História A vida e suas surpresas - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun
Tags Chanyeol, Exo, Kai, Lay, Sehun
Exibições 6
Palavras 1.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - 28. a assassina


28.CAPITULO

 

Sehun voltou para o quarto, olhou todos estavam chorando, inclusive o bebê, estava sentindo a dor da irmã.

-gente, calma, Charlotte pediu 1 hora para trazer sua filha, ela viu as gravaçoes e ja tá batendo com as listas de civis em Seol.

 

 

-galerinha temos serviço, tava mais que na hora, mas por favor sem matar ninguém.

-o que temos que fazer.

-achar uma crianta que foi raptada do hospital central de Seol.

-beleza, me dê um minuto para eu entrar no sistema do hospital.

-vamos galera.

….

-eu falei, um minuto, isso foi agora?

-sim…

-vamos ver, chega aqui perto…

Charllote e Evan olharam aquelas gravaçoes e viram uma que a mulher pegou uma criança.

-pegamos a vagabunda!

-vamos galera, vamos indo em direção do hospital… essa é a mulher. Pare ae, eu conheço ela, é familiar o rosto dela.

-vamos chefa, não podemos matar ela mesmo?

-sem matar, Sehun quer ver quem é.

-ele pode ver ela morta!

-ele quer ela viva.

-como ele é mau!

-prometemos não matar mais ninguém!

-eu sei.

 

Assim Charlotte e Evan foram em direção do hospital.

-ela já saiu, como vamos pegar ela?

-não parece qual carro ou para onde ela vai?

-sim, tem sim! Momento, vou ver aqui se acho uma camera que posso ver.

Evan era um hacker da formação mafiosa da família de Sehun, Charllote era quem tomou comando quando Sehun resolveu deixar essa vida. Evan procurou e achou uma camera que pegou a placa do carro.

-vou rastrear, e já pegamos o endereço do carro.

-faz isso rapido!

-por que você se preocupa tanto com esse bebe?

-por que? Meu maninho pediu.

-só por isso? Lembro que você era apaixonada pelo Lay, desse grupo Exo.

-fica quieto! Não conte para ninguém!

-pode deixar! Achei! Aqui o endereço

-vamos rapido! Quero pegar a vagabunda.

Charllote acelerou o carro onde estava e foi seguindo o GPS, quando estavam chegando uma mulher estava entrando pelo portão, Charlotte buzinou e foi descendo do carro.

-pera ai moça!

-oi, boa noite, desculpe mais tive uma pessima noite.

-ei! Eu conheço você!

-não estou lembrada de você!

-claro que não, você nunca me viu, mas eu já vi você! Você é a reporter Elisa, amiga da Sol?

-sim, sou eu sim. Mas amiga da Sol? Não mais.

-não mudando de assunto, cadê seu carro?

-meu carro foi roubado! Acabei de chegar da delegacia!

-posso ver o BO?

-por que?

-estou procurando uma mulher que estava nesse mesmo carro, e por incrivel que pareça, é o seu!

-eu estava na delegacia, posso provar.

-então me prove!

-pera ai! Quem é você para me dizer o que eu devo ou o que eu não devo fazer?

Nesse momento Charllote puxou a arma.

-sou a desgraçada que vai acabar com sua vida, se você não me dizer onde esta a filha da Sol e agora, não tente nem me enganar com seu papinho, eu sei quem você é, não lembro de você dos jornais não, eu lembro de você da cadeia! Aquela vaca que me fez essa marca nas costas!

-legal, você ainda lembra de mim, eu também não esqueci seu rosto. Mas você acha que vai estourar meu miolos só com essa arminha de nada… Elisa destraiu Charllote e roubou sua arma.

-e agora Charllote, cadê a mulher que iria acabar comigo? ( Elisa com a arma apontada para Charllote)

-bem, como eu sempre te disse, nunca ando sozinha.

Nesse momento saiu Evan do carro, apontando a arma para Elisa.

-baixa a arma moça!

-não sei por que vocês sonham ainda?

Aquela tensão, um ficava berrando para o outro baixarem as armas, passou 20 minutos o telefone de Charllote começou a tocar.

-posso atender?

-atende, pode ser sua ultima chamada.

 

“-oi maninho?

-achou ela?

-sim, esta comigo.

-voce esta com problemas, vou te rastrear, você me respondendo manso já sei! Vou ligar para o pai.

-obrigada maninho, saiba que eu sempre te amei.

-ixx, acharam ela e ela esta te apontando uma arma.

-diga Adeus para todos!

…. tu-tu-tu-tu”

 

a ligação caiu nessa hora Sehun que estava do outro lado endoidou e saiu em disparada para o endereço, já ligou para seu pai.

 

“-pai preciso de sua ajuda!

- a coisa é seria! Você pedindo minha ajuda?

-Charlotte esta em perigo com uma arma na cabeça, endereço já te enviei.

-pode deixar, não precisa se envolver.

-ela é minha irmã!

-eu sei, liga p policia e avisa, estou indo salvar Charlotte.”

 

….

-por que você atirou?

-por que eu falei para ela não avisar para ninguém. Ela acha que sou boba? Ela não mudou.

-deixa eu ver se Charlotte esta viva?

-pode sim, eu não vou atirar em você. Vou entrar na minha casa agora.

-charlotte, charlotte… acorda.

Charllote levou um tiro que Elisa disparou. Quando Elisa saiu, a policia chegou e levou Charllote imediatante para o hospital.

-onde está Charllote?

-ela foi levada para o hospital Senhor! (o pai de Sehun chegou e já saiu)

-me envia o video do carro!

-sim senhor, pegou tudo que aconteceu aqui.

-obrigada evan, pode relaxar, você trabalhou duro. Sehun já me falou o que aconteceu, pode invadir a casa!

-sim senhor, vou chamar a equipe de busca.

 

Pai de sehun saiu da frente da casa, a policia pegou as filmagens das casas, mas já estavam tudo apagadas, pois Elisa já tinha pagado tudo. Mas o que ela não esperava era que quem era iria conversar de perto era com o velho. Aqueles que até a policia não mexe, nem o exercito mexe.

-voce esta ferrada vagabunda! Pai de Charllote, da minha chefa, vai te matar!

 

1 SEMANA DEPOIS

 

Charllote saiu do hospital, ela levou um tiro de raspão na cabeça, não foi nada grave, bem e a policia? Ela nunca foi pega e a policia não sabe que quem esta tomando os negocios da família era ela, então ela não se complicou com a policia. Mas ela tambem não poderia falar de elisa.

-vou pegar aquela vagabunda.

 

NA CASA DE SOL

toc..toc..toc

-já vou (Sol)

-oi Sol, como tá teus filhos? Acabei de sair do hospital e ninguém quis me dizer nada. Fiquei preocupada, não pudi fazer nada.

-Seu pai resgatou minha filha a salvo.

-papai?

-sim seu pai, falando nele, ele esta no quarto brincando com ela.

-posso entrar?

-sim, claro!

Charllote foi em direção do quarto e ouvia aquelas risadas de criança com um senhor, quando ela chegou na porta viu seu pai brincando com os bebes, ela lembrou de quando sua família brincava toda junta.

-voce esta bem Charllote?

O Pai virou e viu sua filha, ele correu e abraçou.

-por que não me avisasse que saisse do hospital, era para você sair somente daqui 4 horas, por isso não fui te buscar.

- o que o Senhor esta fazendo aqui?

-primeiro não sou senhor, sou seu Pai! Segundo eu recuperei essas crianças lindas nos fundos daquela casa.

-tendi. São lindas mesmo esses bebes.

-sim, lembra muitos você e Sehun quando crianças. Eu já falei com Sol e quero ser o vovô deles, por que Sol não tem pais.

-como você deixou isso Sol?

-seu pai ama eles, então eu deixei.

-se for assim sou tia!

 

 

CONTINUE

 

bem a historia pode ter sido feliz no final, mas o que aconteceu nessa 1 semana que Charllote estava apagada, nessa semana que ela não sabe de nada que aconteceu.

Enfim Pai não é mau, ele só quer ver seus filhos bem.

Pelo o que parece Sol ainda não sabe de Elisa, o que aconteceu com ela?


Notas Finais


deixem seus comentários

o que você gostaria que acontecesse?
analiso todos os comentarios


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...