História A Story a Thousand Feelings-Uma história mil sentimentos - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Hentai, Magia, Misticismo, Revelaçoes
Visualizações 4
Palavras 1.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


serumano que está lendo esta palavra e agora esta outra,só vim avisar que quando eu escrever:(n/a:**frase qualquer**)sou eu...esse ser mongoloide que está interferindo na fanfic para colocar minhas estupidas piadas sem graça... :') obg pela atenção :v

Capítulo 2 - Seres de Magia


Arg! mas que saco ficar mudando de escola! Eu tenho poderes paranormais pelo amor de Deus!Embora meus pais não saibam disso...AGORA EU VOU TER QUE FAZER:NOVOS AMIGOS,ATURAR NOVOS PROFESSORES,E AINDA TEM A PREULA DA APRESENTAÇÃO NA FRENTE DE SALA!CARALHO!MALDITOS SEJAM ESSES ESTUPRADORES!LÁ NA DISGRAMA DA ANTIGA ESCOLA ERA SUPER HIPER MEGA POWER BLASTER MAIS PERTO!AQUI EU TENHO QUE ANDAR QUASE TRÊS QUARTEIRÕES INTEIROS!aff embora eu não admita aqui é melhor mesmo porque os pais da Vivian(minha melhor amiga)obrigaram ela a se mudar também para um escola diferente da que eu vou...eu bufava e arrumava com muita irritação a minha mochila...depois que me arrumei desci e me despedi dos meus pais...enquanto estava andando percebi um mestiço de terno preto me olhando torto,o encarei de volta e continuei a caminhar,achei aquilo muito estranho,mas logo me concentrei em pensar em outra coisa...então passei em frente a uma pracinha aonde vi crianças brincando,olhei ao longe e vi uma garotinha de cabelos castanhos e olhos azuis que tinha aparentemente 7 anos segurando um ursinho marrom com uma gravata vermelha,as vezes penso que poderia ter tido uma vida simples assim sem ter que me preocupar muito em esconder os meus poderes(n\a:nossa essa bad foi tão forte que até eu fiquei tisti ;-;)

Quando cheguei na escola admirei o grande portão Branco que havia na entrada,então quanto tive a coragem de entrar,estendi o pé direito e finalmente entrei na escola com todo o receio do mundo,olhei para todos os arredores e vi muitos humanos olhando para mim,cochichando e dando pequenas risadinhas...tenho a impressão que não vou gostar muito desta escola,mas não dei muita atenção a isso...quando olho mais ao longe posso avistar outro mestiço de terno Preto olhando para mim,quando ele repara que eu estava olhando para ele,ele pega seu celular e liga para alguém então dois raios negros começam a surgir do chão fazendo uma rachadura envolta dos mesmos...GENTE! COMO CARALHOS NINGUÉM TA VENDO ISSO!?ah é! só eu sou mestiça por aqui...então sei lá dever ser por isso né?É a explicação mais lógica para isso...do nada esses raios se amontoam e começam a formar a sombra de um homem...

*Anteriormente na casa de Agatha*

*********-AONDE ELA ESTÁ!?-ele dá um forte soco no rosto de agatha fazendo-a cair no chão

Agatha-eu nunca irei dizer!-ela fala enquanto limpa seu sangue do rosto

**********-Ah,é mesmo?então o que acha se eu matar os anjos de Elysium que a protege?

Agatha-eu não ligo-ela diz tentando se levantar com seus braços

**********-puxa agatha eu não imaginava isso de você,você não liga para a sua irmã?

Agatha-eu irei ajudar a salvar este planeta mesmo que para isso seja necessário...-ele segura o rosto de agatha e levanta sua cabeça para olha-la bem nos olhos-sacrificar minha irmã *cof cof*-ele larga seu rosto e a soca com força a fazendo cair do outro lado da sala...lentamente caminha a ela e segura bem forte em seu rosto para puxar com violência a sua cabeça 

**********-onwt que bonitinho gente!-ele sorri de uma maneira diabólica-escuta aqui vadia!eu irei ter os poderes de sua "sobrinha" sim e serei o ser mais poderoso de todas as dimensões sim,e ficarei feliz em te ver queimar nas chamas di inferno por toda a eternidade,enquanto governo este planeta miserável

Agatha-você nunca vencerá Nightmare!

Nightmare-ahh claro que eu vou!

Agatha-NÃO NÃO VAI!-rapidamente ela conjura uma bola de fogo e o lança contra Nightmate,quando corre para pegar seu Grimório e conjurar um feitiço de teletransporte...

Agora:

May-MAIS QUE PORRA É ESSA!?-enquanto eu grito pessoas começam a fugir-ah agora podem ve-los né?FODEU BAGACERA!-quando eu ia começar a correr uma espécie de "tentáculo" de sombra(sei lá que porra é essa)começa a me puxar,quando vejo um raio de luz a frente da escola,dele saiu a minha...tia!?quando ela me vê flutuando no alto por uma maldita sombra ela grita:

Agatha-QUERIDA USE OS SEUS PODERES!E SE DEFENDA O MÁXIMO O POSSIVEL!eu irei chamar seus pais-ela olha para o lado

May-O QUE!?NÃO CHAME!ELES VÃO MORRER! COMO CARALHOS VOCÊ SABE DOS MEUS PODERES!? ME AJUDA AQUI!!

Agatha-QUERIDA EU PRECISO CHAMA-LOS CONFIE EM MIM!-ela some deixando um rastro de luz no céu...como eu não tive ideia do que fazer naquela situação de bosta eu resolvi ir na onda da minha tia e tentei atacar a maldita "sombra",mas nada aconteceu e tudo o que eu conjurava e tentava fazer atravessava a droga da sombra sem interferir em nada nela,nada me veio a mente para conseguir me soltar...mas tive uma ideia,tive a ideia de atirar uma esfera de fogo no rapaz que conjurava a sombra,sem pensar em mais nada lancei uma grande esfera de fogo contra o rapaz que se transformou em um demônio...logo eu cai de lá de cima por a conjuração ter sido desfeita.Para amortecer minha queda improvisei um pequeno furacão para me fazer voar e cair em segurança sobre a grama do pátio da escola.Olhei para o outro  homem que estava junto ao primeiro se transformar e virar um demônio maior que o que me segurava...então vi três raios de luz descendo do céu,os mesmos se amontoaram fazendo uma aparência familiar aparecer sobre a frente da escola...eu olhei para a frente e os raios se transformaram em minha mãe,meu pai e minha tia,todos seguravam uma espada com um cabo vermelho,eles olhavam com uma expressão de raiva e ódio que eu nunca vi no rosto de meus pais,corri até eles desesperada e gritando:

May-MÃE!PAI! FUJAM!-eu corro desesperada para avisa-los

Mãe-não podemos-meu pai e minha mãe abaixam a cabeça

May-QUE?porque?

Mãe-porque nós somos seres de magia enviados por Elysium para te proteger

May-Que!?

Pai-a verdade é que nós não somos seus pais de verdade

Mãe-CUIDADO!-ela puxa meu pai para desvia-lo da enorme planta de espinhos que tenta atingi-lo mas ela acaba levando a pior e sendo jogada longe batendo com força sobre uma pedra

May-MÃE!!-eu corro até onde ela havia caído e seguro sua cabeça quando ela sorri para mim cheia de lágrimas nos olhos,acariciando meu rosto ela diz:

Mãe-minha menina...me desculpe...mas não vou poder te acompanhar neste trecho de sua vida...sua tia lhe contará tudo o que deve saber

May-MÃE!não por favor!não...-minhas lágrimas começam a cair

mãe-não chore filha...por favor ...eu vou voltar como outra pessoa um dia e vou te encontrar...só peço querida...que seja forte-vagarosamente ela fecha seus olhos,foi nesta hora que senti minha raiva tomar meu corpo...parecia que eu estava possuída...mas por mim mesma...levantei me virando em direção ao demônio que atingiu minha mãe,fechei meus punhos com muita força e comecei a andar em direção ao demônio,um dos demônios lançou um feitiço contra mim então eu direcionei minha mão ao lado de onde o ataque vinha e a abri fazendo o ataque voltar contra ele,continuei andando até o demônio enquanto o encarava sériamente...abri meu punho e o puxei para acima de minha cabeça fazendo uma enorme planta de espinhos ao lado do demônio que havia matado minha mãe,cheguei perto dele e senti meu sangue ferver dentro de minhas veias,o peguei pelo pescoço e fiz com que a planta de espinhos o envolvesse...o demônio perdeu suas forças e voltou a sua forma humana,fiz com que a planta o envolvesse de uma forma impossível de escapar dela

May-irei quebrar todos os seus ossos até que você não tenha mais nenhum-então fechei meu punho controlando a planta e fazendo com que ela esmagasse o maldito.Fiz com que a planta jogasse aquele cadáver bem longe...quando me virei,olhei a cena de guerra que acontecia ao meu redor,olhei ao fundo e vi meu pai jogado no chão tentando recuar totalmente sem forças,o demônio não se contentava com aquilo...ele queria mais,matar mais,mais,mais,mais e mais para com que pudesse satisfazer sua sede de sangue,ele queria ainda,machuca-lo...comecei a correr para tentar ajuda-lo mas já era tarde demais...meu pai já estava morto,o demônio se virou para mim e eu o fiz queimar...

 

 


Notas Finais


esse capitulo tá meio bosta(porque eu sou uma inútil)mãaas eu tenho 1 gazilhão de ideias para essa fanfic :v e muitas dela envolve ( ͡° ͜ʖ ͡°) hueheuh :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...