História A Verdade - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ace of Angels, Infinite
Personagens Choa, Mina, Myungsoo (L), Seolhyun, Sunggyu, Sungjong
Tags Kpop
Exibições 6
Palavras 559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!! Sou nova aqui, e essa é a minha primeira história! Espero que vocês gostem! Não precisa shippar a Choa e o Sunggyu para ler né?!! Amores beijos!
📕Boa leitura! 📖

Capítulo 1 - Olhos da escuridão


Fanfic / Fanfiction A Verdade - Capítulo 1 - Olhos da escuridão

Com mais de quinhentas armas apontadas para nós, ele fez o que eu menos esperava... espera, para você entender melhor eu vou contar direitinho.
      Meu nome é Park Choa, ou só Choa como me chamam. Eu nasci em Incheon, na Coreia do Sul. Até os três anos eu era normal. Só que meus pais me trouxeram para a realidade, quando eu tinha sete anos, entrei para a agência que eles trabalhavam: espionagem, luta... No início foi até legal: eu aprendi a escalar, dar estrelinha, lutar, e fazer coisas estranhas. Só que uma hora as coisas se complicaram.
         Agora eu tenho dezoito anos. E nunca tive um namorado. Nunca fui para uma festa da escola, porque estava salvando o dia. Só tenho duas amigas: Kwon Mina e Kim Seol-Hyun. Dificilmente eu saio com elas para comer, mas agora que eu já expliquei tudo, vamos dar voltar um pouquinho no passado...
                       

                              ***


       O despertador toca que nem uma mãe gritando quando vai ter um filho. Mas é a vida, eu tenho que acordar! Bem, hoje é o penúltimo dia de aula!!!! Também né?! Daqui a uns dias vai ser a festa que estão organizando. Eu vou ser obrigada a ir porque alguém muito importante vai estar lá. ( alguém que eu tenho que capturar ) 

       - Come alguma coisa se não você vai passar fome! 

       Essa foi a minha mãe emprestada falando. 
        
        - Como se você se importasse. 

         Adoro retrucar desse jeito. Sei lá o porquê. Saí sem comer mesmo. Antes disso eu tinha tomado meu banho e colocado um short-saia vermelho vinho e uma blusa branca de manga. Pus meu fone de ouvido e deixei no modo aleatório e aí passou DOPE - BTS. Adoro essa. Como a escola fica perto, a pé é o tempo da música acabar. Felizmente como era o penúltimo dia de aula não tem prova, tarefa nem aula. Fomos para a sala de computação, onde mexíamos com mídia, efeitos etc.                             

- Vocês tem um bom reflexo? Choa pensa rápido! 
 
      Nosso professor falou jogando uma borracha em mim que por sinal eu peguei deixando ele de boca aberta. 

      - Dá um tempo. 

       Eu disse revirando os olhos. Todos estavam muito agitados e não paravam de falar um minuto. 

      - Bem vocês sabem que tem uma parte do nosso cérebro que nos dá os reflexos, essa parte... 

      Odeio essas explicações dele. Eu tive que aprender tudo isso com treze anos. Até que eu senti algo.

       - Todos se abaixem! Adiantem seus lerdos! Se abaixem! 

        Eu gritei até que todos se abaixaram finalmente. Uma flecha com uma velocidade absurda atravessou a janela quebrando tudo e iria atravessar a cabeça de alguém se eu não tivesse pego e deixado minha mão cheia de sangue e cortes. É, era uma aviso e tanto. 
       Me levaram para a enfermaria. Até que ele... lá no canto olhou para mim. Meu coração ficou feliz e triste. Eu nunca tinha sentido aquilo. O garoto se aproximou e pediu para ver minha mão. 

       - Qual o seu nome? 

       - C-Choa...

        Eu respondi tremendo.

        - E o seu?

        - Sunggyu.

        Eu sabia que não podia, mas sou uma adolescente com dezoito anos. Tenho todo o direito de fazer o que fiz. Na verdade ele que provocou chegando tão perto. Eu só... correspondi aquele beijo quente e frio. Estranho e normal. Diferente e igual. Bom e perfeito.


Notas Finais


E então ? Gostaram? Espero que sim!! Espero continuar com a história! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...