História A Sonserina - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass
Tags Slytherin Girl
Visualizações 28
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii
Boa Leitura ❤

CHEGUEI TÔ PREPARADA PRA ATACAR UM CRUCIO EU VOU JOGAAAAR ⚡

#CRUCIO⚡

Capítulo 19 - Capítulo 19


Fanfic / Fanfiction A Sonserina - Capítulo 19 - Capítulo 19

Sobre essa aposta? Ridícula, mas admito que vai ser bem divertida até.


Sobre o que Malfoy contou que Nott era apaixonado por mim..bom..já meio que suspeitava. 



Logo após o jogo da Grifinoria contra a Lufa que foi resultado da vitória da Grifinoria, e uma idiota grande comemoração do time e principalmente de Wood que não parava de gritar :

"-- Grifinoria é a melhor de Hogwarts a taça é nossa, aguardem" 

Eu apenas ignorei. Bom ignorar é a única coisa que eu  posso fazer..


****

Eu estava na aula de Estudo sobre os Trouxas o que era bem interessante.


- Isso aqui é um cigarro como os trouxas dizem, ele pode causar doenças e etc..mas os trouxas tem um vício. É claro que não é a mesma coisa que um Charuto bruxo é bem diferentes. — Diz o Professor de estudos dos trouxas —


- O que acontece se algum bruxo fumar aqui na escola? — Lilá Pergunta—


- Perda de pontos ou Expulsão.— Diz o professor—


Ele esqueceu de dizer que o aluno perde pontos ou é expulso se for pego fumando.                      E isso se o aluno não For pego, sinta-se a vontade.


E é claro que isso me despertou o interesse e curiosidade. 


Não prestei atenção ao resto daquela aula e das outras também, exceto é claro a aula de poções que não foi tão interessante como sempre é.


No meu tempo livre, fui para a biblioteca como sempre evitar pessoas indesejadas por mim. Como sempre me sentei na última cadeira ao lado da janela e assim como sempre observei a paisagem da floresta proibida. A floresta proibida era interessante e misteriosa para mim, e eu com certeza não iria recusar um pedido de entrar nela.


Potter e Granger estavam na biblioteca conversando sobre algum assunto que eu sinceramente não me interesso. Mas Onde estava Ron Weasley o Ferrugem como diz Malfoy? Bom, não me importo.


Faltei em todas as provas que havia acontecido até agora  do Torneio Tri Bruxo, sinceramente não me importo com essa droga de torneio. 

Logicamente não me importo com quase nada que acontece em Hogwarts.


Daphne  se senta a minha cadeira em minha frente, os olhos estavam inchados e seu rosto vermelho e isso é óbvio que ela estava chorando.


- O que aconteceu? — Pergunto—


- Eu e Cedrico terminamos!— Diz Daphne—


- Que rápido, hein. — Digo —


- Que ótimo! Eu estou triste com o fim do meu relacionamento e você ai fazendo piadinhas. — Diz Daphne—


- Foi mal, foi mal. Ok? O que aconteceu para vocês terminarem? 


- Ele disse que estava cansado e queria um tempo para pensar — Daphne explica—


- Vish, quem dá tempo é relógio. Ou você fica ou não — Digo rindo —


- Poisé. Mas pare de rir. Nós iríamos ao baile juntos e agora ele vai ir com a Cho Chang e eu vou com alguém...acho que com Justin da Lufa. — Diz Daphne—


- Ele vai ir com a Xingilingue? Prefiro você. Justin? Boa escolha ele é bem interessante..mas pena que é completamente tímido e timidez não rola comigo. —Digo enquanto eu e Daphne observamos de cima a baixo Justin Flnch-Fletchley que estava procurando um livro na prateleira de livros—


Paramos de observar quando o garota percebe os nossos olharem perante a ele e ficar completamente envergonhado o que foi engraçado até.


- Eu gosto dele até. E você vai ir com quem ao baile ? — Daphne pergunta —


- Eu estou pouco me ligando para esse baile. E não vou ir e se alguém me convidar eu talvez aceite ou não..— Digo—


- Fala sério Asty, deixa de ser chata. O baile vai ser demais.


- Vai ser um grande e tedioso demais baile. Mas irei talvez então. — Digo—


- Ok! Eu estou sem nada para fazer, que droga! — Resmunga Daphne—


- Bom, mas eu tenho coisas para fazer. Então, tchauzinho maninha ridicula —Digo e assim me retiro deixando Daphne que estava indo conversar com Justin Flnch-Fletchley—


Fala sério que sobrenome  enorme e esquisito " Flnch-Fletchley " .

*****


Depois de zonzar pelos corredores, fui para o salão principal que era o horário do jantar.


Chegando lá me sentei ao lado de Zabini e Marcus Flint.


- Zabini? — o chamo—


- O que foi? Astoria.


 pela primeira vez ele me chama pelo meu nome, uau.


- Então Blasio conseguiu alguma coisa com Ginna Weasley? — Pergunto distacando seu nome —


Ouve alguns risinhos na mesa durante minha pergunta.


- E aí Zabini? Conseguiu ou não? — Pucey Pergunta rindo—


- Por enquanto não. Mas iriei convidá-la para o baile agora mesmo..


- Eu acho que alguém já convidou a Weasley fêmea, Blasio — Malfoy diz cutucando o braço de Blasio—


Malfoy aponta em direção a mesa da Grifinoria onde estava a Ginna Weasley com o Neville Longbottom, juntos! 


- Mas que filho de uma p...— Diz Zabine—


- Opa, opa, calma que tem crianças na mesa. — diz Pucey completamente rindo da cara de Zabine—


- E com essas crianças você quer dizer você, certo Pucey?— Zabini diz fechando seus punhos—


- Ah, fala sério, eles são bonitinhos juntos até — Digo rindo —


- Você parece uma hiena rindo, Astorinha! — Diz Pucey me cutucando e fazendo com seus lábios um biquinho—


- E cada vez que você fala comigo eu ouço como se uma Mandagora estivesse conversando comigo. — Digo—


- Aí, Magoou! — Pucey diz choroso —


********** 

Era de madrugada estava vagando pelos corredores e sem sono como sempre.


 Tive uma ideia e assim fui para uma  sala onde ficava também os quartos dos professores.


Quando entrei a sala estava completamente escura.


- Lumus! — Sussuros e conjuro o feitiço de luz na ponta de minha varinha.—


O professor do Estudo dos trouxas ( esqueci o nome dele ) estava calmamente roncando em seus cama. Deu uma vontade imensa de rir, ele parecia o barulho alto  veículo trouxa chamado Moto que já havíamos estudado. E ele estava apenas com uma cueca para dormir e acredite, isso foi a pior coisa que eu já presenciei em minha vida


Alguém lança um obviliate em mim agora! Preciso esquecer essa cena horrível!


Respirei fundo, assim segurando a risada. 


Já ouvi falar que ele tem sono leve. E então me agachei no chão ficando de quatro e me rastejando assim.


Me rastejei até uma gaveta de seu armário e assim me a levantei ficando em pé de novo.


- Aí! Droga! 

 Quando voltei a ficar em pé, sem querer bati minha cabeça na porta aberta do armário de cima de mim que eu não havia visto. 

Havia falado alto demais.


Ouço um barulho e olho rapidamente para o professor e ele estava se a levantando de sua cama.


- Droga — resmungo —









Notas Finais


AHHHHHHHHHH
Esse cap eu não foquei em Drastoria ashuashu




Beijos 😍😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...