História A viagem da minha vida - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren Jauregui
Exibições 452
Palavras 1.414
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 60 - A fuga


LaurenPOV

Quando meus olhos encontraram o corpo de Camila caído no chão daquele porão sujo e escuro eu quase desmaiei. Se não fosse Troy ter me segurado eu teria caído.

Ela estava nitidamente mais magra e sua roupa estava suja de sangue. Eu estava com medo de me aproximar e ver que o pior tinha acontecido, que eu não tinha sido capaz de chegar a tempo. Com cautela eu me aproximei, um alivio percorreu o meu corpo quando vi sua respiração. Toquei no rosto de Camila e ela se assustou e se encolheu, como se eu fosse machuca-la ou algo do tipo o que fez meu coração se apertar.

''O que será que ela tinha passado ali ?''

Porem quando seus castanhos encontraram os meus olhos eu senti uma emoção que nunca havia sentido na vida. Camila parecia não acreditar que eu estava ali, até que nos beijarmos. Quando meus lábios tocaram nos dela meu coração explodiu, naquele breve momento o mundo desapareceu como de costume e como se só estamos eu e ela novamente perdidas em nosso universo particular.

(...)

CamilaPOV

A porta do porão se abriu e Otavio apareceu no topo da escada. Meu corpo estava tenso, minhas mãos suavam e tremiam

-Voltei, ele disse descendo a escada. Foquei meus olhos em Lauren que estava abaixada atrás da escada de madeira. O medo que eu sentia agora era totalmente diferente, eu não temia mais por mim, e sim por ela.

-Você está horrível, Otavio disse rindo mas me mantive deitada olhando para Lauren -Mas continua gostada, ele continuou e desviei meu olhar para ele, que inesperadamente tirou seu palito e o jogo em um canto. Meu coração aumento seu ritmo, assim como minha respiração ficou pesada.

-Eu estou cansado de esperar você pedir...Então vamos logo com isso, Otavio disse desabotoando sua blusa social branca. Eu tentei me afastar dele, mas Otavio me puxou pelo braço e me levantou. Ele segurou meus dois braços e me fitou com malicia.

-Me solta, eu disse seria.

-Se não o que ? -ele provocou debochado –O que você vai fazer se eu não a soltar ? Ah sim nada, exatamente nada, ele concluiu rindo. Tentei me soltar de suas mãos mais eu estava muito fraca.

Otavio se livrou de sua blusa e começou a beijar meu pescoço. Eu estava tentando me debater, mas eu não possuía muita energia para poder o afasta-lo . Lagrimas começaram a escorrer quando senti suas mãos apertando meu corpo.

-Vou te mostrar o que é prazer de verdade, ele disse tentando tirar minha blusa.

Eu estava com medo, mas envergonhada ao mesmo tempo por saber que ela presenciaria tudo. Minha namorada.

Abri meus olhos quando as mãos de Otavio afrouxaram o perto. Olhei assucatada para Lauren que tinha uma madeira em sua mão, rapidamente abaixei meu olhar para o chão e vi o corpo de Otavio, voltei meus olhos para ela que transbordava raiva.

-Desgraçado !!-  Lauren disse áspera e bateu com a madeira em Otavio. Ela repetiu esse movimento mais umas duas vezes.

-Lauren você vai mata-lo, disse o homem que estava junto com ela. Lauren parecia ignorar seu companheiro e agora começou a chutar o corpo de Otavio.

-Amor...para, eu disse baixo devido a minha falta de força. Me aproximei dela devagar e toquei seu braço. Lauren parou o que fazia e me fitou, seus olhos estavam grandes e eu podia ver o desespero neles.

-Ele tocou em você ?- ela perguntou e eu neguei. Lauren rapidamente me abraçou firme e eu me senti segura por um momento.

-Lauren temos que ir, o homem desconhecido por mim disse. Lauren me soltou e me fitou com um sorriso fraco.

-Eu vou te tirar daqui, ela disse me pegando no colo.

O rapaz subiu as escadas na frente e fez sinal quando chegou ao topo, ele andava meio torto o que eu achei estranho. Lauren subiu comigo em seus braços e eu vi novamente a casa aonde passei a minha infância. Na aquele tempo as coisas eram tão diferentes, eu nunca imaginaria que eu voltaria e que passaria por tudo isso.

Lauren virou um corredor e eu sabia que ali era o corredor dos quartos. Sofi apareceu no corredor com uma mochilinha nas costas e eu sorri fraco entre as lagrimas que escorriam.

-Vai na frente, o rapaz disse a Lauren.

-Amor você consegue ficar em pé ? -ela perguntou preocupada e eu assenti. Precisava ser útil ao menos em ficar de pé, já que não poderia fazer mais do que isso. Lauren com cuidado me colocou no chão e eu com extrema dificuldade me mantive de pé encostada na parede. Lauren pulou para fora da casa pela janela e o rapaz que estava com a gente me ajudou a chegar até a mesma.

-Você consegue ? -ele perguntou. A verdade é que eu não sabia o que responder estava muito fraca para tal ato mais sabia que era a única saída. Assenti e usei o restante de minha energia para pular. Lauren me segurou em seus braços e eu sorri antes de apagar. Ali nos braços dela.

Não importa o que fizesse acontecer, eu estava feliz de tê-la visto novamente, nem que fosse pela ultima vez.

 

LaurenPOV

Camila desmaiou em meus braços e tive que me controlar para não me apavorar. Troy pulou com dificuldade a janela com Sofi agarrada a ele.

-Ela desmaiou, eu disse seria.

-ela está muito fraca, mas vai ficar tudo bem, ele disse segurando em meu braço para me acalmar.

-Preciso falar com o meu pai, ele pode no ajudar.

-Primeiro precisamos fugir daqui o mais rápido possível antes que o outro capanga perceba o ocorrido, ele disse e eu assenti.

-E agora ?- Eu perguntei meio perdida na situação.

-Eu tinha uma ideia, é arriscado, mas é a melhor- ele disse e eu assenti -Temos que atrair o capanga para dentro da casa, assim que ele entrar um de nos fica próximo da varanda e sai correndo até o carro, o que ficar escapa pela janela e corre até o carro que já vai estar na frente da casa, Troy disse e eu fiquei um tempo analisando seu plano. Ele estava com o tornozelo machucado não conseguiria correr de alguém nesses estado eu teria que me arriscar.

-Troy eu atraiu ele e você leva elas em segurança, disse eu Troy negou com a cabeça -você está machucado e eu estou bem, disse.

-Lauren não é muito arriscado.

-Por isso estou pedindo para vocês irem em segurança, me de sua arma, eu disse seria e Troy abaixou a cabeça e me entrou seu revólver calibre 38. Troy pegou Camila de meus braços e me fitou com um sorriso fraco.

-Se algo acontecer, não venha atrás de mim entendeu ? Busque o meu pai, eu disse e Troy assentiu -Agora vá e se posicione, eu disse olhando para Camila em seus braços. Beijei sua testa e sussurrei ''eu te amo'' antes de por nosso plano em ação.

Fui tudo muito rápido, eu pulei para dentro da casa novamente sentido a adrenalina do medo correr em minhas veias. Dei um tiro na porta do porão e corri rapidamente para o quarto de Sofi. Escutei os passos rápidos de alguém descer as escadas e essa era minha deixa, para fugir. O corredor não era muito extenso e eu cheguei a janela rápido. Pulei desesperada ao escutar passos subindo a escada. Eu corri pela lateral da casa e vi Vero com o carro na frente da casa dos Cabello’s. Troy abriu a porta e eu me joguei ao escutar um tiro na nossa direção. Fechei a porta e mais tiros ecoaram.

Vero acelerou o carro e saímos em disparada pelas ruas de Buenos Aires.

-Porra conseguimos, disse Vero animada. Na frente estavam Vero e Troy e no banco de trás Camila, eu e Sofi, que estava assustada.

-Está tudo bem agora, eu disse abraçando a pequena.

-E agora para onde vamos ? -Troy perguntou.

-Precisamos levar Camila para um hospital, eu disse analisando minha namorada que estava desacordada no banco.

-Lauren estamos sendo procurados, disse Vero eu bufei.

-Eu preciso leva-la para Miami, eu disse abraçada a menor .

-Não se preocupe, minha ex-namorada é melhor amiga de um cara que trabalha para uma transportadora aérea, só preciso falar com ele, Vero disse e eu sorri abertamente.

-Temos que arrumar um abrigo por agora, disse Troy e eu assenti. Afinal de contas o pior já tinha passado, não ?


Notas Finais


Foi perfeita a apresentação de bad things mds, estou cada dia mais apaixonada por Camila Cabello e sua linda voz.

É isso ai galera até o próximo, beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...