História A vida de Natsu Dragneel - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 55
Palavras 749
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello!
Voltei mais rápido do que imaginam não é? Bem, isso aqui não é uma continuação direta, mas sim um pequeno e bem rápido capítulo especial em comemoração ao Dia das Crianças. Fiz isso aqui bem rápido, então me perdoem por quaisquer erros, e esse aqui é um capitulo feito por um narrador em 3° pessoa. Boa leitura!

Capítulo 3 - Especial 1 - Dia das Crianças


Fanfic / Fanfiction A vida de Natsu Dragneel - Capítulo 3 - Especial 1 - Dia das Crianças

A vida de Natsu Dragneel

Escrito por DroyLee

Capítulo Especial – Dia das Crianças


As pessoas costumam dizer que a infância é a época mais feliz, honesta e verdadeira da vida. Natsu, mesmo depois de grande, continua negando isso.

Contarei aqui hoje uma história que nem mesmo o jovem rosado se lembra, algo que aconteceu bem cedo na sua vida e pode ter sido obra do destino.

Era uma manhã de sábado, no Dia das Crianças, os pais do jovem rosado tinham um compromisso e se saíram bem cedo de casa, deixando seu filho mais velho, Zeref, para cuidar de Natsu.

— Vamos Natsu, vista-se. — disse o moreno um pouco indignado por ter que perder um dia da sua vida para cuidar do irmão mais novo.

— Nunca! — respondeu o mais novo dando lingua para Zeref, e em seguida saiu correndo pelado pela casa.

— Por que eu meu Deus!? — gritou e saiu correndo atrás do mais novo.

Horas depois Natsu estava arrumado e acompanhava o irmão mais velho, que estava o levando ao parque de diversões à contra gosto de tanto o mais novo insistir.

Foram andando, não era muito longe da casa da família Dragneel. Chegando no parque, Zeref pagou a entrada de ambos e teve que acompanhar e comprar tudo que seu irmão mais novo pedia. Zeref queria agradar o irmão principalmente por ser dia das crianças, mas não conseguia dizer não para Natsu.

Acabou que durante o dia, o moreno encontrou um grupo de amigos que estava lá apenas para acompanhar os irmãos também. Deu dinheiro para Natsu e avisou-lhe que não era para aceitar nada de estranhos, e se sentisse ameaçado viesse correndo para ele, além de dizer para encontra-lo as 18h no meio do parque.

Natsu andou sozinho apenas admirando os grandes brinquedos por um bom tempo. Até que ouviu um choro. Saiu correndo em direção ao barulho, e viu que uma garotinha de cabelos loiros chorava sentada em um banco. Haviam dois homens de terno preto na frente dela, um era ruivo e o outro moreno, eram guardas.

Inconformado com a garota chorando e os dois homens simplesmente “ignorando-a” se esgueirou pra trás do banco sem ser visto por eles e cutucou a garota algumas vezes, que, sem parar de chorar, virou para trás.

— Hey, venha! Vou fazer você parar de chorar. — E sorriu com todo seu coração. Na cabeça da loira, aquilo foi como uma luz no final do túnel. Assentiu ainda chorando um pouco e pulou para o lado do rosado.

Após aquilo, Natsu, sem nem mesmo saber o nome da garota pegou na mão dela e a puxou. Foram em diversos brinquedos, como carrinhos bate-bate, carrossel, tentaram ir na montanha russa mas não conseguiram passar.

A garota loira já ia começar a chorar por causa disso, mas Natsu foi mais rápido e comprou dois algodões doce e deu um para ela. A jovem comeu e não chorou. E novamente o rosado sorriu.

A garota, mesmo sem conhecer Natsu direito, se apaixonou por aquele sorriso. Era tão verdadeiro, e trazia um sentimento tão confortável para ela. Se divertiram por muito tempo.

Natsu perguntou a garota seu nome, mas antes que pudesse receber a resposta, os dois homens de mais cedo apareceram.

— Princesa! Ficamos preocupados com você, vamos embora! — disse o ruivo, puxando a menina pelo braço.

— Não! Eu quero ficar mais! — gritou a menina, tentando se soltar.

— Ei, solte ela! — grunhiu Natsu, e em seguida mordeu o braço do homem, soltou a loira que abraçou o rosado sem pensar duas vezes.

— Pestinha! — grunhiu o outro homem, moreno, ele era muito maior e mais musculoso que o ruivo, o que fez Natsu tremer de medo.

Antes que o moreno pudesse fazer alguma coisa, Zeref chegou e puxou Natsu.

— Ei, o que vocês estão fazendo com meu irmão?! — gritou furioso aos dois homens.

— Esse pirralho acabou de me morder! — reclamou o ruivo.

— Peça desculpas Natsu! — brigou com o irmão.

— Mas ele... — olhou indignado para o irmão mais novo.

— Olhe, seja lá o que meu irmão fez, peço desculpas por ele. — Zeref abaixou a cabeça. Segurou forte o braço do irmão mais novo e o puxou. — Vamos embora.

E antes que pudesse saber o nome daquela linda garota loira, foi levado embora pelo irmão.

— Eu odeio minha infância. — Bufou Natsu ao relembrar de outros momentos da sua vida.


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo especial. Como falei, foi bem rápido mesmo. Gostaram? Bom, peço que me perdoem por qualquer erro, e agora é sério, provavelmente semana que vem eu irei postar realmente a continuação. Até lá, minna!
Abraços de panda!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...