História A única exceção - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga
Tags Conflitos, Drama, Festas, Namjoon, Originais, Park Jimin, Romance, Seokjin, Taehyung, Tragedia, Yoongi
Visualizações 24
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


nao sei se vou conseguir postar amanha entao, acabei postando hj massss se eu tiver um tempinho, posto outro! boa leitura e desculpem qualquer erro! <3

Capítulo 14 - Temperatura.


- Tem um minutinho pra mamãe? – acariciou meus cabelos.
            - Aham.. O que? – tomei mais um pouco de suco.
        - Estamos precisando de uma menina pras fotos da primeira coleção, e eu pensei: “por que não minha filha linda e mais velha?” – engasguei, tossindo diversas vezes.
           - Nossa.. Você tem certeza, mãe? Eu não sou tão bonita assim, nem fotogênica. – olhei torto, pondo a mochila nas costas.
         - Mia, você é linda! Se você quiser, podemos fazer só uns testes, se tivermos um bom resultado continuamos, caso contrário deixamos isso pra lá. – propôs.
           - Certo então. Estou indo, bom dia! – saí porta afora.

               Eu era uma boa fotógrafa, mas péssima “modelo”, fui o caminho todo pensando na proposta de minha mãe e até me empolguei pensando nos possíveis resultados positivos. Passei a manhã toda copiando e fazendo exercícios, respirei aliviada quando o sinal do intervalo tocou.

            - Eu tenho novidades... – fiz suspense, sentando na mesa de sempre.
             Jeni: Pois então conte.
           - Minha mãe me chamou pra fazer as fotos da primeira coleção da marca, não é nada confirmado mas, eu aceitei. – senti os braços de Min ao meu redor, me deixando sem ar.
             Min: Estou feliz por você, quem diria; de fotógrafa a fotografada. – rimos, os garotos logo chegaram, se sentando.
             Jeongguk: E aí? - mexeu na orelha de Jeni, que socou seu braço.
             Min: Treinando muito? - se aconchegou no abraço de Hoseok, que acariciava seus cabelos.
            Jimin: Pelo amor de Deus, parem de melação.. - desviou o olhar, começando a comer.
            Seokjin: Treinando até demais, nunca pensei que ser capitão seria tão difícil.
            Jeni: Pelo menos tiraram o idoso dos reservas! - implicou.
            Taehyung: Idosos também tem uma chance. 
      

                                                                                           ...

           Min: E VOCÊS SE BEIJARAM?! – havia contado sobre a carona de Taehyung, não esperava outra reação de SoMin.
           -NÃO! - bati em seu ombro.
           Jeni: Acha que ela falaria nessa calma se tivessem beijado? – comecei a sentir muito, muito frio.
          -Era ele o cara dos papéis, não é impressionante? – sentei na arquibancada, estávamos assistindo ao treino dos garotos depois da aula.
           Min: Bem impressionante. – senti dores na cabeça muito fortes, me fazendo fechar os olhos com força.
          - Vou pra casa, não estou me sentindo bem. – Jeni colocou a mão em meu rosto, checando a temperatura.
           Jeni: Está quente demais, Mia. – ela tirou seu casaco, colocando envolta de mim. – Eu levo você pra casa.
          - É só.. – abaixei a cabeça, pegando a garrafa de água que Min estendera.
           Jeni: Não recuse, fico lá com você o tempo que precisar. – pegou minha mochila, me ajudando a levantar.
          Min: Já vou com vocês, vou só falar com Hoseok. – desceu correndo, fazendo o jogo parar e Taehyung olhar em minha direção, acenei sorrindo saindo da quadra com a ajuda de Jeni, que passou o braço por meus ombros.

  Fomos devagar até minha casa, que estava vazia. Meus pais voltariam tarde e Lena dormiria na casa de minha avó. Eu estava ardendo em febre, enquanto Jeni preparava uma sopa, Min estava comprando remédios e eu lá, enrolada em cobertas na cama. Me fizeram companhia até a chegada de meus pais, a febre já havia abaixado, mas não passado. Nessa noite, não consegui dormir direito e ainda estava febril pela manhã. Por costume, acordei no horário do colégio, me deparando com minha mãe ao pé da cama.

           - Não precisa ir hoje, descansa. – sorriu gentilmente. – Suas amigas passaram aqui, perguntando como você estava.
           - Estou bem, só cansada. – deixou um copo de suco e frutas ao lado da cama.
         - Eu e seu pai temos que trabalhar, mas qualquer coisa é só ligar. E não se esqueça de comer. – beijou minha bochecha, fechando a porta do quarto ao sair.

   Comi devagar, indo pro banho que eu tanto precisava em seguida. Passei a manhã toda tentando dormir até Lena chegar e me pedir ajuda com o dever de casa, depois cada uma em seu canto. Joguei vídeo game sozinha por um tempo, até a campainha tocar. Deduzi ser Jeni e SoMin, mas eu estava errada.
 

-Esqueceu seus livros na quadra.. - os colocou no pé da cama, observando meu quarto. - Sua irmã me deixou entrar.

-Por que Jeni ou Min não trouxeram?

-Estão fazendo trabalho, então eu mesmo trouxe. Fiquei preocupado.

-Estou bem, não foi nada demais. Como foi hoje no colégio? – perguntei disfarçando a timidez.
- Um saco sem você pra me irritar ao longo do dia. – meu celular tocou, deixei que ele atendesse.

-Alô?.. Não, Mia está doente. Aqui é um amigo dela. Ok. - desligou o telefone, sentando ao meu lado na cama. - Seu amigo Yusuke pediu pra retornar a ligação assim que melhorar, ele parecia bravo.

-Depois eu ligo, você não devia estar no treino? - o olhei torto.

-Vou te fazer companhia, ou prefere jogar sozinha? - pegou outro controle, escolhendo uma fase.

-O jogo está próximo, voce não é mais reserva. - alertei.

-Que desculpa esfarrapada, isso tudo é medo de perder? - arqueou a sobrancelha, me olhando torto.

-Considere-se derrotado. - peguei meu controle, iniciando a partida.

-Posso ficar aqui a tarde toda. - sorriu encarando a tv. 
 

   Melhor de três, venci duas mas, isso não quer dizer que ele jogue mal. Depois das partidas, assistimos um programa qualquer na televisão e conversamos, indo embora ao anoitecer. Decidi retornar a ligação de Yusuke, raramente ele ligava então pensei ser algo importante. Liguei uma, duas, três vezes que caíram direto na caixa postal. Na quarta, resolveu atender.

 

-Quem atendeu seu celular, Mia?
            
-Um amigo, por que não me atendeu antes?
            -Por que VOCÊ não atendeu? – aumentou o tom de voz. – Está doente mas não sem voz.
         - Eu não acredito que está mais preocupado em saber quem atendeu a merda da ligação, do que saber o que aconteceu comigo. – desliguei com raiva, largando o celular na cama.
 

   Yusuke nunca tinha agido comigo dessa maneira, o que me surpreendeu. Era sempre tão doce e delicado, mas sempre que eu falava de meus amigos ele mudava completamente mas nunca dessa forma! Torci o nariz, pensando o motivo do show.
 


Notas Finais


perdoem se ficou uma merda, to tentando melhorar hfjklknb


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...