História A vida não é um conto de fadas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Babi, Malhação 2010, Maria Pinna, Pedro
Visualizações 14
Palavras 1.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Espero que gostem 💖

Capítulo 8 - Não posso perder a minha bebê


Fanfic / Fanfiction A vida não é um conto de fadas - Capítulo 8 - Não posso perder a minha bebê

Ligação on (parte do plano):

Babi: - Alô! Quem é? - diz se distanciando do banco e do carrinho, indo para perto de um poste que tinha ao lado.-

Um homem vestido todos de preto, e encapuzado, se aproximou do carrinho da bebezinha, pegou a neném no colo, a criança começou a chorar e Babi escutou o choro da criança e se virou para ver oque estava acontecendo e ao ver que um homem havia pego a criança, desligou imediatamente a ligação. O homem saiu correndo e Babi correu atrás, porém, o homem, entrou em um carro junto com a criança e Babi, o perdeu de vista, Babi, cai de joelhos no chão e começa a chorar.

Babi: - Nãoooooooo! - grita chorando.-

Alguém, se aproximou de Babi, era Iara, Babi se assustou pois, a madrasta nao lhe dava confiança, Babi, se levanta do chao e se afasta de Iara que se aproximava cada vez mais, Babi, sai Correndo e Iara vai atrás dela, por um momento, Iara pega Babi pelo pescoço e aà pressiona na parede, Babi, tenta se soltar mas não consegue.

Babi: - Me solta! - diz com a voz fraca, estava sem ar e quase desmaiando.-

Iara, solta Babi pelo simples motivo de que nao podia machucar a moça.

Iara narrando:

Eu solteira aquela inútil, não posso machucá - lá, querendo ou não, preciso dela, ela é a filha do meu marido, apesar de Milton, nao gostar mais dela, ela é o ponto fraco dele e a minha cobaia, se eu a machucar não vou ter oque quero, o DINHEIRO do pai dela, se bem que a Babi, é uma pedra no meu sapato, pelo visto vou ter que me livrar dela igual me livrei da FILHA DA PUTA que era a mãe dela.

Narração de Iara off.

Babi: - Ai! Por que fez isso? - diz passando a mmão no pescoço.-

Iara: - Me alterei! Desculpa!

Babi: - Ai sem problemas! Eu acho! 

Iara: - Bom, queria te avisar uma coisinha!

Babi: - Oque?

Iara: - Seu querido pai, disse que você vai sim para Barcelona, assim que terminar as suas reposições de aulas!

Babi: - Mas eu já disse que não quero ir!

Iara: - Não adianta falar isso para o seu pai meu bem! Você vai e pronto acabou! Você nao vai continuar no Brasil quando terminar os seus estudos!

Babi narrando:

Eu à encarei com uma expressão de: "EU VOU TE MATAR SUA FILHA DA PUTA." A Iara me dar nojo, quero que ela morra.

Narração de Babi off.

Iara foi embora e deixou Babi sozinha, a moça estava assustada e pensando no que poderia fazer para não ir embora.

Babi narrando:

Eu fui para casa e fui direto para meu quarto, quando, vi Pedro mexendo no celular, eu corri até ele e o abracei, comecei a chorar.

Narração de Babi off.

Pedro: - Babi, oque foi? E cadê a neném?

Babi: - Pedro, levaram ela da gente!

Pedro: - COMO ASSIM, BABI? - Pergunta gritando.-

Babi: - Calma, eu estava com ela em uma praça, quando o meu celular tocou, eu me afastei um pouco do carrinho dela e quando atendi a ligação, comecei a ouvir ela chorar, quando, me virei vi um homem todo de preto e encapuzado pegando ela e saindo correndo eu corri até ele, mas, o perdi de vista! Eu perdi um bebê de novo! Eu não sirvo para ser mãe! Pode falar eu sou uma irresponsável nao sou? 

Pedro: - É! 

Babi: - Sabia! 

Pedro: - Nao espera! Desculpa! Nao queria falar isso, eu nao te acho irresponsável! Você só é um pouco desatenta, mas, nao é irresponsável!

Babi: - Sou sim! Sou uma irresponsável, nao tenho responsabilidade nem para cuidar de um bebê! - diz chorando.-

Pedro: - Não! Você nao é! - abraça Babi.-

Babi: - Claro que sou! Também, nao tenho capacidade nem de cuidar de mim mesma! Imagina de um bebê!

Pedro: - Para Babi!

Babi abraça Pedro e chora mais o rapaz retribui o abraço e faz carinho nos cabelos de Babi.

Pedro narrando:

Ela chorava cada vez mais. Eu sou uma anta mesmo! Eu tinha que chamar ela de irresponsável, eu piorei a situação, a Babi está arrasada, ela se apegou a neném e novamente, ela perdeu um bebê, logo, percebi que ela havia adormecido, a ajeitei na cama, a cobri, dei um beijo em sua testa e sai do quarto para ela dormir tranquilamente.

Narração de Pedro off.

Enquanto isso, em uma casa normal como qualquer outra, uma casa da classe média, a neném não parava de chorar, primeiro porque estava com medo, segundo porque estava com fome e terceiro porque queria Babi e Pedro porém, a criança não conseguia encontrar a voz de nenhum dos dois.

Miguel: - Oh criança chata dá para parar de chorar? - diz enquanto, chaqualhava a criança na tentativa de fazer a bebezinha parar de chorar.-

A neném chorava mais, queria Babi e Pedro, e também queria comer, estava com fome, precisava mamar, para uma criança de 4 dias, ela era esfomeada, porém, é algo normal para uma Bebezinha recém nascida.

Miguel, ficou revoltado e colocou a neném no sofá, a mesma chorou mais.

Enquanto isso, na casa de Babi.

Babi narrando:

Acordei após ter um pesadelo, estou Com uma sensação ruim, acho que a minha bebê nao está bem, algo deve estar acontecendo, ela precisa mamar, eu sei que meu leite nao é materno e sim o normal, mas, é a única coisa que posso dar a ela, não posso perder a bebezinha, ela é tudo que eu tenho, pode nao ser a minha filha biológica, mas, agora, ela é parte de mim.

Narração de Babi off.

Pedro, entrou no quarto e viu Babi acordada, Babi, estava sentada na cama abraçando os joelhos e com o queixo apoiado em seus braços, Babi chorava, estava com medo e aquela sensação ruim aumentava cada vez mais.

Pedro: - Babi... - se aproxima da moça, sentando ao seu lado e à abraçando. - Nao chore!

Babi: - Eu estou sentindo algo ruim, como se estivesse acontecendo alto com a nossa bebezinha! Eu sei que ela nao é nossa filha biológica, mas, eu não posso perder ela!

Pedro: - Calma! Nós nao vamos perder ela! Vai ficar tudo bem! Nós vamos encontrar ela! Calma! 

Babi abraça Pedro e começa a chorar, estava assustada e pelo visto nao era pouco, Pedro não sabia oque fazer a cada segundo Babi chorava mais e mais.

Logo anoiteceu, já eram 2 horas da madrugada, Babi e Pedro estavam dormindo juntos, pareciam um Casal, porém, nao aconteceu nada entre eles, Pedro, geralmente, dorme na sala só que nessa noite dormiu com Babi, pois a mesma não estava conseguindo dormir sozinha, por conta da angustia que estava sentindo.

Alguém entrou no quarto e deixou um bilhete para eles.

No dia seguinte, Babi acorda e percebe que dormiu a noite toda abraçada a Pedro, Babi, nao consegue entender oque está sentindo, Pedro estava mesmo mexendo com seus sentimentos, ele fazia bem a Babi, era quem mais estava ao lado da moça quando ela precisava.

Babi: - Pedro... Pedro acorda! - diz mexendo no braço de Pedro que se mexe e acorda.-

Pedro: - Hum... Bom dia, Babi!

Babi: - Bom dia! 

Pedro, de longe, avista o bilhete e vai até a prateleira do quarto, ao pegar o bilhete e ao ler oque estava escrito no bilhete, arregalou os olhos assustado.

Babi: - Pedro, oque foi? Oque está escrito ai?

Pedro: - Estão pedindo 20 mil reais para podermos pegar a neném de volta ou nunca mais iremos ver ela!

Babi: - Ai nao! 

Pedro: - Infelizmente, eu estou falando sério!

Babi, pega o bilhete e o lê, sua preocupação era enorme, ela nao tinha toda aquela quantia em dinheiro, principalmente porque do jeito que seu pai a odeia agora, nunca irá emprestar 20 mil reais para ela.

Babi: - Não... - uma lagrima cai de seus olhos.-

Babi narrando:

Depois de ler aquilo, senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto, senti uma sensação de angústia, nao consigo entender o porque tudo isso está acontecendo na minha vida, não ouvi e nem vi mais nada, somente desmaiei.

Narração de Babi off.

Pedro: - Babi! Babi acorda! Fala comigo! Babi! Acorda Babi!

Enquanto isso, na casa onde Miguel estava escondido com a neném...

Miguel: - Pelo visto a minha aluninha querida nao vai pagar a quantia que pedi por você! É pequena, infelizmente vou ter que me livrar de você!

A bebezinha, chorava e aquele choro ja estava irritando Miguel que estava com vontade de matar aquela criança.


Notas Finais


Comentários 👇🏻💗
Que cara filho da puta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...