História A vida e suas surpresas - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun
Tags Chanyeol, Exo, Kai, Lay, Sehun
Exibições 38
Palavras 2.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - 18. Novamente amigos


Park esta preocupada com a reação que Lay teve agressivo, Sol tambem estava, elas não esperavam essa reação.

Será que vai ser uma separação amigavel?

Esperem proximo capitulo para saber.

....

Park estava assustada, e agora ela não sabia mais o que esperar de Lay, ela nunca tinha visto ele agressivo daquele jeito, mesmo com tudo que já tinha acontecido. Sol estava andando de um lado para o outro na cozinha Park a parou.

-pare de ficar andando para lá e para cá, esta me deixando nervosa.

-desculpe, é que fiquei preocupada com a atitude de Lay.

-nem fale, eu tambem, nunca vi ele nesse estado.

-vamos tomar um chá e dormir?

-sim, por que amanha vai ser um longo dia.

-verdade.

Assim elas fizeram, tomaram é já de folhas de camomila com maracujá, algo bem calmante mas natural.

-Sol?

-sim?

-posso dormir junto com você?

-pode sim, mas o que aconteceu?

-estou com medo.

-não se preocupe, Chan mandou instalar diversas cameras e alarme em tudo que é lugar aqui em casa, se alguem tentar entrar, a vizinhança inteira vai saber.

-assim fico mais tranquila.

-vamos dormir então.

As duas deitaram na cama de Chanyeol, era a unica de casal, aquela em que Sol dormia virou de visitas depois de algum tempo que ela estava morando ali. A noite foi tranquila, sem nenhum susto até as 7 horas da manha quando o alarme da porta desparou, Sol acordou imediatamente, desligou o alarme para não acordar Park, pegou sua arma e foi para a porta ver quem estava forçando entrar. Quando ela desceu a escada viu que a porta estava aberta, então ela ja com a arma engatilhada começou a procurar quem estava em sua casa, derepente ela escuta um barrulho na cozinha, ela vai sorrateira, para ninguem a escutar, derepente ela escuta a risada de Chan e Sehun.

-eles querem me matarem do coração.

Ela guardou a arma e foi para a cozinha rapidamente.Apontou a arma para Sehun

-proxima vez me liga antes de vir para casa.

-desde quando voce tem uma arma mulher? Isso é um informação muito valida.

-desde sempre, no Brasil eu morava no interior e todos possuiam armas de caça, assim aprendi a atirar com meu pais.

-voce não tem uma mulher em casa, voce tem uma segurança. Nunca brigue com ela, senão voce se ferra.

-hahahahaha, eu sei muito bem disso. Bom dia amor.

Sol e Chan se deram um selinho, Sehun ficou observando.

-voces se amam mesmo neh?

-por que voce diz isso?

-por que eu sei de toda a historia, que voce era a Soraya, a namorada de Lay, aquela que quase morreu, aquela que sofria muito bullying na escola e em toda sua infancia, por isso você usou peruca e aquele negocio para fazer seu olho ficar pequeno e levemente puxado, eu sei de tudo não se esqueça disso. Eu só achei estranho que voce desistiu do Lay facil. Por que?

-eu e o Lay quando ele se viu ameaçado uma vez ela já desistiu de tudo, desistiu de insistir um pouco mais, isso deixa qualquer mulher triste e decepcionada.

-não entendi. (Sehun olhava ela seriamente)

-por que quando passarmos por uma nova dificuldade eu não sei se ele vai pelo lado mais facil para ele, ou ele vai me ajudar a erguer, por mais que voce goste de alguem, se voce ama, voce da sua vida por ela, mesmo com ameaças ou qualquer outra coisa.

-bem, isso vou ter que concordar com voce. (Sehun se sentiu satisfeito pela resposta)

-eu lembro o dia que nós encontramos voce naquele galpão, foi estranho por que rodeamos tudo e derepente quando Lay achou o porão, ele já foi desesperado ao seu encontro, quando nós te vimos naquele estado, não sei ele, mas eu pensei que tinha já te perdido para sempre, antes mesmo de tudo começar, na verdade eu tambem desisti de voce aquele dia quando vi Lay lhe pegando nos braços e gritava e chorava. (Chanyeol sentiu que precisava ser sincero com Sol)

-eu sei que voce desistiu por bom motivos, voce desistiu por que aquela pessoa, no caso eu já tinha alguem, é diferente. Voce desistiria de mim por causa de uma ameça de terminar com sua carreira?

-jamais (Chanyeol nem pensou)

-é disso que estou falando Sehun, alguem que não pensa e mesmo assim quer proteger.

-eu sinto muito feliz por ver que voces dois estam se dando bem, mas estou preucupado.

-por que?pela familia de Park?

-não, sei que a familia dela esta segura.

-por que então?

-a pessoa te atacou 2X, e voce não era a "mesma pessoa", ela quer atacar pessoas que chegam perto de mim ou do Chanyeol, teve mais alguem do exo que voce conversou aquele dia na festa?

-sim,

-quem?

-Sim, teve o Suho, conversei com ele na pista de dança, quando voce começou a dar em cima de mim, eu estava dançando com ele.

-serio? Nossa eu nem reparei.

-sim, Chanyeol que passou correndo para o banheiro ruim aquele dia.

-mais alguem alem de nós 3?

-e o Lay.

-voce conhece o Suho?

-minha amiga falava muito de voces, principalmete de Chanyeol que era o "ultimate", algo assim, nunca intendi, e Sehun bias dela.

-sua amiga? Voce nunca falou dela.

-ela era uma reporter que estava fazendo cobertura da festa, ela gostava do Jhon, mas ele estava gostando de mim naquela epoca, eu me afastei mesmo para deixarem os dois darem certo, por que o Jhon fomos muito amigos, mas conheci o lado dele que me decepcionou.

-temos mais suspeitos que não imaginava, vou pedir para minha familia investigar Suho, sua amiga e o policial Jhon, espero que voce não se decepcione se for algum deles por favor.

-tudo bem, na minha vida de detetive eu via muitos casos assim, mas estou mesmo torcendo que não fosse elisa, eu gosto realmente dela, sinto muita falta dela.

-por que voce não se veste de Soraya e vai vizitar ela um dia desses, a pessoa que te pegou acredito que não quer voce, quer alguem que esta atras do exo.

-obrigada, vou fazer isso mesmo. Hoje os ensaios vão ser mais tarde e de manha voces vam com a Park no advogado por causa da separação neh!

-sim, não vou deixar Park sozinha agora.

-que bom, ela é uma boa mulher.

-quer que eu te leve até a Elisa?

-sim, mas tenho que contar a verdade para Park primeiro.

Nesse momento Park desceu a escada.

-voces estam falando de mim?

-sim, estamos.

-posso saber do que se trata?

-na verdade voce deve saber.

-nossa, mas por que essa aflição Sol?

-é que... é um pouco complicado.

-pode falar sem rodeios, não tem perigo e nem vou ficar braba com voce.

-sentesse Park, vem aqui, eles já me contaram a historia, eu estou impressionado.

-voces estam me deixando nervosa.

-não precisa, bem...

Assim Sol e Chan contaram toda a historia, desde a epoca que ela era conhecida como Soraya, dos acidentes, de tudo, como ela conheceu Lay e como ela conhecia Chan.

-meu Deus, como voce fez tudo isso e ninguem percebeu?

-voce se lembra dela como Soraya?

-lembro sim!

-então, não consigo acreditar que é a mesma.

Park estava perplexa, mas entendeu e compreendeu, ela se sentia mais acolhida e protegida como nunca. Ela sentiu que agora de fato eram verdadeiros amigos, que mesmo estando somente com Sol ela estaria bem protegida,mas agora ela tambem queria saber quem era a mulher.

NO ESCRITORIO DO ADVOGADO

-como voce pode fazer isso comigo Park?

-desculpe por todo a mal que eu te causei, de verdade. Estou muito arrependida de tudo.

-voce vai se ferrar comigo.

Lay estava com Park esperando o advogado chama-los, ele não estava acreditando, estava indignado.

-desculpe mesmo, eu não deveria ter te ameaçado, como fiz para voce se casar comigo, agora voce ta livre, pode fazer o que voce quiser.

-não posso mais, a minha Sol ta longe.

Park nunca tinha visto Lay chorar, mas nessa hora ele não se conteve e chorou, ela sentiu que ele precisava de um abraço, mas ela tinha medo de contar algo do segredo que não deve. Ela o abraça e e Lay chora mais e mais.

-voce senti falta da Sol neh?

-sinto demais, nunca esqueci dela nenhum instante, mas ela sempre foge de mim, sempre bloqueia o celular.

-bem, posso tentar achar ela e pedir para voces conversarem, cara a cara.

-como voce faria isso? Ela ta sumida

-Tenho contatos na europa, posso pedirem uns favores.

-voce faria isso por mim?

-faria, por que sei que voce surtou ontem e antes por causa da Sol, voce é apaixonado por ela.

-eu sou louco por essa mulher.

-mas ela esta casada, não é mesmo?

-sim esta, mas queria que ela terminasse comigo olhando para mim, não por telefone como ela fez.

-vou tentar achar ela. Podemos ser amigos?

-sim, podemos. Desculpe!

-tudo bem, todos sabemos que voce não é um monstro.

-obrigado, no final voce não é ruim.

-hahahahahaha, vamos tomar um café, Natasha, Chanyeol e Sehun estam me esperando no café logo ali na frente.

-eles não vam gostar.

-eles são seus amigos.

-tabem, eu vou com voce. Mas acho que Chanyeol é o que menos vai gostar.

-porque?

-por que quando eu vi a namorada dele a primeira vez no teste eu pensei que era a Soraya, até quando os dois já tinham nos contado eu fui na casa deles quando Chanyeol não estava e tentei seduzir a Natasha, eu estava cego, não sabia o que estava fazendo, até quando liguei para voce quando vi aquela fotos que recebi no celular eu fiquei louco. Eu surtei, desculpe por tudo.

-tudo bem Lay, eu te compreendo. Vamos?

-vamos.

Park estava feliz que no final de contas Lay mostrou o que realmente era, e ele não era aquele monstro, ele somente estava surtando com tanta pressão.

Sairam do escritorio e foram no café, quando chegaram lá todos ficaram surpreendidos.

-por que ele veio com voce Park? (Sehun se adiantou)

-calma, ele não quer brigar, ele é amigo de voces não esqueça. Ele somente surtou com tudo.

-vou confiar no que voce diz.

-claro que vai somos amigos. (Chanyeol abraçou Lay e Sehun), vamos rir e nos divertir.

-Sol? (Lay se aproximou de Sol).

-oi? (ficou nervosa)

-desculpe por tudo que te fiz, as ensinuaçoes, eu sinto muito falta da Soraya e achei voce muito parecida com ela, me perdoe.

-tudo bem, não se preocupe (Sol engoliu meio a seco, estava sem ação)

Assim eles tomaram café comeram panquecas com mel, todos amavam.

Sairam todos dali rindo, quando derepente Park olhou para Chanyeol

-Chan?

-oi?

-voce consegui o contato da Soraya para mim?

-para que?

-eu fiz uma promessa a um amigo, e eu pretendo comprir.

-sim, falo com ela e te passo o numero depois.

-obrigado (Lay o agradeceu)

-mas Lay?

-eu sei que ela terminou comigo e disse que ia casar, mas eu gosto dela e queria ver ela, e deixar ela mesma falar olhando para mim, e não por telefone, soa muito falso, como uma armação.

-tabem, mas não prometo, ela tem que querer.

-sim, não vou forçar nada.

Sol não sabia o que pensar em ouvir isso, ela estava paralisada, do nada ela sentiu um braço a envolvendo e a abraçando.

-minha linda, voce deve estar viajando neh?

-desculpe Chan.

-tudo bem Sol, eu te amo, nunca esqueça disso, independente do que voce fazer eu sempre estarei com voce.

Sol soltou uma lagrima. Park para não deixar nada mais escaparar.

-Chan ela deve estar emocionada pelo bebe que ela perdeu.

-é verdade mesmo? Voce estava gravida do Chanyeol? (Lay impressionado)

-sim, por isso nosso casamento ainda continua marcado daqui 7 dias. (Sol olhou para Lay e fez sinal de positivo)

-Lay eu e Sol pensamos em uma pessoa que seria perfeita para ser nossos padrinhos, Sol já escolheu Sehun e Park, mas eu quero que você seje meu padrinho do casamento, a madrinha ainda estou pensando.

-serio mesmo?

-sim" (Sol e Chan responderam juntos)

-claro que quero.

Sol derepente parou denovo e observou um carro de longe, ela não consegiu ver que estava lá.

-ja volto! (Sol saiu correndo em direção do carro)

Quando Sol estava perto o carro acelerou e saiu imediatamente.

-Droga! Quem será que era?

-será que era a pessoa? Aquela mulher?

-acredito que sim!

CONTINUE....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...