História A vida pós Seleção - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Anne, Aspen Leger, Astra Orders, Avery, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Eadlyn Schreave, Gavril Fadaye, Kile Woodwork, Kriss Ambers, Lucy, Marlee Tames, Mary, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais, Princesa Daphne, Princesa Nicoletta, Rainha Amberly, Rei Clarkson, Shalom Singer
Tags A Seleção, América, Maxon
Visualizações 152
Palavras 479
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura meus bbs!❤

Capítulo 35 - Como é amar?


Após o pedido de desculpa mais sincero que ja havia presenciado, permaneci estática no sofá. Todos ja haviam ido dormir, menos eu. As palavras de Maxon rondavam meus pensamentos e sei que não me deixariam dormir. Não precisava olhar no espelho para saber que eu estava sorrindo. 

Ouço alguém descendo as escadas, porem continuo sentada.

-Meri? - May sussurrou, apos aparecer na sala - vamos dormir?

- Ah, May. Acha que consigo? - ela sorriu e sentou a meu lado - olhe só para mim : esse sorriso bobo não sai por nada de meu rosto.

- Então o deixe ficar aí - ela se espreguiçou no sofá e olhou para frente. Ficamos em silencio por um tempo -  então é assim que as pessoas ficam quando se apaixonam - sorriu- lembra quando perguntei como era amar alguém? - assenti e imediatamente entendi o recado e comecei a contar. 

- Ah,  May. Amar é a coisa mais linda que você pode sentir. Você se sente especial e única... e quando se abraçam então-  suspirei e passei o braço em torno do meu corpo, me abraçando- é como se só existisse vocês dois no mundo, entende? Amar é a perfeita harmonia de todas as coisas boas que você pode sentir. Mas, além de amar, você sente medo, medo de não ser o suficiente, medo de perdê- lo, de alguma coisa separa-los, sente a angústia de não poder mais dominar seu próprio corpo, pois ele agora pertence a outra pessoa. Mas esse medo, essa angustia, a incerteza some quando você está nos braços dele. 

- Meu Deus - ela me olhou, seus olhos brilhavam - se alguém, no passado, te falasse que você ficaria completamente apaixonada pelo principezinho de Illea, você acreditaria?

- Não - rimos- e acho que isso torna tudo mais especial. Eu não queria me apaixonar por ele, mas acabou que me apaixonei.

Ela riu e fiquei sem entender. 

- Ah, mas primeiro você se apaixonou pela comida do palácio, eu te conheço - dei um soquinho em seu braço e rimos juntas. Ela deitou em meu ombro e a abracei de lado.

- Amadurecemos tanto no último ano - falei - papai ficaria orgulhoso das mulheres que nos tornamos.

- Ele esta orgulhoso de nós, Ames. - sorri. Eu sentia muito a falta dele - e foi só você que amadureceu, eu ainda estou a espera de um príncipe encantado aparecer na nossa porta montado num cavalo branco - rimos.

- As vezes não precisamos de um príncipe num cavalo branco, so precisamos de um príncipe Maxon em nossas vidas - sussurrei.

- Ames? - ela pediu - e se Maxon ouvisse isso que você acabou de me falar? Sobre amar e...

- Sem chance. Eu não conseguiria falar tudo isso para ele.

- E se eu te falar que ele ouviu? 

A olhei sem entender nada.

- Ta doida? - ela nao respondeu, apenas riu,olhando para a porta.



Notas Finais


Joguei a sementinha da curiosidade e saí correndo kakak
Com 8 comentários volto meus anjos ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...