História A Venda - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Jacob Sartorius, Jason Derulo, Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Orange, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii, vou começar a escrever essa história, mais também vai depender de vocês favoritar e comentar nos capítulos, assim vou saber se querem mais ou não.
Obrigada pela atenção, e já amo vocês💜💜

Capítulo 1 - A descoberta



- Não acredito que você fez isso seu monstro. Falo com lágrimas nos olhos, mais não lagrimas simples e sim lágrimas de ódio e desprezo, a única coisa que sinto nesse momento.

- Me desculpa filha, foi minha única opção. Olha para me tentando se aproximar.

- Não chega perto de me. Respiro fundo - EU TE ODEIO VOCÊ NÃO É UM PAI E SIM UM MONSTRO NOJENTO. Falo tudo que sentia, olhei para ele e o mesmo estava com uma feição triste não falei mais nada e apenas subi para o meu quarto.

Pensei tanto nisso, como meu pai fez isso comigo, ele me vendeu para um gângster um nojento de um gângster mais não teria mais como voltar atrás. Levantei de minha cama e fui arrumar minha mala hoje minha vida viraria um inferno mais não que ela não seja. Termino de arrumar minha mala e vou para sala.

- Está pronta?.Fala meu pai já com a chave do carro em mãos.

- Não fala comigo nunca mais na sua vida. Falo sem olhar para ele e entro no carro.

- Me perdoa Heyler. Olha para me com os olhos em merrejos.

- A partir do momento que eu passar pela porta daquela casa...esqueça que eu sou sua filha, pegue seu dinheiro nojento e nunca mais olhei na minha cara.

- Filha eu não quis fazer isso.

- Não me chama de filha, a única pessoa que me amou foi a minha mãe e onde ela está agora? Ela me deixou com você para viver a vida dela, ela esta certa em ter deixado um drogado como você.

Ao falar isso o silêncio predomina e so escultor ele ligar o carro, o único som que escultavamos era o som da minha respiração pesada ao chora. Paramos na frente de uma casa incrível de verdade desço do carro e vejo 5 seguranças vindo em nossa direção.

- O que desejam?. Fala um deles nos encarando.

- Eu trouxe ela para o seu chefe. Meu pai fala encarando os mesmos.

- Ok, esperem um minuto. Pega um rádiozinho e fala com alguém por lá até que volta a falar com nós.

- A garota pode entra, você não ele Madara depositar o dinheiro na sua conta. Fala sem importância.

- Isso não é justo, eu tenho que ver como minha filha vai ficar. Agarra o meu braco e fcasa e lo a nossa entrada mais os seguranças o puxa.

- Como eu disse a gorata sim você não, eu estou altorizado a usar a violência com o senhor. - Vamos Garota?

- Adeus Heitor. O chamo pelo seu nome mesmo com o coração partido saio acompanhando os seguranças.

Entramos na casa e vejo como ela é maravilhosa só essa sala já seria o tamanho de toda minha casa, logo uma moça que parece ser a empregada vem até me.

- Olá o senhor Justin me madou aqui para a acompanhar ao seu quarto vamos?. Fala gentil e eu apenas confirmo com a cabeça.

Subimos as longas escadas com detalhes de ouro nas janelas envolta da escada, entramos em um corredor longo com uma porta logo ao fundo e a sigo até lá.

- Está entrege. Fala e abre a porta do quarto pego minha mala e entro no mesmo observo o local e juro, é muito melhor que o quarto que sempre dormi. Vejo o tempo passar num piscar de olhos até que outra empregada entra no quarto.

- O senhor Justin está lhe chamando no escritório. Olha para me e sorri simpática.

- Posso te perguntar uma coisa?

- Claro. Ela fala

- Ele é um velho? Ou um nojento?. Falo a fazendo ri.

- Sinceramente ele é um puta de um gostoso. Fala e me faz ri.- Agora vamos ele odeia espera. Saiu da cama e vou a seguindo até lá dou duas batidas na porta e escultor uma voz grossa vindo de dentro da sala a falar.

- Entra logo. Caralho agora eu tenho certeza que não teria mais volta, agora minha vida esta completamente de cabeça pra baixo...


Continua????


Notas Finais


Espero que tenham gostado💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...