História A única exceção - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Conflitos, Drama, Festas, Namjoon, Originais, Park Jimin, Romance, Seokjin, Taehyung, Tragedia, Yoongi
Visualizações 24
Palavras 1.285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


e ai genten, espero q gostem do capitulo (pq eu achei bem ruim kkjk) perdoem qualquer errinho, boa leitura <3

Capítulo 13 - Carona.


Min: Dormindo até tarde, Miane? – Jeni e Min estavam esperando-me na calçada.

- Sim, nem cheguei a tomar café. – reclamei.

Min: Toma, minha mãe colocou na mochila mas, não estou com fome. – estendeu uma maçã, peguei de imediato.

Jeni: Acho que hoje vai chover.. – voltou os olhos pro céu. – Devia ter pego um casaco, Mimi.

- Estava com tanta pressa que nem me toquei.. – respondi, observando Yoongi e Taehyung no portão.

Yoongi: Bom dia, lindas. – sorriu simpático.

- Bom dia, eu acho.. – estava começando a ficar frio demais.

Jeni: Bom dia docinho e Taehyung. – ela riu, abraçando Yoongi enquanto entramos no colégio.

Min: Bom dia, vejo vocês na sala e no intervalo. – se virou a procura de Hoseok.

Taehyung: Bom dia, Miane. – provocou.

- Bom dia, Kim Taehyung. – afaguei o braço, afim de amenizar o frio.

Taehyung: Toma, precisa mais que eu. – tirou um casaco de moletom da mochila, me entregando.

- Está frio, e ele é seu. Use você.

Taehyung: Fique com ele o tempo que precisar e, não precisa me devolver hoje. – tirou minha mochila das costas, entregando o casaco.

- Obrigada, Kim. – eu estava a ponto de congelar, acabei colocando.

Taehyung: Só Taehyung, por favor. – sorriu torto. Parecia ficar constrangido com o “Kim”.

- Ok Taehyung, te vejo no intervalo. – subi as escadas o deixando com Jeni e Yoongi, queria pegar um bom lugar e o sinal já iria tocar.

Min: Ué, achei que tivesse deixado teu casaco em casa Mia. – sentou ao meu lado.

Jeni: Esse casaco não é dela, é de Kim Taehyung.. – sorriu maliciosa, revirei os olhos.

Min: Um menino muito gentil ele, combina com você.
 

    A primeira aula logo começou, fizemos alguns exercícios, sendo a aula interrompida quase no fim por uma dupla de garotas, pedindo permissão pra entrar.
 

- Nós somos do grêmio estudantil e viemos avisar sobre o baile de primavera, esse ano teremos rei e rainha do baile e será daqui duas semanas, a votação estará aberta e na sexta, iremos anunciar os concorrentes. – logo se retiraram, e esse foi o assunto da sala.

 

  Min: Ahhh, por favor, votem em mim! – implorou.

  Jeni: Eu vou votar em mim, isso sim.

  SoMin: E com quem você pretende ir ao baile, Jenine?

  Jeni: Segredo.. - sorriu.

  - Vocês estão muito empolgadas mesmo.. – o sinal tocou, indicando o fim da aula e começo de outra, na qual eu não estaria presente.

  Min: Vai ser incrível!

  - Ah, com toda certeza vai, beijinhos. – me levantei, indo ao andar seguinte.

Jeni: Tomara que sente do lado do seu amado Taehyung! – gritou da porta,lancei um olhar mortal.
 

   A professora de História havia passado um seminário em grupo mas, como eu havia chegado pouco tempo, não poderia me encaixar em nenhum grupo e nem fazer sozinha, passando assim, uma lista de atividades que passaria a outra turma de terceiro ano depois da primeira aula, me liberando das contas da aula de matemática.

 

  - ...Não Yoongi, não é permitido bebidas alcoólicas! - eram as mesmas meninas, avisando do baile. Jeon abaixou a cabeça com a face corada, estava com vergonha da pergunta do amigo.

  - Pessoal, se arrumem em duplas, faremos um trabalho valendo uma boa pontuação. Miane, prefere fazer sozinha ou quer que eu te ajude a arrumar um par? - perguntou gentilmente.

  - Ah, eu preferia fazer com alguém.. – confessei, afinal, duas cabeças “pensam” melhor que uma.

  - Tudo bem.. Sente-se ao lado de Kim Taehyung, ele é bom. 

 

                 ...

  - Posso me sentar? - ouvi uma voz, tirando minha atenção da chuva, era ela.

  - Claro. – fechei o caderno com meus desenhos. - O casaco está te esquentando?

  - Sim, bastante... Mas, não está com frio?

  - Só o blazer já me basta. - sorri, pegando a folha do trabalho que a professora deixou. - Vou fazer algumas questões.

  - Animado pro baile?

  - Não muito, e você? Já foi a um antes? - a olhei.

  - Um pouco, nunca fui. Como é?

  - A decoração varia de acordo com a estação, como estamos na primavera, será tudo florido. Os garotos chamam as meninas e as buscam em casa, tiram a típica foto de braços dados. Clichê. - lhe empurrei a folha, metade respondida.

  - Parece legal, você costuma ir?

  - Sim, mas desacompanhado.. É divertido.

  - Só espero não ficar sozinha. Caso Jeni tenha um par e os garotos também, estou ferrada. - seus cabelos tampavam seu rosto, ela estava sorrindo, coloquei algumas mechas atrás de sua orelha, tocando os dedos em sua pele pálida e fria.

  - Estava tampando a folha.. - menti, ela corou me mostrando as respostas. - Estão certas. - levantei o dedo e logo a professora pegou, nos liberando pro intervalo.

  - Acha que pode chover mais?

  - Talvez, por que? - pegamos nossos lanches e nos sentamos na mesa de costume, esperando os outros.

  - Não quero pegar chuva.

  - Posso te levar em casa, estou de carro hoje. - e eu não a deixaria pegar chuva.

  - Não quero incomodar. – sorriu de canto.
              - E não vai. - retruquei.

Jimin: Eu exijo que vocês votem em mim neste baile.

Seokjin: Ninguém vai votar em você, votarão em mim. - respondeu convicto, se sentando.

Min: Mia, eu e Jeni ficaremos aqui pra fazer o seminário de História então, não vamos juntas hoje. – se explicou, comendo em seguida.

Mia: Sem problemas.

Jeni: Ainda não permitiram casais gays no baile, Nam?

Namjoon: Não, tentamos muito mas, perca de tempo.

Jeni: Vamos fazer o trabalho logo, SoMin. – se levantaram e foram, parecia chateada.

Mia: Onde estão os outros?

Jimin: Na quadra, jogando basquete. Por que não está lá também, Taehyung?

- Não estou com cabeça pra jogar hoje, mas estarei no próximo.

Namjoon: Espero mesmo que não falte. Tchau Mia, cuidado com a chuva. – sorriu, Seokjin bagunçou seus cabelos e Jimin beijou seu rosto, restando somente eu e ela na mesa.

- E então, Mia? Vai me permitir que te leve?

- Te darei essa honra.

 

 Fomos andando calmamente até o portão, conversando sobre coisas aleatórias. Busquei o carro no estacionamento, parando pra ela entrar. Senti alguns olhares enquanto ela entrava, o céu estava cinzento e escuro.

 

- Não sabia que jogava basquete, Kim.

- Era reserva, mas agora sou titular. – dei partida. – Jogaremos contra outros colégios esse ano.

- Quero ver você jogar, sou uma ótima torcida. – sorriu.

- Apareça no próximo treino, estarei esperando você.

- Nossa relação mudou bastante, você não é tão malvado quanto parece. – confessou, se ajeitando no banco.

- Então você me achava malvado? – ri.

- Claro, você mal olhava pra mim e agora está me levando em casa. A propósito, pode me deixar na próxima esquina.

- Ótimo saber que me achava malvado. Disse que te deixaria em casa então, vá me guiando e não insista em ficar naquela esquina.

- Por que me evitava tanto, Taehyung? Vire a terceira a direita. – questionou.

- Digamos que eu não tenha tanto interesse em conhecer pessoas novas. – arqueei a sobrancelha.

- Você não era assim com SoMin. – retrucou. – É aqui.

- Talvez eu tenha ficado com raiva de você por ter esbarrado em mim naquela tarde, me fazendo comprar papéis novos pra você.. – gargalhou, me fazendo esboçar um sorriso.

- Não me diga que.. – cobriu o rosto com as mãos.

- Exato, era eu. – senti um leve tapa em meu ombro.

- Eu não te forcei a comprar papéis pra mim! Eu nem acredito que era você! – tirou o casaco, me entregando. – Então, obrigada pelos papéis, pelo casaco e agora, pela carona. Quer entrar?

- De nada e não precisa. Até amanhã! – estava vermelha de tanto rir, saiu do carro e colocou a mochila na cabeça pra não molhar. Uma fofa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...