História The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Astro, Bangtan Boys, Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 55
Palavras 1.995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente voltei :v Quando o Jimin colocar a musica ouçam ela okay.
https://www.youtube.com/watch?v=VFz8Ul4QqyM
kkk Como prometido eu postei :V Tomarem que vocês gostem do cap kk :v não me batam okay? kk Beijinhos até mais ♥ ♥ ♥

Capítulo 10 - Ficarei vivo em seu coração


Fanfic / Fanfiction The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 10 - Ficarei vivo em seu coração

 

E por quê? Por que Park Jimin?

Senti o Hobi me abraçar e acariciar os cabelos.

- Shh... Vai ficar tudo bem. – disse Hoseok calmo.

Eu estava chorando que nem um bebe então Hoseok, me soltou, pegou no meu braço, e me levou eu até um beco.

- Hyung...

- Nossa me chamando de Hyung deve estar bem triste mesmo, será que vai chover. – disse Hoseok.

Eu continuava chorando, e não agüentava a dor que eu estava sentindo no peito, e também nos meus pulmões, pensei que eu iria morrer ali mesmo.

- Vamos... Eu não quero que você veja tal coisa, esse babaca vai se ferrar na minha mão ele vai ver.

Hoseok me puxou pelo braço e foi me levando, até que eu senti, tudo embaçar, e cai no chão.

- Kookie! – Diz Hoseok.

A voz de Hobi, cada vez ficava mais inaudível, e ficava cada vez mais difícil de respirar, e enxergar, Hobi continuava a gritar, percebi que muitas pessoas vieram até eu e Hobi, mesmo não conseguindo mexer meu corpo, eu ainda estava cociente.

Hobi ligou para a ambulância, que não demorou a chegar, meu corpo foi tirado do chão e colocado em uma maca, Hoseok me acompanhou até o hospital.

- Hobi... Eu vou morrer?- Pergunto, com dificuldades.

- O que você ta falando sua mula, claro que não, agora fica quietinho se não você vai morrer mesmo.

A medica, que estava cuidando de mim na ambulância, parecia perturbada.

 

 

(...)

 

 

Logo chegando ao hospital, aquele mesmo lugar aonde eu tinha passado tantos anos, porque tinha que voltar agora?

Eu não conseguia nem mesmo mexer meus dedos, não sentia nada, tudo estava em câmera lenta.

Fui levado até aquele quarto branco que eu odeio, e veio o meu doutor favorito que me tratava há alguns anos.

- Me de uma nota para a sua dor. – pergunta a medica.

- D – d- dez... – disse com dificuldade.

Os médicos se apressaram, e me deram alguns remédios, e a enfermeira colocando aquela agulha na minha veia, eu odiava agulhas.

Tinha muitos remédios, eu já estava acostumado com hospitais, até achava bem agradável o lugar, mas ao mesmo tempo era perturbador.

Eu logo adormeci por causa dos remédios fortes que eu tinha tomado.

 

 

Hoseok POV

 

Eu juro que se eu ver aquele anão na minha frente, alguém vai ter que me segurar para não dar na cara daquele idiota.

Liguei para Taehyung, para ele me ajudar.

Logo Tae atendeu.

- Tae! – digo.

- Oi Hope, o que aconteceu?

- Onde você está?

- Estou aqui com o Jimin o Yoongi e o namorado do Jimin por quê?

- Esse Jimin é um cara de pau.

- Porque Hobi?

- Lembra do Jungkook? Então, esse Jimin idiota disse que amava o Kookie, e na outro dia já tava dizendo que era amizade, e quando eu e Jungkook saímos da escola, nós vimos Jimin, Yoongi e um garoto com cabelos castanhos, nos se escondemos, e o tal garoto beijou Jimin...

- E o que aconteceu?...

- O que foi Tae? – perguntou Jimin do lado do amigo.

- É o Hobi.

- Ah safado. – disse Jimin.

- Eu juro que mato esse moleque. – disse Hoseok.

- O que aconteceu com o Kookie, Hobi você ta me deixando curioso.

- Continuando, Jungkook viu os dois se beijarem, e ele caiu no chão, eu o abracei e ele chorou que nem um bebe, até que eu puxei o Kookie para sair dali mas o Jungkook desmaiou, e está no hospital agora...

- O QUE O KOOKIE NO HOSPITAL? – Disse Tae.

- O Kookie? – pergunta Jimin do outro lado.

- Tae coloca no vivo a voz. – pediu Hoseok.

- Ta. – Tae vez o que Hobi tinha mandado.

- OLHA GAROTO, ME OUVE BEM, NÃO SEI O QUE VOCÊ TEM NESSA MERDA DESSA, SUA CABEÇA, PARA MACHUCAR MEU AMIGO, E POR SUA CAUSA ELE ESTÁ NO HOSPITAL AGORA, JURO QUE SE ELE MORRER AGORA, QUEM VAI PRO CEMITERIO FICAR EMBAIXO DAS SETE PALMAS VAI SER VOCÊ. – Gritou Hobi.

- O que? Qual hospital o Kookie está? – perguntou Jimin preocupado.

- OLHA GAROTO SE VOCÊ VIER AQUI SÓ PARA FALAR MERDA PARA O MEU AMIGO, EU TE MATO, É AQUELE MESMO HOSPITAL DE SEMPRE, O PRINCIPAL DE SEUL, MAS COMO VOCÊ NEM SE IMPORTA COM OS SENTIMENTOS DO KOOKIE NÃO VEJO O PORQUÊ VOCÊ VIR. – Disse Hoseok.

- Estou indo ai. – Diz Jimin.

- Também vou Jimin – Diz Tae.

- Tae eu vou desligar, desculpa por isso, mas esse seu amigo anão tem que ouvir umas verdades. – disse Hoseok.

- Okay... Tchau meu amor. – disse Tae.

- T- tchau Tae. – disse Hoseok ficando envergonhado.

E logo desligou.

 

 

(...)

 

 

Depois de alguns minutos, vi Tae e o Anão vir em minha direção.

- Onde o Kookie está? – pergunta Jimin.

- E você se importa? Por que chama ele de Kookie? Você não tem mais direito.

- Desculpa Hoseok. – diz Jimin.

- Que-ri-do,  você vai ter que pedir desculpas para o Kookie, e não para mim. – Digo.

- Qual sala ele está? – pergunta Jimin.

- Sala 13 à direita. – disse.

- Obrigado Hobi.

- Que intimidade é essa de me chamar de Hobi eu ein. – disse debochado.

Jimin me ignorou e foi procurar a sala 13 onde o Kookie estava.

- Hobi... Você ta bem meu amor? – pergunta Tae.

- Sim Tae... E você está bem?

- Estou bem melhor agora tendo você do meu lado.

Eu fiquei envergonhado, mas não vou mentir adoro.

Tae se sentou do meu lado, colocando sua cabeça no meu ombro.

- Tomará que o Kookie fique bem. – disse Tae.

- Ele ficará meu Tae. – disse.

 

 

(...)

 

Jungkook POV

 

Abri meus olhos devagar, já era de noite, olhei aos redores, e pisquei algumas vezes, para saber se aquilo realmente era real, e por minha surpresa era...

 

Vi a porta do quarto, ser aberta, olhei para porta, pensando que era Hoseok... Mas não era Jimin.

- Kookie! – disse Jimin.

Eu o ignorei não queria falar com ele.

- Kookie, desculpa meu amor, o que aconteceu? Me diz. – disse Jimin.

- Como assim Kookie? Como assim meu amor? E o que aconteceu? Vai se foder Jimin. – disse nervoso.

- O que eu fiz Kookie? – pergunta Jimin.

- Porra Park Jimin, não me chama de Kookie, por favor, nada aconteceu... Porque você me usou como brinquedo? – pergunto.

- Eu usar você como brinquedo? – disse confuso.

- Não sabia que você usava as pessoas tanto assim ao ponto de esquecer o que você fez para elas. – disse, eu estava me segurando para não chorar, mas as lagrimas teimaram em sair.

- Kookie, eu não te usei...

- Então quem era aquele cara que te beijou na cafeteria, não vem dizer que ele é só um amigo porque você correspondeu o beijo dele.

Eu comecei a chorar, Jimin se aproximou de mim, e se sentou na poltrona perto da maca onde eu estava.

- Kookie olha para mim. – diz Jimin.

- Não... Eu não quero olhar para você. – disse soluçando por conta do choro.

- Kookie, por favor.

Eu o olhei, ele estava bonito... Como sempre, ele parecia triste e preocupado, mas sei que ele não estava se importando e só veio por obrigação.

- Kookie... Meu amor... Meu Kookie desculpa. – disse Jimin.

- Como eu vou te desculpar Jimin? Por que fez isso comigo?

- Jungkook aquele garoto... Eu o namorava alguns anos atrás, ele tinha feito uma viagem e eu tive que esperá-lo, mas eu acabei gostando de outra pessoa...

- Para de mentir Jimin, como pude ser tão idiota, eu sou trouxa mesmo, ainda ter câncer e nunca ter gostado de ninguém e nunca ter experiência com tal coisa, que legal adorei faz mais? – disse debochando.

- Kookie, eu não estou mentindo, foi difícil para mim, eu o amava muito e ele me deixou em uma hora para outra,  doeu em mim entende? E você não é trouxa, você não tem culpa de ter câncer, e não Kookie eu não vou fazer nada para te magoar...

- Então saiba que você já fez.

- Eu te amo Jeon Jungkook. – disse Jimin, pegando minha mão.

- Eu não acredito mais em você Jimin... Por que isso? Você me deixa confuso...

- Desculpa meu amor eu juro que eu irei me afastar de meu ex...

- Jimin... EU. NÃO. ACREDITO. MAIS. EM. VOCÊ – Disse alto.

Jimin aproximou-se de mim e me roubou um selar, foi calmo e demorado, eu estava com saudades dos seus lábios...

- Eu te amo meu amor – disse Jimin.

- Você me deixa confuso Jimin, mas eu também te amo...

Jimin sorriu, e ficou me encarando.

 

 

(...)

 

 

Nós ficamos se encarando por alguns minutos, Jimin colocou uma musica em seu celular, ele gostava das musicas versão piano como eu... Ele colocou uma das que eu mais gostava Evanescence  My immortal. Ele ficou acariciando minhas bochechas e meus cabelos, as mãos dele era tão macias.

Até que o Doutor entrou na sala...

- Kookie... – disse o doutor com uma expressão triste.

- Oi Doutor, quanto tempo não é mesmo, mas... O que foi?

- Ele é um parente? – Pergunta o Doutor, apontando para o Jimin.

- Não... Ele é um amigo. – digo

- Ah sei. – Disse o medico dando um sorriso malicioso.

O doutor se aproximou de mim.

- Kookie eu posso te contar isso? Seu amigo vai ficar aqui?

- Pode sim... Se ele quiser ficar aqui ele pode...

- Eu fico. – disse Jimin.

- Bom... Meu menino, você infelizmente, não melhorou nada... Enquanto você estava dormindo, fizemos alguns exames em você, e nada melhorou... Sinto muito Kookie, uma hora ou outra, o seu câncer ira lhe matar, não sabemos quanto tempo ainda lhe está, mas tome cuidado.

- O que? Eu vou morrer mesmo? – perguntei, eu não conseguia acreditar ainda naquilo.

- Kookie... Infelizmente...

- Não precisa dizer... Eu entendi. – disse.

- Kookie, você está bastante fraco, então melhor você ficar aqui, e nada de andar pelo hospital, e também... – Ele pegou uma cadeira de rodas e colocou perto da maca. – Se o senhor quiser andar por ai vai ter que usar isso aqui viu? -  disse o doutor.

- A- ah sim...

Olhei para Jimin, e seus olhos estavam cheio de lagrimas.

- Bom... Eu irei deixar os dois a sos... Então se lembre coelho levado, nada de sair da maca sem a cadeira de rodas.

- Okay Doutor... Obrigado.

- De nada Kookie. – disse o Doutor saindo da sala.

Desviei o olhar para Jimin, que algumas lagrimas saiam de seus olhos.

- Jiminnie?

- A- a- ah Kookie o que foi? – disse com dificuldade.

- Não fica assim... Eu ainda estou aqui lembra?

- Kookie... Eu não quero que você morra.

- Isso eu não sei... Eu também não quero morrer...

- Meu Kookie eu te amo, fique comigo para sempre e não se vá.

- Eu não irei Jimin, isso só depende de você.

- Como assim Kookie? – perguntou confuso.

- Lembra o Doutor disse que qualquer hora eu poderia morrer, mas acredito que mesmo eu morrendo hoje amanhã eu estarei vivo aqui. – Apontei para o peito de Jimin.

- Sim... Kookie você estará vivo aqui para sempre, mas não quero te deixar embora...

- Eu também não quero Jimin, mas como eu disse ficarei vivo em seu coração, basta você querer.

Jimin me abraçou forte, como se eu fosse escapar dos seus braços para sempre.

- Eu te amo Kookie.

- Eu também te amo Jimin...

 


Notas Finais


Gente ;-; não batam. Eai gostam? kkk Jimin explicou um pouco mas não tudo ;v Jimin ainda continua sendo uma maquina de vacilo.
Ouviram a musica que pedi para ouvirem e.e?
Tadinho do Kookie... essa doença dele é horrivel.
Hoseok é uma bixa foda mesmo kkk eu amo esse homem kkk
Beijinhos até o próximo capitulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...