História A Teacher - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Aluna, Emma Swan, Professora, Regina Mills, Swan Queen
Exibições 717
Palavras 3.613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá...
Mais um capítulo para vocês. Espero que gostem.
Obrigada a todos os comentários.
Desculpa se eu não respondi algum. Mais irei.
Estou essa semana inteira no hospital, inclusive escrevi ele lá.
Então leiam notas finais pfv.

Boa leitura.

Capítulo 25 - Capítulo 25 - Uma nova oportunidade e outras coisas


Fanfic / Fanfiction A Teacher - Capítulo 25 - Capítulo 25 - Uma nova oportunidade e outras coisas




- É claro que eu aceito, mas é confiável?

- Claro que é Emma, eu não te colocaria em uma enrascada.

- Tudo bem. A reunião é agora? Tão rápido?

- Sim, estão precisando de uma modelo para uma marca de roupa, e você é ideal para isso.

- Ok. Então vamos – Emma falou para a ruiva. Ambas saíram seguindo para o escritório de Marian.

[...]

- Olá Emma, gostaria de te apresentar Valentina – Marian falou assim que Emma entrou na sala.

- Céus Mari, ela é linda

- Eu sei irmãzinha, eu te disse .

- Sou Valentina, um prazer te conhecer Emma. – falou estendendo a mão para a loira, Emma apertou a mão da menina alta de cabelos escuros. – Bom sente-se aqui que iremos resolver tudo. Você já trabalhou de modelo alguma vez?

- Não, essas fotos foram minha primeira vez.

- Devo admitir que você tem um talento nato para isso.  Bom Zelena é nossa fotografa oficial, ela assinou um contrato conosco então tudo bem se ela te fotografar?

- Claro, eu adoraria que fosse Zelena, me sentiria até mais à vontade.

- Ótimo, eu tenho parceria com a Mirror, então todas as fotos serão publicadas por ela, o pessoal você já conhece, Desirré e Axel. Serei sua assessora, todos os seus trabalhos quem cuidará será eu, e te passarei tudo para decidirmos quais pegarmos e quais descartarmos. Eu que conseguirei seus trabalhos. Por enquanto faremos um contrato de experiência por três meses, depois se você quiser sair tudo bem.

- Ok. E o horário de trabalho?

- Bom, temos uma campanha agora para uma empresa de roupas, a Miller, conhece?

- Sim, uma marca de roupas bem famosa.

- Exatamente, só trabalhamos assim querida. – Piscou – Temos outras modelos, porém queremos um rosto novo e você será perfeita para isso. Aqui está o contrato, pode ler com calma, se quiser que um advogado avalie, tudo bem para nos. Mas queremos ele até semana que vem, assinado ou não. Pois caso você não quiser temos que ter tempo para acharmos outra pessoa. O salário será esse, o horário iremos agendar com você sempre um dia antes, você participará de alguns desfiles também, principalmente quando você estrear a marca, claro que o salário aumentará. Está tudo escrito ai.

- Claro, muito obrigada. Então nos vemos na próxima semana – Emma pergunta.

- Claro, e espero muito que você aceite – Valentina se levantou e estendeu a mão para Emma, se cumprimentaram e a menina loira saiu.

[...]

- Então quer dizer que você trabalha para uma empresa agora? – Emma perguntou a Zelena assim que entraram no carro.

- Sim, estou pensando em vender meu apartamento e me mudar para cá, até porque é mais perto de Elsa.

- Entendi. Seria bom ter você por perto. Então eu tenho um advogado, se você quiser podemos pedir para ele vê o contrato para você.

- Eu iria adorar.

- Quer ir lá agora?

- Agora?

- É, quanto mais rápido melhor.

- Tudo bem então – Emma falou.

[...]

- Robert.

- Querida Zelena – o Homem falou abraçando a ruiva. O que a traz aqui?

- Minha cunhada, Emma. Ela tem um contrato com a Mirror, gostaria que desse uma olhada.

- Claro. – olhou para Emma – Você é Emma?

- Sim, Emma Swan, um prazer.

- O prazer é todo meu – apertou a mão da menina – Bom eu já vi alguns contratos da Mirror e é uma empresa muito confiável, você será modelo?

- Sim.

- Grande escolha da Mirror dessa vez – sorriu – Bom, eu irei avaliar, podemos nos ver amanhã pela tarde? Eu já terei avaliado e poderemos conversar.

- Claro. Eu te deixarei meu número para você me ligar.

- Ótimo, amanhã eu já te ligo e resolveremos tudo

- Pode deixar na minha conta Robert. Até amanhã – Zelena fala com Emma saindo da sala.

[...]

- Então como foi a reunião? –Emma e Regina estavam na cozinha, a morena estava fazendo o jantar enquanto Emma estava brincando com Lenny na cadeirinha.

- Foi boa, fui no advogado de Zelena e ele verá o contrato.

- Fico tão feliz por você Emma, sei que mudanças podem ser assustadoras mais será bom para você.

- Eu não ligo muito pela mudança, já estou acostumada.

- Isso é bom. - Falou colocando a salada na mesa – E sua mãe?

- O que tem? – Emma pegou um brócolis e deu para Lenny.

- Você não fala com ela a meses Emma. Sei que vocês brigaram, mas ela é sua mãe.

- Mãe que escolheu o namorado á filha.

- Talvez ela só não tenha escolha. Emma eu posso dizer isso porque fui casada. Por mais que eu poderia imaginar que Robin me traia eu gostava dele e era cega para ver isso. O mesmo pode haver com sua mãe. Tente conversar com ela Emma, porque independente de tudo ela é sua mãe.

- Tudo bem Regina, eu verei o que farei. – Olhou para ela e sorriu. O jantar foi tranquilo, tranquilo a medida do possível, já que Lenny colocava mais comida no chão do que na boca – Lenny, ervilhas são gostosas- Ele balançava a cabeça dizendo que não – eu vou comer todas as suas ervilhas – Emma disse pegando a ervilha do prato e colocando na boca. O menino abriu a boca pedindo ervilha e Emma deu para ele. –  E sua mãe?

- Ela viajou com papai, não sei exatamente para onde foram. Ela tem estado estranha – emma a olhou – Não é culpa sua, não se preocupe. Leva Lenny para o banho enquanto eu arrumo a cozinha?

- Claro – Emma diz se levantando  e pegando o pequeno e o levando para o banho.

[...]

Depois do banho em Lenny, Regina apareceu e o colocou para dormir. Emma foi para o quarto, pegou o celular e ligou para a mãe.

- Oi Emma. – Mary falou.

- Oi. Como está? – Pergunta olhando para a porta.

- Bem e você minha filha?

- Estou bem. Eu só queria saber se está precisando de algo?

- Não querida. Está tudo bem. – Emma escutou algum barulho, então a mãe voltou a falar - Preciso desligar agora, nos falamos depois. Eu amo você Emma.

- Eu também – a ligação foi encerrada. Regina estava encostada na porta – ela está tão distante. – Emma falou triste – éramos tão amigas.

- Eu sei querida – Regina se sentou ao lado dela e a puxou – tudo irá se resolver, mas alguém precisa dar o primeiro passo.

- Eu sei – falou apoiando a cabeça no peito de Regina e recebendo o carinho da namorada.

[...]

- Emma Swan –O homem diz assim que Emma entra em seu consultório – Fiz as analises e está tudo certo, basta somente você assinar.

- Obrigada Robert. – Emma disse pegando os papeis das mãos do homem – Bom como resolveremos o pagamento?

-Zelena já cuidou disso, não se preocupe.

- Ok, muito obrigada.

- Disponha querida. Qualquer coisa pode me procurar.

- Eu que agradeço. – Emma falou saindo da sala do homem e indo direto para a Mirror.

[...]

- Fico tão feliz por isso Emma Swan – Valentina disse pegando os papeis já assinados das mãos de Emma – Você não irá se arrepender.

- Eu que agradeço a oportunidade.

- Podemos começar amanhã? Já temos suas medidas e pedirei os ajustes hoje. Pode estar aqui na parte da tarde?

- Posso sim, claro.

- Perfeito Emma. Então nos veremos amanhã aqui, Zelena te fotografara, e teremos a mesma equipe de cabelo e maquiagem, pode ser?

- Perfeito.

- Ótimo. Seja bem vinda a Mirror oficialmente. – falou sorrindo.

[...]

Tudo fora muito corrido para Emma, a mudança, o curso, depois o relacionamento dela com Regina, o apartamento e agora o trabalho de modelo. Ela estava feliz com a mudança que estava ocorrendo em sua vida, mais pensará em sua mãe. Como a mulher estava? O que estava fazendo? Será que Graham a tratava bem agora que Emma saiu? Emma também sentia falta de seu pai, o homem tinha ido embora a trabalho, Mary não queria ir com ele e optou por ficar com Emma que ainda era muito pequena. Emma quase não falava com seu pai, somente em aniversário ou natal mas não sentia raiva dele. Ele ainda mandará dinheiro para ela, porém esse dinheiro ficava com Mary, principalmente depois que se mudaram. O pai de Emma ficou sabendo o que aconteceu com ela em Boston, mas não pode viajar, o trabalho não permitirá.  Emma olhou para o apartamento, ela estava se instabilizando, e conseguiu isso de certa forma sozinha. Mas ainda sentia falta de sua família, de sua mãe e de seu pai.
Regina tinha acabado de sair do mesmo e foi ao encontro com Zelena.
Escutou batidas na porta e pensou ser a morena que tinha esquecido algo, abriu a porta e viu sua mãe.

- Oi - Ela falou sem jeito.

- Oi, entra - falou dando passagem, Mary entrou. - fique a vontade. Aconteceu algo?

- Não. Eu apenas queria te ver - Emma arqueou a sobrancelha.

- O que Graham fez?

- Ele não fez nada

- Sim, ele fez. Ele sempre faz. Porque você não termina com ele? 

- Emma já conversamos sobre isso.

- Então você apanha dele e tá tudo bem?

- Emma não é isso, eu não...

- Claro que acontece, eu sei que acontece.  Ele te ameaça se você terminar com ele?

- Não Emma.

- Então termine, se o meu pai...

- Seu pai não irá mais voltar Emma. Entenda isso. Ele preferiu ir para o Brasil.

- E você preferiu ficar com um homem que te bate.

- É impossível conversar com você - falou pegando a bolsa e saindo, Emma colocou as mãos na cabeça e socou a porta machucando a mão.

- MAIS QUE PORRA - gritou.

[...]

- Emma, tente manter a calma – Regina falava no telefone.

- Como manter a calma, ela aparece aqui, eu vejo que ela não está feliz e ela continua a defender ele.

- Ela o ama, Emma

- Dane-se o amor Regina – falou grossa demais, respirou fundo – Desculpas, eu estou nervosa. Ela é minha mãe, eu não quero vê-la sofrendo.

- Eu sei querida.

- Minha mão está doendo.

- O que houve?

- Eu soquei a porta. Eu vou tomar um banho e tentar dormir um pouco.

- Tudo bem querida. Há eu contratei outra babá.

- Eu sou a babá de Lenny

- Eu sei, mas você começará a trabalhar como modelo agora e os horários serão alternados. Já pediu demissão no Granny?

- Na verdade eu iria lá agora, ela deve estar fechando.

- Tudo bem, vá lá. Nos falamos depois.

- Eu amo você.

- Eu também amo você.

[...]

Emma desceu e como previsto Granny estava fechando.

- Granny, preciso falar com você.

- Finalmente apareceu Emma Swan. Me dê um bom motivo para não te demitir.

- Na verdade eu gostaria de pedir desculpas, desculpas por tê-la deixado na mão, ocorreram várias coisas essa semana. Eu gostaria de pedir demissão, mas ainda gostaria de ficar com o quarto.

- Você me deu um prejuízo Swan. Conseguiu outro emprego?

- Na verdade sim, em uma revista por isso quase não estive aqui.

- Tudo bem Emma, está demitida... – olhou para a menina – E pode ficar com o quarto.

- Obrigada – Falou abraçando a velhinha – Deixe-me te ajudar a fechar – falou abaixando a porta.

[...]

Emma pegou o celular e ligou para Regina, esperou alguns toques até ser atendida.

- Falei com Granny e ela me demitiu. Agora quero saber quem é essa babá.

- Rebeca é uma graça, você precisa conhece-la.

- Quero saber porque minha namorada está falando que outra garota é uma graça.

- Ela mora aqui no prédio, conheço ela a alguns anos.

- Hummm – Emma resmungou.

- Você tá com ciúmes? Quando você conhece-la também achará ela uma graça.

- Tá Regina. Tá... eu vou dormir, um beijo no Lenny por mim.

- Ok. E o meu?

- Você fica sem beijos hoje. – falou e desligou.

[...]

No dia seguinte Regina apareceu no apartamento de Emma, a menina estava terminando de se arrumar, estava com uma saia jeans e uma blusa folgada rosa claro, seus cabelos estavam amarrados em um rabo de cavalo.

- O que faz aqui? – Emma perguntou assim que abriu a porta e viu Regina, vestida em um vestido de alça preto com algumas flores brancas e o cabelo amarrado em um coque perfeito.

- Vim receber meu beijo – Regina falou entrando e prendendo Emma na porta.

- Eu já disse, sem beijos para você, não era para você está trabalhando?

- Estou na minha pausa de vinte minutos. – Se aproximou dos lábios de Emma – Quero o meu beijo – deu uma leve mordida no lábio inferior.

- Eu preciso ir para a Mirror, começarei uma nova campanha.

- Eu espero que dessa vez Swan você esteja vestida

- Porque? Você mesmo não diz que tenho um corpo bonito, o que é bonito é para se mostrar – falou sorrindo para a mulher, Regina levou a mão até a barra da saia de Emma e passou o dedo em sua coxa, subindo para seu sexo, tocou a calcinha da menina, apertou ali e Emma mordeu os lábios fechando os olhos.

- Olhe para mim Swan – ordenou e assim a menina o fez – Você é minha – adentrou um dedo na calcinha de Emma e passou pela intimidade já úmida pelo desejo – Somente minha – beijou a menina com força, chupando o lábio dela enquanto Emma abria passagem para a língua de Regina entrar em sua boca. Regina continuou a passar o dedo pelo sexo dela enquanto a beijava, Emma soltou um gemido e Regina se separou, tirando a mão da saia dela e a encarando, levou o dedo ao lábio e o chupou, fazendo Emma apertar sua cintura. – Espero que tenho deixado isso claro Emma – Falou abrindo a porta – Até mais querida e bom trabalho. – Jogou um beijo no ar e saiu deixando Emma suada, com o coração acelerado e excitada.

- Você me paga Regina Mills.

[...]

Emma chegou em frente ao prédio onde era a revista, respirou fundo e entrou. Foi para o andar onde seria agora o seu novo trabalho.
Ao entrar na sala avistou Marian, a mulher sorriu para ela e logo apareceu Valentina.

- Pontual Emma Swan, eu prezo muito por isso. Bom Zelena já chegou, está preparando a câmera e o equipamento. Axel está vindo fazer seu cabelo e maquiagem.

- Ok – falou indo para a sala onde seria feito seu cabelo

- Emma antes de você ir, quero dizer que fico muito feliz de trabalhar com você, se você se dedicar, terá muito futuro no ramo da moda.

- Obrigada – falou sem graça e foi para a sala.

[...]

- Devo dizer que você está um arraso – Axel falou olhando para Emma.

- Você tem uma beleza natural nem precisa de muito para ficar bonita.

- Obrigada então – falou sorrindo para o homem.

- Você trabalha além daqui?

- Não, antes eu trabalhava em uma lanchonete, agora só estou fazendo isso. Os horários não batiam.

- Bom querida, com o salario que você ganhará aqui nem precisará de um segundo emprego. Devo dizer que você tem sorte. Não é todas que conseguem assim logo de cara posar para a Mirror e ainda posar com as roupas da Miller.

- Agradeço a Zelena por isso. – Falou olhando para a ruiva que vinha em sua direção.

- Desculpa cunhada não ter ido lhe buscar. Estou de mudança.

- Vai se mudar mesmo para o condomínio?

- Com toda certeza. Pedi para Elsa me ajudar, ela está empacotando para mim e quando sair daqui eu vou para lá

- Quer ajuda?

- Não precisa, está tudo sob controle. Viu a nova babá de Regina?

-  A tal da Rebeca que é uma graça? – falou com deboche e Zelena sorriu.

- Você tá com ciúmes?

- Não – negou.

- Regina tem razão, Rebecca é uma graça – Emma se levantou.

- Vamos trabalhar Zelena.

[...]

Miller era uma marca onde a maioria de pessoas da alta sociedade usavam, eram chiques, caras e lindas. Ela agora lançará vestidos para festas, e como Morion Miller era amiga de Marian resolveu fazer sua campanha para a revista da amiga publicar, deixando para Marian e Valentina escolher a modelo. O agente de Morion, Trevor aprovou Emma na mesma hora em que a viu. Emma fez as fotos, varias delas. Quando terminaram já era início da noite.

- Emma na próxima semana as fotos serão reveladas e escolhidas por Morion, faremos as edições e mandaremos para você, assim como da primeira vez. Preciso que venha depois de amanhã aqui logo cedo, Morion estará aqui e tenho certeza que ela irá querer conhece-la.

- Tudo bem. Nos vemos depois de amanhã.

- Se prepare Emma, esse emprego mudará sua vida – Valentina disse – Se prepare pois assim que a mídia lhe descobrir, você irá a eventos, festas e tudo o que tem direito – emma sorriu fraco – Até logo e muito obrigada Emma.

- Eu que agradeço – Emma saiu do local com Zelena.

[...]

- Você tá calada – Zelena falou assim que Emma desceu do carro.

- Eu estou cansada, é tudo tão novo.

- Eu imagino Emma. Mais será bom, você está crescendo profissionalmente e como pessoa também.

- Isso as vezes é assustador

- Eu posso imaginar. Mais você se sairá bem. – Falou dando um beijo no rosto da cunhada. – Até mais emma e dê um abraço em Rebecca por mim – Zelena falou rindo e Emma bateu a porta do carro dela, mostrando o dedo do meio para a ruiva que deu partida no carro rindo.

”Rebecca aqui, Rebecca ali, essas irmãs vão me deixar louca. Quem deve ser essa dai que elas tanto falam? Com ciúmes? Porque eu teria ciúmes? Claro que é ciúmes Emma, olhe para você, Regina as vezes parece muita areia para seu caminhãozinho” – Emma falava consigo mesmo quando o elevador se abriu, pensou no que Regina fez hoje pela manhã, a morena estava ousada, atrevida e deixou Emma naquela situação, Regina Mills pagaria por aquilo, por tê-la deixado daquele jeito e ainda por ter feito ciúmes nela.
Bateu na porta e esperou a mesma ser aberta, Regina estava com um short curto que mostrava grande parte de suas coxas, e um suéter. Emma entrou e fechou a porta, prendendo Regina na mesma, assim como a morena tinha feito pela manhã.

- Você acha que iria me deixar daquele jeito e não iria ter troco? Você acha mesmo Regina Mills? – Falou pegando a mulher no colo, colocando uma perna em cada lado dela e prendendo Regina na parede.

- Emma eu...

- Nada de “Emma eu...” Você vai aprender Regina Mills – deu uma leve mordida no lóbulo da morena – A não me excitar e me deixar naquele estado – beijou o pescoço da mulher.

- Srta Mills? – Uma voz fina soou presente, Emma fechou os olhos e abriu com força.

- Não estamos sozinhas? – perguntou baixo.

- Eu iria dizer que eu tinha companhia Emma. – Regina foi solta no chão, Emma ainda estava de costas para a dona da voz – Bex eu quero te apresentar minha namorada, Emma Swan, Emma quero te apresentar a babá de Lenny, Rebecca. – Emma se virou e encarou a menina ruiva com os cabelos lisos.

- Olá Srta Swan – a menina falou.

- Você...Você é uma criança? – Emma perguntou perplexa – Eu não acredito que tive ciúmes de uma criança – falou um pouco alto demais.

- Eu não sou criança, tenho 15 anos – a menina falou cruzando os braços.

- Bex foi minha aluna a alguns anos atrás, quando eu falei a mãe dela que estava precisando de uma babá, ela indicou a menina. Lenny a adora.

- Uhmm – Emma colocou a mão nos cabelos – Um prazer então.

- Você é a moça da revista? – Olhou para Emma - Você namora a moça da revista? – olhou para Regina.

- Sim, pelo visto Emma você está ficando famosa – Regina falou rindo.

- Me dá um autografo? Você ficou linda naquelas roupas. Meu deus eu quase peguei vocês transando – a menina falou rindo eufórica.

- É claro que eu lhe dou um autografo – olhou para Regina envergonhada, a morena pegou uma caneta e um papel e deu a loira, que assinou e entregou a menina.

- Obrigada. Bom vou indo Srta Mills, Lenny já está dormindo, e foi um prazer Emma – falou saindo, emma olhou para Regina, a mulher estava com um sorriso nos lábios.

- Você deveria ter dito que ela estava aqui e que ela era uma criança.

- Ela é apenas três anos mais nova que você.

- Três anos é muita coisa. Agora onde paramos? – Emma falou se aproximando da morena.

- Que eu não devo te excitar e deixar você daquele jeito – falou sorrindo e Emma se aproximou dela.

- Isso – pegou ela nos braços e a levou para o quarto.


Notas Finais


O que acharam?
Estou indo rápido demais com Emma na Mirror?
E agora sobre o pai de Emma e a mãe?
Dêem opiniões.
Tentarei voltar rápido.
bjx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...