História A Vida é uma Musica - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 65
Palavras 2.681
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii gente, desculpa a demora, para postar o capítulo, mas minha visa está uma bagunça, então me perdoem.
Aqui esta mais um capitulo mesmo não estando tão bom.

Capítulo 19 - Capítulo 18


V.O.P – Thomas

 

            Estou agora em uma praia, deitado em cima de uma toalha na areia, olhando para o pôr-do-sol no horizonte, Mika está ao meu lado deitado com a cabeça em cima do meu peito, estávamos de mãos dadas e apreciando a vista, olho para nossas mãos juntas e vejo, no lugar daqueles anéis de compromisso que eu avia dado, alianças de ouro com nossos nomes escritos nelas, estávamos na nossa lua de mel e não tinha nada que poderia estragar esse momento.

- Pensando em que Tommy? – Mika me pergunta me tirando dos meus pensamentos.

- Estava pensando em como esse momento não pode melhorar – digo dando um beijo no topo de sua cabeça.

- Na verdade tem – ele diz levantando a cabeça e me encarando.

- Como?

            Ele não me responde, em vez disso Mika avança em meus lábios me dando um beijo calmo e apaixonante, ele pois suas mão ao lado da minha face e aprofundou mais o beijo, coloco minha mão em seus cabelos e em sua costa o puxando para mais perto, logo o beijo virou algo necessitado e luxurioso, em uma ação rápida eu quebro o beijo e me viro para o lado fazendo com que ele fique em baixo de mim, olho para a sua face e acaricio com sua bochecha corada.

- Que foi? – ele me pergunta rindo.

- Nada não, só estava apreciando o meu esposo lindo – digo o vendo corar com o elogio – Gosto de saber que você ainda fica vermelho com meus elogios.

- Idiota – resmunga.

- Mas sou seu idiota – falo sorrindo bobo.

            Ele também sorri, não aguentando mais selo nossos lábios dando início a outro beijo, sendo que dessa vez mais quente e com segundas intenções, vou em direção ao seu pescoço distribuindo beijos e mordidas nele o vendo arfar e gemer um pouco, movo minhas mãos para debaixo de sua camisa acariciando sua pele alva, volto a beijar sua boca enquanto eu brinco com seus mamilos com minhas mãos o que o faz soltar um gemido entre o beijo, retiro totalmente sua camisa me dando assim visão do seu corpo desnudo, deixo de beijar sua boca e passo a chupar e morde seu mamilo esquerdo enquanto acaricio e belisco de leve o direito com minha mão o vendo se contorcer embaixo de mim, vou descendo por seu corpo deixando um rastro de beijos e chupões pelo caminho, adoro o deixar marcado, sim, sou bem possesivo, chego ao cós de sua calça e a desço junto de sua cueca, acaricio seu membro devagar o torturando um pouco.

- Ahhnn T-tom-mmy – ele geme arrastado.

- O que você quer Mikey? – sussurro em seu ouvido.

- Me-e aghnn annn.

- Você o que Mikey? – passo meu dedo pela fenda do seu membro o acariciando a glande com seu pré-gozo.

- Me-e ahhnhn ch-hup-pa – pede suplicante olhando para mim.

            Não o espero o pedir uma segunda vez e logo abocanho seu membro, o fazendo soltar um gemido alto por conta da ação inesperada, faço movimentos de vai e vem com a boca passando toda minha língua por toda sua extensão, sinto o Mika por suas mãos em meu cabelo tentando aumentar a velocidade, seguro suas mãos e as seguro ao lado do seu corpo, continuo com a mesma velocidade calma e devagar apreciando a visão de seu rosto corado e do seu corpo tremendo em prazer, aumento mais a velocidade, sugando a glande e passando a língua pelo seu membro e quando sinto que ele vai chagar no seu limite, o retiro de minha boca recebendo um resmungo de desaprovação como resposta, riu com sua reação e digo.

- Você só vai gozar comigo dentro Mi-key – vejo-o se arrepiar e soltar um suspiro.

            Ponho três dedos na frente do seu rosto, ele logo entende e começa a chupar eles, quando eu vejo que já o bastante, retiro os meu dedos de sua boca os levando para o seu buraco pressionando o primeiro digito, não demorou muito para ele se acostumar e logo coloco outro dedo fazendo ele se mexer em desconforto, faço movimentos de tesoura o vendo se acostumar e gemendo em prazer, quando vejo já estou com os três dedos dentro dele e ele já está gemendo mais alto, acerto seu ponto de prazer o fazendo soltar um gemido mais alto, capturo sua boca com um beijo abafando seus gemidos.

- Ahhnn Tho-om-mas – ele geme em meu ouvido.

- Geme para mim Mika – começo a distribuir chupões em seu pescoço em quanto acerto sua próstata com os dedos.

- Th-homas.

- Thomas.

- THOMAS.

- THOMAS ACORDA!!!!

            Sinto algo batendo com força em minha cabeça e acabo acordando de supetão, olho em volta meio atordoado, com a mão no local da pancada da cabeça e vejo o meu pequeno com uma expressão irritada no rosto e um livro de biologia no chão ao meu lado “ele me arremessou um livo?!” penso.

- Aiiii porque fez isso? – falo indignado pela sua maneira “gentil” de me acorda do meu sonho maravilhoso.

- Porque eu estou explicando a merda dessa matéria tem mais de uma hora e quando eu vejo você está dormido, idiota!!! – esbraveja irritado.

            Então eu me lembro que eu estava na casa do Mika, pois o mesmo prometeu me ajudar a estudar para a prova de biologia que terá amanhã, já que eu estou por um fio nessa matéria, não que eu esteja melhor nas outras, mas vamos focar só em biologia no momento e o Mika sendo um nerd e um ótimo namorado veio me ajudar, mas em alguma hora na sua explicação chata sobre células eu devo ter dormido resultando no meu pequeno com uma cara emburrada para mim.

- Ahh Mika, essa matéria é tão chata que eu não consigo ficar acordado – reclamo voltando a me deitar em sua cama.

- E eu com isso, não sou eu que escolho o que temos que estudar e se você não melhorar suas notas vai acabar reprovando – ele se vira para a sua escrivaninha e volta a estudar.

- Porque não vemos outra coisa – digo me levantado da cama.

- Tipo o que idiota? – diz sem prestar atenção em mim ainda.

- Que tal reprodução – digo perto do seu ouvindo e beijando o seu pescoço, sim, eu fiquei um pouco animado com o sonho que eu tive.

- Thomas Harrys, é melhor você ir tirando o seu cavalinho da chuva se pensa que irar ganhar algo de mim agora e anda logo que temos que acabar de estudar, a prova é amanhã.

- Mas meu amor, eu não aguento mais estudar e também eu quero passar um tempinho com você – digo manhoso, mordendo de leve seu pescoço.

            Escuto ele soltar um suspiro e logo se virar para mim, sorrio para ele e me aproximo e quando eu o vou beija ele coloca sua mão em minha boca e me afasta, o vejo com aquele sorriso de que vai aprontar algo e logo penso “lá vem merda”.

- Que tal nós fazemos uma aposta Tommy?

- Uma aposta? – pergunto confuso.

- Isso, iremos fazer o seguinte, se você conseguir tirar a cima de 9 nessa prova você ganhara uma recompensa – ele diz me lançando um sorriso malicioso.

- Hmm interessante e o que seria essa surpresa? – pergunto entrando em seu jogo.

- Eu não vou falar, você vai ter que ganhar para descobrir.

- Tudo bem, mas o que acontece se eu não conseguir? –questiono curioso.

- Ai você vai passar três semanas só tendo sua mão como consolo – ele fala soltando uma risada no final.

- O QUE?! – fico incrédulo.

            Eu e o Mika só fizemos sexo aquela vez, isso já faz duas semana e eu estou quase subindo nas paredes por isso, tudo bem que eu já fiquei mais tempo sem sexo, mas quando se tem um baixinho com uma bunda dessas como namorado fica difícil não se excitar, essa minha “abstinência” é o que está me fazendo ter sonho eróticos com ele toda hora e isso está me matando, mas agora se eu perder essa aposta e ficar três semanas sem ter um contato íntimo com ele é a mesma coisa que me pedir para morrer.

- Então vai aceitar ou vai recusar – ele diz debochado.

- Eu... eu aceito – falo o vendo sorrir mais ainda.

            “Ah Mika, espero que já tenha algo em mente para minha vitória, porque eu não vou perder” penso decidido pegando o livro de biologia e começando a estudar sério.

 

V.O.P – Mikael

 

- Amor, soube que o professor vai entregar a prova hoje, espero que esteja preparado para minha vitória – Thomas disse com um ar confiante.

            Estamos agora no pátio na hora do recreio junto do pessoal, já faz uma semana que fizemos aquela aposta e podemos dizer que o Thomas não para de me encher o saco por causa disso, ele não para de falar sobre a merda da prova e que ele já ganhou essa, juro que se eu não o amasse já teria grampeado sua boca, bufo irritado por ele já ter me dito sobre isso umas dez vezes só hoje.

- Thomas se você não parar de falar sobre essa merda de prova eu juro que te jogo na frente de um ônibus – digo mordendo um pedaço do meu chocolate e o loiro ri ao meu lado.

- Eu sei que você não me mataria, meu pequeno bravinho – ele disse beijando minha cabeça e eu reviro os olhos.

- Quem mandou você fazer essa aposta – Alex me provoca, deitado no colo do Tris.

            Sim esses dois já estão namorando e eu nunca vi casal mais grudento, chaga fico diabético vendo eles.

-Tristan controle seu retardado – digo irritado e Alex me dá a língua.

- Não briguem crianças – Vic diz e eu a olho com cara feia.

- Olha pelo lado bom Mika, de hoje não passa essa aposta – Chris fala.

- Ao menos isso, não vejo a hora de me livrar dessa maldita aposta – digo emburrado.

- E eu não vejo a hora de ganhar meu prêmio – o loiro fala mordendo meu ouvido.

- IDIOTA!! – me assusto com a sua ação repentina e o dou um soco em seu braço o fazendo rir.

            Depois de disso o sinal toca e vamos todos para as nossas sala, me sento na minha cadeira e o Thomas se senta ao meu lado, quando todo mundo entra em sala o professor de biologia chega e põe seu matéria na mesa.

- Bom dia, hoje eu entregarei as provas que você fizeram semana passada – “finalmente deus” – Mas só irei entregar no final da aula – “AHHH VAI PARA MERDA SEU VELHO CAQUETICO” grito em pensamento.

            Bato minha cabeça na mesa e respiro fundo para não ir lá e tomar a minha prova e a do Thomas das mãos do professor, mas me segurei e não fiz isso, em vez disso fico esperando a aula dele passar, mas parece que a merda do tempo não passa, olho para o meu lado para ver o que o Thomas está fazendo e vejo que ele está me olhando e segurando o riso por ver meu desespero, o olho feio e praguejo baixo, depois de uma eternidade o professor finalmente para a aula a diz.

 - Muito bem classe, agora eu irei entregar as suas provas – “finalmente deus!!”

            Ele pegou as provas que estavam em cima de sua mesa, quando iria começar a distribuir a porta de frente se abre e o diretor entra na sala “MAS QUE MERDA!!!” penso e fico praguejando baixinho.

- Com licença professor, mas eu tenho um recado importante para falar... Bem eu gostaria de informa que o acampamento anual para do Ensino Médio está chegando – a turma toda grita e começa a aplaudir, enquanto eu fico sem entender nada – Como vocês sabem, nele nós teremos as nossas atividades, como caça bandeira, escalada entre outros, mas nesse ano iremos fazer algo novo, teremos um show de talentos onde todos poderão participar e o ganhador irá receber como prêmio um final de semana para dez pessoas em uma risort com tudo pago pela escola – não preciso nem dizer que todos fizeram mais gritaria com isso ne? – Finalizando, o acampamento acontecera no começo de Abril que será daqui a três semanas, para os que quiserem ir é só pegarem a declaração dos seus responsáveis – depois disso ele sai de sala.

- Bem gente, agora vamos a entrega das provas.

            O professor começa a chamar em ordem alfabética os alunos, fico batendo o pé no chão em sinal de ansiedade, quando ele finalmente chega no meu nome eu me levanto e vou até ele, quando pego minha prova e volto para meu lugar, olho para minha nota e vejo que tirei um 8,5, sorrio mínimo para isso e olho para o Thomas que está quase arrancando os cabelos em ansiedade, isso que dá ter um nome que começa com “T”, quando finalmente sua vez chegou ele pula da cadeira e, literalmente, arranca a prova do professor, ele volta correndo para seu lugar e quando olha a prova, fica sem ação.

- Então como foi? – pergunto curioso, mas ele não me responde.

- Thomas, fala alguma coisa o que foi? – digo preocupado, por ele ainda não ter demonstrado nenhuma reação, até que ele olha para mim e abre um sorriso enorme.

            Ele vira a prova para mim e eu fico sem acreditar no que vejo, COMO ESSE MALDITO TIROU UM 10!!!!! Tento processar ainda a informação e é quando me toco... eu perdi? PUTA MERDA EU PERDI A APOSTA!!! Deus o que eu faço agora, não tenho nada em mente para a “surpresa que ele vai ganhar, nem tinha cogitado a ideia de perder, porra, como foi que esse idiota tirou uma nota maior que a minha!!! Agora vou ter que fazer algo para ele, mas que merda!! Valeu vida, por foder com migo.

- Então Mikey, acho que eu ganhei não é mesmo – ele diz com um ar convencido.

            Solto um resmungo e bato minha cabeça na carteira o fazendo rir, depois disso ele ainda ficou me enchendo a paciência e eu fiquei me controlando para não dar na cara do meu namorado, depois de mais duas torturantes aulas o sinal toca e eu dou graças a deus por ter acabado, arrumo rápido minhas coisas e saio depressa da sala, não quero ficar escutando mais o Thomas falando sobre sua vitória, mas como a vida ama me fuder, quando estava preste a sair do portão do colégio sou detido pelos meus amigos curiosos.

- Então Mika, nos fala, você ganhou ou perdeu? – Ana pergunta ansiosa.

- Eu ganhei – fala uma voz, que eu conheço muito bem, atrás de mim.

- O QUE?!?!?! – todos ficam abismados.

- Não acredito, isso é sério mesmo? – Alex pergunta incrédulo.

- Olhem e chorem para meu maravilhoso 10 – ele mostra a prova para eles, o que os faz ficarem de boca aberta.

- Meu deus, você tirou um dez, como? – Chris tenta processar ainda, pelo visto todo mundo esperava minha vitória e não a dele.

- Com um pacto com o Satanás, assim que ele conseguiu essa nota – falo irritado.

- Mas mesmo assim não pense que eu esqueci, você está me devendo meu prêmio e eu vou cobrar Mi-ka-el – ele diz perto do meu ouvido, me fazendo arrepiar.

- Eu não tenho ideia do que te dar? – murmuro baixinho, ainda estou envergonhado pela minha derrota.

- Sem problema pequeno, eu sei muito bem o que eu quero – ele diz me lançando um sorriso malicioso, eu solto um suspiro.

- Ok o que quer que eu faça? – pergunto já aceitando minha derrota.

- Você vai saber de noite, eu vou te pegar hoje à noite as 20:00, esteja pronto nesse horário – ele avisa, se despede de mim com um beijo na testa e vai embora.

Penso nas palavras que Thomas disse e não dá para evitar um frio na espinha, me despeço do pessoal e vou para casa.

No caminho a única coisa que me veio na cabeça foi “Aposta idiota!”


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...