História A Viagem - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Taylor Lautner
Tags Taylor Lautner
Exibições 10
Palavras 2.682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ôooopaaa olha quem voltou com capítulo fresquinho pra vcs... Espero que goste =^_^=

Capítulo 16 - Operação Cupido Parte 2


Fanfic / Fanfiction A Viagem - Capítulo 16 - Operação Cupido Parte 2

Pov de Nathaly 

 

 

 

Primeira parte do plano cumprido. Já estávamos em casa sem nada pra fazer, acomodei Dany em meu quarto já que a cama é gigantesca (não pensem besteiras suas pervertidas rs) e logo peguei o telefone e pedi algumas pizzas pra comermos. Quando finalmente chegou ela até estranhou as 5 caixas empilhadas em cima da mesa.

 

 

 

_ Pra que tudo isso de pizza?! Pretende chamar seus vizinhos pra comer com a gente?

 

 

 

_ Quase isso. –Eu disse sapeca.

 

 

 

_ O que você está aprontando Nathaly?

 

 

 

_ Pensei em chamar os garotos pra dormirem aqui, o que você acha?

 

 

 

_ Que garotos? Tá maluca?! Se a minha mãe souber de uma coisa dessas ela me mata!

 

 

 

_ Relaxa criatura, não faremos nada demais e sem contar que você os conhece muito bem.

 

 

 

_ Conheço? –Ela disse fazendo uma careta estranha.

 

 

 

_ Desde que cheguei à cidade não tive amigos, mas aí conheci um garoto e foi amizade a primeira vista e não nos desgrudamos mais e desde então todo o fim de semana ele vem pra cá. E depois que as aulas começaram vi que temos amizades em comum... Tipo você por exemplo. –Eu disse com um largo sorriso. – Então eu tinha combinado dele trazer o primo dele e um amigo, pois parece que o cara tá muito mal por causa de uma mina aí... E como eu te trouxe pra cá, não deu pra desmarcar nada.

 

 

 

Nisso a campainha tocou e sai correndo pra abrir e ouvi Dany bufar de raiva. Logo abri a porta deixando os rapazes entrar e assim que cheguei na sala já fui aliviando minha barra, porque eu sabia que Dany não iria gostar.

 

 

 

_ Juro que não tinha intenção de nada amiga, tudo aconteceu por acaso. –Eu disse fazendo minha melhor dramatização.

 

 

 

_ O que...?

 

 

 

_ Hey gata! –Disse JB aparecendo com uma caixa de pizza na mão. – Não me diga que a Nathaly te obrigou a vir pra cá? A mãe dela sabe disso? Quero ver o B.O que isso vai dar. –Ele disse se jogando no sofá.

 

 

 

_ Cala a boca JB! Assim ela vai pensar o pior de mim! –Eu disse jogando uma almofada em cima dele.

 

 

 

 

Nisso Leo foi cumprimentar Dany com um beijo no rosto e por estar perto deles ouvi a conversa deles.

 

 

 

 

_ Oi gata. –Ele disse lhe dando um beijo no rosto. –Se acertaram?

 

 

 

 

_ Não quero falar sobre isso. –Ela disse ficando vermelha.

 

 

 

 

_ É... Meninos fiquem a vontade... Eu e a Dany vamos pra cozinha pegar os copos e já voltamos.

 

 

 

 

Nisso saí arrastando Dany comigo pra cozinha e assim que chegamos ela parou e me olhou seria.

 

 

 

_ Porque está fazendo isso? Eu já disse que eu e o Henrique não...

 

 

 

 

_ Juro que não foi essa minha intenção. Como eu ia saber que isso ia acontecer justo hoje? Relaxa e deixe acontecer.

 

 

 

_ Acontecer o que? Está maluca? Eu estou com o Taylor... Eu acho... –Ela disse meio que se perdendo em suas palavras, como se já não tivesse certeza disso.

 

 

 

 

_ Eu não estou dizendo pra você ficar com ele, fique calma. Primeiramente estamos todos juntos, nos divertindo.

 

 

 

 

_ Ok, mas só te peço duas coisas... Não me deixe sozinha com ele e não fique fazendo insinuações constrangedoras.

 

 

 

 

_ Pode deixar amiga, jamais faria isso com você... Sei o quanto estão sofrendo. –Eu disse abraçando-a.

 

 

 

 

_ Esse refrigerante sai ainda hoje?! – JB gritou da sala.

 

 

 

_ Vai a merda seu folgado. –Respondi rindo.

 

 

 

_ Esse garoto é uma figura. –Dany disse rindo também. – Como você aguenta?

 

 

 

_ Simples... – JB disse aparecendo na cozinha de repente. – Sou lindo demais e ela é apaixonada por mim. –Ele disse todo convencido vindo me abraçar e me dando um beijo estalado no rosto.

 

 

 

_ Menos JB, você não é tudo isso não. –Eu disse empurrando-o.

 

 

 

Já que o destino estava dando uma forcinha pra esses dois, porque não ajuda-lo? Realmente não quero ver minha amiga sofrendo por um cara como o Taylor, isso seria demais pra ela. Enquanto arrumávamos as coisas, notei que Henrique não falava nada, apenas observava a bagunça e sempre que dava olhava Dany de um jeito tão fofo, se isso não é amor, juro que não entendo mais nada da vida. Ok, não tenho idade pra entender merda nenhuma, mas eu tinha que fazer algo.

 

 

 

Pov de Henrique

 

 

 

Quando Leo me chamou pra sair com ele e seu primo, não imaginava que Dany estaria junto. Eu sabia que o JB tem uma grande amiga, mas até então eu não a conhecia, tem certas coisas que ele não fala pra mim, acho que por medo de eu zoa-lo. Confesso que eu estava deslocado no meio deles, mesmo conhecendo a Nathaly da faculdade, isso é o que me acontece quando estou perto da minha Dany. Parecia que o destino estava a meu favor, agora eu só teria que pegá-la de jeito pra conversarmos.

 

 

 

Depois de comermos as pizzas fomos pegar os colchões e jogar na sala pra deitarmos todos juntos. A cena estava mais que engraçada, Leo dando em cima de Nathaly descaradamente e JB morrendo de ciúmes, eu sabia que ele estava fazendo isso só pra provocar JB, pois sabe como ele é lerdo com relação a mulheres. Eu estava rindo das palhaçadas deles quando de repente pego Dany olhando pra mim e quando ela percebeu virou o rosto envergonhada. Ficou um tempo assim até que ela falou algo com Nathaly e subiu as escadas correndo. Fiquei confuso com sua atitude até que olhei para Nathaly e ela apenas fez um sinal com a cabeça para que eu fosse atrás de Dany, então sem perder tempo fui atrás dela, eu precisa de um tempo a sós.

 

 

 

Pov de Dany

 

 

 

Sério, alguém lá em cima deve estar conspirando contra mim, só pode! Primeiro o Leo agora a Nathy, mas sendo coincidência ou não eu que não vou ficar aqui esperando algo acontecer. A sessão de filmes iria demorar, então preferi ir tomar um banho e me desligar do mundo, eu só precisava ficar só, já que não sei onde enfiei meu confidente. Assim que cheguei no quarto já fui pegando minha mochila e pegando minha escova de dente, uma camiseta que sempre uso pra dormir e um shortinho, calcinha e logo fui para o banheiro. Coloquei as coisas em cima da bancada da pia e logo retirei as minhas roupas e entrei no box, abri o registro e deixei a água fria cair sob meu corpo. Eu já disse que amo o calor? Não gosto de me encher de roupas, me sinto sufocada.

 

 

 

De tudo o que está acontecendo comigo, eu só queria entender o porque de tudo ir tão depressa assim. Eu passei de a rejeitada para a popular em pouco tempo e isso é muito estranho. Agora havia dois garotos interessados em mim o que é mais estranho ainda. O que sinto pelo Taylor é verdadeiro, pois nunca senti algo assim por ninguém, já Henrique é algo novo pra mim também. Não vou negar que ele é lindo e que meche comigo, mas isso já está mexendo comigo, pois estou começando a sentir algo por ele, não sei explicar, as vezes eu posso até estar confundindo as coisas, ahhhh como isso é perturbador!

 

 

 

Tentei me desligar do mundo lá fora, mas com as risadas altas deles era impossível, então tomei meu banho e logo saí. Peguei a toalha e me enrolei, fui até minhas coisas e peguei minha escova. Depois de escovar os dentes me enxuguei e logo me vesti e assim que saí, dei de cara com Henrique que estava sentado na cama foleando uma revista.

 

 

 

_ O-o que você está fazendo aqui?

 

 

 

_ Precisamos conversar.

 

 

 

_ Não temos nada pra conversar. –Eu disse indo em direção a porta, mas ele se levantou e me segurou.

 

 

 

_ Você sabe que o que sinto por você é real... Desde aquela maldita confusão do parque... Nossa briga... Eu estou disposto a te provar que te amo e que não vou desistir de você assim tão fácil.

 

 

 

Ao despejar todas essas palavras pra cima de mim ele apenas saiu me deixando atordoada, pronto, agora tô mais que ferrada, com toda a certeza ele vai fazer marcação serrada em cima de mim. Dei um tempo pra me recuperar do susto e logo voltei pra sala, onde encontrei os quatro fazendo guerra de almofadas e claro que sobrou até pra mim. Ficamos até tarde vendo filmes de terror e jogando conversa fora, até que os cansaço nos venceu e acabamos dormindo.

 

 

 

[...]

 

 

 

Já eram umas 9 horas quando acordamos e não estávamos a fim de ir pra cozinha preparar nada, então resolvemos ir a alguma lanchonete comer alguma coisa. Tudo estava normal demais, os rapazes conversavam sobre futebol, Nathy até tentava acompanhar, mas ela acabou desistindo e puxou assunto comigo.

 

 

 

_ Da próxima vez temos que chamar o Gabriel, eu iria adorar ter ele lá em casa. –Ela disse com um largo sorriso.

 

 

 

_ Deixa o JB ouvir você falando isso. –Eu disse na gozação.

 

 

 

_ Até você Dany? É complô contra mim? –Ela disse fazendo graça. – Eu e o JB somos apenas amigos, meu interesse é no grandão.

 

 

 

_ Não deixe a Karyn saber que você está de olho se não ela vai fazer de sua vida um inferno.

 

 

 

_ Ela é a fim dele também? Achei que aquilo tudo era só pra...

 

 

 

_ Quem é a fim de quem aí? –Disse JB de repente e quando olhamos os 3 nos olhavam de um jeito estranho.

 

 

 

_ Mas vocês não estavam falando de futebol? Larguem de ser abelhudos! Estamos falando de homens.

 

 

 

_ Não precisam falar de mim... Eu estou bem aqui. Tem JB pra todas apesar que eu já pertenço a alguém.

 

 

 

Nisso foi a vez de Leo e Henrique o olharem estranho.

 

 

 

_ Que isso cara, tá tomando vergonha na cara? –Disse Leo fingindo estar em choque.

 

 

 

_ Não, isso é que dá a convivência com vocês.

 

 

 

_ Convencido você hein. –Eu disse rindo. –Mas acho que você precisa se soltar mais se quiser ganhar alguém. E cuidado que tem gente de olho, apenas esperando o momento certo pra atacar.

 

 

 

_ Anda! –JB disse serio. –Quero nomes! Endereços! De hoje esses viados não passam!

 

 

 

Ver esse garoto com ciúmes não tem preço, chega a ser hilário. Estávamos rindo feito umas hienas quando sinto Henrique pegar em minha mão e fazer um leve carinho e logo entrelaçou nossos dedos. Senti meu rosto esquentar, mas nem me atrevi a olhar de lado e continuei (ou pelo menos tentei) a manter a conversa. Eu estava vendo que hoje Henrique acordou mais atrevido, ele realmente estava levando esse lance de me conquistar a serio, porque não demorou muito para que ele soltasse minha mão e colocasse o braço em meus ombros.

 

 

 

Fiquei em pânico, pois não sabia como agir e vendo meu desespero Nathy começou a fazer piadinhas sobre nosso treinador, por ele ser um tipo totalmente estranho até que percebi um rapaz na porta, ele me olhava seriamente, estava de boné e óculos escuros e veio caminhando calmamente em nossa direção até que percebo ser Taylor e pela cara que ele estava fazendo não estava gostando de ver Henrique me abraçando.

 

 

 

Assim que se aproximou da mesa todos pararam de falar e o olharam de cima a baixo.

 

 

 

_ Oi amor. –Ele disse serio.

 

 

 

_ O-oi. –Eu disse me levantando rapidamente. – Você nem me disse nada que estava na cidade.

 

 

 

_ Estou te ligando desde ontem, mas você não me atende.

 

 

 

_ Eu esqueci o celular em casa, me desculpe. Dormimos na casa da Nathy e...

 

 

 

_ Três homens e duas mulheres? –Ele disse retirando os óculos e olhando pros rapazes.

 

 

 

_ Relaxa cara! Ele é meu namorado... –JB disse apontando para Leo. – E eles são irmãos... –Disse se referindo a mim e ao Henrique. –Senta aí e toma café com agente.

 

 

 

Nisso ele deu a volta e Nathy deu espaço para que ele sentasse ao meu lado. Depois de ser ajudada por JB, eu os apresentei e logo eles voltaram a conversar enquanto eu e Taylor trocávamos carinhos discretamente.

 

 

 

_ Não fiz por mal, eu estava com alguns problemas e fui pra casa da Nathy e nem me lembrei do celular, não estava a fim de falar com ninguém.

 

 

 

_ Nem comigo? –Ele disse com um lindo sorriso nos lábios.

 

 

 

 

_ Claro que não, é só que eu quando fico assim eu me isolo, não imaginei que você fosse me ligar, pois nos falamos ontem de manhã.

 

 

 

_ E porque você não me disse que estava com problemas?

 

 

 

_ Não sou de ficar perturbando os outros.

 

 

 

_ Você nunca me perturba. –Ele disse me dando um selinho e logo vi Henrique se levantar e sair da mesa, mas nem me atrevi a olhar.

 

 

 

_ Amor, pedi um café pra mim enquanto vou ao banheiro?

 

 

 

_ Claro.

 

 

 

Ele logo me deu outro beijo e saiu.

 

 

 

_ Esquentado esse seu namoradinho hein.

 

 

 

_ Ele não é meu namorado. –Eu disse sem graça.

 

 

 

_ Ainda. – Disse Nathy bebendo um gole de suco. – E pelo drama que ele fez quando chegou... Como está te tratando posso jurar que ele estava morrendo de ciúmes do Henrique. Hey Leo, é melhor você dar uma circulada e ver se o seu amigo não se meteu em algum rolo.

 

 

 

Nisso Leo se levantou e foi atrás deles, meu Deus se o Henrique falou serio isso não iria dar muito certo.

 

 

 

Pov de Henrique

 

 

 

Ver esses dois juntos realmente me irrita! Minha vontade é de quebrar a cara desse otário, mas como fazer isso sem magoar a garota que amo? E fala sério! Esse cara não estava em Nárnia? Como ele simplesmente brotou em nossa frente? Não aguentei ver a cena ridícula deles e resolvi ir pro banheiro dar um tempo, antes que eu soque a cara dele.

 

 

 

Eu estava debruçado na pia do banheiro quando escuto a porta sendo aberta e logo em seguida e não demorou muito para saber quem era, porque aquele ser simplesmente me puxou pelo ombro, ele realmente está perdendo a noção do perigo.

 

 

 

_ Apenas um recado... Fique longe da minha garota... Entendeu? –Ele disse me ameaçando.

 

 

 

_ Eu a vi primeiro... Saiba que não vou desistir facilmente.

 

 

 

_ Não interessa! –Ele disse espalmando a mão em meu peito me fazendo cambalear pra trás. –Estamos juntos, então mantenha-se longe dela!

 

 

 

Quando fui pra cima dele a porta foi aberta e logo Leo entrou e me segurou.

 

 

 

_ Não vale a pena irmão! –Ele disse tentando me acalmar. – Não está vendo que é isso o que ele quer? Se você encostar a mão nele a Dany vai te odiar, então se acalme.

 

 

 

_ Babaca! Eu ainda vou ter a oportunidade de enfiar a mão na sua cara!

 

 

 

_ Tô pagando pra ver seu otário. –Ele disse debochadamente.

 

 

 

Ele realmente está implorando pra apanhar! Logo ele saiu nos deixando no banheiro.

 

 

 

_ Merda!

 

 

 

_ Calma cara, você ainda vai ter sua chance e quando esse dia chegar faço questão de estar ao seu lado pra dar umas porradas nesse zé mané.

 

 

_ Como ela pode gostar de um cara como ele? Ele é falso e fingido!

 

 

 

_ Mas ela não sabe disso... Então cabe a você mostrar isso a ela...

 

 

 

_ Como?! Se eu disser algo ela vai achar que eu to inventando por ciúmes!

 

 

 

_ Mostre a ela o verdadeiro Taylor, garanto que ela vai dar o fora nele.

 

 

 

Sem dizer mais nada lavei meu rosto e logo voltamos pra mesa, mas pra minha surpresa, apenas Nathy e JB estavam lá.

 

 

 

_ Cadê o casal maravilha? –Eu disse irritado.

 

 

 

_ Foram embora. Parece que ele tinha que mostrar algo pra Dany e a levou.

 

 

 

_ Mas esse cara é dissimulado! –Eu disse batendo a mão na mesa.

 

 

 

_ O que ouve? – Nathy disse preocupada.

 

 

 

 

Logo contei o que havia acontecido, eu estava vendo que teria muita dor de cabeça com esse cara e precisava da ajuda dos meus amigos pra abrir os olhos de Dany, mas como fazer isso?

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo. Me contem o que vcs pensam, o q estão achando. Quero saber a opinião de vcs blz?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...