História A última com sangue de cura - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Aventura
Exibições 5
Palavras 778
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Que casa é essa?


   Eu estava deitada em um quarto. Parecia estar de noite, e eu estava certa.

   Levantei-me calmamente e reparei que os meus ferimentos, do pé e do braço ralado, estavam limpos e enfaixados.

    Então eu me recordei de tudo o que estava acontecendo. Aquele quarto, aquele mundo, as pessoas. Tudo estava diferente. Eu queria saber onde estava então abri a porta lentamente. Haviam duas pessoas conversando? Era um corredor reto então pensei que estariam lá. Minha cabeça ainda latejava e por isso mesmo, eu não vi o primeiro degrau da escada. Eu tropecei novamente. Só que desta vez, eu ouvi a voz do menino chamado Yuki e uma mulher, devia ser a tal amiga dele.

- Luna!- ele gritou e conseguiu me pegar

- Ela já acordou? Pensei que acordaria amanhã.

   Desta vez não era um desmaio ou algo parecido. Era apenas cansaço.

   Acordei apenas no outro dia. O local estava mais iluminado então não tropeçaria em nada. Tudo estava estranho para mim.

  Ao lado direito da cama havia um banheiro, resolvi ir lá para lavar meu rosto. Até ai está tudo normal não é? Mas foi quando eu olhei no espelho que tomei um susto.

- Meu Deus....... Isso só pode ser mentira. Meu cabelo ele está....... Está branco?

   No mesmo momento eu dei um grito muito alto. Ouvi passos correndo na direção do meu quarto.

- O que está acontecendo aqui?

     Era a mesma mulher de ontem.

- Meu cabelo...... Ele está branco. Como isso é possível?

- Isso parece estranho no começo, mas é por causa da sua família que vivia aqui Luna..

- Você se afaste de mim agora. Até agora ninguém me disse nada do que está acontecendo!

- Eu irei te explicar basta você parar de gritar.

- Está bem

- Ótimo. Vamos descer até a sala

Coisas mais estranhas podem acontecer comigo? Eu acho que a resposta é sim.

Ela me acompanhou até chegar uma sala. Não se comparava ao castelo, mas parecia um hotel que minha mãe e eu ficamos. Era no Reino de Línea. A princesa Estela e o príncipe Len tinham se ferido em um dos treinamentos de cavalo. Ele fraturou sua perna em duas partes diferentes e seu fêmur tinha rachado. A princesa fraturou em três lugares o seu braço direito. O rei Calebe precisava urgentemente que seus filhos melhorassem. Os reinos se dividem por partes. O reino de Línea é o reino guerreiro, o reino de Hikari é o que tem as melhores tropas marinhas de todos os reino, além de sua privilegiada localização, há muitos anos havia um forte comércio de peixes e especiarias. O reino Mizu privilegiava a música e seus derivados. Como a arte, religião. Esse reino possui o templo Savra, um dos mais belos.  E todas essas lembranças por causa de uma simples sala.

- Ok, sente-se na mesa.

Não sei o motivo, mas eu parecia que ia acreditar em cada palavra que aquela mulher fosse dizer.

- Quem é você, por que eu estou aqui?- eu disse franzindo a testa

-Você é curiosa mesmo, como Ki disse.

- Ki?

- Yuki, o garoto que te ajudou

Esse deve ser o seu apelido. Os dois devem ter uma relação próxima. Devem se conhecer a muito tempo. Às vezes Lilian me chamava de “Lu” ou até mesmo de “Lua’’”. Afinal, meu nome é derivado de lua.

Pelo menos, agora sei que aquele menino não estava mentindo. Isso já é alguma coisa.

- Por que eu estou aqui?

- É  melhor eu começar a contar a história da sua família. Há muitos anos, Luna, uma família se mudou para o nosso reino. Era a sua família. Havia muitas pessoas.  

- Mas eu não tenho família, era apenas minha mãe e eu.

-Me deixe continuar. Sua família era conhecida por técnicas na medicina. Não físicas, mas... Como eu posso dizer? Por técnicas com magia.

- Magia?

- Sim. Luna, nós não estamos onde você morava. Estamos em outro mundo

- Outro mundo!? Isso só pode ser brincadeira -  eu comecei a gritar.

-Luna calma

- Calma nada!

Nesse momento o menino que me ajudou entrou na casa.

- Parece que a Luna acordou

- Yuki me ajuda! Ela não acredita em nada do que digo- A mulher disse se aproximando de Yuki

- Luna, venha comigo - ele disse voltando para porta

- Por que eu iria com você?

- Você que saber o motivo de estar aqui, não quer? Já que você não acredita em Estele, venha comigo.

  Isso pode piorar? Já que é assim.

- Tudo bem, Yuki.

Nunca na minha vida eu fui corajosa, mas parece que o destino está brincando comigo ultimamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...