História A submissa do meu pai (Jimin) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Yoongi, Yoonseok
Exibições 150
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Chegay. Gente....MINHA OMMA DISSE QUE VAI TENTAR JUNTAR OS 1100 QUE EU PRECISO PRA IR A SP E AO SHOW...TORÇAM POR MIM. MDS!!!!

Boa leitura! ><

Capítulo 16 - Olá…


Fanfic / Fanfiction A submissa do meu pai (Jimin) - Capítulo 16 - Olá…

Eu olhei para ela sorrindo.

-Espere um minutinho
-Okay..

Eu fechei a porta de leve e andei lentamente até Jimin
-Oi, amooor..-Disse beijando sua bochecha
-O que você quer, meu amor?
-Eu tive uma ideia boa..acho que vai gostar
-Qual?
-Vamos adotar uma criança?..
-O que, adotar? Tá falando sério?
-Sim, por quê?
-Eu sempre quis fazer isso. Mas espera, aonde vamos achar uma?
-Tem uma na nossa porta.

Ele me olhou sem entender e se levantou do sofá, andou até a porta e a abriu. Ela era linda, sabe? Cabelos pretos cacheados, olhos azuis que nem o mar quando bate a luz do sol,pele clara com sardas..só estava muito machucada e maltratada. Ele me olhou com os olhos marejados e o apertou para não chorar, logo eu tive que fazer o mesmo. Ele me chamou e sussurrou no meu ouvido:

-Eu quero muito adotar ela-Eu sorri
-Vamos chamar ela pra conversar então?

-Vamos.

Eu me aproximei dela com certo receio e abaixei para falar olhando em seus olhos.

-Será que você poderia sentar aqui dentro enquanto meu noivo pega o dinheiro-Ela fez que sim e entrou.

Falei para Jimin ir lá dentro e esperar eu chama-lo e ele foi.

-Senta aqui no sofá
-Mas eu estou toda suja
-Não tem problema, eu limpo, senta-Ela exitou mais obedeceu.
-Olha meu amor, como se chamam seu papai e sua mamãe?
-Eu não tenho
-Quem cuida de você?-Ela não disse nada
-Não precisa ter medo, pode contar pra mim
-Um moço muito mal
-Mal? Por quê?
-Ele bate na gente, ele manda a gente sair pra vender essas balinhas e se a gente não vender tudo ele deixa a gente sem comer por dois dias e bate muito na gente, e quem foge ele diz que morre de fome, mas se ele achar a gente depois que a gente foge, ele deixa a gente preso sem comer nem beber nada por uma semana..
-Poxa, que moço malvado. Você não gostaria de ter uma mamãe e um papai bom?
-Eu já tive, mas eles me botara na rua, eles diziam que eu dava muito..preju..preju-Disse com dificuldade
-Prejuízo?
-Isso mesmo.
-Mas não gostaria de ter de novo?
-Sim, mas o moço mal diz que ninguém gosta de mim
-Eu e meu noivo gostamas,a gente queria poder seu seu papai e sua mamãe, mas só se você deixar.
-Sério?-Ela perguntou sorrindo.
-Sim, a gente vai cuidar de você e nunca mais vai ter que ver o moço mal
-Eu iria gostar muito-Ela disse me abraçando.-Desculpas por te sujar
-Não tem problemas, amor-Ela sorri.
-Mas o moço não vai vir atrás de mim?
-A gente vai te proteger.
-Obrigado, moça!-Ela disse sorrindo boba.

Eu chamei o Jimin e contei tudo a ele. Ele abraçou ela e concordamos em adotá-la mesmo. A gente pegou o carro e nos dirigimos a rua, passamos em uma loja de roupas infantis. Compramos vestidos lindos, shorts,camisetas, sapatos..tudo! Ela ficou sorrindo todo o tempo me deixando mais que feliz. A gente voltou pra casa e eu pedi ele para ir na loja de móveis, pois tive uma ideia e disse para que ele seguisse minhas instruções,

Eu levei ela para o banheiro, tirei sua roupa e a coloquei dentro da banheira.eu Desembolei e lavei seu cabelo. Deu banho nela,bpassei hidrante pra começar a recuperar a sua pele e por fim penteei seu cabelo e lhe puis um vestido Azul bebê com um laço branco na cabeça, e um chinelo branco da Cinderela, que ela me disse que gostava. Peguei a no colo e a levei até o espelho

-O que achou?
-Eu estou linda, mamãe! mas ainda queria ser linda que nem você
-Você já é muito mais-Ela sorriu

A gente foi para a sala e eu lhe dei um sanduíche natural, sentamos na sala e eu a coloquei para assistir desenho, puis o youtube no videogame do Jimin e a deixei vendo a lista de reprodução de ''Hora de aventura" e sentei ao seu lado. Logo Jimin chegou dizendo que havia feito tudo que eu pedi e eu lhe agradeci, ele se sentou conosco. Ela deitou deitou sua cabeça no colo dele e pois os pés no meu e acabou dormindo.


2 semanas depois


Estavámos todos na sala e Ana dorimia tranquilamente. Nós levantamos devagar para ela não acordar e subimos as escadas com ela lentamente, colocamos ela no quarto que era do pai e Jimin por ter paredes forradas, que impediam qualquer barulho de entrar. Advinha o que fomos fazer? Arrumar o quarto dela! Eu comprei uma cama da princesa jujuba e coloquei de frente para a janela, que tinha uma cortina roxa. Coloquei uma mesinha com um computador e outra com uma cadeira para ela colorir ou fazer deveres. Puis um tapete do Jake abraçando o Finn,e coloquei enfeites no teto do sistema solar,coloquei figuras de ação na prateleira, bonecas e uma pelúcia de urso que ela havia gostado muito. Agradeci pelas paredes já estarem pintadas de branco com colunas roxas que poupou trabalho e apenas escrevi uma frase na parede

"Quando estiver mal olhe as estrelas,a imensidão delas é o quanto te amamos".

Estávamos mortos de cansaço então apenas sentamos no chão pra descansar e acabamos dormindo.

[…]

No dia seguinte acordamos com a luz do sol batendo em nosso rosto e levantamos, passamos no quarto para vermos como ela estava. Ela estava sentada no chão lendo um livrinho com dificuldade. Jimin chegou com cuidado por trás dela e colocou a mão em seu ombro.

-Foi o primeiro livro que eu li-Ela sorriu.
-E eu agora, papai-Eu quem ri agora
-Temos algo para você, filha
-O que, mamãe.
-Vem ver.

Ela deu a mão para nós dois e fomos até o quarto.

-Um..dois..três!-Abrimos a porta.

Ela ficou parada olhando e sorrindo,mas logo ela começou a chorar

-Eu nunca tive um quarto, obrigada-Disse nos abraçando.

-De anda-Falamos em coro

-Agora vamos nos arrumar,bvamos tratar da sua adoção-Ela sorriu.

Escutei a campainha e fui atende-la,abri a porta e vi que era um moço alto e estranho.

-Cadê ela??-Eu fiquei incrédula 


Notas Finais


Inhaaa. Mais treta xD
Até o próximo!
Beijos, morangos e abraços!
~Kissus da Myka


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...