História A viajem(Incesto) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drogas, Incesto
Visualizações 44
Palavras 2.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom estou começando novamente.
Estou aqui testando a forma de minha escrita,para ver se realmente posso começar a postar minha historias,caso você tiver alguma critica por favor comente.

Capítulo 1 - Novo abitante.


Fanfic / Fanfiction A viajem(Incesto) - Capítulo 1 - Novo abitante.



A luz do dia estava indo embora enquanto Oliver olhava para a rua a qual em sua mente poderia sumir completamente ser destruída, Oliver estava frustrado
por causa de sua viajem forçada.

-Você vai gostar disso,isso e para seu bem.

Dizia seu pai no banco do motorista, Oliver já tinha cansado de ouvir tais palavras, Oliver só queria ir para casa, para sua cama,
o marido de seu pai estava inquieto olhando para a estrada a qual precisava prestar total atenção porem sua inquietude não permitia tal ato.

Oliver adormecia,sua respiração diminuindo ´´Sempre tive problemas para ficar acordado em carros´´  
pensava Oliver com sua cabeça descendo sobre o banco do veiculo.

Oliver prestara total atenção mesmo fechando seus olhos tentando ouvir oque seus pais diziam, 
tentando provar a si mesmo que suas ideias sobre eles estavam corretas,e como desconfiava confirmava mais uma vez tal pensamento.

-Esse garoto não tem jeito fuma,bebe,se droga tinha que tirar ele daquela casa.

O marido de Richard olhava para ele com seu rosto neutro confirmando com a cabeça e molhando seus lábios.

-Calma amor, hm eu acredito que ele tentava chamar nossa atenção para tira-lo daquela casa,ele precisa ficar com você ele já passou muito tempo com a mãe
é e nossa vez de tentar.

O pai de Oliver concordava com a cabeça com um sorriso no rosto.

Oliver adormeceu.

Acordara chegando a cidade de seu pai o lugar era frio mas Oliver estava com seu blusão favorito,o qual para tirar de seu corpo somente para lavar.

-Quase chegando...Filho lembra que terá uma surpresa.

Oliver olhava para seu pai com total fúria ,respiração acerelada, pensando que seria algo como um moveu novo ou alguma casa nova,
Oliver focava em olhar para a janela aumentando o som do fone de ouvido para total foco na rua,tentando sincronizar a musica com os movimentos de seus olhos,
o carro freia levemente entrando no estacionamento do condomínio,o qual deixava Oliver enjoado, parando seu pai abre a porta para Oliver o qual nem olhava para 
seu pai,ele sobe as escadas pensando como sua vida sera um lixo algo perturbante,algo enjoativo, uma vontade de chorar sobe mas controla seus sentimentos para não parecer abalado.



Seu pai abria a porta,Oliver focava em somente um lugar,seu quarto o qual saberia que ficaria preso por muito tempo não por outros tipos de interferência,mas sim por vontade própria,
a necessidade de estar sozinho era algo forte,algo o qual o deixava confortável,estar sozinho era sua dadiva.

-Filho temos uma...

Richard e interrompido por Oliver o qual corria para seu quarto com seu rosto completamente neutro e frio,o corredor era longo porem nada que ele n conseguisse enfrenar,
ele chegava a sua porta e pensava que tudo seria um lixo algo podre,abria a porta com rapidez e com certeza se surpreende com o resultado de tal ato,no momento que conseguisse
efetuar o ato com exito ele se surpreendia com oque achava dentro de seu quarto,esperava qualquer coisa menos aquilo,não estava assustado porem estava completamente surpreso.

Quando encontrara uma menina de aspecto frio dentado em seu sofá.

Ela não se surpreendia com o presença de Oliver porem tomava um leve susto com a rapidez que abria a porta,a menina usava um casaco preto com a toca colocada na cabeça,seus cabelos loiros
e perfeitamente separados lado a lado,sua idade ainda não era determinada a Oliver mas aparentava ter seus 14 anos idade mesma de Oliver,seu rosto angelical o qual a Oliver dava-se um aspecto fofo a garota.

-Quem é você?

Oliver proferia tais palavras com certo gaguejar porem frio e com aspecto confuso,a garota ainda não expressava qualquer especia de reação forte,mas olhou fixamente nos olhos de Oliver
o qual o deixava desconfortável.

-Aparentemente sua irma.

Oliver a olhava com confusão em sua mente,como assim irma?
Oliver não se lembra de nenhum recado de tal surpresa nem mesmo alguma dica,porem lembra que ficara evitando seu pai para receber alguma especia de recado,o pai de Oliver entrara no quarto com total sutileza, no momento que atravessa a porta olhava para os dois,um encarando o outro de uma distancia rasoeira Oliver o encarava de forma seria e desentendida, a garota ainda estava sentada olhando seu celular de aparência nova quase que ignorando o momento em que se encontrava.

-Pai! Irma como assim irma,me explica isso.

Richard ainda estava formulando alguma frase em sua mente não sabia a forma de explicar isso para o filho o qual tinha completamente sumido de sua vida por praticamente um ano,enquanto ainda pensava  em alguma forma de comunicação com seu filho Richard percebe que seu marido estava entrando no quarto e sentira que o tal poderia responder as perguntas de seu filho.

-Oliver,nos adotamos uma menina.

Oliver olhava com um sinal de entendido,ainda com seu rosto confuso porem ainda estava tentando compreender a situação,como pudera eles conseguirem uma criança tão rápido pelo oque ele sabe demora para conseguir adotar uma criança.

-Ok...Parece que vou precisar me acostumar com isso.

Richard olhava para seu marido o qual estava com um sorriso no rosto,uma expressão de felicidade suave e completamente casual,Richard agora olhava para seu filho o qual estava indo arrumar suas coisas,percebia que em seu rosto estava uma fúria acumulada algo que o assustava porem não esboçava essa reação mas ainda sim quase o fazia entrar em um panico interno e perturbante,
Richard puxava o braço de seu marido para fora do quarto o mandando um sinal de piscada com o olho,fechando a porta lentamente olhando para o chão e deixando os dois recém irmãos no quarto.

-Oi...

Dizia a garota,olhando para Oliver sem mudar sua expressão sem vida e sem sentimento,Oliver virava o rosto rapidamente para a garota e virava novamente para retirar algumas coisas de sua mala dela saem algumas coisas simples como,camisas,calças,cuecas porem sem perceber começa a apressar tal ato a ponto de virar sua mochila de cabeça para baixo e chacoalhar a mesma fazendo isso repetidas vezes acaba por deixar seu bolço secreto desprotegido e acaba por derrubar seu cigarro na cama,porem não percebe.

Oi...

Porem a garota percebe o descuido de Oliver colocando um sorriso de leve no canto de sua boca o qual Oliver tentava entender,Oliver ficava um pouco sem jeito olhando para os lábios dela,ele se deita em sua cama e puxa seu celular para checar algumas mensagens,a garota desligara o celular e começa a pensar ainda deitava no sofá porem seus pensamentos são interrompidos pela porta se abrindo novamente, era o pai dos irmão avisando que iria sair rapidamente com seu marido para trabalho,os dois irmão entendem o recado o pai dos mesmos fecha a porta da mesma forma como anteriormente,
agora a garota estava com o plano em mente notara a forma que o bolso de Oliver estava levantado e notara a forma, algo quadrado então já tinha total certeza do que o mesmo se tratava, era um esqueiro então em sua mente já tinha tudo que precisava só lhe faltava pegar o tal objeto.

Ela então nota que Oliver tinha olhado para seus lábios e também percebe que ele ficara sem jeito então não seria algo complicado somente teria que apelar para algo mais extremo ela sai do sofá e vai lentamente ate a cama de Oliver mordendo o lábio inferior direito,Oliver notara tal movimento facial e ficara confuso porem sentia uma vontade estranha em seu peito,A garota sobia sobre o corpo de Oliver abrindo leve mente suas pernas para encaixar na cintura do mesmo,mordia novamente o lábio e grudava sua testa a de Oliver.

-Sabe oque eu quero?

Dizia a garota com o rosto colado com o de Oliver a sua expressão era exitante porem o garoto não se surpreendia muito,a garota deslizava sua mão por de baixo da camisa de Oliver,enquanto a outra descia para o bolso, o garoto da um sorriso e coloca ela  para de baixo de seu corpo,tirando o esqueiro de seu bolso e pegando sua carteira que estava sobre algumas roupas um pouco ao lado dos irmãos,saia de cima de sua irma e pegava dois cigarros jogando um do mesmo para sua irma e guardando sua carteira no bolso.


-se você queria era só pedir.

A garota se encontrava confusa,não por ele não ter caído em seu plano mas por ele não ter expressado muitas reações durante o ato, ela sentara na cama de pernas cruzadas e observa Oliver sair do quarto.

-Serio,Você vai mesmo fumar ai dentro.

Oliver a olhava com expressão confusa.

-Não

Respondia ela um pouco irritada,a forma a qual sua irritabilidade era expressada era a como de um bebe a qual confirmara os pensamentos de Oliver sobre como achara ela fofa.

-Vem, conheço um bom lugar.

A garota sai fazendo um leve beicinho,algo pouco perceptível, na mente dela confusão, pensara porque ele não se sentiu muito atraido pelo seu ato, mesmo antes tendo demonstrado desejo.

Oliver entrava na sala com sua irma notando como o lugar tinha mudado,  ´´a vontade era de quebrar cada parte desse lugar´´ pensara Oliver com uma expressão ainda neutra porem percebia-se em seus olhos um certo fogo, um certo ódio, ele olhava rapidamente para a sua esquerda e olhava a janela que preenchia grande parte da sala, a qual permitia ver todo o rio e lago que fazia a cidade ser turística porem voltava o olhar novamente para a porta a qual apressava os passos para chegar.

-Droga,esta fechada.

Dizia Oliver,ele olhara para a garota a perguntado com olhares se ela tinha alguma chave,e para surpresa dele ela tinha.

-Sim tenho.

Ela agora estava mais fria do que ele tinha presenciado anteriormente,agora dava para notar uma furia em seu olhar,ela mesmo agindo como uma criança ainda passava para Oliver algum tipo de maturidade oque fazia o mesmo se sentir um pouco inferior, os dois agora estavam de saiada andando pelo vasto corredor com cheiro de produtos químicos derivados andando de forma meio apressada,Oliver apertava o botão e encostava na parede,puxando eu celular e escrevendo mensagens para os amigos que ainda restavam em seu Messanger  ela olhava para ele como se quisesse dizer algo para ele,porem na hora que ela toma a iniciativa de falar, ela e interrompida por ele.

-Qual seu nome?...é que sabe eu ainda não sei.

A garota olha para Oliver e articula com as mãos enquanto diz sua resposta.

-Amy.

Ela olha para o chão,como se estivesse entediada,porem molhava os seus lábios Oliver notava a boca de Amy e percebia a secura do mesmo,o elevador chega, Oliver entra enquanto Amy focava no chão ele a puxa para dentro do elevador,a tensão no lugar era algo perceptível os dois estavam encostados na parede do elevador enquanto olhavam o celular,porem Oliver brevemente prestava atenção nos cabelos de Amy,O elevador para no 3° andar o qual chegavam a uma pissina.

-É Aqui?

Oliver olha para Amy com sinal de negação porem responde a pergunta.

-Se você quiser pode ser aqui,mas o lugar que estava pensando era mais em baixo.

Amy o olhava com com curiosidade.

-Mais em baixo?

Oliver segue ate uma escada de certa forma escondida ele a desce e chama Amy que o segue,Oliver olhava para ela pedindo que pegue seu chaveiro o qual ela obedece,no momento que ela o puxa ele rapidamente fala.

-É a chave amarela.

Amy entrega o chaveiro a Oliver largando na mão do mesmo, o menino abra a porta, os irmãos agora se encontravam em uma Academia cercada de janelas, Amy o olha, em seu rosto total incerteza, porem mesmo assim ela da uma leve risadinha.

-Então vamos fumar em uma academia?

Ela olhava para Oliver com deboche manchado em seu rosto,porem o menino não esboçava alguma reação forte sobre a risada,ele somente segue ate janela do centro,a abre e pula,Amy anda ate a janela percebendo que em baixo da academia avia uma lanchonete e Oliver acaba de cair no teclado da mesma,ela o então repete o movimento anterior de Oliver.

-Bom pelo menos hoje não tem vento.

Oliver dizia tais palavras com apreço,olhando para a rua e a movimentação dos carros,ele puxa seu esqueiro o qual usa para acender seu cigarro e o entrega para Amy.

-A quanto tempo você mora com o Richard?

Oliver faz a pergunta enquanto presta atenção nos carro e traga seu cigarro.

-3 meses.

Ela traga o cigarro,Oliver da um leve sorriso de canto de boca enquanto pensa ´´nossa,exatamente o período de tempo que parei de falar com ele´´  ele agora tragava novamente seu cigarro,enquanto Amy puxava de seu capuz sua franja escondida e a levemente arruma enquanto tira a fumaça de sua boca,Oliver notara o movimento de Amy e de certa forma o achava lindo mesmo não sabendo o motivo.

-Como aguentou ele tanto tempo?

Oliver perguntava com um ar de deboche.

-Ele não e tão ruim,sabe tem suas manias mas é e melhor do que o lugar que eu estava antes.

Ela chega mais perto de Oliver.

-Realmente esta ficando frio.

Dizia Amy,olhando para a rua.

-Ok...acho que ja que somos irmãos.

Oliver tirava seu blusão de la notava o qual palido ele era,Amy o olhava e percebia que em seus braços avia ferimentos,não exatamente cortes mas sim diversos aranhoes.

-Toma.

Amy colocava por cima de seu casaco,ainda olhando para Oliver,o qual estava olhando para o rosto de sua nova irma.
 


Notas Finais


Bom estou começando novamente.
Estou aqui testando a forma de minha escrita,para ver se realmente posso começar a postar minha historias,caso você tiver alguma critica por favor comente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...