História A vida em um colégio interno - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 34
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 26 - Revelações e riscos


Fanfic / Fanfiction A vida em um colégio interno - Capítulo 26 - Revelações e riscos

Vitor narrando:

Fui até o jardim e encontrei a Isabella lá.

Eu: o cara já apareceu?

Isabella: ainda não.

Eu: provavelmente ainda vai vir

Isabella: você já chamou o delegado?

Vitor: sim provavelmente eles já vão fazer a abordagem.

Xxx: que bom que vieram-disse um cara com capuz.

Isabella: o que você quer com a gente?

Xxx: nada demais apenas uma vingança...- parecia que eu conhecia aquela voz

Eu: tire o capuz!

Xxx: com prazer...

Ele retirou o capuz e não era nenhuma surpresa era o daniel

Eu: fala sério...

Isabella: pensava que era algo mais perigoso.

Daniel: quem disse que eu to sozinho? Amanda pode vir.

Como assim a amanda também estava por trás disso?!

O Daniel pegou os braços da Isabella e apontou uma arma pra cabeça dela.

Amanda: tenho uma proposta a te fazer Vítor, fique comigo que a bellinha não se machuca...

Eu: deixa ela em paz eu faço oque você quiser só deixa ela em paz!

Amanda: bom garoto

Isabella: Vítor não!

Amanda: pronto Daniel já consegui o que eu queria pode soltar essa dai.

Daniel: quem disse que acabou? Ainda falta a parte dele- disse ele jogando a isa no chão e apontando a arma pra mim.

Amanda: o que você tá fazendo seu imbecil? Isso não fazia parte do plano.-disse ela tentando avançar nele

Daniel:CALA A BOCA VADIA! Esperei tanto por essa vingança e você não vai acabar com ela- disse dando um murro tão forte nela que ela desmaiou

Isabella: AMANDA?! SEU MALDITO!-ele se virou bruscamente irritado, ele estava com um olhar frio e assassino nos olhos.

Ele mirou a arma nela, ele ia mata-la!

Pulei em cima dele e fiquei tentando tirar a arma.

Cadê esse delegado que não chega logo?

Ficamos nisso até que ele conseguiu se soltar, e atirou.

Esperava a morte, por sorte a bala havia me pegado de raspão mas mesmo assim saia muito sangue.

Isabella:VITOR! AH SEU FILHO DA PUTA-ela estava consumida pelo ódio não sei como mas ela conseguiu derrubar o Daniel.

Ela ficou tentando pegar a arma dele que disparou algumas vezes.

Por ódio ela conseguiu pegar a arma e apontou pra ele.

Daniel: atira se tiver coragem atira!

Delegado: ela não vai atirar, e você está preso mãos pra cima- ele falou de modo autoritário, e o Daniel se rendeu.

Só agora eles chegam???

Só vi a isa correndo pra perto de onde eu estava.

Isabella: eu vou chamar a ambulância, você vai ficar bem ok.

Eu: ok

Isabella: me desculpa, se eu não tivesse falado aquilo isso não teria acontecido.- disse ela.

Eu: não foi culpa sua, se você não tivesse pegado a arma nós dois estaríamos mortos você praticamente me salvou- disse passando minha mão em seu rosto e ela sorriu.

(...)

depois de algum tempo a ambulância chegou

Todos do baile ficaram abismados com oque havia acontecido.

E todos os meus amigos estavam lá fora preocupados enquanto eu era levado para hospital.

Isabella narrando:

Eu não pude ir junto com o Vítor na ambulância, isso me deixava meio preocupada.

Eu sei que a bala havia pego de raspão e não era nada tao mais grave, mas me sentia culpada pelo oque aconteceu.

Era pra eu estar ali e não ele...

Sofia: o que aconteceu amiga?- disse ela preocupada, ela estava com todo o pessoal lá.

Eu: eu e o Vítor algumas semanas havíamos recebido mensagens de um anônimo com mensagens de ameaça, mas a gente denunciou para a policia e hoje descobrimos que foi a amanda e o Daniel.

Gabriel: por que o Vítor saiu de ambulância?

Eu: o Daniel estava armado e atirou nele- todos ficaram surpresos.

Maddie: mas a bala entrou completamente ou foi de raspão?

Eu: foi de raspão, o cara me disse que não era nada sério e que amanha ele receberia alta só precisava ficar em repouso...

João Victor: e o que aconteceu com o Daniel?

Eu: ele foi preso, o delegado falou que ele já tinha cometido outros crimes.

Pedro: e a amanda?

Eu: ela desmaiou com um murro que o Daniel deu nela provavelmente deve estar na enfermaria.

Lucas: melhor irmos embora já deu de baile por hoje, amanha a gente visita o Vítor no hospital

Todos: ok.

(...)

Eu fui pra minha casa, meus tio e meu irmao estavam dormindo.

Subi para meu quarto e botei uma camisola, não foi uma das melhores experiencias como meu primeiro baile, mas o Vítor ajudou a melhorar ele.

As vezes me pergunto por que eu penso tanto nele? Não eu não posso estar apaixonada!

Olhei para o colar que o Vítor tinha me dado.

Eu: obrigada por ser especial para mim- sorri e fui dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...