História A Surprisingly Amazing Love - Fanfic L3ddy. - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Malena "Malena0202" Nunes
Personagens Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags Guba, L3ddy, Luba, Luddy, Romance, T3ddy
Exibições 147
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 49 - Capítulo 49: Continuação da Viagem em Família. ❤


~ PVO Luba: On. 


Enquanto esperava Lucas voltar do mercado, resolvi andar um pouco pela praia, observar as crianças brincando ou coisa do tipo.. Sai e vi Vinnícius, Júlia, e os filhos do caseiro correndo pela praia, sorri me aproximando um pouco da areia, tirando uma foto.. 


Eu: CRIANÇAS, TOMEM CUIDADO COM A ÁGUA! *elas assentiram. 


Continuei a andar pela praia, sentindo o vento fresco bater em meu rosto, caminhei lento até a água, sentindo bater gelada aos meus pés. Segui reto até algumas pedras, sentando-me nelas e observando. 


Ali era basicamente deserto, um lugar maravilhoso para pensar e por as coisas no lugar. E foi o que eu fiz, pensando bem em minha vida e a de todos a minha volta. 


Lucas tinha total razão, vida que segue, a Kéf se foi, não posso faze-la voltar. Eu a amo, mesmo com seus erros, sei que ela se arrependeu, eu a guardo em meu coração, com todo amor do mundo. Ela sempre fez tanto por mim, quando eh estava mal, ela continuava lá, sempre tentando me fazer sorrir. E eu adorava essa loucura dela. 


Ela não teve culpa, se apaixonou, mas o errado foi ela ter esquecido nossa amizade por causa de uma.. "Paixão". Mas eu não ligo mais, ela se arrependeu, isso é o que importa. 


Peguei meu celular e liguei em uma playlist calma no spotify, cruzei minhas pernas e deixei o som no volume máximo, respirei fundo sentindo meu corpo relaxar.. 


[...] Tempos depois.. 


T3ddy: LUCAS... *abri os olhos e vi de longe T3ddy me chamar.* LUBA! *acenei, chamando sua atenção, ele correu à minha direção.* Pow, amor.. Onde você estava? Estava te procurando a algum tempo.. 


Eu: Oi.. Desculpa.. *sorri fraco.* eu só queria andar um pouco, para pensar.. 


T3ddy: Amor.. Viemos para ca justamente para esquecer.. *se sentou ao meu lado, assenti. 


Eu: Sim, eu sei.. Mas é impossível não pensar.. *ele suspirou.* Não fica com raiva.. *segurei seu rosto, acariciando-o. 


T3ddy: Não estou com raiva, só queria que você não se torturasse com isso.. *pegou minha mão e a beijou.


Eu: Não pense assim, só queria me lembrar dela por um momento.. 


T3ddy: Ok, só não quero você chorando pelos cantos, ok? *sorriu, tirei a franja do seu rosto, assentindo. 


Eu: Eu te amo, Urso. *o fitei. 


T3ddy: Eu também te amo. *me selou lentamente.


O empurrei para deitar-se sobre a pedra maior, sorri quando senti-o ceder, eu sabia que fazer "aquilo" ali era errado, mas eu estava tocando o foda-se para isso, eu estava com ele, não é? Era errado sim, mas o importante é que ele estava comigo, alem disso, ali era um lugar fechado, ninguém iria nos ver, assim espero.


T3ddy: Você realmente.. Quer tentar.. Aqui..? *disse contra o beijo, assenti rápido, sentindo sua mão prosseguir à minha cintura.


Eu: Só se você quiser.. *segui o meus lábios de seu maxilar ao seu pescoço, ali eu só movimentei-os lento, dando pequenos beijos, causando-o arrepios. 


T3ddy: Luba, caralho.. *sorri, sentindo sua mão segui à minha nuca, puxando meus pequenos cabelos, gemi baixo. 


Eu: Calma.. *falei baixo, dei distancia e retirei sua camiseta, passando meus beijos ao seu peitoral.


T3ddy: Eu aindaaawn.. *ele mordeu o lábio.* eu ainda acho.. má ideia.. Hm.. *parei, o olhando. 


Eu: Quer que eu pare..? *arqueei uma das sobrancelhas, ele já estava ofegante.* Urso, me responde: Você quer. Que eu pare? *eu estava adorando o ver sofrer. 


T3ddy: Luba.. *ele suspirou.


Eu: Quer ou não? *me sentei ao seu colo. 


T3ddy: Mas.. E se alguém nos.. *me esfreguei ao seu colo.* aaawwn.. 


Eu: Ninguém vai nos ver, fica tranquilo.. *sorri malicioso. 


T3ddy: Você não está me ajudando.. *me puxou, ri fraco fitando-o.* Poderíamos ir para casa, as crianças ainda estão brincando.. *sussurrou. 


Eu: Não consigo.. *mordi o lábio.* Gosto de sentir adrenalina.. *o olhei desafiador. 


T3ddy: Transando numa praia? * riu fraco, assenti.


(Viih falando: sim, referências a "I Love You, But I Hate You", sou dessas. :3) 


Eu: Claro.. *tirei minha vestimenta.* Você poderia cooperar comigo, Sr. Olioti? *ele sorriu sacana.


T3ddy: O que você quer de mim? *umedeceu os lábios.


Eu: Eu só quero a porra do teu corpo, é pedir muito? *o olhei, ele riu. Segui minha mão até seu calção, abaixando-o lentamente. 


T3ddy: Ok, vamos lá então.. *sentou-se e puxou minha nuca para ele, surpreendendo-me.* Já que é isso que você quer, é isso que você vai ter..*sussurrou à minha boca, ele começou a dar beijos ao meu pescoço, beijos ferozes e mordidas na qual eram boas e doloridas. 


Eu: Amor.. *minha voz era trêmula.* V-vai com calma.. Hm.. *ele deu um chupão no local.


T3ddy: Você não disse que gostava de adrenalina..? *riu malicioso.* É agora que vamos ter.. 


Eu: Ainda precisamos.. Voltar, ok..? *fechei fortemente meus olhos, sentindo-o chupar a pele sensível do meu pescoço, acabei arranhando suas costas. 


T3ddy: Delicioso.. *brincou com meu mamilo esquerdo, enquando passava seus beijos/chupões ao meu peitoral. 


Eu: V-você.. Estava.. inseguro, né.. *ri fraco, acariciando sua nuca, ele parou.


T3ddy: Hm? *me fitou, franzendo a testa. 


Eu: Não, T3ddy.. Continua.. *pedi, soltei o ar. 


T3ddy: Ah, achei que tinha dito algo. *revirei os olhos, ele riu fraco. 


Optei por tirar meu short logo, quicando (sem querer) ao colo de Lucas, que fechou os olhos fortemente.


T3ddy: Puta merda.. *segurou minha cintura.* Vamos logo, não estou aguentando mais você e esse seu bumbum.. *rimos.  


Eu: Babaca.. *juntei novamente nossas bocas, num beijo lento e profundo.* Por que.. Ainda está com isso? *apertei sua ereção, mas na real, eu estava falando do seu calção, ele gemeu.* 


Tirei-o deixando-o seminu, continuei a acariciar seu membro e aprofundei o beijo, cedendo ao pedido de passagem de sua língua. Aumentei a velocidade da minha mão quando o senti apertando minha bunda. Gemi fino e fraco. 


Eu: Eu preciso de você agora.. *disse quase desesperado, ele assentiu e puxou minha cueca rapidamente, ele tirou a sua própria e.. 


[...] Minutos depois.. 


Gemi alto e longo ofegante, deixei meu rosto tombar-se ao seu ombro, depois de alguns longos segundos, eu o fitei e o mesmo estava cansado, seus olhos semicerrados e suas mãos o sustentavam para trás, deixando seu pescoço marcado pelos chupões que eu dei bem visíveis e invulneráveis à qualquer um. Ri fraco e umedeci os lábios, passei a mão em seu pescoço, chamando sua atenção. 


T3ddy: Ok, não vou negar, a adrenalina foi muito boa.. *brincou, jogando seus cabelos para trás. 


Eu: Foi maravilhoso.. *sussurrei, dando um selinho.* Vamos embora, está escurecendo, as crianças devem estar com fome.. *ele assente, me levantei e vesti minha cueca, juntamente com meu short, Lucas fez o mesmo. 


Seguimos ao caminho novamente até a casa, as crianças agora estavam sentadas na areia brincando com pás e alguns baldes. 


Eu: Juuh? Vinny? *eles nos olharam.* estão com fome? *eles assentiram.* ok, se despesam de seus amigos e entrem, tá? 


Vinny: Ok, papai. *peguei a mão de T3ddy e entramos em casa. 


Eu: Vem, vamos tomar um banho.. *sorri. 


[...] Rapidamente tiramos um banho, e terminamos o lanche das crianças, já eram 20h30, todos nós comemos na varanda ao som do mar quebrando suas ondas.. 


T3ddy: O que estão achando? * indagou, pegando Júlia no colo. 


Vinny: da viagem? *ele assentiu.* está sendo o máximo! Brincamos de Pic-Esconde, Amarelinha, Vivo ou Morto, Pega-Pega, foi incrível!! *falou animado, ri fraco. 


Juuh: E também o Vinny ficou apaixonado pela Clara.. *riu, o menino corou. 


Eu: Quem é Clara, pequeno? *sorri. 


Vinny: É mentira dela, papai. *ele negou.


Eu: É a filhinha do caseiro? *ele assentiu.* hmmm.. 


Vinny: E a Juuh não tirou o olhou para cima do Marcos, também.. *ele cruzou os braços. 


T3ddy: Não estou gostando nada dessa conversar de vocês.. *rimos. 


Juuh: Papai continua sendo ciumento.. *o abraçou.* O que vocês estavam fazendo a tarde papais? *Lucas me olhou, rindo. 


Eu: Bom.. Finos andar um pouco pela praia. *ela assentiu. 


T3ddy: Enfim, vamos dormir que já é tarde, para dentro. 


Entramos novamente, colocamos as criança para e irmos dormir, sorri quando eu e Lucas fomos nos deitar, já que ele me puxou para deitar-me em de seu corpo, aconchegando-me e dormindo tranquilamente.. 


Notas Finais


Oooooooooooi meus pequenos! Como vocês estão? ❤
Sim, postos tarde, mas postei! Haha.

Queria perguntar uma coisa: Vocês tem Musical.ly? Eu estou viciaaaada nesse aplicativo! É simplesmente maravilhoso! Haha :3. Se tiverem, me sigam lá, sou bem difícil de postar, mas adoraria ver o de vocês: @vitoriascott.

Enfim, o que acharam do cap? Querem algo novo? Me dêem opiniões verdadeiras, ok? Amo vocês! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...