História A Terra do Nunca - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Peter Pan
Personagens Capitão Gancho, Personagens Originais, Peter Pan, Wendy Darling
Tags Aventura, Capitão Gancho, Fantasia, Peter Pan, Romance, Terra Do Nunca, Wendy
Visualizações 6
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada, meus queridos leitores, por continuarem lendo! Eu lhes apresento mais um capítulo curto, mas assim segue... A criatividade ainda está tentando fluir....

Nós vemos lá embaixo!!!

Capítulo 3 - Sombras


O vento bagunçava meus cabelos durante o vôo, ouvia murmúrios, provavelmente de João e Peter, mas não consiguia entender o que falavam. Quanto mais subiamos, mais eu os perdia de vista, até que em um momento, eles sumiram, desapareceram. Estava tão alto e a neblina tão constante, para onde eu devia ir…? A escuridão da noite permanecia, mas todas as luzes da cidade, as que iluminavam tudo, não existiam mais…. Já estávamos na terra do nunca?

- Wendy! - ouço uma voz masculina me chamar por trás de mim.

- Como sabe meu… - minha boca é tampada e em poucos segundos, já me encontro em um piso de madeira velha… era um navio?

- Fique quieta, antes que ele te ouça… - agora consigo ver, era um garoto, muito parecido com Peter, provavelmente mais velho.

- Wendy? - João grita me procurando.

- Wendy? - Peter se junta a ele, aparentemente preocupado, desde quando ele se importa?

Vejo os dois continuarem a me chamar, dando algumas voltas pelo céu, tentando me ver de longe. Eu queria respondê-los, queria gritar para que eles me ouvissem, mas o garoto ainda tampava minha boca. Consigo vê-los com dificuldade cochichando um no ouvido do outro, Peter segurava a mão de João, como se fosse seu pai, eles haviam me visto?… Infelizmente não, eles se distanciaram, provavelmente foram procurar em outro lugar.

- Não grite, sei que não entende ainda, mas se não gritar, irei te explicar tudo… - ele tira a mão de minha boca, já vendo minha reação.

- Pete…- ele tampa minha boca antes que eu consiga terminar.

- Eu falei para não gritar! Qual é o seu problema? - ele me segura novamente.

Ouvindo isso eu me calo, talvez seja melhor eu ouvir, acho que ele não vai me deixar fugir tão facilmente.

- Quem é você? - eu falo cochichando, assim que o mesmo me solta.

- Pode me chamar de James.. ou Gancho.. - ele mexe nos cabelos, de forma exibida - Mas isso não importa, você não pode se deixar levar pelo jeito de Peter… Ele não quer lhe ajudar, só quer te usar..

- Como assim? E aliás, eu não sou importante para Peter… Não há motivo.

- Eu não sei ainda como e o porque, mas sei que não é para algo bom. - ele se tenta ao olhar para os lados para ver se alguém estava por perto.

- Olha, sei que não o conheço, mas quando eu o vi ele parecia se interessar somente por meu irmão… - eu esfrego os meus braços tentando afastar o frio.

- É porque a coisa que você viu não era o Peter, era só uma sombra, uma de suas várias…. Ele nunca saí daqui. - James tira seu casaco o dando para mim, para eu me esquentar.

- Obrigada… Mas eu não entendo, quer dizer que aquele Peter que eu vi com o meu irmão agora… era uma sombra? - eu visto com cuidado, o estranho casaco.

- Não, aquele era o real, aquele era realmente o Peter. - ele me observa colocar o casaco

- Espera, mas como vou saber quando for uma sombra? - eu desvio o olhar, para não encarar seus olhos.

- As sombras não podem tocar em você… você viu ele segurar na mão dele, certo?

* * * *

- João, você tem certeza que não viu para onde ela foi? - Peter tira seu gorro, coçando sua cabeça.

- Sim, quando eu olhei para cima ela já havia sumido! Foi tão rápido… - João se senta sobre a raiz de uma árvore.

- Entendo, bom, vá visitar os meninos perdidos! - João olha para Peter confuso, onde os garotos perdidos estavam? - As fadas vão te levar…

- Mas e você? - ele ignora as várias criaturas voadoras que se aproximam.

- Eu vou continuar procurando sua irmã! Prometo encontrá-la! - Peter coloca seu gorro novamente.

- A encontre… - Ele sorri, investindo sua total atenção nas fadas, as seguindo feliz.

- Tchau… - Peter força um sorriso até ter certeza de que João não está mais por perto - Ah, mais que droga! Já estava tudo pronto, e então a garota some!

Ele joga seu gorro no chão, mostrando uma expressão de raiva. Suas sombras aparecem lentamente, se aproximando para Peter dar seu comando.

- Ache a Wendy! Custe o que custar! - ele comanda as sombras de forma bruta - E me alertem, para que eu a traga para cá! E para as fadas o mesmo! - o garoto pega seu gorro no chão, saindo em seguida, colocando-o devolta em sua cabeça.


Notas Finais


Suspeito, o que Peter quer com Wendy?

Até o próximo! Aliás, comentários me ajudam a saber se estão gostando...
E críticas são coisas boas! Não irei reclamar... 😘😍 Bjo na orelha!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...