História A vida pode ser boa às vezes... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Rap Monster, Romance, Suga, Taehyung, Yoongi
Exibições 19
Palavras 1.589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, espero que gostem. Fiz com muito amor para vocês. <333

Capítulo 4 - Você de novo não...


-O que você quer garoto? Não basta como me tratou na praça não? E quem são esses atrás de você aí? – eu disse brava e com raiva. Quem ele pensa que é? E por que ele me chamou para cá?

-Primeiro, meu nome é Taehyung. Segundo esses são meus amigos, o Jin, Yoongi e o Namjoon. E eu queria saber se gosta de ovos. – não deu tempo de responder nada. Os quatro simplesmente jogaram uma caixa de ovos em mim. Eles começaram a rir muito alto, e eu estava no chão chorando. Até que eu tentei me levantar e o tal de Yoongi me puxou para cima me fazendo ficar de pé.

-Agora vê se aprende a não me responder garota. Deixando bem claro, somos os garotos mais populares e se ficarem sabendo disso nossa reputação cai. Então já sabe o que fazer né? – Taehyung falou e eu fiquei quieta olhando para o chão não querendo encontrar os olhares daqueles garotos.

-Me responde! – o idiota falou.

-Não vou contar para ninguém, eu prometo. – falei com medo de que me batessem.

 Logo eles saíram me deixando sozinha. Saí pela porta dos fundos da biblioteca e fui para o vestiário tomar um banho e colocar outro uniforme, que no caso era de educação física. Quando entrei no local vi Liza e quase a abracei, mas lembrei que eu estava toda suja. Ela me olhou confusa e me perguntou:

-Nossa Luiza, o que houve com você? Quem fez isso? – ela fez várias perguntas.

-Não foi nada, não foi ninguém. E-Eu preciso to-tomar um banho. – falei gaguejando com medo de que ela fizesse mais perguntas.

-Se não quiser me contar aqui, tudo bem. Mas quando formos para a confeitaria você vai ter que me falar quem foi e o porquê disso tudo. – ela falou meio que me dando uma bronca.

P.O.V (Liza)

 Eu imaginei que algo de ruim ia acontecer com a Luiza, ela estava estranha. Eu conheço ela o suficiente para saber que ela não estava bem. Mas não vi ninguém suspeito na escola que seria capaz de fazer isso. Depois eu quero saber dessa história direitinho.

P.O.V (Luiza)

 Quando acabei de me vestir e tomar o banho, Liza já tinha ido embora do vestiário. Olhei para o relógio e vi que eu estava atrasada para a aula. Então eu corri até a sala, onde o professor estava. Fiquei nervosa, mas suspirei fundo e abri a porta.

-Não acha que passou da hora do almoço a um bom tempo, senhorita?

-Desculpa professor, prometo que isso não ocorrerá mais. – disse me curvando para ele. Fui em direção da minha carteira e vi que tinha uma carta. Abri e estava escrito:

 Que linda com esse uniforme. KKKKK Da próxima vez não mexa comigo. - Taehyung

 Quando terminei de ler, eu queria pegar esse garoto e socar a cara dele até retirar os dentes desse moleque. Não prestei muita atenção na aula, mas fui tirada dos meus devaneios quando o professor começa a falar de um trabalho em dupla, que no qual ele escolheria. Então ele começa a falar o nome das pessoas que participarão das duplas:

-Min Yoongi e Kim Namjoon, Kim Seokjin e Min Hyuna...e por fim, Lee Luiza e Kim Taehyung.- não acredito que ele fez isso. “Professor, você quer morrer jovem né?!” - foi o que eu pensei.

-O QUE? – eu e ele falamos em uníssono.

-Professor eu não posso trocar de dupla não? – eu falei com uma esperança que ele me respondesse algo positivo.

-Não senhorita Lee. Precisamos conviver e trabalhar com todos.

-Aff. – Taehyung fala.

-Pelo menos tem alguém para fazer o meu trabalho pra mim. – ele volta a abrir a boca.

-Se você acha que vou fazer algo para você vai esquecendo seu babaca. Ou você faz a sua parte, ou você tira um belo de um zero. – falei de saco cheio.

-Não ouse em me desafiar de novo garota. Ou senão...

-Senão o que? Vai me bater? Vai jogar mais ovos em mim? Pois saiba que meu cabelo ficou mais hidratado depois do acontecido na biblioteca. – falei com raiva e sarcasmo.

-Aish! Cale-se. Hoje depois da aula, na confeitaria aqui perto, faremos esse trabalho. Mas que droga, por que tive que ficar com uma garota chata e inconveniente como você, para fazer esse trabalho. – ele fala elevando um pouco o seu tom de voz.

-Aish, eu que digo! Por que eu tenho que fazer o trabalho justo com um babaca e idiota como você? Ainda não sei o porquê que eu ainda não tentei te agredir. – falei essa última parte bem mais baixo, para que não pudesse ouvir. Mas parece que ele ouviu.

-O que disse? – me olhou com um olhar fuzilador.

-Nada. – falei olhando para ele o encarando. Parece que ele sabia muito bem o que ouviu, só queria confirmar, pois quando falei ele fez uma cara de quem estava acreditando no que eu disse, só que não.

~QUEBRA DE TEMPO~

 As aulas foram tudo bem, quando eu estava no portão esperando a Liza, ela chega por trás me assustando.

-Aigoo! Sua louca, que me matar? – disse com a mão no meu coração tentando acalmar meus batimentos cardíacos. Ela ficou rindo de mim.

 -Agora que estamos sozinhas pode me contar o que foi aquilo hoje mais cedo? – quando ela terminou de dizer eu gelei. Fiquei sem reação, mas tentei me acalmar e falei tudo para ela.

-Mas você não pode deixar assim Luiza, isso não está certo. O que ele pensa que é? Os meninos me falaram que ele era grosso com algumas pessoas, mas não me disseram que ia até a esse ponto. – ela disse tão revoltada quanto eu estava na hora que ocorreu aquilo.

- É, pois é. E ainda tenho que suportá-lo hoje a tarde, por que o professor passou um trabalho em dupla, e adivinhava com eu fiquei? Pois é, ele mesmo. Ele vai para a confeitaria, e, depois disso eu espero só encontrá-lo na sala de aula.

 Chegamos na confeitaria e expliquei para meus avós o porquê que não daria para trabalhar hoje. Eles entenderam e ficaram puxando meu saco por ser um garoto o meu par do trabalho da escola. Não passou muitos minutos e Liza havia ido embora para a casa de um colega de sala para fazer o trabalho e Taehyung chegado na confeitaria. Eu estava em uma das mesas sentada, quando ele aparece na minha frente e se senta na mesa junto à mim.

-Vamos começar isso logo, quero ficar aqui menos tempo possível com você. – ele disse quando minha vó chega com dois cafés dizendo:

-Essa é por conta da casa, já que é o colega de trabalho de minha neta. Como se chama belo garoto? – olhei para ela com um olhar fuzilador.

-Me chamo Kim Taehyung, mas pode chamar só de Taehyung. E obrigado pelo café. – ele disse respondendo a minha vó, enquanto a mesma depois se retirou e foi atender outras mesas.

-Não sabia que era educado assim, onde aprendeu? Acho que precisa voltar para esse lugar e aprender a não jogar ovos nos outros. – ele simplesmente revirou os olhos.

-Não sabia que seus avós são donos daqui. – ele disse.

-É, pois é. Mas, vamos fazer o trabalho, não quero ficar de papinho com você e nem ser uma de suas peguetes.

-Você nunca seria uma peguete minha. Eu tenho bom gosto, por favor.

-Aishhh! Seu...

-Olha a boca Luiza, mais respeito. – ele falou com um olhar sarcástico.

 Foi uma briga atrás de outra durante a formação do trabalho. Eu queria fazer com uma cor e ele de outra, ele queria colocar uma imagem e eu outra, foi uma confusão. Pelo menos terminamos de fazer esse trabalho.

 Quando ele foi embora, minha avó veio conversar comigo. Ela ficava me perguntando o porquê que estávamos brigando tanto, entre outras coisas. Eu estava explicando para ela que eu não gostava dele simplesmente isso. Ela aceitou minha resposta e deixou de lado esse assunto de Taehyung. A confeitaria estava na hora de fechar, então eu ajudei com a louça e a limpar as mesas.

 Chegamos em casa e estava na hora de jantar, quando meus avós disseram:

-Iremos sair hoje querida, tem comida na geladeira. Beijos.

-Beijos.

 Fui tomar um banho e vestir algo que não fosse uniforme de escola, que por sinal eu trouxe para casa e lavei o que estava sujo de ovos. Vesti meu pijama branco de bolinhas rosa e azul claro. Fiz um lamen para eu comer, depois disso eu fui ver doramas e fazer as atividades do dia, pois não deu tempo de fazer na confeitaria por causa do trabalho do colégio. Mexi nas minhas redes sociais, conversei com minha mãe e depois com a Liza para contar como foi o desempenho do trabalho do colégio, mas isso só contei para Liza, pois minha mãe já está com muitos problemas. Ela me disse que teve que mudar de estado e que quando tudo der certo se mudará para a Coréia, pelo visto vou morar aqui por um bom tempo...

 Depois de muito tempo conversando decido me despedir de minha mãe, pois de Liza eu tinha me despedido há muito tempo, por que estava tarde. Quando terminei a conversa com minha mãe subi as escadas, fui para meu quarto, fechei a porta e me deitei. Foi no mesmo instante em que me deitei eu dormi.   


Notas Finais


Gostaram??? Bom o que será que vai acontecer no próximo dia de aula hein?!?!

Beijossss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...