História ↪A vida de um Pokémon↩ - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Mewtwo
Exibições 13
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Sci-Fi, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu considero esse praticamente o começo da fanfic, me desculpem por não colocar muito a voz de Riolu, eu não sei o que ele fala kkkkk mais ok.
BOA LEITURA!

Capítulo 3 - >Até o último momento<


Fanfic / Fanfiction ↪A vida de um Pokémon↩ - Capítulo 3 - >Até o último momento<

O professor nos tinha encaminhado para a entrada do laboratório, tinha alguns cientistas andando de um lado para o outro fazendo pesquisas,
E também tinha um outro humano olhando nos três com um olhar pensativo, logo o professor Sycamore disse:

- Aqui crianças, esse é o Hall, ele é um ótimo menino que está querendo iniciar sua jornada em Kalos!

Hall disse em seguida:

- Oi! Vocês são muito fofos, seria uma honra para mim escolher qualquer um de vocês três, mais eu já vim com o tipo que eu vou escolher, esse...

Quando ele disse "esse" uma parede do laboratório explodiu em pedaços, um caminhão gigante com um enorme "R" saiu dirigindo e quebrando tudo ao mesmo, parecia que estava fujindo de alguma coisa, e logo em seguida vários homens com um uniforme com o "R" também entraram gritando:

-AAAAAAAAAAAAAAAA SOCORROOOOOOO

Logo após gritarem suas cabeças saíram do seu corpo, um líquido vermelho jorrava de seus pescoços, o movimento do Pokémon era tão rápido que não dava para acompanhar os seus movimentos, corpos jogados no chão sem cabeça era uma sensação é vista aterrorizante, meus olhos olhavam apenas sangue e destruição, o caminhão que tinha quebrado a parede capotou contra outra parede e começou a pegar fogo, Se percebia que os pneus estavam furados, mais a 1min atrás eles estavam em boas condições, professor Sycamore gritou:

- O que está acontecendo? Parem de estragar o laboratório!

Logo o Pokémon que tinha causado o assassinatos parou de se mexer, uma corrente de água ficava atrás envolta dele, estava armado com duas espadas de água que aparentemente eram bem afiadas,
Uma enorme coisa que eu não sabia o que era ficava em seu pescoço, se movimentando de acordo com o ar, Todos nós ficávamos olhando ele por três segundos, tudo se passava em câmera lenta, e ao mesmo tempo que voltou ao normal o Pokémon misterioso se virou contra a entrada do laboratório e preparou sua espada, a porta abriu com corpos de outros homens com "R" no uniforme, e ao mesmo tempo algo colidiu contra a espada do Pokémon misterioso, não se dava para acompanhar com olhos normais, logo professor Sycamore, perplexo disse:

- DOIS GRENINJAS ? TODOS SAIAM IMEDIATAMENTE DO LABORATÓRIO.

Logo percebi algo tirando as Fro bolhas de minhas costas com um simples movimento de uma espada, fui impactado por alguma coisa no mesmo momento, batendo minha cabeça na porta, olhei para trás e estava um verdadeiro caos, tudo destruído, enquanto algo ficava colidindo com outra coisa, e foi quando eu percebi que era os dois Greninja que estavam batalhando, derrepente um alto estrondo se ouviu  no local, todos os vidros foram quebrados e alguns Pokémons e humanos desmaiaram, incluindo eu.

>>>> Após acordar <<<<

Abri os olhos lentamente, e percebi que não estava mais no laboratório, e sim em uma floresta, junto com outro Pokémon que eu não sabia o que era, logo disse assustado:

-Kie kie kie, froo kie? (Onde estou, e quem é você?)

Logo Riolu disse primeiramente que era um Pokémon tipo lutador, que vive a vida roubando para sobreviver e que percebeu o tumulto dentro do laboratório e decidiu me salvar, assim me levando para sua casa, agradeço por ter me salvado e disse em seguida:

- Froookie? (Posso fazer algo em troca?)

Riolu respondeu:

-Ri ri o! (Me ajuda em uma missão!)

Hãm? Fiquei surpreso, pensei que não ia me pedir nada, mais também não fiquei totalmente bravo, pois ele tinha salvado minha vida, então eu aceitei a missão falando:

- Froakie! (Aceito! Claro!)

Riolu sorriu então, me convidou para passar a noite aqui, ainda estava de dia mais ok, fiquei a tarde inteira treinando e brincando com Riolu, isso sim foi um dia divertido!

* Batalha do laboratório, visão de Greninja(o primeiro que apareceu no laboratório) *

Após o grande estrondo, quase todos os humanos e Pokémons desmaiaram, aproveitando a distração de meu inimigo, tentei cortar o pescoço dele de vez, mais parecia até que a espada dele se  movia sozinha, logo senti um choque
gigante mente energizado, soltei minhas duas espadas e caí no chão, totalmente desorientado, senti pena do outro Greninja, já que tinha preparado um plano para esse tipo de coisa, me teleporte para um ligar escondido e deixei um clone aonde eu tinha caído, utilizei mais três clones meus para o plano, fiquei observando meu inimigo pensando que eu iria morrer naquele momento,
após o meu inimigo matar meu clone, mais outros dois foram de encontro com duas espadas em direção as pernas dele, o mesmo deu o pulo, desviando perfeitamente dos dois.

(Som de uma cabeça de Greninja caindo no chão)

Aproveitei sua distração e cortei com minhas duas espadas a sua cabeça, certeza que a última coisa que viu foi o meu rosto.


Notas Finais


' 0' Uma batalha de Greninjas, por quê eles começaram a batalhar, por quê a equipe Rocket estava envolvida com isso? Só nos próximos capítulos!

Até mais!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...