História A Trindade de Athena - Capítulo 24


Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aldebaran de Touro, Dohko de Libra, Poseidon, Saga de Gêmeos, Shaka de Virgem, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Shun de Virgem, Sorento de Sirene
Visualizações 83
Palavras 2.709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi!!! Desculpem a demora, finalmente consegui terminar um capítulo dessa fanfic que tanto gosto. Estou numa correria e num lapso de criatividade, mas vou me esforçar para terminar logo essa fanfic porque até eu estou ansiosa para ver como vai ficar o final dela. (eu não tenho o final pre-meditado). Espero que gostem.

Capítulo 24 - Seguindo a vitória


Fanfic / Fanfiction A Trindade de Athena - Capítulo 24 - Seguindo a vitória

Athena e sua Equipe tinham chegado no Machu Pichu, estavam no topo da cordilheira dos Andes, e sentiram uma presença estranha, e Mixa avistou um exército de Berserkers e Queres de Ares vindo na direção deles.

 

Shun: Não acredito!! São muitos a caminho. o que faremos?

Mixa: Vamos lutar, não tem o que pensar.

Seiya: Calma, Mixa! Com essa quantidade de Berserkers estamos em grande desvantagem.

Mixa: Mas Athena está ao nosso lado. Nós vamos acabar com eles.

Athena: Mixa, ouça o Shun e o Seiya. Precisamos de uma estratégia para não sermos massacrados.

Shun: Lembrando que as Queres são deusas, então é difícil vencê-las.

Mixa: Entendi, mas acho que tive uma idéia para atingir vários deles de uma única vez. Shun, use sua corrente circular e proteja Athena, Seiya, preciso que você me carregue para ficar acima da corrente circular do Shun. Rápido.

Seiya: Está bem, confiaremos no seu plano.

Shun: Venha atrás de mim, Saori. CORRENTE CIRCULAR.

 

Seiya segura Mixa em seu braço direito e a leva para cima do cone formado pela corrente circular de Shun, então ela queima seu cosmo em uma grande intensidade, que envolve a corrente circular de Shun, e começa a materializar adagas incandescentes, mas desta vez não eram de chamas, mas de raios.

 

Seiya: O que é isso, Mixa? Acha que raios vão impedir Berserkers e Queres?

Mixa: Seiya, seu pangaré, minhas Adagas são formadas pelos poderes secretos dos deuses. Minhas Adagas da Paixão são feitas do fogo de Hefesto e o amor de Afrodite, já os raios dessas minhas Adagas que lançarei agora são feitas com o poder do raio de Zeus. ADAGAS KERAUNOS.

 

A guerreira de Afrodite materializa um número infinito de Adagas feitas do relâmpago sagrado de Zeus e são lançadas em direção ao Exército de Berserkers e Queres de Ares que se aproximava, decapitando os Berserkers e imobilizando as Queres.

 

Shun: Seu plano deu certo, Mixa!! Acabou com quase todo o Exercito.

Mixa: *falando com fraqueza* Ainda bem que deu certo. *cai em sono devido a exaustão*

Seiya: Mixa!!

 

O Cavaleiro de Pégaso leva a jovem guerreira até Shun e Athena e a entrega nos braços do virginiano, que a segura.

 

Athena: O que houve com ela?

Seiya: Acho que ela usou muito do cosmo dela. Ela criou muitas adagas.

Shun: Seiya, se ela criou adagas, ela não usou somente o Cosmo. Não percebe? O cosmo é o poder de destruição, não de criação.

Seiya: Você tem razão! Essa menina não possui somente o Cosmo, ela possui o poder da Dunamys, o poder da criação. Como isso é possível?

Athena: Ouvi falar que minha irmã Afrodite deu as suas guerreiras sangue de Rheia, a Titânide mãe, e por isso concedeu a elas um pouco da Dunamys de Rheia, permitindo as guerreiras da Tríade usar o poder de criação e também os poderes dos deuses do olimpo.

Seiya: Por que você não fez isso com a gente, Athena?

Shun: SEIYA!

Athena: Não se preocupe, Shun. Seiya tem razão em perguntar isso. Mas não fiz porque há um risco muito grande que essas jovens se dispuseram a correr, o corpo de um ser humano não é capaz de suportar o cosmo e a dunamys agindo juntos por muito tempo, por isso Mixa caiu tão exaurida. Ela é muito forte, senão teria morrido.

 

Athena então usa seu cosmo e recupera Mixa, que logo acorda com a saúde restaurada.

 

Mixa: Hã! Eu dormi?

Shun: Sim, um soninho merecido.

Mixa: *corada* Obrigada por me segurar, agora me coloca no chão, por favor. *pula do colo de Shun*

Seiya: Vocês não acharam fácil demais derrotar todos esses Berserkers e Queres?

Mixa: Está duvidando do meu poder?

Shun: Não, Mixa, mas entendi o que o Seiya quer dizer. Acho que esse exército não tinha a intenção de nos matar, eles foram enviados sabendo que seriam derrotados.

Athena: Acho que queriam testar nosso poder.

Seiya: Não sei, mas temos que encontrar logo a flecha que viemos buscar.

 

Seiya pega a flecha banhada com sangue de Sorento e vê um rastro de cosmo se formar apontando a direção em que ele deve disparar a flecha, e então ele a lança e todos seguem o percurso e o rastro deixado no caminho, até que chegam em uma grande àrvore no topo de uma montanha e percebem que havia uma outra flecha encravada naquela árvore.

 

Seiya: Vou voar até lá e trazer a Flecha, mas vou precisar do seu sangue, Saori.

Shun: Chame ela de Athena, Seiya.

Seiya: Verdade. Perdão Athena.

Athena: *sorrindo* Você e Shun podem me chamar de Saori, Seiya. Somos amigos.

 

A deusa então faz um corte em sua mão e banha as mãos de Seiya com seu sangue, e o sagitariano vai até o topo da grande árvore e retira a flecha e a entrega a Athena.

 

Seiya: Pronto.

Shun: Vocês não acham que foi fácil demais?

Mixa: Verdade. Primeiro aquele exército gigantesco que derrotamos facilmente, agora ninguém veio nos atrapalhar para pegar a flecha. Será que estão mesmo testando nossa força?

???: Exatamente.

Shun: Essa voz! Saory.

Saory: Oi Shun, sou eu mesma.

Seiya: Que bom que está de volta, Nike!

Athena: *sorrindo* Minha amiga, que bom ver que está bem.

Saory: *falando friamente* Acho que não deveria ficar feliz em me ver, Athena. Camus, Milo, Hyoga, está na hora.

 

Os três Cavaleiros de Ouro surgem de repente vindo de trás de Saory.

 

Camus: PÓ DE DIAMANTE! *ataca Seiya*

Milo: AGULHA ESCARLATE! *ataca Shun*

Hyoga: EXECUÇÃO AURORA! *ataca Athena*

Mixa: NÃO! *se joga na frente e cria um escudo* ADAGAS DE CRISTAL

Shun: Mixa!! Você não vai agüentar, está fraca.

Seiya: Camus, Hyoga e Milo, por que estão nos atacando?

Camus: Viemos levar Athena para Ares e Zeus.

Athena: Camus! Você me traiu? Vocês todos me traíram?

Hyoga: Não há tempo para explicações, Athena. Se quer poupar todos eles, venha conosco.

Milo: Não desistiremos até te levar para o mesmo lugar aonde Astréia está presa.

Athena: Minha irmã está presa?

 

Depois de criar uma barreira, Mixa cai exausta no chão e Shun a segura.

 

Seiya: Por favor, parem! Lutamos todos do mesmo lado, não podem fazer isso.

Hyoga: Sinto muito, Seiya, mas não lutamos mais do mesmo lado.

Seiya: Não acredito nisso! – Seiya responde com lágrimas aos olhos.

Camus: *fecha os olhos brevemente* Hyoga, a proteção criada pela guerreira já está se desfazendo, então, mostre aos seus amigos de que lado estamos.

Hyoga: Sim, Mestre. *se volta para Seiya e Shun* CÍRCULO DE GELO.

Shun: CORRENTE CIRCULAR!

 

A corrente circular é paralisada pelo círculo de gelo, surpreendendo Shun. Além disso, todos ficaram paralisados com a técnica.

 

Shun: Como é possível!? Minha corrente possui uma defesa maior que o círculo de gelo.

Athena: Shun, não importa as regras, eles estão sobre a proteção de Nike, a deusa da Vitória, eles vão vencer. *se volta para Nike* Você sempre foi minha aliada, por que está fazendo isso?

Saory: *fica em silêncio por um momento* Athena, a vitória deve estar do lado que mereça ser vitorioso. Estou fazendo com que isso se cumpra. *se volta para Camus e Milo* Ataquem e terminem logo com essa luta.

Camus/Milo: Sim, Nike.

Camus: EXECUÇÃO AURORA!

Milo: AGULHA ESCARLATE!

 

Quando os ataques estavam se aproximando em direção a eles, são impedidos por uma barreira misteriosa que se formou ao redor deles.

 

Hyoga: *surpreso* O que é essa barreira?

Camus: Eu conheço isso.

Milo: Eu também, é o Khan de Shaka. O cavaleiro Divino de Virgem está por aqui.

Shaka: *surgindo do nada* Então vocês me reconheceram só pela técnica, traidores?

Camus/Milo/Saory/Hyoga: Shaka!!

Athena: Shaka, você deixou o Templo de Virgem sem autorização? Você não é disso.

Shaka: Sinto muito, Athena. Mas tenho um assunto muito importante para resolver aqui. *olha para Saory* Saory, por que está fazendo isso?

Saory: Shaka, você jamais iria entender. Temos que levar Athena para Ares e Zeus, e não vamos desistir disso. *olha firme para Shaka*

Shaka: *lágrimas aos olhos* Eu não quero ter que lutar contra meus amigos e, principalmente, contra você. Mas sou leal a Athena, e não vou deixar o meu dever de lado por nada. TESOURO DO CÉU!

 

O Tesouro do Céu criou um ambiente no qual ninguém poderia se mover para contra-atacar.

 

Shaka: Vocês agora não podem contra atacar, irei tirar os sentidos de vocês uma a um.

Milo: O que faremos?

Camus: Não sei.

Shaka: Do jeito que estão, vocês só tem uma coisa a fazer.

Camus: Você não está insinuando para nós...

Milo: Você quer que usemos a Exclamação de Athena?

Shaka: É o único jeito de me derrotarem antes que eu comece a tirar os sentidos de vocês.

Hyoga: Mas essa técnica é proibida por Athena.

Shaka: Se estão lutando contra Athena não deveriam se preocupar com isso, não é mesmo?

Athena: Não façam isso! Essa técnica é muito perigosa.

Milo: *falando pelo cosmo* Perderemos nossa honra se fizermos isso.

Camus: *falando pelo cosmo* O mundo inteiro se perderá se não fizermos isso.

Hyoga: *falando pelo cosmo* As vidas humanas são mais importantes que nossa honra ou nossos títulos como Cavaleiros.

 

Hyoga, Milo e Camus então se posicionam, com Camus abaixado ao centro, Milo de pé a direita e Hyoga de pé a esquerda, todos acumulando energia em suas mãos as posicionando como um círculo cada um.

 

Seiya: Vocês estão dispostos a usar a exclamação de Athena contra Shaka e nós?

Shun: Seiya, olhe para eles. Estão determinados a cumprir o que vieram fazer. Odeio lutas, mas desta vez, devemos fazer como eles e lutar da forma que for necessário. *olha para Mixa, beija a testa dela e a deita no chão* Temos pessoas importantes para proteger.

Seiya: você tem razão, eu vou defender Athena e farei tudo que for preciso para isso.

 

Seiya e Shun então vão para o lado de Shaka, Seiya a direita e Shun a esquerda, e se posicionam da mesma forma que o outro trio de Cavaleiros de Ouro.

 

Hyoga: Vocês também vão usar a exclamação de Athena?

Seiya: Somos Cavaleiros de Ouro, podemos fazer isso, não?

Milo: Que assim seja. Vamos.

Athena: NÃO FAÇAM ISSO!! Duas Exclamações de Athena podem ter um efeito catastrófico! Além de dois deles estarem usando armaduras divinas, se eles estão com a deusa da vitória ao lado deles, com certeza vencerão.

Seiya: Athena, não me importo de morrer se for para te salvar.

Athena: Seiya!! *olhos lacrimejando*

Milo/Camus/Hyoga: EXCLAMAÇÃO DE ATHENA!

Shaka/Seiya/Shun: EXCLAMAÇÃO DE ATHENA!

 

Ambos os trios lançam os ataques que se colidem em uma grande esfera de energia que se acumula entre eles, ligeiramente mais próxima do trio que estava ao lado de Athena, e estava prestes a explodir em qualquer momento. Saory então usa seu poder para fortalecer Camus, Hyoga e Milo, para que possam vencer o outro trio de Cavaleiros de Ouro, que estavam lutando quase em igualdade, e a energia deles fica muito maior. Athena não suporta ver seus cavaleiros lutando entre si e então decide ir na direção da esfera de energia que se formou, mas é impedida por Saory.

 

Saory: Você vai morrer se fizer isso. Deixe-os lutar ou lute ao lado deles.

Athena: Nike, eu não posso deixar eles se destruírem.

Saory: Lute comigo, Athena!

 

Saory usa o poder de suas Asas da Vitória e parte para cima de Athena, que tenta se proteger usando seu báculo. Shaka, mesmo controlando a exclamação de Athena, observava a luta entre as duas e percebe um cosmo muito mais forte emanando de Nike do que de Athena e faz algo que surpreende todos, ele faz com que a esfera de energia da junção das duas Exclamações de Athena se desvie e vá na direção das duas deusas.

 

Seiya: Shaka! O que você fez?

Shun: ATHENA!

 

Quando a energia se dispersa, Athena estava inconsciente no colo de Saory. Seiya corre e pega Athena em seus braços chorando e encosta sua cabeça na cabeça dela. Shaka se aproxima deles e, mais uma vez em uma atitude inesperada, com seu cosmo lança Seiya para longe dali, se ajoelha e segura Athena em seus braços, abre seus olhos e encara Saory, a jovem reencarnação de Nike, deusa da Vitória.

 

Shaka: Eu servirei seus propósitos, Nike.

Shun: SHAKA!! O que está fazendo?

Shaka: Sinto muito, Shun. Se Athena não teve resistência para suportar essa exclamação de Athena, e Nike, que mal despertou, conseguiu, isso quer dizer que Athena é uma deusa fraca, e não desejo lutar por uma deusa fraca.

Seiya: Shaka, você vai trair Athena? Não acredito que veio até aqui para traí-la em ultimo momento. Ela não merece ser traída.

Shaka: É o que acontece com os fracos, Seiya.

Milo: *falando pelo Cosmo* Vocês acham que Shaka está mesmo traindo Athena?

Camus: *falando pelo cosmo* Não sei, mas a atitude dele foi conveniente. Mas Shaka tem uma visão de situação muito além do normal. Vamos aguardar e observar.

 

Shaka então leva Athena no colo, junto com a flecha, e a entrega nos braços de Camus, que a segura.

 

Shaka: Lutarei ao lado de vocês, que é o lado em que se encontra a vitória, então vamos nos retirar logo daqui.

Milo: Por que devemos confiar em você, Shaka?

Shaka: Te entreguei Athena, quer prova maior que isso?

Camus: *encara Shaka* Ele tem razão, Milo. Não tem prova maior que isso. Ele é inteligente, deve ter compreendido qual lado deve seguir.

Shaka: Exatamente.

Saory: Muito bem, Shaka, então vamos.

 

A deusa da Vitória abre um portal e todos eles o atravessam, deixando Shun e Seiya para trás junto com Mixa.

 

Shun: Eu não acredito que isso aconteceu. O Shaka nos traiu!

Seiya: Athena, eles a levaram. Temos que salvá-la. ATHEEEENAAAAAA!!

 

 

Chegando no templo de Zeus...

 

Shaka: Agora que estamos aqui, podem me contar o que realmente vocês planejam?

Saory: Do que está falando, Shaka?

Shaka: Eu vi que você tinha força para derrotar Athena, Saory, mas não o fez. Assim como percebi que Milo, Camus e Hyoga não estavam usando todo seu poder, estavam mais preocupados em nos fazer desistir do que em nos derrotar. E quando lancei as exclamações de Athena contra as duas, sabia que você protegeria Athena a ponto de não deixá-la morrer.

Milo: Então você não traiu Athena?

Shaka: Não, assim como sei que vocês também não. Podem me contar o que está acontecendo?

Camus: Como esperado de você, Shaka. Sempre um passo a frente.

Hyoga: Eu te explicarei tudo, Shaka.

Zeus: *adentrando a sala* Podem deixar que eu mesmo explico ao Cavaleiro de Virgem o que aconteceu.

Shaka: Zeus! Então você está por trás disso.

Zeus: Venham, vamos levar Athena até Astréia e em seguida explicarei ao Cavaleiro de Virgem tudo que ele precisa saber. Agora só falta uma de minhas filhas, e nosso confronto começará.

 

Algumas horas depois, Mú vai buscar Mixa, Seiya e Shun e os retorna ao Santuário e todos vão para a casa do Grande Mestre e contam que Athena foi levada. Shion convoca todos para uma reunião.

 

Poseidon: Athena foi levada! Isso é muito grave.

Themis: Não vão machucá-la por enquanto.

Nêmesis: Como você sabe?

Themis: Desconfio das intenções de Zeus. Astréia está com ele, se foram os Cavaleiros de Ouro e Nike que levaram Athena, deve estar com Zeus também.

Sakura: E quais são as intenções de Zeus, mãe?

Themis: *fecha os olhos* Não posso revelar, Dice, minha filha.

Dionísio: Por que não?

Themis: Por que se nosso inimigo real for Érebo, tenho que concordar com Zeus no que ele pretende fazer.

Apolo: Mas a vida de Athena está em risco!

Themis: Sim, está em risco, mas creio que vá depender somente dela se salvar. Por via das dúvidas, eu mesma irei até o Templo dos céus para ver se estão bem.

Shion: E as flechas que temos? Será que a verdadeira está entre elas.

Sorento: Pelo que entendi, a verdadeira absorverá as falsas.

Violet: Então basta aproximarmos elas, se a verdadeira estiver aqui, absorverá as outras duas.

Seiya: Tem razão. Aioros, você está com todas as Flechas?

Aiolos: Estão no relicário da Casa do Grande Mestre.

 

Todos então se dirigem até o Relicário, e Aioros, Seiya e Shun, cada um seguram as flechas que estavam com eles e observam a reação delas ao se aproximarem.

 

Saga: E então? O que está acontecendo?

 

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...