-disse ela

-Ciúmes?-disse e ela riu

-Não! Eu não sinto ciúmes!-disse ela e assenti.

-Sei... Vem cá sua feia!-disse e ela riu se aproximando e a abracei.

-Ellie! Isso... Foram eles?-disse ela meio eufórica e abri meus olhos sentindo a dor do chute passar aos poucos.

-Sim!-disse sorrindo.

-Deve doer muito não é?-disse ela e assenti.

-Eles estão muito agitados ultimamente, eu não sei por quê!-disse

-Falta do pai!-disse ela

-Que? Não tem nada a ver!-disse e ela me olhou seriamente

-Tem tudo a ver, ele conversava com eles?-disse ela e assenti

-Viu! Eles sentem falta da voz dele, eles podem estar ai dentro ainda, mas eles conseguem identificar o som das pessoas que estão do lado de fora, já faz um mês Ellie que eles não escutam o pai!-disse ela e assenti.

-Você tem razão, mas ele deve estar ocupado com outras coisas agora! E eu não vou chegar lá, na cara de pau, sem saber se ele vai querer me receber!-disse

-Claro que ele vai querer te receber! Ele ama você Ellie!-disse ela

-Eu sei disso, mas é que... Ah Eu estou cansada!-disse

-ok, eu vou sair agora, volto mais tarde!-disse ela sorrindo e sorri.

Será que ela tem razão? Ele ainda me ama? Eu o amo mil vezes mais, mas e ele? Ainda sente o mesmo?

-Eu sinta falta dele também, eu entendo vocês!-disse sorrindo e alisando minha barriga. Acabei por dormir (mais que o necessário).

-Vamos! Acorda! Você já dormiu demais! Vamos sair!-disse Camy (disse não, ela gritou).

-Não faz isso! Mais que merda! Eu estou com sono!-disse e ela me olhou com olhar de reprovação.

-Eu saí ontem sozinha, você me deixou na mão, vim aqui e você estava feito uma pedra na cama, e já são 07h00min da noite! Vamos sair, eu sinto falta de quando saíamos juntas! Vamos!-disse ela

-Você é incrível!-disse me levantando e ela sorriu.

-Vai arranjar logo... Logo um novo pretendente desse jeito!-disse ela olhando para o meu vestido.

-Sério? Está muito curto?-disse e ela riu.

-Não, está bom! Vamos!-disse ela e assenti saindo do quarto.

-Aonde vão?-disse Louis e Willian ao mesmo tempo.

-Vamos sair!-dissemos juntas também e rimos.

-Tem certeza? E se você passar mal?-disse Louis.

-Pai, eu estou bem, eles estão cooperando comigo hoje!-disse sorrindo e beijando sua bochecha.

-Ok, cuidado!-disse ele

-pai!-disse e ele bufou o encarei fofamente e ele assentiu, sorri e acenamos um tchau. Finalmente nenhum segurança!

(Meia Hora depois)

Conversamos como duas adolescentes de 15 anos, rimos das pessoas que passavam do lado de fora do restaurante, recebemos olhares "raivosos" de clientes daqui, saímos e fomos para um café.

-Ele ainda ama você, essa é a verdade!-disse Camy, insistindo na mesma conversa.

-Eu não vou lá, ele não vai querer me receber!-disse e ela bufou

-Novela mexicana!-disse ela e ri. Entramos no café e todos me olham (me esqueci com quem estava noiva).

-Elena?-ouvi uma voz familiar dizer atrás de mim adentrando ao local também.

-É o Rafael!-disse Camy baixinho para mim, sorri pra ela e me virei.

-Oi!-disse e ele sorriu desmanchando o mesmo ao olhar pra minha barriga deixando visível seu espanto.

-Você está gravida?-disse ele

-Sim, isso é ruim?-disse

-Que? Não, é claro que não!-disse ele sorrindo.

-Vai se sentar conosco?-disse sorrindo

-Sim!-disse ele e assenti andando na frente junto de Camy que não para de sorrir.

-Então... Soube que não está mais ensinando!-disse e Camy beliscou minha perna me fazendo sorrir pra ela que a belisquei de volta.

-Ah, sim, eu não estava mais com saco para aturar aqueles alunos, não se ofenda Camila!-disse ele sorrindo

-Não, eu não me ofendi!-disse ela sorrindo.

-Ah!-disse tomando meu Milk-shake e encarando os dois que sorriem forçadamente um para o outro. Camila passou a odiá-lo após o que ocorreu com a garota e pelo o que acontecia antes entre nós três na escola.

-Então, onde está o seu noivo? Ou melhor, marido?-disse ele sorrindo

-Deve estar bem!-disse sorrindo

-Vocês se separaram?-disse ele

-Sim!-disse sorrindo

-Eu vou ao banheiro! Fazer o numero um!-disse ela olhando para Rafael que toma seu suco exatamente agora.

-Volta já, Ellie!-disse ela saindo e assenti.

-Me desculpe, por ela!-disse sorrindo

-Tudo bem! Mas então... Está de quantos meses?-disse ele

-7!-disse sorrindo

-Sério? Mas ela não está muito grandinha para ter só sete?-disse ele e sorri

-São dois!-disse sorrindo

-Ah! Gêmeos! Que bom!-disse ele

-Não, eles são um casal, mas não são gêmeos!-disse sorrindo

-Não consigo acreditar que ele foi tão covarde em deixar você assim, nesse estado!-disse ele e sorri assentindo.

-Você continua linda! Ficou mais linda ainda, na verdade!-disse ele sorrindo e sorri abaixando a cabeça.

-Obrigada!-disse sorrindo e ele saiu do se local para se sentar ao meu lado.

-O que há de errado com... –disse, mas ele começou a alisar meu rosto ainda com seu sorriso, ele me olha de forma estranha.

(Christian)

-Chegamos senhor!-disse Chris.

Não acredito nisso! E-Ela está com outro? O tal de Rafael? Como eu quero quebrar a cada dele. Ele está muito próximo dela e está tocando nela. Esse desgraçado está tocando na minha noiva, na minha mulher!

-Senhor?!-ouvi Chris dizer e desci do carro.

-Vamos para outro lugar!-disse e ele deu partida no carro.

Ela realmente me esqueceu, meus filhos não terão outro pai. Eu sou o pai deles.

Entrei em outro café pouco distante do local e me sentei ao lado da janela de vidro.

Eu não acredito que a perdi, eu perdi a única coisa que amo com todas as minhas forças. Eu a perdi, pra sempre?

-O que vai querer senhor?-disse a garçonete

-Tem uísque?-disse e ela assentiu.

-Me traga a garrafa e um copo, não me traga um copo pequeno!-disse e ela assentiu saindo do meu campo de visão rapidamente. Digamos que fui um pouco arrogante. Esperei alguns minutos e ela votou com o uísque, sorri e ela se retirou.

-Porque você faz isso comigo, Elena?-disse enquanto bebo o que havia colocado no copo.

(Elena)

-Não faça isso! O que você...!-disse me afastando dele

-O que foi?-disse ele

-Camy, vamos!-disse após ela parecer.

-Aqui!-disse deixando o dinheiro na mesa, saímos e ela ficou pasma.

-Não terminei o meu!-disse ela

-Ele é um louco!-disse e ela me olhou espantada!

-O que foi?-disse ela

-E-Ele ia me beijar!-disse quase gritando

-Que puto!-disse ela e assenti

-E ai?-disse ela

-Não, eu recuei e bom, viemos embora!-disse

-Então, vamos logo! Ele não desiste fácil!-disse ela e a olhei sem entender.

-Sobre a garota! Os boatos são verdadeiros, ele não descansou enquanto não a possuiu na sala dele!-disse ela e estou completamente chocada.

-O que foi?-disse ela

-Eu quero vomitar!-disse e ela sorriu.

-Aqui! Vomita aqui, por favor!-disse ela e ri.

-Vou pegar uns papeis aqui nesse café!-disse ela e assenti ficando encostada na parede tentando não cair. A cada dia fica mais difícil não vomitar sem quase desmaiar junto.

-Elena!-ouvi a voz de Rafael do meu lado.

-O que quer?-disse deslizando sobre a parede enquanto o vejo sorrir e se aproximar.

-Eu quero te pedir desculpas!-disse ele

-Ah, certo! Tchau!-disse sorrindo e saindo e ele segurou meu braço me fazendo cambalear para trás.

-me solta!-disse o olhando séria.

-Eu não consegui me conter...!-disse ele e continuo tentando em afastar dele.

-Não faça isso vai acabar se machucando e aos seus bebes também!-disse ele

-Então me solte!-disse

-Se eu te soltar você vai correr, eu só quero que entenda que eu amo você, e eu tenho certeza que sabe disso!-disse ele se aproximando de mim.

-É... Me solta! Agora!-disse puxando meu braço. Camy onde está você? Foi fazer o papel?

-Não se assuste eu não machuco aqueles que amo!-disse ele

-Me solta! Eu não amo você! Me solta agora!-gritei

-Me sol...!-gritei, mas ele tampou minha boca.

-Shh!-disse ele

-Eu poderia ser um ótimo pai para os seus filhos! Eu te amo, não serei como o seu noivo! Eu te prometo. Minha boneca!-disse ele. Boneca? É serio?

-Me solta, eu... Eu vou...!-disse sentindo minhas pernas ficarem bambas.

-Meus filhos só terão um pai, que sou eu!-ouvi a voz de... Leon? Senti certo alivio e um sorriso se formou por ouvir isso. Ele ainda ama os filhos, pelo menos!

-Ai!-disse após os seguranças dele, puxarem Rafael de perto de mim. Ele está distante de mim. Seus olhos ainda me deixam tímida, seu olhar é lindamente intimidante. Sorri para ele que me pareceu sorrir também.

-Ainda ama os nossos filhos? Fico feliz em saber se é verdade!-disse sorrindo o vendo se aproximar.

-Mais é Claro que amo nossos filhos!-disse ele e sorri

-E eu...!-disse ele, mas o ouvi gritar meu nome e tudo escurecer seguidamente.


Notas Finais


Desculpe os erros <3
Ass: Mah :)
Xoxo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...