História A Tale Of A True Genocide And A False Pacifist - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~SkolTemmie

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Chara, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Charisk, Drama, Frisk Overpower, Male Frisk, Revelaçoes, Romance
Exibições 43
Palavras 1.944
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Seinen, Sobrenatural, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capitulo ficou menor do que o normal pois eu estou sob o efeito constante de drogas fortissimas, estão entre elas o sono, bloqueio criativo, preguiça e uma depressão basicona, mas bem, para aqueles que estão hippando essa história, ela está chegando ao fim, pois foram 2 FUCKING temporadas, essa temporada deve chegar ao capitulo 15, ou no maximo, 20, totalizando um total de 40 capitulos de história, então não me venham dizer que foi curto, pois não foi.

e também, para aqueles que vão ficar tristinhos depois que a fanfic acabar, eu vou criar outra, focando mais em resets e não vai ter esse lance todo de deuses, AINDA! eu estive desde o inicio de amor cativo pensando se fazia aquele ou o amor cativo, então, depois que eu acabar, eu vou começar a escrever ele e quando chegar a 10 capitulos, eu vou começar a postar o capitulos, da mesma forma como eu fiz com amor cativo.

Well, Good Reading

Capítulo 10 - Praia!!!


Fanfic / Fanfiction A Tale Of A True Genocide And A False Pacifist - Capítulo 10 - Praia!!!

Pov. Ansiel

 

 

Eu estava na minha sala pensando intensamente. Ele está com o apoio de quase todos os líderes, eu tenho que dar um jeito de acabar com ele, mas como? Enquanto pensava nisso, um dos meus servos veio ao quarto.

 

Servo – Mestre, a líder do fogo veio vê-lo, disse que é importante – O que ela veio fazer a essa hora da manhã?

 

Ansiel – Certo, diga-a para entrar –

 

Após um tempo, a líder Shana entrou na sala.

 

Shana – Eu tenho uma proposta para você, onde podemos acabar com o nosso inimigo sem que os outros reinos possam fazer algo a tempo –

 

Ansiel – Interessante, estou ouvindo –

 

 

Pov. Frisk

 

 

Após toda aquela histeria no meio da madrugada, a Liz dormiu até bem tarde. Após voltarmos da escola, estávamos sentados olhando para parede, por que não tinha nada na televisão e por que eu já havia desistido de procurar algo na internet.

 

Kiara – Ei... por que não vamos a praia? – Ela disse de forma dengosa enquanto se aconchegava em mim, a Chara fazia o mesmo.

 

Frisk – Por que não? Está quente pra burro mesmo... – A Liz desceu as escadas correndo já de biquíni e o Chisk veio logo atrás com as boias prontas.

 

Liz – Alguém disse praia?! – Ela estava super animada e o Chisk parecia desconfortável com alguma coisa.

 

Chara – Hoje nós vamos a praia! – Ela gritou erguendo as mãos para o alto e todos fizeram o mesmo.

 

 

~Rachadura no tempo~

 

 

Nós estávamos perto da praia. Eu posso estar no ensino médio, mas eu tenho, tecnicamente, 337 anos, então eu posso dirigir. Os nossos pais vieram junto em outro carro e os outros também. O Chisk continuava com uma expressão desconfortável o caminho inteiro e quando chegamos no nosso destino, eu resolvi perguntar para ele.

 

Frisk – Por que você parece tão desconfortável? Você não queria ter vindo? –

 

Chisk – Não é isso, é só que vai ser um saco ter que sumir com qualquer garoto que se aproximar da Liz – Ouvindo essa explicação, eu só pude começar a rir – Ei! Do que está rindo?! –

 

Frisk – Você é mesmo um bom irmão mais velho – Eu pus a mão em sua cabeça e fiz um cafuné – Cuide bem da sua irmã, está bem? – Ele assentiu com um sorriso.

 

 

~Rachadura do tempo~

 

 

Nós já tínhamos arrumado tudo. A Toriel estava com um biquíni... como posso dizer... sensual? Eu não sabia que a mulher que me criou todos esses anos tinha um gosto desses mas acho que o Asgore deve ter algo a ver com isso. Enquanto eu via o Asgore babar pela Toriel, eu pude sentir um cheiro de peixe frito, mas quando olhei para a origem, vi que o cheiro era por que a Undyne estava se bronzeando enquanto a Alphys parecia ter morrido de hemorragia nasal.

 

Olhei em direção aos irmãos esqueleto, como posso dizer... acho que não tinha muito o que bronzear, mas o Papyrus continuava insistindo dizendo que ia conquistar todas as gatinhas com o novo bronzeado. Sans estava dormindo, como sempre. E Asriel havia trazido a Fuku com ele, mas ela ficou um pouco distante da água por medo de se molhar, mas o Asriel parecia não se importar, já que ele só tinha olhos para a namorada independente do que tenha que passar. Eu olhei em direção aos vestuários e tive a visão da minha vida, a Kiara e a Chara vindo de biquíni em minha direção. Eu fiquei mais vermelho que um tomate com aquela visão abençoada. Elas vieram e pularam encima de mim debaixo do guarda-sol.

 

Enquanto descansávamos embaixo do guarda-sol, eu percebia que vários garotos estavam sumindo assim que estravam em um raio de 3 metros de distância da Liz... acho que o Chisk está exagerando um pouco. Eu podia perceber vários casais próximos de nós entrando em conflito, além de vários homens olharem para nós, mais especificamente para a nossa situação, algumas mulheres olhavam para mim, umas com um olhar de repreensão, outras me viam e falavam pelos ouvidos das amigas enquanto me olhavam de jeito... estranho... vamos ignorar isso.

 

 

Sonho – ON

 

 

Eu estava acorrentado, sempre que tentava mover, as correntes emitiam um brilho vermelho estranho e me impediam de me mover. Na minha frente eu vi uma sombra que me olhava com uma expressão séria.

 

??? – Aqui nós estamos, quanto tempo faz desde que você abandonou a sua humanidade? Séculos, milênios? Mas também, isso importa? Você está preso aqui e não vai sair... nunca... –

 

Eu comecei a me debater desesperadamente, mas eu não queria sair dali em si, eu só queria matar ele, esse era meu único desejo.

 

??? – Não se desespere, você vai para um lugar melhor logo, logo, junto das pessoas que te amas, e que você matou –

 

Um clarão me cegou e eu senti meu corpo queimar como se estivesse pegando fogo.

 

 

Sonho – OFF

 

 

Quando eu acordei, percebi que a Chara e a Kiara tinham se levantado e dois homens iam em direção delas.

 

Homem A – Ei, o que duas belas garotas como vocês estão fazendo aqui? –

 

Kiara – Esperando o nosso namorado acordar... – Eu estava com os olhos fechados, mas conseguia perceber tudo que acontecia ao meu redor e percebia o sorriso que a Kiara mostrava para mim.

 

Homem B – Como assim? Acho que garotas como vocês não deveriam estar esperando um cara, se é que ele é um homem por conseguir dormir com tanta tentação bem na sua frente – Eles me davam nojo.

 

Chara – Vocês não podem falar muita coisa afinal, ele é BEM mais homem que vocês dois juntos – Ela arqueou as sobrancelhas, o que fez os dois ficarem bem irritados.

 

Homem A – Ah é?! Então eu vou te mostrar o quão homem eu sou! – Ele ia agarrar no pulso dele, quando eu segurei o pulso do mesmo que me olhou irritado e eu devolvi o olhar com um assustador.

 

Frisk – Nunca te ensinaram a tratar bem os outros? Ou a não tocar em quem já tem dono? Parece que eu vou ter que ensiná-los então –

 

Os dois vieram na minha direção para me socar e eu segurei seus punhos com força, esmagando os mesmos fazendo-os gemer de dor. Um sorriso sádico se formou em meu rosto e eu chutei o rosto de um fazendo-o voar para longe enquanto socava o rosto do outro continuamente até que ele se engasgasse com o próprio sangue, depois eu parti para cima do outro e fiz o mesmo. Os dois, cambaleando, para longe e enquanto assistia com um sorriso ainda maior, eu senti alguém abraçando as minhas costas, eram as duas.

 

Chara – Sabia que quando tentassem mexer com a gente, você ia acordar na hora – Ela deu um beijo na minha bochecha, fazendo o meu sorriso sádico se tornar um sorriso amoroso.

 

Frisk – Vamos entrar na água? Quero me refrescar, e vocês? – As duas assentiram animadas e nós fomos até a agua.

 

 

Enquanto as duas ficavam mais para perto da margem por que era mais seguro e elas podiam vigiar as crianças de lá, eu estava bem distante, usando um escudo como plataforma em forma de prancha e surfando através de várias ondas, até que uma onda muito grande me pegou de surpresa. Eu podia ver as expressões de assustadas das duas antes de afundar. Eu estava sendo puxado de um lado para o outro sem conseguir revidar, pois as ondas estavam tão fortes que eu simplesmente não conseguia me recompor para sair dali.

 

Após vários minutos de onda extensivas, eu podia sentir cortes pelo meu corpo por causa das pedras que haviam no local, até que em uma última e forte onda, eu senti que fui jogado até a areia novamente e vi a Chara, Kiara, Liz, Chisk e o resto do pessoal vindo correndo.

 

Chara – Frisk! Você está bem?! – Ela me segurava de forma cuidadosa, como se estivesse se preocupando com o meu estado, a Kiara fazia o mesmo.

 

Frisk – Está tudo bem... – Eu disse isso, mas na real, eu estava cheio de arranhões e estava doendo muito. Eu ativei a alma da Inveja para aliviar a dor.

 

 

~Rachadura no tempo~

 

 

Depois daquele acidente em alto mar, eu resolvi ficar na areia brincando com as crianças, após fazer castelinhos de areia, eu queimava conjurando fogo, transformando eles em castelos de vidro bem bonitos, a Liz parecia gostar de ficar olhando para eles...

 

Enquanto brincava, eu ouvi o som de foguetes a gliter, eu já sabia o que isso significava, significava que a diva tinha vindo pra arrasar com as inimiga. Mettaton havia descido de seus foguetes glamourosamente enquanto todos observavam.

 

Mettaton – Oh yeahs, a diva chegou pra arrasar hoje! – Assim que viu as crianças comigo, ela veio correndo até onde estávamos.

 

Mettaton – Oh my god! Quem são essas divindades da fofura com você?! – Ela parecia meio histérica.

 

Frisk – São meus filhos – Disse com orgulho, no início ela parecia meio surpresa, mas depois de pensar sobre algo, ela parecia chegar a uma conclusão, acho que era sobre as nossas idades.

 

Mettaton – Mas é claro que tinha que ser, você era uma gracinha quando pequeno, querido! Ei, posso apresentar eles no meu programa depois? Eles são uma gracinha –

 

Frisk – Talvez, mas não agora, acho que você vai estar muito ocupada com os fãs – Disse com um sorriso sacana apontando para trás dela onde havia uma multidão e, em um segundo, Mettaton foi levada pela multidão e voltamos as programações normais que envolvem, principalmente, fazer castelos de areia.

 

 

~Rachadura no tempo~

 

 

Eu me diverti com as crianças durante um bom tempo e quando estava na hora de ir para casa, o sol já tinha se posto, todos já tinham voltado para o carro e eu estava arrumando quando uma luz forte apareceu na minha frente, eu sabia no que aquilo ia dar, por isso já conjurei a minha espada.

 

 

Pov. Chara

 

 

Nós estávamos esperando o Frisk voltar... ele estava demorando...

 

Liz – Mamãe Chara, o Papai está demorando – Eu ia responde-la, mas uma luz forte vinda da praia. Nós fomos correndo para ver o que era.

 

Quando cheguei, vi o Frisk cruzando espadas com um tipo ser usando um capuz e uma espada longa. O impacto das espadas estava criando ondas de ar semelhantes a ventanias. Os olhos de Frisk pareciam frios e sangrentos, um leve sorriso estava desenhado em seu rosto, parecia que ele estava gostando daquilo, e seus golpes pareciam ser totalmente precisos.

 

Ele ia fazer um golpe por baixo, mas após o homem de capuz bloquear o golpe, Frisk usou o bloqueio como impulso para cima e conjurou outra espada, acertando-o de cima. Por pouco o homem conseguiu escapar do ataque, mas teve parte do seu capuz rasgado mostrando seu rosto. Ele parecia com um tipo de demônio, mas diferente dos que apareceram até agora. Vendo seu rosto, o Frisk soltou uma gargalhada.

 

Frisk – Me diga quem é seu mestre, minion! – Um minion?

 

O Frisk não recebeu nada além de um grunhido vindo da parte do demônio, ele estreitou os olhos e avançou em direção ao demônio a uma velocidade que eu não consegui acompanhar e deu um com tanta força no estomago minion que fez o mesmo sair voando, o que estava atrás de Frisk também foi destruído com o impacto.

 

Frisk – Parece que eu vou ter que descobrir do jeito difícil – Disse se aproximando em passos lentos em direção ao minion incapacitado enquanto seu corpo esbanjava uma silhueta azul marinho.

 

Frisk segurou o minion pelo pescoço e segurou em sua testa, o minion parecia estar entrando em pânico, até que se acalmou, se acalmou até demais. O Frisk largou o seu pescoço, fazendo seu corpo sem vida cair na areia e desaparecer. O Frisk nos percebeu e mostrou um sorriso.

 

Frisk – Vamos para casa? -


Notas Finais


Eu sinto que nessa ultima parte, o Frisk parecia ter aumentado de LOVE, mais ele vai piorar, isso eu garanto! T^T


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...