História A sobrevivente - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Akagami No Shirayuki-hime, Akame Ga Kill, Amnésia, Angel Beats!, Ano Natsu De Matteru, Ao Haru Ride, Ao No Exorcist, Artes Marciais, Aventura, Bakemonogatari, Bakuman, Bishoujo, Bishounen, Black Bird, Black Bullet, Black Rock Shooter, Bleach, Blood Lad, Blood+, Blood-c, Boku Kara Kimi Ga Kienai, Boku Ni Natta Watashi, Brothers Conflict, Btooom!, Bungou Stray Dogs, Charlotte (anime 2015), Clannad, Colegial, Comedia, Cosplay Complex, Crossover, Dakara Boku Wa, Dance In The Vampire Bund, Dance With Devils, Danganronpa: The Animation, Deadman Wonderland, Death Note, Dengeki Daisy, Dgray-man, Diabolik Lovers, Dn Angel, Drama (tragédia), Durarara, Ecchi, Ecchi Ga Dekinai, Escolar, Esporte, Fairy Tail, Família, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Cientifica, Free, Fullmetal Alchemist, Gakuen Alice, Gintama, Haikyuu, Hakushaku To Yousei, Harem, Hataraku Maou-sama, Hentai, Hiyokoi, Horimiya, Horror, Hunter X Hunter, Hyouka, Inazuma Eleven Super Onze, Inu X Boku Ss, Inuyasha, Inuyasha Kanketsu-hen, Itazura Na Kiss, Junjou Romantica, Kaichou Wa Maid-sama, Kamigami No Asobi, Kami-sama Hajimemashita, Kaze No Stigma, Kill La Kill, Kissxsis, K-on!, Kotoura-san, Koutetsu Tenshi Kurumi, Kuroko No Basuke, Kurookami, Kuroshitsuji, Kyoukai No Kanata, Last Game?, Lovely Complex, Luta, Mad Father, Magia, Mirai Nikki, Mistério, Namaikizakari, Nana, Naruto, Nijiiro Days (rainbow Days), No Game No Life, Noragami, Novela, One Piece, Pandora Hearts, Poesias, Pokémon, Policial, Romance, Romeo X Juliet, Rosario Vampire, Saga, Sankarea, School Days, Seikon No Qwaser, Seito Kaichou Ni Chuukoku, Shigatsu Wa Kimi No Uso, Shonen-ai, Shoujo Romântico, Shoujo-ai, Shounen, Sobrenatural, Soul Eater, Suki-tte Ii Na Yo, Suspense, Sword Art Online, Terror, The Walking Dead, Tokyo Ghoul, Toradora, True Love, Universo Alternativo, Vampire Knight, Violencia, Visual Novel, Vocaloid, Watashi Ni Xx Shinasai!, Yamada Tarou Monogatari, Yaoi, Yu-gi-oh!, Yuri
Exibições 17
Palavras 906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Super Sentai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo 3


-Temos que sair daqui Mariana! Precisamos fugir!- Digo pra ela.

-Como assim Laís? Se pirou? Pra que fugir? E mais: Se meu pai descobrir isso ele me mata.

-Esse é problema Mari. Não tem mais: Papai irá me deixar de castigo. 

-C-como assim?

-Seu pai Mari. Ele.... bom, a Ju viu ele.... morto.

-O quê?

-Morto, porém andando.- Digo triste.- Zumbis Mari.

-Não.... É mentira Laís. Né?

Só balanço a cabeça.- Sinto muito Mari. Aconteceu sem percebemos. Um apocalipse zumbi do nada ocorreu. Porém, aquela pesquisa que vi...- Digo de cabeça baixa.- Pegamos isso pra você.- Digo e entrego o bastão a ela, junto com a pulseira.- Sinto muito.

-Liss...- Ela diz com lágrimas nos olhos e pula no meu pescoço, me abraçando.

-Eu sei...- Digo tentando confortá-la.- Mas temos que ir Mari, logo irão infestar a cidade.

-Tá. Serei forte, prometo.

-Sei que é difícil, mas vamos conseguir.- Sorrio meio triste e corremos para fora. Mari se sentou junto conosco e meu pai saiu correndo com o carro. Não demorou muito para chegarmos em Cariacica, havia alguns acidentes, mas dava para passar. Zumbis andavam aleatoriamente pelas ruas de Vitória, enquanto outros corriam. Sim, CORRIAM! Se eles já estão correndo, vai saber o que pode acontecer. 

Juliana entrou em sua casa e voltou com seus pais. Tentamos ao máximo colocar todos no carro, e até conseguimos. Depois de um tempo, caímos na estrada.  Claro, vários acidentes por vários lugares, zumbis por praticamente todo o lugar, devorando as pessoas em pânico. Era nojento e dava ânsia de vômito, mas agora teremos que nos acostumar com isso.

-Pra onde nós vamos? Quero dizer, não podemos ficar nas cidades grandes.- Mariana comenta.

-Temos um sítio, poderíamos ficar lá.- Raissa diz.

-Tá louca?!- Grito.- Não podemos fazer isso, eles viajam caminhando, e em menos de 28 dias, vão chegar no interior. O melhor que devemos fazer é: Ficar lá durante 14 dias, e logo depois disso nós vamos correndo embora. Porque eles vão chegar aqui em uma enorme horda, e aí ferrou tudo. então, contando a partir de amanhã. 14 dias.

-Como sabe disso?- O pai de Juliana pergunta.

-Já falei, pesquiso sobre tudo isso.

-Mas e depois?- Dessa vez, foi a mãe da Juliana quem perguntou.

-Depois, vamos para a cidade, ver o que sobrou dos supermercados. Garanto que terá muito poucos zumbis e poderemos cuidar deles.- Digo calma.- Mas mesmo assim temos que tomar cuidado.

-As vezes você me assusta sabendo de tudo isso Laís.- Minha mãe diz com uma gota.

-O quê posso fazer? Talvez: Parece que o jogo virou não é mesmo?- Digo num tom de deboche- Não acreditaram nas minhas hipóteses, que eu era louca e paranoica. Mas agora....- Digo.

-Tá  nós sabemos, não precisa jogar na cara.- Todos dizem em uníssono.

-Eu só quis dizer.- Levanto as mãos em forma de rendição mas ainda rindo.

-Esse é o plano?- Juliana pergunta.

-Não.

-NÃO?!!!

-Não. E não gritem.- Reclamo.- Isso é uma fase do plano. Não vamos estar a salvo até todos os zumbis serem DEFINITIVAMENTE mortos. 

-Depois explicamos o resto.- Mariana diz jogando suwbay surfers.- O que? Vou aproveitar que ainda funciona.- Ela diz quando percebe vários olhares com gotas pra ela.

-Certo...- Eu e Ju dissemos e fizemos o mesmo.

-Incrível que até agora vocês mexem nisso.- Nossos pais reclamam.

-Não tenho mais pais pra me dizerem o que fazer!- Mariana pelo amor de Deus....

-Deixa de ser idiota menina!- Dou um cascudo na cabeça dela.- Eu sou a mais velha, ou seja somos como irmãs. Então eu mando em você!

-Você só é 5 dias mais velha que eu!- Ela diz esfregando a cabeça no lugar em que levou o "soco".

-Serve.- Dou de ombros rindo.

-Quanto tempo vai demorar mamãe? Eu tô apertada com tantas pessoas aqui!- Raissa reclama.

-Você sabe que demora pirralhinha!- Digo fazendo cócegas na mesma, que ria muito.- Mas como não tem regras de trânstio você podia acelerar pai. Eu vi muitas daquelas coisas agirem rápido, podem nos alcançar nessa velocidade.

-Certo.- Ele diz e acelera um pouco mais, mas como meu pai tem medo de acontecer um acidente, ele se controlou ao máximo também.

-Vamos brincar! -Raissa pede.

-Ta bom! Eu vejo com o meu olhinho...- Lucas começa. MANO EU NÃO TÔ VENDO ISSO!

-UMA ÁRVORE NA ESTRADA!- Berro e meu pai desvia dela rapidamente.

-PUTA MERDA!- Meu pai xinga.

-PAI OLHA A BOCA!- grito de novo, já que Raissa e Lucas estão aqui né.

-Foi mal foi mal!- Ele diz e volta a se concentrar na estrada. Solto uma risada pelo nariz e volto a me concentrar no jogo. Eu e as meninas fizemos uma aposta: Quem fica mais tempos correndo no Suwbay, eu fiquei bastante tempo, até a Juliana perder e a Mariana em seguida. Continuei jogando até essa desgraças que eu chamo de amigas me atrapalharem.

-POR....caria.- Digo quando vejo minha mãe me olhando de canto pelo espelho.

Deixa eu explicar como está a "organização" de lugares no carro: Meu pai no volante. Minha mãe em um dos lugares da frente segurando Lucas. O pai da Juliana no outro lugar da frente, e nós atrás tivemos que apertar. Ou seja: Eu Mariana, Juliana e a mãe da mesma, nos apertamos no banco, e Raissa teve que ficar no "chão" do carro, atrás da poltrona da minha mãe. Complicado né? Mas nossos pais sismaram para que todas ficássemos dentro da carro. É uma merda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...