História A última com sangue de cura - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Aventura
Exibições 11
Palavras 428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que será de Luna?

Capítulo 2 - A rosa que floresceu triste


Fanfic / Fanfiction A última com sangue de cura - Capítulo 2 - A rosa que floresceu triste

Por que a vida é assim? Às vezes reflito. Uma nova vida nasce outra vai embora. Alguns seres vivem longas datas nesta Terra enquanto outras vivem pouco tempo.

Mas por quê? Porque isso acontece a todos? Será que existe mesmo um lugar melhor para onde nós vamos?

Minha mãe provavelmente está nesse lugar, pois ela era uma ótima pessoa e sempre ajudou os necessitados. Seu enterro foi dois dias depois dela morrer. O rei, e Lilian foram os únicos que foram afinal não tenho mais ninguém. Eu juro, a única coisa que eu não queria era sair de minha cama. É como se andar pelo castelo fosse me fazer desmoronar em choro.

- Senhorita Luna, o rei está lhe chamando para conversar.

Era Agnes novamente. Ela já havia passado mais cedo para tentar me alegrar, mas não havia dado muito certo.

- Eu preciso ir?

- Mas é claro que sim! Você acha que o rei estaria brincando comigo?

- Não sei.

-Vamos agora mesmo senhorita.

Levantei, estava com um vestido azul dessa vez. As camareiras disseram que azul é uma cor suave. Que faria me alegrar toda vez que o visse. Como eu estava em meu quarto cheguei rápido a sala do trono rapidamente. Eu não olhava para os lados, nem para cima e muito menos para Agnes. Era uma sala bonita confesso cheia de quadros, com uma cortina de cor neutra e bem alta. O rei estava escrevendo em alguns papéis, mas parou quando entrei.

- Posso entrar?

- Sim Luna.

Ele parecia sério e parecia estar cansado

- O senhor gostaria de falar comigo? – eu disse me aproximando da mesa dele

- Eu sei que você está sofrendo bastante pela sua perda. As camareiras me disseram que você rejeita tudo o que elas oferecem. Estou errado?

-Não senhor.

- Bom eu tomei uma decisão.

-Decisão?

- Você não tem outros parentes. E é muito pequena para sair trabalhando por aí como sua mãe. Eu te adotarei. Você vivera no castelo como uma dama.

- Como uma dama?

- Sim. Terá sua tutora que dará suas aulas. Dança leitura, poema e música.

- Porque o senhor está fazendo isso?

- Porque no futuro você será a nova médica do reino. A mais importante. É como se fosse um trato. Eu lhe dou abrigo e felicidade e você cuidara das pessoas doentes. Como sua mãe fez antes de falecer. Então, você aceita?

- Eu... Eu... Aceito senhor.

-Ótimo. Suas aulas começam amanhã. Pode se retirar.

Eu saí da sala calmamente e andei até meu quarto. Seria ótim


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...