História A vida é feita de escolhas...-Imagine BTS - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Exibições 45
Palavras 2.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente. Ese vai ser meio que um especial de 15 favoritos. Não sei se vai ficar grande o suficiente mas... Tá aí. Espero que gostem.

Capítulo 8 - Segunda-feira


Fanfic / Fanfiction A vida é feita de escolhas...-Imagine BTS - Capítulo 8 - Segunda-feira

               *S/N P.O.V on*

Acordei mas não saí da cama. Estava aparentemente sedo. Tentei dormir de novo mas ouvi meu appa gritando lá de baixo. 

Appa: Filha!  Acorda! Você ainda tem que ir para a escola fazer sua matrícula! 

Eu: Ja vou appa. Só mais 5 min..  Peraí, o que? 

Appa: Sim. Você vai ter que estudar! Está no meio do ano! Você vai perder matéria! 

Eu: Mas eu nem sei escrever coreano muito bem, como vou fazer provas? Estou no segundo ano do ensino médio! 

Appa: Mas vai ter que aprender! Eu te ajudo um pouco. Pede para os meninos te ajudarem. Mas você vai para a aula! 

Eu: Tá bom! 

Eu bufei. Fui ao banheiro, me despi e entrei no box. Demorei cerca e 30 minutos para acabá-lo. 

Pus uma roupa qualquer que estava em cima da minha mesa e desci. Já haviam waffles e café na mesa. 

Comi os waffles e bebi o café. 

Eu: Onde fica a escola? 

Appa: O Taehyung deve saber. Ou o Jungkook. Vai lá na casa deles. Acho que ainda não saíram. 

Eu: Ok. 

Saí de casa e fui para a casa do Tae e do Kookie. 

Toquei a campainha e ouvi um "já vai". Cerca de 1 minuto depois, Tae apareceu. Ele estava usando um espécie de uniforme e estava com uma mochila nas costas. Aparentemente pronto para ir à escola. 

Tae: Oiiie

Eu: Oiiiii! E o cachorro comendo brócules ou limão? 

Tae: Aé! 

Ele saiu correndo para dentro de casa e voltou com seu celular. 

Tae: Aqui ó! 

Ele me mostrou o celular e passaram 2 vídeos.(as fotos dos vídeos estão na foto do cap). Esses vídeos foram muito emgraçados. 

De repente Kookie aparece. 

Kookie: O que estão fazendo? 

Tae: Estou mostrando aqueles víddeos para ela. 

Kookie: Aaaaaaaaa... Que vídeos? 

Tae: Aqueles que eu te mostrei ontem. 

Kookie: Qual? 

Tae: Aqueles que... -o interrompi

Eu: Chega! Eu vim aqui para um motivo, sabiam? 

Kookie: Qual? 

Eu: Saber onde fica a escola para eu poder me matricular. 

Tae: Que escola? Aqui tem várias. 

Eu: A que voces estudam. Peraí. Tae, você não deveria estar na faculdade? 

Tae: Acontece que eu repeti um ano. 

Kookie: Eu não vou à escola alguma! 

Tae: A se vai! 

Kookie: Vou não! 

Tae: Vai sim! 

Eu: Meu deus! 

Tae: O que? 

Eu: O que? Você pergunta o que? Vocêsbrigam demais. Kookie, você vai a escola! 

Kookie: Mas... 

Eu: Sem mas! 

Saímos da casa deles, na qual eu nem estava dentro, e fomos para a tal escola. Nossa. O kookie literalmente me obedeceu! Ganhei!!! 

Chegando na escola, Tae nos guiou para a diretoria e foi para sua sala. 

Batemos na porta e ouvimos um "entre, por favor". 

Diretora: Olá. 

Eu: Oi. 

Kookie: Oi. 

Diretora: Deixa eu adivinhar, matrícula? 

Eu: Sim. 

Fizemos a matrícula. Já que a escola era pública, não precisamos pagar nada. Começaríamos agora a aula. Mas como assim, fazer a matrícula e no mesno dia ir para a escola?  Ela disse que nós não precisaríamos usar uniforme, mas eu optei por usar. 

Passei em casa para pegar algumas coisas como uma mochila e voltei para a escola. 

Estava cominhando pelo corredor enquanto mechia em meu celular e de repente passa alguém correndo que esbarra em mim. 

Eu: Desculpa. 

??: Tudo bem. 

Ele deu um leve sorriso e saiu correndo. 

Ele tinha cabelos negros e era forte. 

Fui para a sala esperar o sinal tocar. Eu não fiquei na sala de Kookie, afinal ele era do terceiro ano do ensino médio e eu do segundo. 

Eu entendi coreano muito bem até. Mas escrever? É impossível! 

Chegou uma menina com um grupo atrás dela. Ela é ruiva e tem cabelos longos. 

??: Só vou falar uma vez novata, fica longe do meu  ChimChim! 

Eu: Quem? 

??: Sabe aquele garoto que você esbarrou mais sedo? Ele é meu! 

Eu: O nome dele é ChimChim? 

??: Não! É Jimin. Mas não fala com ele! E a propósito. Meu nome é Sana. 

Eu: O meu é S/N. Vocês namoram? 

Sana: Ainda não... Tchau novata. 

Jimin? É... Combina com ele. Mas é bom eu não falar com o mesmo. 

O sinal toca e percebo que sana é da minha sala. Sento-me na última cadeira perto da janela. 

O professor entra e a aula começa. 

De repente um menino entra. 

??: Desculpe professor, perdi a hora. 

Peraí, é Jimin!!! 

Prof: Ok, Jimin. Mas só dessa vez! Sente-se. 

Jimin: Ok. 

A única cadeira vazia era a do meu lado. E ele se sentou nela. 

O professor voltou a dar aula. 

Jimin: Ei! -sussurra para qie só eu possa ouvir- Você é a pessoa na qual eu esbarrei no corredor? 

Eu: Não posso falar com você.

Jimin: Por que não? 

Eu: Por causa dela -aponto para Sana

Jimin: Aaaaaaa. Ela te ameaçou? 

Eu: Sim... 

Jimin: Calma, eu te protejo. Mas você é ou não a menina que eu esbarrei no corredor? 

Eu: Sou. 

Jimin: Aaaa. E a propósito, você é linda. 

A aula continuou e eu não prestei atenção. Essa última frase de Jimin começou a rodar na minha cabeça. Esse era o tal Jimin qie levava muito susto que eles disseream? Não parece... 

A aula acabou e eu não prestei atenção em nenhuma palavra dita. 

Estava andando pelo pátio até que alguém me leva para outro canto afastado do resto do pessoal. Era Sana. 

Sana: Eu disse para você nào falar com ele. Ou você é surda? 

Eu: Eu ouvi mas..  

Sana: Mas nada! Eu jádisse que ele é meu e você está tirando ele de mim. Ele nem fala mais comigo! 

Ela estalou os dedos e as "amiguinhas" dela começaram a me bater. Eu insistia para elas pararem até que ouço alguém. 

??: Parem com isso!!! 

Sana olho para trás e começou a pedir desculpas e dizer que não foi ela quem fez isso. As amigas dela pararam e eu consegui ver que quem estava ali era Jimin. 

Jimin:É por isso que nem eu nem ninguém gosta de você! Agora vai embora! 

Sana: Mas... 

Jimin: Sem mais! 

Elas foram embora e Jimin se ajoelhou na minha frente para me pegar no colo. Ele me pegou no colo e me levou a algum lugar. Não soube onde era pois desmaiei. 

Acordei e vi que estava em uma casa. Não era a minha, não era a de Tae e de Kookie. Não era de ninguém que eu conhecesse. 

Vi alguém saindo da cozinha. Era Jimin. Acho que estava na casa dele em seu sofá. 

Me levantei e me olhei em um espelho que tinha ali perto. Meu rosto estava cheio de curativos. 

Jimin: Você acordou! 

Eu: Onde estou? 

Jimin: Na minha casa. 

Eu: Por que não me levou à enfermaria do colégio? 

Jimin: A médica estava ocupada e não queria demorar. Aí te trouxe para cá. 

Eu: Você que fez esses curativos? 

Jimin: Sim. 

O abraçei. 

Eu: Obrigada! Se não fosse por você, eu ainda estaria apanhando. 

Jimin: Eu fiz uma promeça. 

Nós continuamos lá. Não iria voltar para a escola, não hoje. E se eu voltasse para casa, meu pai ficaria e, depois de eu contar a história, seria capaz de me tirar da escola. 

Ficamos conversando até a hira do almoço, na qual resolvemos ir para a escola porque já estava na hora de sair e eu não queria preocupar o Kookie e o Tae. 

Chegamos na escola e vi Jimin indo embora com seus amigos. Ele olhou para trás e acenou para mim. Acenei de volta. 

Achei Tae e Kookie. 

Tae: Onde você estava, criatura? 

Eu: Eu caí da escada e aí fui para a enfermaria. 

             *S/N P.O.V off*

         *Jungkook P.O.V on*

S/N: Eu caí da escada e aí fui para a enfermaria. 

Eu sabia que ela estava mentindo, mas se ela não queria me dizer, não iria me entrometer. Eu a vi acenando para Jimin. Quando ela não estava na escola(soube pelos meus amigos), o Jimin também não estava. Esta rolando algo com esses 2 e eu descobrirei o que é. 

            *Jungkook P.O.V off*

                 *S/N P.O.V on*

Ainda bem que eles acreditaram ou fingiram acreditar. Não queri explicar. E do jeito que o Kookie é ciumento... 

Cheguei em casa e fui falar com meu pai. 

Appa: E aí filha? Como foi o primeiro dia na escola? 

Eu: Foi legal. Já fiz amizade... E inimizade -falei a última parte baixo o suficiente para ele não ouvir

Appa: O que? 

Eu: Nada... 

Jantamos e lavamos a louça. Fui tomar banho e coloquei meu pijama de panda. 

Deitei na minha cama e fiquei pensando no dia de hoje. Amanhã poderia acontecer de tudo. Eu poderia apanhar de novo... Eu poderia cair e bater a cabeça.... Um unicórnio poderia aparecer na minha frente(bem que eu queria, pois poderia esfregar na cara das inimiga que eu tenho um unicórnio). Amanhã é um dia imprevisível... 

Me perdi em meus pensamentos e acabei dormindo. 

Acordei com a luz do sol batendo na minha cara. Por que eu não fechei a janela? 

Tomei banho e coloquei o uniforme. 

Desci e tomei café-da-manhã. 

Me despedi de meu appa. Estava ansiosa para o segundo dia de aula. Estqva com medo da Sana e suas "amiguinhas", mas estava ansiosa para ver Jimin, Tae e Kookie. 

Chegando na escola, avisto Tae e Kookie conversando. Chego lá e entro na conversa. 

Tae: Vocês sabiam que teve uma menina que foi agredida pela Sana e suas amiguinhas? 

Eu: Não pode ser -menti- Como você dabe? 

Tae: O Jimin me disse que viu tudo e ajudou a tal garota. 

Eu: Sei... 

Kookie: Você conhece a Sana? 

Eu: Sim... Ela é da minha turma. Tchau gente, vou pra a sala para poder escolher meu lugar. 

Dei uma desculpa para sair e fui para a sala. Lá estava Jimin, sentando e lendo um livro. 

Eu: Você contou para o Tae que eu fui agredida pela Sana e suas " amiguinhas"? - fiz aspas com os dedos. 

Jimin: Sim e Não. Sim porque eu disse e não porque eu não disse que foi você. 

Eu: Mas mesmo assim... -fui enterrompida

A professora entra em sala. Eu nem havia escutado o sinal... 

Prof: Olá alunos! Hoje, na aula de Matemática, daremos... 

E ela continuou explicando e explicando até que eu dormi. 

Acordei com alguém chamando meu nome. 

??- S/N? Acorda... S/N, ACORDA!!! 

Abri os olhos e era a prof de Química. Como assim eu dormi a aula de Matemática e de Física toda? 

Prof: Nós vamos para o laboratório. Vem!!! 

Me levantei ainda com sono, me espreguiçei, bocejei, e por fim fui. 

Chegando na aula de química, a professoara começou a dar matéria. Eu não dormi pois estava em pé, não haviam cadeiras no laboratório. 

Fiquei perdida em meus pensamentos, até que o sinal tocou, simbolizando que o nosso tempo livre (não irei chamar de recreio pois é bem menor que um). 

Fui a primeira a sair da sala. Corri na velocidade da luz, até que, como esperado, esbarrei em alguém. 

Eu: Me desculpe. 

Nem vi quem era e continuei a correr. 

Fui a primeira da escola a chegar na cantina. 

Eu: Um misto-quente, por favor. 

Eu amoooo misto-quente com todas as minhas forças. Quem não? 

Depois de uns 5 minutos, a fila já estava grande atrás de mim, meu misto-quente saiu. Ele estava quentinho. 

Moça da cantina: São R$5,00. 

Eu: Obrigada. 

Dei-lhe o dinheiro e fui me sentar. Comi, quer dizer, devorei o meu querido, amado e tudo de bom, misto-quente e fiquei esperando os meninos aparecerem. 

5, 10, 15, 20 minutos e eles não apareceram. Levantei-me e fui a procura deles. 

Procurei na escola inteira, até no telhado, no qual eu sabia onde ficava a entrada, e eles não estavam em lugar nenhum. 

Liguei para Tae: caixa postal                               Liguei para Kookie: fora de área                           Liguei para Jimin: chamou, chamou, etc

Fiquei preocupada. Não é normal 3 pessoas sumirem de repente. Resolvi ir para a casa de Tae e Kookie. 

Toquei a campainha. Ninguém atendeu. Toquei de novo. Ninguém atendeu. Toquei de novo e de novo e de novo. Ningué atendeu nenhuma das vezes. Resolvi ir para a casa de Jimin. 

Toquei a campainha. Ele disse "já vai". 

Fiquei aliviada. 

Quando ele abriu a porta, vi que lá dentro estava acontecendo algo parecido com uma festa . 

Eu: Jiminnie... O que é isso? 

Jimin: Jiminnie? Isso é novo. Já ouvi até ChimChim, mas Jiminnie não. -seu hálito fedia a álcool- " Isso aqui" é uma festa na qual você não foi convidada. Tchau! 

Ele fechou a porta na minha cara. Fiquei triste. Me virei para ir embora, até que ouço a porta abrindo. 

??- Espera!!! 

Me virei e vi que era o Kookie. 

Kookie: Entra. 

Eu: O Jimin me expulsou! 

Kookie: Sério? Você acredita nele? Ele está bêbado! Como a maior parte desa festa. Vem! 

Eu: Eu te procurei em todo santo lugar, até no telhado da escola! E na verdade você estava na casa do Jimin em uma festa e nem me disse?! E ainda quer que eu entre?! Meu deus! 

Me virei novamente e fui andando. Sentia lágrimas ameaçando a sair dos meus olhos. As segurei. Mas sabia que não iria conseguir pir muito tempo. 

Sinto algo segurando no meu braço. Paro de andar, mas não olho para traz. Sabia que era o Kookie. 

Kookie: Se você não vai entrar na festa, eu também não vou. Eu queria te avisar sobre ela, mas o Jimin me puxou para dentro de lá. Ele não deixava eu sair. Quando a campainha tocou, vi Jimin atendendo-a. Fui em sua direção, mas demirei um pouco. Ele já havia fechado a porta. Perguntei quem era e ele disse que era você. Aí abri a porta para tentar te explicar tudo que estou explicando agora. 

Quando o mesmo terminou, o abraçei forte e derramei as lágrimas anteriormente presas. 

Eu: Por que não atendeu minhas ligações? 

Kookie: Você acha que dá para ouvir algo lá de dentro? 

Eu: Então como ouviu o Jimin falando que era eu? 

Kookie: Não sei. São os mistérios da vida. 

Ri soprado e desfiz o abraço. O olhei nos olhos. 

Ficamos assim, em silêncio, por mais ou menos 5 minutos, mas era um silêncio bom. Um silêncio necessário, para ser mais exata. 

De repente, eu nem vi como nem quando aconteceu, seus lábios tocaram os meus. Foi um beijo simples, mas cheio de sentimentos. Desfiz o beijo e o olhei nos olhos. 

Kookie: Eu te amo. Sempre te amei, desde o momento em que te encontrei dormindo na escola lá no Brasil. Você dorme tão lindamente. Seus cabelos são lindos, igual a seus olhos. Seus lábios, ah, sempre quis esperimentá-los. São lindos e grossos... Posso experimentar de novo?

Eu: Cla-claro... 

Neste momento, seus lábios tocaram novamente os meus. Não ligava que estávamos no meio da rua, eu o amava. 

Kookie pediu passagem com a língua. Nesse momento, parei o beijo. 

Eu: Já? Acho que ainda está cedo... 

Kookie: Tá nada! A vai... Deixa. Por favor. 

Ele fez uma cara muito fofa! 

Fiz um biquinho e ele o mordeu. 

Eu: Ai! 

Kookie: Agora posso?  

Eu: Um dia... 


Notas Finais


Gente, nessa fic coloquei que o Kookie é mais velho que o Jimin. Calma, ok? Ele também repetiu, que 2 vezes, ok? Imaginem assim... Se tiver algum erro, me desculpem. Bjs... 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...