História A surpresa do destino - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Violette
Tags Kentinho, Romance
Exibições 16
Palavras 1.533
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem pela demora, mas espero que gostem desse capítulo! ❤

Capítulo 7 - The kiss


Acordei, estava um tempo frio bem gostoso, corri para o banheiro e tomei um banho quente, depois coloquei meu uniforme e acrescentei uma blusa de frio. Arrumei meu cabelo, escovei os dentes e andei até a cozinha. Comi qualquer coisa que estava lá peguei minha mochila e segui andando á caminho da escola. Ainda estou meio triste por dentro mas não vou deixar ninguém perceber, ou pelo menos tentar. Entrei e me sentei em um banco do pátio para ouvir músicas como sempre, escutei "I'II be your man" de BTOB, "For you" de BTS e "If you do" de GOT7. Estava concentrada nas músicas quando percebo alguém me chamando.

- Olha só quem está aqui meninas! A garota que perdeu a mamãezinha! Hihihi - Ambre comentava rindo com suas amigas nesse momento eu gelei, não consegui mexer os lábios para falar algo - Coitadinha, para piorar é muda! Hahaha

De repente senti um braço em volta dos meus ombros e ouvi uma voz masculina falar:

O que está acontecendo aqui amor? - Falou Castiel, mas pera será que eu escutei direito? Ah, já entendi!

- Essas meninas não estão me deixando em paz amor! - A cara da Ambre era tipo "Masoque?" Hahaha

- Não acredito no que estou vendo, está me traindo Cassy? - Ela se jogou nos braços do Castiel.

- Me larga sua barbie falsificada! - Ele tirou os braços dela bruscamente - Eu nunca namoraria uma cadela! - Depois ele saiu me puxando até as escadarias e a Ambre e suas amigas ficaram lá.

- Ai Tábua é cada uma que você se mete, na próxima você que se vire sozinha! - Falou se sentando em um dos degraus.

- Mas você que se ofereceu! Eu pedi sua ajuda alguma vez? - Respondi com cara de quem tem razão e depois ri.

*TRIIIIIIIIIIMMMMM* (É o sinal ta? Rsrs)

- Engraçadinha! - Ele falou me olhando - Ei, aquilo que ela falou era verdade? - De repente me lembrei do que aconteceu e abaixei a cabeça.

- .... O sinal bateu, é... Vamos, o professor deve estar esperando! - Corri até a sala de aula e me sentei na cadeira.

As aulas foram como sempre longas, eu só conseguia pensar em como a Ambre descobriu que a minha mãe havia morrido. Desde que entrei hoje na escola, todos me olhavam com uma cara meio triste, aposto que ela contou para a escola inteira sobre o que aconteceu. Estava em minha mesa resolvendo a atividade que o professor tinha mandado quando sou acertada por uma bolinha de papel, abri e li:

"​Miga, por que você stá triste? É a Rosa"

Chequei se a letra era dela mesmo, depois a respondi e joguei a bolinha de papel nela. Escrevi:

"Depois a gente conversa, o professor pode ver"

Depois da aula de matemática do Faraize o sinal bateu para o recreio. Logo Rosa estava do meu lado me perguntando o que tinha acontecido, respondi mas sem dar os detalhes. Quando terminei ela me deu um abraço forte mas quentinho (não sou o Olaf). Depois saímos para o recreio, Rosa andava na minha frente mas fui parada por mãos tampando meus olhos.

- Adivinha quem é! - Aposto que é o Alexy

- É você neh Alexy!

- Errou feio!

- Não sei quem pode ser - A pessoa tirou as mãos do meu rosto e pude ver Kentin - Você? Jurava que era o Alexy rsrs.

- Nossa Julie! Hahahaha

Do nada uns garotos passaram por nós, olharam para mim e começaram a rir, foi a Ambre! Ela contou para todo mundo! Um deles chegou mais perto e falou:

- Galera, é a menina sem mãe! Pobrezinha, ta triste? - Depois eles começaram a rir, mas Kentin entrou na minha frente e falou:

- Saiam daqui agora ou vocês vão se ver comigo!

Os garotos olharam assustados uns para os outros e depois saíram correndo, Kentin é forte, por isso eles ficaram com medo. Depois ele me olhou, acho que queria saber o que estava acontecendo, nossa, agora que reparei... O rosto dele é familiar.

- Olha, não precisa explicar se não quiser - Apenas dei um leve sorriso para ele e depois o abracei.

- Obrigada!

Depois corri para o pátio para encontrar Rosalya, ela estava conversando com algumas meninas da nossa sala, acho que são Kim, Violet e Íris. Andei até lá e elas perceberam minha presença.

- Julie, eu estava falando com as meninas sobre uma balada que vai ter em um bairro vizinho ao meu daqui uma semana, aí estou chamando elas para irem também.

- Eu ouvi balada? - Alexy apareceu

- Foi só falar de balada que a bicha apareceu! - Falei e todos riram

- Então gente, vocês topam? - Rosa perguntou

- To dentro! - Kim falou

- Também! - Eu e Íris falamos

- A minha resposta vocês já sabem neh? - Alexy falou

- Óbvio - Rosa respondeu - E você Violet, vai?

- Não sei.... - Nessa hora o sinal bateu e todos voltamos para a sala de aula.

A aula será de geografia, matéria que gosto muito, mas ciências ainda é minha preferida. A aula foi normalzinha, mas quando acabou a professora foi distribuindo o calendário de provas, já? Gésuis! Fui embora para minha casa, quando cheguei já fui ligando para Rosa pra saber mais detalhes dessa balada. Ela me passou tudo certinho, depois me joguei na cama pois estava com sono.

* Uma semana depois *

Obs: Era sexta-feira

Andei estudando bastante esses últimos dias para tirar notas satisfatórias. Também havia comprado uma roupa bem massa para usar na balada. Uma coisa que eu vim pensando e reparando é o fato de Kentin me parecer familiar, o rosto, o jeito, tudo me lembra alguém e eu quero saber quem. Eu também conheci ontem o irmão gêmeo de Alexy, gostei dele, cara, ele joga e assiste animes, seu nome é Armin.

Eu estava lendo o livro "A hora da verdade" que comecei há alguns dias quando meu celular toca, era a Rosalya.

- E aí miga, já ta se arrumando?

- Meu deus, já estava me esquecendo, tchau miga beijo!

Corri como um tiro até o banheiro, lavei meu cabelo e sequei, coloquei a calça branca rasgada e a blusa preta com correntes e fui colocar meu salto alto preto que havia comprado. Depois fiz uma maquiagem básica, peguei minha bolsa e meu celular e desci as escadas.

Ainda não estava na hora, ufa! Rosa e Leigh vão passar de carro para me buscar aqui e depois passar para pegar Alexy. Estava esperando quando vejo meu pai descer as escadas passando mal, corro para ajudá-lo mas ele cai no chão, fico desesperada. Levanto ele e o coloco no sofá, ligo para a ambulância e para Rosalya. O que será que aconteceu com ele? A ambulância chega e leva ele para o hospital, fico sozinha em casa e chorando, ele desmaiou do nada, o que ele tem? Passou-se 5 minutos e Rosalya e Leigh chegam desesperados, por impulso me jogo nos braços dela e começo a chorar.

- Calma Julie, ele vai ficar bem.... - Ela e Leigh não paravam de falar isso para mim, talvez eles tenham razão.

Me levantei, lavei meu rosto pois o rímel já borrara meu rosto inteiro e voltei a sala.

- Vamos? - Leigh pergunto eu fiz um sim com a cabeça.

Entramos no carro fomos passar para pegar Alexy, no caminho fui pensando, meu pai estava doente? O que ele tem? Porque ele desmaiou? Chegamos na casa de Alexy e ele entrou cheio de energia pela porta.

- Oi genteeeee! - Disse ele

- Oi purpurina! - Rosa falou

- Oi.... - Falei, ele olhou para mim e ia abrindo a boca para perguntar o que eu tinha quando Rosa beliscou o braço dele.

- Aiiii

O caminho foi feito em silêncio, quando chegamos e entramos lá dentro. Logo me sentei no banco do bar enquanto a maioria da pessoas dançavam, estava meio desanimada. Sinto uma mão tocando meu braço, era um garoto que eu nunca tinha visto na vida.

- Oi, nossa como você é bonita! - Olhei para ele e voltei meu olhar á meus amigos dançando - Nossa, nem para agradecer! - Depois ele saiu para lá.

Pedi uma garrafa de vodka e fui bebendo aos poucos, quando vejo Kentin? É ele mesmo? Nossa como está gato! Ele me viu e cumprimentou depois pediu alguma bebida alcoólica para me acompanhar. Logo nós dois estávamos bêbados, estava perto para eu ir embora quando ele me puxa para um lugar mais isolado e do nada começa a me beijar. O beijo dele era quente e selvagem, estava muito bommmm (eu tava muito bêbada) ficamos uns minutos assim depois ele começou a levar sua mão para dentro da minha blusa. De repente eu me separei dele, dei um selinho e corri até Rosa e Alexy. Eles já estavam me procurando, saímos da balada e fomos embora.

No carro cantávamos vários funks e contávamos piadas, chegando em minha casa eu me despedi deles e entrei. Comi algumas coisas na cozinha, subi até meu quarto e adormeci.


Notas Finais


Obrigada por ler!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...