História A submissa do meu pai (Jimin) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Rap Monster, Suga, Taehyung, Yoongi, Yoonseok
Exibições 94
Palavras 1.662
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooooeeee, voltei. Então, quando postei esse cap na segunda vez da fic (pq na primeira apagou antes do 10 ksosksl), eu não esrevia tão bem quanto agora. E eu não sabia fazer julgamento e tals. Então me perdoem ao. Obrigado, de nada. Heueheue. No cap só terá uma seção.... Porque como eu disse não sabia fazer. Mas dei o meu melhor. Me meti nessa bagaça como advogada da Amanda mesmo. Ksoskss

Boa leitura.

Capítulo 21 - Julgamento


Fanfic / Fanfiction A submissa do meu pai (Jimin) - Capítulo 21 - Julgamento

Entramos e nós sentamos ao lado da nossa advogada, Larissa, que é minha prima e veio do Brasil a meu pedido. Ela nos disse para ficarmos calmos que ela tinha tudo sob controle, confesso que isso nos acalmou bastante, essa era a pré julgação. Apenas duas defesas atuariam hoje, uma de cada lado. Larissa disse que muitos casos foram ganhos na pré julgação e ela disse, que ela mesma há havia ganhado vários com suas estratégias, foi aí que eu fiquei realmemte bem tranquila.

-O processo número 48p5lh100 stá sendo aberto hoje. Seohyun está sendo processada por Paek Jimin e Amanda Lance por maus tratos e abusos infantis e também querem a guarda de Kim Jandi.Seohyun, apresente sua defesa-Disse a Juíza batendo o martelo.

-Advogado JiYong, em defesa da minha cliente Seohyun

-Park Jimin e Amanda Lance, apresentem suas defesas

-Advogada Larissa Vitória Brum em defesa dos meus clientes, meritíssima.

-O julgamento vai começar, JiYong, comece por favor.

-Bom, Park Jimin e Amanda Lance declaram que minha cliente profere meus tratos a sua pequena filha, Kim Jandi. Isso são falsas acusações pois eles não tem prova alguma. Eu trarei aqui minha primeira testemunha depondo a fovor de Kim Seohyun, Geum Jiwoo, a ex babá de Jandi. Senhorita Geum Jiwoo entre por favor.

A porta foi aberta e uma jovem moça entrou. Ela andou aparentando nervosismo e se sentou a cadeira ao lado do juíz.

-Então, Jiwo-Disse JiYong-Você foi babá de Jandi durante um ano e meio?

-Sim, eu fui

-Pode nos contar como a senhorita tratava a pequena Jandi?

-Bem, como se deve tratat uma criança

-E a sua ex patroa, Seohyun?

-Como uma mãe trata o filho, está certo que as vezes ela dava um tapinha de leve na mão da menina para ensinar mas não passa disso.

-Fora o que acabou de dizer, a minha cliente batia ou agredia a pequena Jandi?

-De jeito nenhum, ela amava essa criança. O que ela mais fazia era se lamentar pelo fato do pai tê-la abandonado.

-Obrigado, sem mais perguntas meritíssima.

-Larissa Vitória-Disse a meritíssima

-Então, Jiwoo. Você ficava o tempo todo com a Seohyun e a Jandi?

-Não, não ficava

-Você alguma vez viu Jandi agir estranho perto de Seohyun?-Ela ficou calada-Responda a pergunta, por favor

-Sim, eu vi. Uma vez a..a Seohyun levantou a mão para pegar a mamadeira perto dela, e ela escondeu o rosto perto de mim..

-Meritíssima, ela está coagindo a minha defesa a dar respostas em favor a ela-Disse Jiyong

-Só permitirei mais uma pergunta, Larissa.

-Tudo bem. Você alguma vez viu alguma dessas marcas na pequena Jandi?-Ele amostrou a foto a ela

-Sim, eu vi. Não me lembro muito bem mas acho, eu acho que eu vi essa marca de cigarro nela-Larissa sorriu

-Isso não quer dizer nada. Vocês não sabem se minha cliente fuma

-Ordem, por favor..Prossiga com sua defesa, Larissa.

-Meus clientes estão processando Kim Seohyun por maus tratos e abusos infantis e lutando pela guarda de Kim Jandi. Eles declaram que a pequena criança sofre agressões físicas e eu tenho provas. Veja, meritíssima-Ela disse amostrando as fotos das marcas que vimos a todos

-Você não pode insinuar que minha cliente fez isso, meritíssima isso é uma falsa acusação

-Ordem, ordem. Deixe a advogada prosseguir.

-Continuando, eu tenho uma testemunha que pode provar que isso acontece. Por favor entre, Kim Min.

A porta foi aberta e a pequena Min, irmã de Seohyun, entrou. Ela iria mesmo depor contra a irmã Sim, ela iria. Ela andou até a juíza, sentou no lugar que antes era de Jiwoo e esperou a nossa advogada.

-Meritíssima, ela é uma criança!-Jiyong disse abismado.

-Meritíssima, ela já tem 12 anos e é uma peça evidentemente importante

-Tudo bem, prossiga.

-Pequena Min, você e a pequena Jandi tem um bom cuidado?

-Sim, temos. Nossa mãe, MinJung, cuida muito bem da gente

-Entendo, mas e sua irmã, a Seohyun?

-Ela cuida de mim muito bem..

-Mas e da pequena Jandi?

-Não muito. As vezes ela grita muito com minha sobrinha e vive dizendo que ela estragou a vida dela porquê deixou ela gorda e feia

-Entendo...sua irmã pod acaso bate na sua sobrinha?

-Na-na-não!-Ela gaguejou

-Tudo bem, vamos te proteger-Ela ficou muda um tempo nas logo falou.

-Bate. Bate muito, por tudo..e a moça disse que ela minha irmã lamenta que o tio Jimin largou a Jandi mas ela nunca contou pra ele

-Meritíssima, ela está fando algo que não lhe foi perguntado

-Larissa! Não exagere na sua defesa..Só permitirei mais uma pergunta.

-Tudo bem..sua irmã fuma?

-Sim, ela fuma.

-Obrigado, meritíssima-Larissa se sentou ao nosso lado e Jiyong foi interrogat a criança.

-Kim Min, você disse que sua irmã bate na sua sobrinha, mas quem ficaa maior parte do tempo com ela?

-Sou eu, senhor

-Então como sabe que sua irmã faz isso?

-Ela tem um péssimo advogado-Larissa sussurrou para nós e a gente riu baixo.

-As marcas. Ela tem marcas, e um dia eu vi. Ela quase espancando a Jandi porquê ela tinha acordado muito cedo-Todos olharam espantados.

-Mas não é você que cuida da Jandi pela manhãs?

-Sim, sou eu. Mas nesse dia ela não trabalhou. Eu não cuido da Jandi porque quero, a Seohyun me obrigada!

-Não diga coisas as quais não tem pergutaram, Kim Min -Disse Jiyong

-Nã, não. Prossiga, Kim Min-Disse a Juíza.

-Ela diz que se eu não cuidar da Jandi eu vou me arrepender e ela disse também que se eu falasse qualquer coisa dessa aqui eu iria morrer!-Todos fizeram um "oh" espantado-Por favor não deixe ela me machucar, Tio Jimin...e dona juíza. Não deixe minha sobrinha com ela.

-Tudo bem, tudo bem. JiYong, sua defesa está concluída.

-Meritíssima, eu sei que não é permitido mas eu tenho algo para amostrar

-O que seria, Larissa?

-Um vídeo da câmera de segurança da sala da casa de Seohyun.

-Amostre-Larissa pegou o notbook e deu play no vídeo.

O vídeo amostrava Seohyun gritando aos berros com Jandi por ter derrubado a mamadeira em seu vestido.

-Meritíssima, isso não estava nos arquivos do processo

-Eu sou Co-delegada também, o vídeo estava lá pois foi enviado errado no dia que assaltaram a casa dela. Esse vídeo é importante pro julgamento e para a justiça ser feita, meritíssima

-Este vídeo é da sua casa, Seohyun?

-Sim, meritíssima.

-Então continue passando.

Ao decorrer do vídeo ela bateu na menina diversas vezes e uma hora, ela apagouo cigarro no braço de Jandi.

-Basta, basta. É suficiente-Disse a juíza-Esperem todos lá fora que eu os chamarei, já tenho a sentença do caso e vamos conversar

-Mas meritíssima, ainda é a pré julgação, é a abertura do processo

-Eu não ligo. Como sua superior eu digo que eu sei o que faço e eu darei a sentença hoje mesmo. Saiam, por favor.

Nós saimos para o corredor e esperamos.

-Jimin, será que vencemos?

-Depois daquele vídeo você ainda pergunta? Calma, meu amor. Vai dar tudo certo-Ele me abraçou.

Depois de duas horas a juíza nos chamou e entramos muito nervosos, Larissa estava muito tranquila.

-A sentença já foi decidida e não haverá contravenção alguma. Seohyun, você está condenada a 7 anos de prisão por maus tratos e abuso infantil podendo reduzir a pena para 5 anos fazendo trabalhos voluntários como gari. A guarda de Kim Jandi pertence agora a Park Jimin e Amanda Lance. Seohyun está terminantemente proibida de se aproximar de Kim Jandi-Ela bateu o martelo.

Eu pulei e abracei Jimin bem apertado e começamos a pular.

-Obrigada, Larissa!

-Só fiz meu trabalho, prima

-E muito bem feito

-Claro, é pra minha família

-Obrigada-Disse Jimin

-Jimin, quando eu disse família eu inclui você -Ele sorriu sem graça

-Amor, vamos?-Era um menino alto e muito bonito

-Vamos. Gente, esse é meu namorado

-Jimin-Tae?-Os dois falaram ao mesmo tempo

-Se conhecem?

-Ele é um dos amigos que eu falei, que o pai usou o PSP, amor

-Ah. Prazer, Tae-Eu apertei sua mão

-Realmente ela é tão linda quanto você disse Jimin, deve ser de família -Ele falou falando a gente rir.

-Como se conheceram?

-Eu já havia visitado a Coréia Do Sul a um ano atrás e foi quando nos conhecemos-Disse minha prima

-Namoram a distância?

-Sim, namoramos. Mas você vai se mudar pra cá, não?-Perguntou Tae intrigado

-Prometemos que se namoramos durante um ano sem probelmas morariamos juntos. Sei que um ano é pouco mas eu amo ele de mais

-Quando se ama não há tempo pra depois-Jimin dise me olhando

-Sim, tenho que ir. Boa sorte prima! -A gente se despediu e eles foram embora.

-Falando em alegria, olha o que eu tenho-Ele me deu um envelope.

Eu abri e li o papel. Ele havia marcado nosso casamento pra daqui a duas semanas. E dentro tinha o recibo do vestido, do buque e de todas as coisas.

-Amor!-Eu pulei em cima dele e o abracei -Como sabia que vestido eu usaria?

-Sua prima, ela veio duas semanas antes pois eu ledi sem que soubesse, queria ajuda dela

-Te amo tanto-Ele me beijou rápido

-Eu também te amo muito, minha boneca de porcelana

-Falando em.boneca temos que ir ver a Ana, amor!!! Vamos logo.

Nós pegamos a pequena Jandi e saimos. Passamos na prefeitura com um mandando da juíza para que eles fizessem de inédito o que deveriam, então mudamos o nome dela para Park Jandi e a adotamos legalmente. Saímos rápido e passamos na casa de Seohyun.

-Pequena Min, pode ficar com a Jandi até voltarmos do orfanato? Vamos buscar nossa filha, Ana. Sei que você não gosta mas não temos ninguém.

-Claro, minha mãe chega de viagem hoje e vai ser bom ela se despedir, pra vocês eu faço?

-Obrigada-Nós demos a ela e saimos.

Fomos direto em direção ao orfanato. Chegamos em meia hora e descemos juntos. Percebemos que a recpcionista havia sido trocada, provavelmente estadva doente mas fomos mesmo assim.

-Olá, viemos buscar a Ana

-Ana? A tia dela já veio

-Tia?

-Sim, Amanda Lace.

-A ordem era dar ela só aos pais adotivos

-Mas eu achei que não havia probelma nenhum.

Eu a olhei com raiva e saí puxando Jimin. Meu celular tocou.

-Alice!-Falei com raiva-O que você quer?

-Sua vida pela da sua filinha. Estou naquela casa abandonada na esquina da sua rua..venha sozinha-Ela desligou.

-Amor..eu tenho que ir-Falei o beijando-Eu te amo, nunca se esqueça

-Aonde vai?

-Buscad Ana, não venha até amanhã.

-Onde é isso?

-Você vai saber..

Jimin'S POV



Na hora em que ela correu o celular dela caiu do bolso, ela estava tão afobada que não percebeu. Onde será que ela estava indo?


Notas Finais


Muuuito obrigada a todos os favoritos. Eu amo vocês.
Até o próximo.
Beijos, morangos e abraços.
~Kissus da Myka


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...