História A Sobrinha — Jungkook (Incesto) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Família, Incesto, Jimin, Kookie, Suga, Taehyung
Visualizações 2.743
Palavras 1.512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi, oi. <3

Parece que a unnie está atualizando as histórias rápido, não é? Podem me amar, eu deixo. KKKKK.

Capítulo novo... Um banner novo... Tudo novo. >_<

Beijinhos e boa leitura. <3

Capítulo 21 - "Aposta"


Fanfic / Fanfiction A Sobrinha — Jungkook (Incesto) - Capítulo 21 - "Aposta"

— Como assim greve de amor? — Perguntou confuso.


Não falei nada, apenas voltei para o quarto. Meu corpo estava visivelmente marcado, sorri fraco e deitei na cama, ainda sonolenta, rolei pelo colchão macio e enrolei-me no edredom. Kook encostou-se no batente da porta e cruzou os braços na frente do seu peitoral. Ele estava com uma expressão estranha, parecia arrependido de algo.


Desviei o olhar rapidamente e assim, fechei os olhos. Não queria conversar com ele, não agora. Eu estava com ciúme. Ciúme de Jeon Jungkook. Isso é normal quando se gosta de uma pessoa, não é? Pois bem! Ciúme é o que estou sentindo agora. Virei-me de lado e permaneci de olhos fechados.


Senti o corpo do Kookie bem próximo, o moreno sentou-se na beirada da cama e acariciou minhas costas. Me mexi desconfortável com o seu toque. Sentia meu rosto arder, não de vergonha, e sim de raiva. Finalmente pude conhecer a famosa Camila, e confesso que senti inveja quando eu o vi sorrindo pra ela. Parecia tão verdadeiro.


Jeon e eu permanecemos em silêncio, e mesmo de costas, podia sentir seu olhar queimando em minha pele. Suspirei e fiquei pensando em diversas coisas, e lembrei que deveria ligar para a minha mãe, mas pelo o horário ela não deveria estar em casa.


— Lizzie... — Kook sorriu, deitando-se atrás de mim e passando o braço por meu corpo, puxando-me para ele.


— O que quer? — Perguntei indiferente.


O mais velho suspirou e senti seus lábios gélidos em contato com o meu pescoço. Mordi o lábio e tentei me afastar, mas Jeongguk não deixou e apertou as minhas costas contra o seu peitoral.


— Ela é minha amiga, você não precisa sentir ciúmes... — Sussurrou em meu ouvido. — Eu gosto de você, huh?


Revirei os olhos e encarei a parede no tom pastel. Kookie beijou o meu ombro e permaneceu abraçado a mim. Sua respiração calma colidia com a minha nuca, deixando-me acendida.


— Quer almoçar fora? — Perguntou manhoso. — Aqui tem vários restaurantes legais.


— Não. — Lhe respondi.


— Poxa Lizz, só estou tentando lhe agradar. Quer ficar assim comigo? Tudo bem! — O mais velho levantou-se da cama bruscamente, fazendo-me assustar. — Não me importo!


Jeon abriu o guarda roupa e tirou uma roupa limpa. Pegou a toalha e bateu a porta do banheiro com força. Aproveitei que ele estava no banheiro e desfiz a minha mala, coloquei todas as roupas em cima do colchão, com cuidado para não amassar. Escutei o meu tio desligar o chuveiro e sentei-me no chão para arrumar as minhas calcinhas, uma em cima da outra. Confesso que sou um pouco perfeccionista.


Sem dizer nada, Kook saiu do quarto em passos rápidos e escutei alguns barulhos vindo da sala. Jungkook havia saído e me deixado sozinha. Ótimo! Abri a parte esquerda do seu guarda roupa e sorri fraco quando notei que não havia nenhuma roupa ali, e sim cabides rosas. Ele deveria ter comprado para mim. Comecei pelos vestidos, eu não havia levado muitos, apenas três.


Depois dos vestidos, coloquei todas as blusas nos cabides, e por incrível que pareça, foram a quantidade certa. Coloquei as saias, shorts e calças dobradas na parte de baixo, e por último pendurei os meus cintos. Tirei meus sapatos da sacola e coloquei-os na sapateira. Pronto! Tudo já estava arrumado. Caminhei até a sala sentindo o cheiro do meu tio. Era tão bom.


Resolvi tomar um banho para que meu corpo pudesse relaxar. Meu quadril ainda estava dolorido, mas não era nada que eu não podia aguentar. Peguei um vestido solto e simples e um conjunto de lingerie, adentrando o pequeno banheiro. Era três vezes menor que o meu, mas não era ruim. E sim diferente. Ensaboava meu corpo lentamente, passando a bucha em todos os lugares que era preciso.


[...]


Estava vendo TV, e estranhei um pouco, pois os comerciais, os programas e afins eram totalmente diferentes. Claro, eu estava em o outro País, mas por um lado, o Japão não é tão diferente da Coréia. Perdida em pensamentos, assustei quando a porta abriu e um cheiro delicioso pairou pela sala. Jeon estava carregado de sacolas.


 Antes que eu pudesse ir ajudá-lo, meu telefone tocou.


"Omma"


— Bom dia, mãe. — Sorri.


— Bom dia Lizz, como você está, huh?


— Bem, mamãe. Cadê o Appa?


— Ele está no banho. Seu pai chegou um pouquinho mais cedo do trabalho hoje.


— Entendi... — Sorri. — A Luna e o Freddie também estão aí?


— A Luna sim.


— Mande um beijo para eles. — Notei estar sendo observada por meu tio.


— Tudo bem, querida. E o Jeon, está aí?


— Sim, ele está aqui. — Gukkie e eu nos olhamos.


— Certo, filha. Tenho que desligar, me ligue mais tarde!


— Beijos, Omma.


Finalizei a ligação e evitei olhar para o Kookie, mas era praticamente impossível. Ele desviou o olhar e terminou de tirar algumas latinhas de dentro da sacola. Senti um certo remorso por estar tratando-o tão friamente. O meu homem está se esforçando e se pediu para que eu passasse uma semana aqui, é porque sou muito importante.


A cozinha era pequena, mas não deixava de ser bonita e bem organizada. Abracei-o por trás e afundei meu rosto em suas costas dando um beijinho ali. Gukkie virou seu corpo para mim e selou seus lábios aos meus. Sorri entre o beijo e o maior fez o mesmo, colocando-me sentada sobre o balcão. Voltou a beijar-me, passando suas mãos por minhas coxas até chegar em minha calcinha, onde acariciou e sorriu.


— Eu amo você, Lizzie. — Disse sério, mas não deixou de ser fofo. — Por favor, não vamos brigar, hm? Temos que aproveitar os dias que você está aqui... — Acariciou a minha bochecha. — Me desculpe por hoje cedo.


— Uh, só não deixe ela entrar aqui mais, certo? — Passei meus braços ao redor do seu pescoço, puxando-o para mim. — Eu também amo você, coelhinho.


— Você confia em mim? — Indagou olhando dentro dos meus olhos.


— Confio, Oppa. — Lhe dei um beijo rápido.


— Eu estava pensando em algumas coisas no caminho de volta para casa. Comprei algumas coisas, como você pode ver. — Riu. — E eu quero ter você como a minha namorada.


Sorri sem jeito e o moreno acariciou a minha bochecha.


— Mas não vai ser tão fácil assim... — Murmurou um pouco triste.


— Eu sei. — Fiz bico, afundando minha face em seu ombro.


— Então quer dizer que me apaixonei por aquela garotinha manhosa? — Deu risada e eu dei um tapa fraco em seu braço.


Ouvi-lo dizer que está apaixonado por mim é tão bom.


— Não sou manhosa. — Fiz bico.


— É sim, Lizz. — Abraçou o meu corpo. — É tão bom lhe ter aqui.


— É tão bom estar aqui. — Levantei o olhar e nos beijamos apaixonadamente.


— Vamos fazer alguma coisa para comer? Estou faminto! — Gargalhou.


É, se quiséssemos namorar iríamos passar por diversas barreiras. E a pior delas: meu pai.


— Gostou da nossa noite de ontem? — Perguntou sorrindo.


— Gostei. — Sorri de volta.


Tive uma ótima idéia, iria provocar Jeon Jungkook.


— Está quente aqui não está, Oppa? — Puxei o meu vestido para cima, revelando a minha lingerie rendada.


— Aigo, porquê fez isso? — Deixou de mexer a panela e passou a mão em sua testa, limpando as gotículas de suor.


— Porque estou com calor, oras. — Revirei os olhos.


— Por que não fazemos o nosso próprio calor? — Parou em minha frente, agarrando minha cintura.


— Vai sonhando, titio... — Sorri tirando suas grandes mãos do meu corpo.


— Vamos fazer uma aposta? — Arqueou a sobrancelha, sorrindo maléfico.


— E o que seria? — Semicerrei os olhos.


— Vamos ver quantos minutos ficamos sem trocar carinhos? — Riu mordendo o lábio.


— Eu vou ganhar. — Ditei sorridente.


— O perdedor fará o que o outro quiser, certo?!


— Certo! — Selamos a aposta com um beijinho.


Horas passaram e Kook mantinha-se intacto, mas eu tinha certeza de que iria ganhar. Resolvi provocá-lo mais um pouco. Já que eu estava deitada no outro sofá, levantei-me e sentei em seu colo.


— Isso estava no contrato? — Gargalhou empurrando meu bumbum contra o seu pênis.


— Kookie... Eu sei que você vai perder... — Sussurrei em seu ouvido, tentando ser o mais sexy que consegui.


— Lizzie... — Ofegou pesadamente, mexendo seu quadril contra o meu, roçando nossos íntimos.


— Me beija, Kookie... — Agarrei o seu cabelo, puxando com força. — Me beija...


— Não quero perder... — Sussurrou olhando para os meus lábios. — Mas foda-se!


Jeongguk beijou-me e eu retribuí, sorrindo entre o ósculo.


— Ainda não, coelhinho! — Sorri.


— O que você vai querer que eu faça? — Fez bico, ele estava emburrado.


[...]


Kookie estava no banho e resolvi pesquisar alguma coisa para ser o seu castigo.


"Castigue o seu amado com a cinta do consolo".


— Huh, gostei! — Ri baixinho.


Cliquei no link e meus olhos arregalaram-se.


"Mulher usa cinta peniana para castigar o seu marido".


— Até que não é uma má idéia foder o bumbum do Kookie. — Mordi o lábio pensativa.


— Foder o que?! — Jeongguk estava com os olhos arregalados. — Esse vai ser o meu castigo, Lizzie?! — Pronunciou incrédulo.


— Não sei Oppa, o que você acha?  Perguntei inocentemente.


Notas Finais


Katiau.

Cinta peniana: Uma cinta com um pênis que as dominadoras usam. :')

Perfil: @rabetania ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...