História A touch of sin... - Capítulo 5


Escrita por: ~, ~FrameS e ~Peixinhoo

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Personagens Originais, Sehun
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbeak, Chanyeol, Kai, Kaisoo, Longfic, Romance
Visualizações 134
Palavras 2.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey!
Quem é vivo sempre aparece, não é mesmo? Huehuehue. Parei -q
Nos desculpem pela demora de dois meses sem atualizar ;-; mas infelizmente a beta dessa vez demorou em nos entregar o capítulo e só nos restou ficar a espera :")
Enfim... Os vejo nas notas finais? Boa leitura sz

Capítulo 5 - Alterado.


— Oba! – Comemorou o maior se erguendo rapidamente retirando sua camisa por cima e revelando ao menor a forma perfeita de seu abdômen bem definido, os bíceps bem cuidados, porém tinha algo diferente em seu corpo, mais a cima, em seu peito as pequenas bolinhas de metal que enfeitavam seus mamilos que logo que entraram em contato com a brisa fria do tempo nublado haviam ficado acesos.

Ele retira sua calça jeans revelando suas pernas e coxas, sem contar o volume da extensão tampada pelo tecido branco da cueca. Era cumprido e pegava uma grande parte da boxer clara.

BaekHyun sorriu leve vendo a animação do irmão que naquele estado parecia até uma criança.

Viu o mesmo retirar a blusa, dando-o a liberdade do menor ver seu abdômen definido, os músculos que chamavam a atenção e principalmente os piercings em cada mamilo dele. Logo o maior retirou seus shorts, ficando apenas com sua cueca branca o que fez o pequeno ficar todo corado por ver o quanto o irmão tinha realmente mudado e ficado muito bonito por sinal.

Desviou o olhar do mais velho e retirou sua própria blusa e calça moletom ainda um pouco a contra gosto, ficando apenas de boxer preta.

— V-vamos? – Falou baixo e ajudou o maior a se levantar, já que ele ainda estava um pouco zonzo e foi até o banheiro com o mesmo.

— Tudo bem Hello Kitty, mas depois você vai me da um beijinho não é? – Ele sorriu bobo ao ser levado ao banheiro.

Até sua voz estava estranha, o de costume era um jeito firme, de um verdadeiro homem que ninguém diria que gostava do próprio sexo. Mas bêbado, sua voz parecia como de uma criança louca por um parque de diversões. Uma criança em corpo de adulto, era assim que Chanyeol estava.

Ele entra por fim no banheiro e põe os dedos sobre o elástico da boxer e tira o tecido de costas para o menor. Chanyeol se abaixa para retirar a muda de roupas presa nos pés, mas da uma belíssima visão de suas nádegas para os olhos puros do menor.

— Eu já disse que só é um banho e nada de beijo. – Suspirou o menor, afinal era difícil lidar com um irmão que tava com temperamento de criança naquele momento.

Entrou no box e ligou o chuveiro enquanto o mais alto tirava sua cueca o que fez o menor ficar todo vermelho com a posição que o mais velho se encontrava naquele momento. Desviou o olhar e entrou debaixo da água fria para tentar parar o rubror em suas bochechas.

— Nhaa... Assim fica sem graça Hello Kitty, nem um beijinho? – O maior adentra o box e fica de frente ao pequeno, pega o sabonete ao lado dele e o analisou perfeitamente sem dizer nada olhando de cima para baixo.

— Então posso beijar seu bichano, Hello Kitty? – Perguntou ele descaradamente.

O menor ficou todo corado quando o maior ficou de frente pra si e mordeu o lábio de leve tentando não observar o mesmo.

— N-não... Não pode beijar n-nada, e pare de m-me chamar assim.

— Ué, Você é a Hello Kitty e é uma gracinha – O álcool estava fazendo-o usar seu poder de sedução com aquele olhar baixo e os rostos próximos, com um belo sorriso nos lábios e o tocar em seu queixo de leve. A voz mudou para calma, mais provocante, com um belo toque de sensualidade.

— E-eu não sou a Hello Kitty. –Falou baixo próximo ao rosto do maior. O puxou pra debaixo do chuveiro na água fria e se afastou.

— Agora tome s-seu banho H-Hyung.

— AHHHH!!! - Ele grita se remexendo no chuveiro até a água o acalmar e o maior fazer bico. Pelo menos sua fase de tarado pervertido havia se acalmado.

— A-Aish... - Ele resmungou a cruzar os braços.

— Yah! cala a boca seu baka. –Riu baixo da reação do maior, pegou a esponja começando a passar pelo corpo do mesmo de leve, já que pelo visto ele não iria tomar banho sozinho.

O maior dá língua para o mesmo revelando um outro metal no centro, e então sente a mão do menor passar por seu corpo, o fazendo se arrepiar por completo e tremer.

— H-Hey, Hello Kitty... N-não tem leite aqui, pode até parecer mas não é. – O maior ainda bêbado comentou e corou.

— Aigo, até na língua você tem piercing?! – Suspiro baixo e riu do comentário do maior. Terminou de passar a esponja pelo corpo dele e começou a lavar o cabelo do mesmo.

Chanyeol se abaixa um pouco para o menor conseguir lavar seu cabelo com mais facilidade ainda com o rosto a corar, ele visualiza o menor por baixo.

— Aish! D-desculpe.

— Por quê está se desculpando Hyung? – Perguntou calmo. Assim que terminou de lavar os fios dele, levou o mesmo para debaixo do chuveiro e enxaguou seu cabelo.

— Pronto, terminou.

Tudo ficou quieto por alguns segundos até o maior dizer algo.

— Por causa de ontem, eu não quis te deixar daquele jeito. – Um lado bom de Chanyeol alterado daquele jeito, é que ele sempre acaba falando a verdade.

Ele sai do box com calma e pega a toalha abraçando a mesma como se fosse um animal de estimação. Ele volta o olhar ao Byun, esperando por ele.

— A-ah... Tudo bem. Não se preocupe huh? – Sorriu doce e saiu do box enrolando uma toalha envolta da cintura.

Segurou a mão dele e o puxou para o quarto.

— Vá se vestir. – Falou baixo e se afastou indo até o próprio guarda roupa, procurando algo pra vestir.

Chanyeol volta para o quarto a onde fita seu guarda roupa um pouco quieto. Parece que o efeito da bebida estava passando aos poucos, ele analisa as roupas ali dentro e pega apenas uma boxer para usar e uma blusa do Batman.

— Hello Kitty, você vai me beijar agora? – Indagou o mesmo após vestir tua blusa e usar sua boxer.

BaekHyun pega uma boxer e apenas a blusa do moletom e se veste. Ouve o maior e cora levemente mordendo os lábios.

Suspira baixo e o olha.

— E-eu... Eu dou... M-mas só porque o Hyung n-não vai lembrar de nada e e-eu tô curioso.

Falou baixo e se aproxima do mais velho todo corado, ficou na ponta dos pés e selou os lábios do maior fechando os olhos rápido para não ver o que estava fazendo e pudesse se arrepender, o que com certeza aconteceria.

O maior sente aquele selar do menor e deixa as mãos grossas repousarem em sua cintura, alisando de leve, com aquele carinho desejado.

Chanyeol deixa seus lábios a se envolverem com mais intensidade com os dele, mas logo parou, para não tomar muito tempo de respiração do menor. Antes de se afastar, mordeu o lábio inferior dele puxando lentamente para si, e deixando mostrar as gengivas do pequenino antes de soltar a pele macia e fazê-la voltar para seu lugar.

O menor tentava corresponder ao beijo do mais velho, por ser o seu segundo beijo, não sabia direito o que fazer. Era novo naquilo, ele não sabia exatamente como começar.

Arfou baixinho quando sentiu a mordida dele em seu lábio inferior e corou leve se afastando um pouco.

— Ér... P-pronto... Agora v-vá dormir um pouco h-hyung.

— Tudo bem, boa noite, Hello Kitty. – Ele rouba um selo dos lábios do menor, antes de se deitar na cama e se cobrir com o lençol bege.

Chanyeol sorri para o Byun e o olha por uns segundos, e antes que o sono pudesse afetar seu raciocínio, diz em um tom calmo:

— Eu te amo, Hello Kitty.

Baek cora leve com o selar e sorri para o mesmo.

— Bom dia Hyung. – Falou baixo e sorriu doce indo para sua cama.

Se deitou e voltou a se cobrir até a cabeça, fechando os olhos e tentando voltar a dormir, o que era um pouco difícil por causa do beijo que não saia de sua cabeça e a culpa por ter sido logo com seu irmão.

Chanyeol já se encontrava no mundo dos sonhos, com o respirar baixo e as pálpebras fechadas perfeitamente como um bebê a dormir.

A porta do quarto se abriu lentamente, e então um pequeno olhar surgiu daquela abertura e logo em seguida deu uma espiada melhor após ficar pela porta. Era seu pai tentando ver se ambos estavam dormindo, com um sorriso nos lábios.

O menor ouve a porta e fecha os olhos rapidamente, fingindo estar dormindo tranquilamente.

Assim que ouve a porta sendo fechada, suspira baixo aliviado e levanta da cama em silêncio por não conseguir mais dormir.

Veste um short qualquer e saí do quarto descendo até a cozinha onde vê sua mãe.

— Bom dia Omma.

— Bom dia filho, mas já está acordado a essa hora?

— Perdi o sono. – Sorriu doce e sentou-se começando a se servir e comer em silêncio.

— Vou sair um pouco okay? Irei resolver a sua matrícula no colégio e depois vou ao salão. Volto só a tarde.

Deixou um beijo na bochecha do menor e saiu da cozinha pegando sua bolsa na sala e saindo de casa indo até o carro, onde o motorista a esperava.

O mais velho entra na cozinha desta vez e arruma sua gravata que era azul bebê. Avista o menor acordado e estranha pois a pouco tempo havia visto o menor dormindo.

— Bom dia pequeno - Cumprimentou seu pai a se sentar na mesa antes de se servir. - Acordou cedo, é? Parece que não teve uma noite boa.

O menor já estava quase terminando seu café, quando ver o mais velho adentrar a cozinha.

— Bom dia Appa, só perdi o sono. – Sorriu doce e se levantou, pegou as coisas que tinha sujado e levou a pia, começando a lavar.

— Parece que aprendeu muita coisa na casa de suas tias, já dá pra casar. As mulheres hoje em dia adora um homem que saiba lavar uma louça. – Comentou seu pai e sorriu de leve analisando o pequeno antes de terminar de comer e se ajeitar, pois estava quase atrasado.

— Sim...C-casar? Não! Q-quer dizer... Agora não, ainda sou novo.– Riu baixo e enxugou as mãos assim que terminou de lavar tudo.

Olhou o mesmo e sorriu leve.

— Tenha um bom dia no trabalho, Appa.

— Tudo bem filho, obrigado. Tenha um bom dia. - Sorriu e selou a testa do mesmo e segue em direção a porta onde da sua última despedida e fecha a porta para ter mais um dia de trabalho.

- Obrigado. – Sorriu leve seguindo o mesmo até a porta. Assim que o viu sair, suspirou baixo e se jogou no sofá. Pegou o controle e coloco em um desenho animado qualquer.

Passou-se algumas horas, o maior boceja ao esticar-se na cama. Mas o vento frio do tempo que se torna fechado e prestes a chover dera em Chanyeol calafrios.

Ele se levanta de sua cama, agora normal, ele nota que algo estava errado, ele estava errado. Não estava com a mesma roupa de ontem, na verdade, estava somente com a boxer e a camisa preta com o símbolo do batman. Dá de ombros e sai de seu quarto e desce as escadas lentamente sem se importar muito. Volta a bocejar e vai para a sala a onde estava Baekhyun, só que havia um porém, Chanyeol havia acabado de acordar com um volume destacado em estado crítico ao se aproximar do sofá.

BaekHyun passou a manhã toda assistindo desenho, até que resolveu mudar de canal e colocou em um filme qualquer.

Ouviu passos vindo da escada e logo viu o maior. Sorriu leve para o mesmo mas logo corou quando uma coisa chamou sua atenção, o que o fez desviar o olhar rapidamente para o filme.

— Bom dia. – Comentou ele e bocejou novamente ao se sentar ao seu lado no sofá.

O pequeno assistia desenhos o que fez chanyeol ficar um pouco incomodado e franzir o cenho.

— Está assistindo desenhos, Baekhyun? Não vai assistir algo mais adulto? – O maior ri de leve notando o rubor em suas bochechas claras. – Por que tá assim? Alguém te bateu? QUEM FOI? – Revoltou-se e se ergueu olhando para todos os lados.

— B-boom dia Hyung. – Falou baixo e deu espaço para o maior se sentar ao seu lado. Fez um pequeno bico e mudou de canal, colocando em algum filme aleatório que se passava.

— N-não! Ninguém m-me bateu... É s-só que... O s-seu amiguinho. – Falou baixo e apontou para sua boxer, especialmente para seu membro.

Park arregala os olhos quando nota o que o fez ficar daquele jeito, ele olha para si mesmo e pega a almofada mais próxima a pondo no volume destacado.

— T-tarado!


Notas Finais


E foi isso...
Bem, mais uma vez nos desculpe pelo atraso, mas tudo depende de nossa beta :")

Gente, irei deixar claro aqui antes que mais pessoas nos pergunte:
Chanyeol tem 20 anos e o BaekHyun 16, okay? Okay.

Enfim... Deixem seus comentários e nos falem o que estão achando da fic, é importante pra nós sz
Até o próximo capítulo ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...