História A Última Esperança (Interativa) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Apocalipse, Casamento, Drogas, Monstros, Morte, Namoro, Pós-apocalíptico, Romance, Sangue, Sexo, Terror, Tragedia, Traição
Exibições 22
Palavras 2.294
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sabe... eu não curto muito esse capítulo não.
Sei lá acho que ficou pequeno para os padrões da fic, o que vocês acham.
Também quando fugiram fico meio sei lá....
Mais de uma coisa eu me orgulho a cena do flash back Nirvanny e Wendell ficou otima.
Ok, boa leitura a todos.

Capítulo 6 - Fugida e Cuidamentos.


Um ser humano com cabelos ruivos vinha correndo desesperada em direção aos 4 que olhavam o corpo no chão com os olhares horrorizados.

Morrigan estava completamente paralisada olhando ao corpo deitado no chão, sentiu seu corpo ser empurrado para o lado e cair de costas no chão, em quanto alguém gritava.

- VOCÊ... VOCÊ... VOCÊ E LOCA POR ACASO, QUAL O SEU PROBLEMA GAROTA?. – Sentiu um peso cair sobre si, olhou de onde vinha o peso e Nirvanny apontava uma arma para sua cabeça. – ESSA RIVALIDADE RIDICULA, JÁ PASSOU DOS LIMITES, QUE TIPO DE PESSOA ATIRA NO PARCEIRO?

Ela estava fora de si, isso era claro.

Morrigan tirou a garota de cima dela enquanto dessa vez era ela que estava por cima.

- A CULPA E MINHA QUE SEU NAMORADINHO E TÃO ÍDIOTA?. – A morena gritava, enquanto saia de cima da garota.

- A CULPA E DELE, EU IRIA MATAR UMA LADRA QUE ESTAVA PRESTES A ROUBAR NOSSO SUPRIMENTO, ELE QUE QUIS SE METER NA FRENTE, A CULPA NÃO E MINHA. – Morrigan berrava enquanto apontava para a ‘’japinha’’ que estava ao seu lado

- Meu nome é... Mei Wang. – A oriental dizia.

- Não perguntei japinha. – Morrigan ironizou os olhos da moça.

- Não fale assim o com ela. – Nirvanny ordenou enquanto ia em direção a mola. – Tudo bem, você realmente esta pensando em nos roubar?

- Desculpe, e que eu estava muito necessitada de água e também...

- Ei ta tudo bem ta legal?. – A ruiva tranqüilizava a oriental. – Num mundo apocalíptico que vivemos, e a dificuldade para achar água, eu compreendo.

A moça olhava abismada para a ruiva a sua frente, ela o compreendia e não a julgava por quase ter roubado algo do seu grupo.

E também causou um tiro no peito que teoricamente e uma pessoa bem importante.

- Ahm... pessoal acho que nos temos problemas. – Adam surgiu olhando para o horizonte.

Após todos olharem para o horizonte, viram um enorme escorpião radioativo correndo em direção a onde eles estavam.

Ele era enorme.

E pelo que parecia seu veneno tinha um veneno instantâneo.

O escorpião vinha em alta velocidade em direção aos 5, todos estavam paralisados, olhando o monstro vindo horrorizados com seu tamanho.

- CORRAM!. – Morrigan berrou. – PARA A ESQUEDA!

Todos começaram a correr para a mesma direção mandada por Morrigan, Nirvanny e que estava mais lenta, afinal levava Wendell em suas costas.

Em meio ao desespero ela foi a única que parou e o colocou em suas costa.

Todos corriam feito loucos, mas o escorpião nunca se distanciava, a adrenalina corria nas veias de todos enquanto corriam.

Morrigan ao mesmo tempo que corria, as vezes olhava para trás e atira no monstro que corria em sua direção, gastava toda a munição que tinha, usava sem o menor pudor que não teria como recuperá-la.

Deu uma olhada rápida em volta e percebeu-se que acabou esquecendo de Wendell.

A morena deu meia volta e desviou dos ataques do monstro, olhou Nirvanny e os outros correndo para a direita junto com os outros e sentiu mesmo não sabendo porque ao ver o moreno nas costas dela.

(...)

- Eu te protejo anjo. – Adam surgiu atrás de Nirvanny com um sorriso malicioso no rosto.

- DÁ PRA ME DEIXAR EM PAZ?. – A ruiva gritou enquanto voltava a correr em alta velocidade.

- Nunca anjo.

‘’O que eu fiz para merecer isso?’’ Ela pensou.

Continuou a correr até encontrar uma cabana, parecia estar em ótimo estado.

- AQUI PESSOAL! TEM UMA CABANA AQUI! –Gritou para os companheiros.

Todos olharam para o horizonte e depararam-se com a cabana, ate estranharam ao ver o ótimo estado em que ela se encontrava.

(...)

- Conseguimos lindas. – Adam falou pausadamente por causa do esforço da corrida.

- Realmente. – Morrigan respondou. – É estranho o fato dela se encontrar em tão bom estado.

- Sim. – Nirvanny respondeu.

- Más agora... – Morrigan puxou uma pistola e apontou para os dois novos presentes no local. – Vamos digam quem são vocês.

Nenhum dos dois ousava falar nem uma palavra para não irritar a morena.

Se ela se irrita-se poderia matá-los.

- Pessoal eu vou cuidar do Wendell ok? – Adam falou.

- De forma alguma! Eu vou cuidar dele! – Nirvanny gritou se intrometendo na frente do loiro.

 - Mas anjo, deixa que eu vou cuidar super bem dele... – Falou com um sorriso maquiavélico que não passou despercebido por Morrigan.

Ela não sabia o porque mas se irritou com o olhar dele.

- Deixa ela cuida do namoradinho, semi-morto dela. –Morrigan interrompeu com ar de deboche.

- E você ainda fala dela com deboche? – Nirvanny berrou irritada.

- Vai logo ruivinha sem sal. – Morrigan disse, é ao ver a ruiva levar o moreno para fora, direcionou o olhar para os 2 presente ali. – Beleza agora a santinha não ta mais aqui, agora contem o nome de vocês PORRA!

- E-e-e-e-eu so-so-sou.

- PARA DE GAGUEJAR PORRA!. – Morrigan apontou a arma para a cabeça do garoto. – VOCÊ É OU NÃO E HOMEM?

O garoto tomou toda a coragem que nem ele sabia da onde vinha para responder.

- Eu sou Eunwoo Yang e ela e Mei Yang.

- Obrigada, agora adeus. – Morrigan fingiu que iria puxar o gatilho.

- NÃO ESPERA! Ela pode ser de grande ajuda.

- Me conta como ela e então Japinha. – Morrigan falou apontando a arma para a oriental desmaiada.

- Ela é uma pessoa alegre,piadista,extremamente divertida,do tipo que é impossível ficar perto sem rir de algo,e é do tipo que nunca fica sem palavras e sempre tem uma resposta para tudo quando pensam nela a primeira coisa que vem a cabeça com certeza é sua enorme impaciência e sua hiperatividade;é sempre vista brincando com as mãos ou qualquer objeto que estiver por perto,pois tem uma agonia enorme de ficar parada. 

Odeia demonstrar seus sentimentos,pois tem medo de ser uma fraqueza e sempre que não aguenta e tem que chorar ela tenta ao máximo garantir que esta sozinha no local.ela é do tipo que esta sempre tentando manter o controle de suas emoções.Por ter crescido praticamente sozinha a vida toda,ela é bastante independente,não se importando de ficar sozinha. ela nunca iria ‘se gabar’ de seus problemas ou pediria desesperadamente a alguém para tentar consertar uma situação porque não consegue lidar com ela sozinha.ela mesma resolve as coisas e sempre tenta fazer da forma mais discreta e pratica possível,por isso poucos sabem dos problemas dela ou de seu passado

A primeira vista ela parece apenas uma garota divertida que não deve saber quanto é 2+2,mas se a conhecerem um pouco mais perceberiam que ela tem um pensamento rápido sendo absurdamente inteligente,e quase tudo que a perguntarem,ela saberá a resposta,principalmente por gostar de ler e estudar bastante,ela sempre ler o máximo que pode,sejam livros espirituais,livros sobre culturas antigas,livros de símbolos,livro de matemática ou simplesmente ficções,não importa,ela apenas lê e ama saber sempre mais e mais coisas.
É muito sincera o que pode fazer com que ofenda algumas pessoas sem nem perceber alem de ser muito impulsiva,do tipo que nunca pensa antes de fazer,e nunca se importa com consequências,alem de sempre falar o que pensa,por mais que as vezes ela se arrependa depois,gosta de pensar que ‘a verdade doí,mas a ilusão da mentira é pior’.o sarcasmo é o melhor amigo dela,e ela faz isso quando quer se controlar para não ofender ninguém.

As vezes ela é fofa e meiga e por incrível que pareça pode ser muito educada.Ela é uma pessoa que gosta de coisas fofas e simples sendo considerada pelos poucos que realmente a conhecem como uma bebezinha,por mais que odeie ser chamada assim…porem mesmo tendo Essa atitude ‘infantil’ ela é madura quando precisa,sempre tentando ser útil e ajudando aqueles ao seu redor,não se importando de chamar a atenção de alguém quando vê algo errado. 

Se tem uma coisa que ela sabe é ficar quieta quando precisa,o que surpreende aquele que já se acostumaram com o lado falante e divertido dela.Consegue guardar um segredo muito bem e consegue se esconder em qualquer lugar 

Brigar com ela não adianta,na verdade,se quiser que ela realmente se arrependa e peça desculpas,fale que esta magoado ou olhe com tristeza para ela,ou dependendo do caso diga que ela esta te decepcionando…acredite,ela pode não ter muita facilidade,mas iria pedir desculpas e ficar quase que desesperada para mudar a situação,porem fazer isso é golpe baixo,pois ela fica realmente triste e cabisbaixa o resto do dia.

Tem uma mente criativa,do tipo que em dias de chuva,ao ver uma poça de água em um local cheio de lama e algumas plantas quase muxas,na cabeça dela pode-se ver um pântano,sendo muito engenhosa

Por mais que seja bastante imatura no dia a dia(quase uma criança),ela é considerada bastante mente aberta,afinal,ela aceita muito bem as escolhas do outro,e ainda não tem aquilo que chamamos ‘julgar’…para ela,se você esta realmente feliz e não prejudica ninguém,você esta certo

Agora vamos saber o pior defeito dela:A teimosia:costuma nunca desistir de nada em que acredita. Na maior parte das vezes o que está fazendo é agindo como uma criança que insiste em sua ideia só porque foi sua e não porque funciona,sendo persistente e nunca desistindo de algo que ela vê que a faz bem(mas quando desiste……não volta nem que obriguem).A verdade é que ela sempre foi muito independente e não esta acostumada a ter outas pessoas dando ideias do que ela tem que fazer,e demora muito para obedecer alguém 

Ela não se importa muito com o quanto você gastou em algo.É do tipo que se contenta com pouco,do tipo fácil de se agradar,fácil de arrancar um ‘eu gosto de você’ completamente sincero 

Você já viu uma criança ou um bebê sorrindo para ti?Se sim sabe que é uma sensação maravilhosa.E é assim que é descrito o sorriso dela:como algo puro e sentimental,que é impossível olhar e não retribuir. – Garoto falou quase chorando.

- Ai que lindo... – Morrigan falou cínica. – Pode realmente ser útil...

(....)

Nirvanny cuidava de Wendell com tanto carinho, limpava seus ferimentos e sempre dava um pequeno beijo nos machucados numa tentava de faze-los currar-se magicamente.

Tirou o casaco do moreno enquanto limpava sua camisa branca suja de sangue, deu um pequeno beijo em sua bochecha enquanto afogava seus cabelos lentamente.

Limpou suas roupas ate chegar aonde estava o buraco do tiro e sintiu seu coração dar uma parada.

Aquela cena a agonizava.

Mas não iria deixá-lo morrer, não iria deixar a pessoa que passou sua vida inteira dos 12 para frente cuidando dela.

Colocou a mão no bolso e sentiu uma leve choque térmico por seus dedos entrarem em contato com o metal do colar que estava no bolso.

Tirou o mesmo e colocou no pescoço e sorriu ao ver Wendell com o dele.

FLASH BACK ON

- Ny! Ny! Ny! – A criança de apenas 13 anos corria feito doido no meio daquela escuridão chamando a menina.

- Estou aqui o que foi. – A ruiva perguntou aparecendo na frente do menino.

- Eu tenho uma coisa para te dar! – A animação na voz do garoto era evidente.

- O que. – A garota também não escondia o quanto estava com a expectativa do que era.

- Isso aqui. – O menininho mostrou dois colares com as letra W & N em cada um.

- O que e isso Diih? – Ah, como ele gostava de ouvir aquele apelido saindo de sua boca.

- São dois colares e eles representam a nossa amizade que vai ser eterna! – O garoto levantou as mãos para o alto soltando gargalhadas.

- Sim! – Ela também levantou os braços para cima.

- Ny, eu gosto muito de você sabia?

- Claro que eu sei, mas por que diz isso agora?

- Toma – O garoto deu para ela  o colar com a letra ‘’W’’ enquanto colocava o seu com a letra ‘’N’’. – Isso sempre representara o quando somos melhores amigos para sempre.

A menina não segurou a emoção e jogou-se nos braços do moreno, que a abraçou com força enquanto a levitava e girava-a no ar.

- Wendell para... – A garota pedia enquanto dava leves tapas em seu braço. - Eu vou ficar tonta.

- Você é a coisa mais importante da minha vida sabia? – O menino falou olhando no fundo dos olhos da garota.

A garota sentiu seu estomago embrulhar e suas bochechas tomarem um tom avermelhado.

- Se-se-serio?

- Claro prque eu mentiria.

Então foi assim que, olhos nos olhos, nariz com nariz, rolou o primeiro beijo de ambos.

Não um beijo, mas sim um selinho, mas aquilo significava muita coisa para ambos.

FLASH BACK OFF

- Você nem se lembra do que aconteceu naquele dia... – Ela falou baixo olhando no corpo desmaiado. – Mas eu sim, e esse colar... se tornou o meu maior tesouro que eu tenho ... eu uso ele ate hoje, nunca tirei para sem bem sincera, e pelo visto você também não, afinal eu nunca vi você sem ele depois daquele dia... e na verdade e você Wendell... a coisas mais importante para mim... Eu... eu.... eu.... eu.... te amo...

Ela destrui-se em lagrimas ali mesmo, nunca havia ficado assim á anos, mas esse garoto fazia-a ficar fora de si, deixar de ser ela mesma, e também não a veriam assim afinal não havia ninguém ali a não ser os dois.

‘’E e por causa disso... que eu não vou deixar você morrer, NUNCA!’’  

Parou de cuidar do garoto ao ouvir uma voz robótica se manter presente.

- Você e Nirvanny McGuffin?. – O robo com uma foto de cowboy no monitor falava.

- Sim porque? – Ela perguntou abraçando Wendell com força, caso o robô atacasse, o protegeria.

Assim como ele sempre fez com ela.

- Eu quero levar ele para meu criador o curar.

- Como posso acreditar em você, e quem e seu criador?

- James, James Shelter.


Notas Finais


Eae o que vcs acharam? ficou bom? Eu não curti muito não.
Claro tem coisas que eu gostei como: Os personagens novos e a cena de Wendell e Nirvanny ficou fofa, vcs concordam?
O final ao meu ver ficou interessante.
Só para contar as fichas acabaram... só tinha somente femininas, más ontem chegou ao fim.
Bom... então e isso, ate o próximo capítulo, espero vcs lá
Bjjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...