História A vida, nua e crua - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~VR112

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 6
Palavras 387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aquele policial me assustava mas continuei....

Capítulo 4 - Como eu dizia...


Fanfic / Fanfiction A vida, nua e crua - Capítulo 4 - Como eu dizia...


Depois que o responde ele me da um sorriso mais sínico do mundo.

-Cara acho que você tá pegando muito pesado com o pirralho - fala um de seus capangas,  e ele imediatamente se vira.

-Quem foi que disse isso? -diz Marcos olhando para os 4 atrás dele e todos apontaram para o cara a direita.

-Quem você pensa que é para falar se estou pegando pesado ou não- diz Marcus diz ele com raiva e muito alto.

- Ei! Era sem morte!- diz um dos capangas que está ao meu lado. .

-E se eu o matar? vocês não vão poder fazer nada!Sou o único com arma aqui!- diz Marcos gritando. E dá o primeiro tiro. Cadê os machos aqui? - diz ele apontando a arma para o próximo cara.

-Marcos…. Não precisa fazer isso- diz o cara que ele está apontando a arma.

-EU NÃO TENHO MAIS VIDA!- Ele grita e assusta a todos que estão ali, nesse instante a única coisa que vinha em minha cabeça era “você vai morrer hoje e aqui”. 

Marcos da mais um tiro em  um dos caras , o outro se afasta imediatamente e tenta fugir, mas Marcos foi mais rápido, e deu um tiro em sua perna, que por sua vez caiu agoniado.

-NÃO DEVERIA TER FUGIDO!- Grita Marcos, então ele anda até o cara que acabou de dar um tiro e o levanta e coloca ao meu lado-Não vou atirar em mais ninguém, se ninguém sair da linha.
 

- diz ele trazendo o rosto para perto do meu e me apontando a arma-  eu não vou matar você, não hoje não agora.
Então foi nesse momento que os outros 2 que estavam ali atrás se revoltaram e foram para cima de Marcos o jogando no chão fazendo a arma dele cair para perto da porta,  um deles pega a arma e o outro segura Marcos

- E agora o que vamos fazer?- diz um dos comparsas - matamos os dois?- diz ele me olhando.

- Acho que devemos, ele viu muita coisa - fala um deles apontando para mim.

- SE VOCÊS O MATAR EU VENHO DO INFERNO ATRÁS DE VOCÊS!- diz Marcos tentando se soltar. Esse foi seu último ato.

-Oque fazemos com o moleque? - pergunta o atirador.

Nesse instante eles escutam uma sirene correm...
 


Notas Finais


-Após essas mortes, não fui o mesmo senhor...
-Faz só uma semana!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...