História The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Astro, Bangtan Boys, Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 78
Palavras 2.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Chegay :v KKK Tomarem que vocês gostem do capitulo e boa leitura kkkk ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Capítulo 13 - Seja meu para sempre


Fanfic / Fanfiction The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 13 - Seja meu para sempre

 

Eu ainda estava sentado na grama do jardim escondendo meu rosto nos meus joelhos, naquele momento eu só queria um abraço, alguém dizendo que ficaria tudo bem, só isso...

- Oi... –disse uma pessoa com uma voz desconhecida por mim.

Levantei a cabeça e olhei para a tal pessoa, tinha cabelos castanhos, era meio baixo, e era bonito.

- Por que está chorando? – pergunta o garoto.

Eu chorei ainda mais, e coloquei as minhas mãos no meu rosto.

- Calma, vai ficar tudo bem. – disse o garoto se sentando do meu lado.

‘’Vai ficar tudo bem’’ talvez ficasse mesmo, mas só quando eu o esquecer.

- Qual é o seu nome? – ele pergunta

- Jeon Jungkook e o seu.

- Park Dak-Ho.

Dak-Ho? Park? Por alguma razão aquele nome era familiar para mim, mas não conseguia me lembrar.

- Eu sou o irmão do Jimin...

- Aah imaginei por isso o do Park. – disse com um sorriso falso no rosto.

- Por que está assim?

- Meu coração... Dói...

- Ah você sofreu por uma decepção amorosa?

- Sim...

- Eu também já sofri com isso. – Diz me olhando.

- E como foi?

- Bom... Eu namorava a pessoa que eu mais amava no mundo inteiro até que descobri que era mentira, na verdade ela amava outra pessoa, mas ela continuou comigo para provocar a outra pessoa, no fim das contas, a tal pessoa começou a ter ciúmes dele comigo, ele terminou comigo eu chorei muito por causa disso, mas lá foi eu o idiota ajudar ele namorar a tal pessoa...

- Nossa... Você sofreu bastante...

- É... E ainda sofro...

- Desculpa...

- Ta tudo bem Jungkook...

Ele se levantou e estendeu a mão para mim.

- Vamos o jantar vai começar.

- Eu... Não quero ir Dak.

- Por quê?

- A pessoa que está fazendo meu coração doer está lá...

- Não tem problema Jungkook eu te ajudo.

- Ta bom.

 

 

Dak-Ho pegou na minha mão e me levou até a entrada da casa da minha tia.

- Eu vou estar com você okay?

Assenti com a cabeça, e ele entrelaçou nossas mãos e abriu a porta.

Todos nos olharam exclusivamente Jimin, que se surpreendeu quando olhou para nossas mãos entrelaçadas.

- Então você conhece Dak-Ho Kookie. – Disse minha tia.

- S- sim...

Ela olhou para as nossas mãos e nos olhou depois.

- Vocês são namorados? – Ela levanta uma sobrancelha sorrindo.

- Nos estamos nos conhecendo melhor. – Diz Dak-Ho

Como assim? ‘’Nos estamos nos conhecendo melhor’’?

Eu olhei para todos que estavam presente por ali, até mesmo Jimin, que parecia ter raiva.

- Okay, só não façam tais coisas agora ta?– diz minha tia.

Meu deus que vergonha como Dak-Ho conseguia ser assim? Ele nem aparentava ter vergonha.

- Bom... Vamos para a sala de jantar? – diz indo para a sala.

Todos a seguiram, Dak-Ho a segui e me levou.

- Vamos todos nos sentar.

E logo todos se sentaram, se acomodando nas cadeiras, eu fiz o mesmo e Dak-Ho se sentou ao meu lado.

Jimin se sentou perto da minha tia e uma senhora.

- Bom... Estamos aqui para resolvermos um assunto importante porque se não fosse importante não teria razão desse jantar estar acontecendo. – Diz meu tio. – Eu irei me aposentar, e Park Jimin, neto da senhora Park Gae In, terá posse da empresa, dos Jeon, então Park irei contar com vocês.

Jimin não ficou surpreso apenas concordou a senhora do lado fez o mesmo.

- Park Jimin ira morar conosco de agora em diante para aprender como tomar conta da empresa, então Park Jimin não me decepcione.

- Entendido senhor Jeon Jin Ho.

- Então vamos comer? - fala a minha tia, então todos assentiram com a cabeça.

Dak-Ho soltou a minha mão e pegou dois pratos.

- Me fala as coisas que você quer que eu tiro para você ta amor?

Jimin me lançou um olhar raivoso, e depois olhou para Dak-Ho.

Dak-Ho colocou a comida no prato e me deu.

- Coma tudo okay amor? Não quero que fique magro por causa de idiotas.

Como Dak-Ho conseguia ser assim, parecia tudo muito real, e sei muito bem que aquilo foi uma indireta.

Jimin pegou o prato e colocou a comida lá e começou a comer, eu fiz o mesmo.

  A comida da minha tia era ótima, eu poderia comer mil vezes sem enjoar.

 

 

(...)

 

Depois de alguns minutos eu já tinha comido e Dak-Ho também.

Dak-Ho se levantou e pegou na minha mão.

- Kookie, vamos para algum lugar que não tenha certas pessoas. – disse Dak-Ho.

Dak-Ho parecia que sabia quem era a tal certa pessoa ali, se ele não soubesse caramba ele poderia ser ator já.

Assenti com a cabeça e Dak-Ho me levou até as escadas, e subimos até o corredor.

- Onde é seu quarto? – pergunta.

- Ali. – apontei.

- Ta vamos.

Segui Dak-Ho ele abriu o quarto e deixou-meeu entrar e logo fechou, e soltou minha mão.

- Desculpa Jungkook...

- Tudo bem Dak-Ho. – sorri.

- A tal pessoa... É meu irmão? – pergunta.

- Sim...

- Ah...

Dak-Ho foi até a cama e se sentou eu fiz o mesmo.

- Como você não me reconheceu. – olha para mim e faz bico.

- Ahm?

- Você é muito mal senhor Jungkook. – diz.

- Desculpa Dak, mas eu não consigo me lembrar muito da minha infância.

- Poh Kookie a gente era amigos deis de criança, o que aconteceu com você? E porque carrega essa bolsa para tudo que é lugar?

- Eu estou com câncer Dak e essa bolsa nada mais é do que minha vida, se eu tira - lá agora e ficar alguns minutos sem ela eu morro.

- Nossa Kookie eu não sabia desculpa... Então por isso que você se mudou né.

- Sim Dak.

Dak se ajoelhou na cama e me olhou.

- Talvez você me reconheça com isso.

Dak coloca as suas duas mãos no topo da cabeça e sorri, fazendo uma dancinha engraçada.

- Espera... Essa dancinha... É VOCÊ MESMO?

- Aleluia coelhinho. – diz Dak-Ho se deitando na cama.

- EU NÃO ACREDITO QUE É VOCÊ! – Disse alto.

- Sim sou eu.

Dak-Ho era meu vizinho quando criança, ele era engraçado e brincalhão, um dia ele se confessou para mim, mas eu tive que me mudar, acredito que se eu tivesse ficado na minha antiga casa eu estaria namorando Dak-Ho agora.

- E você ainda me ama? – ri.

- Vai se ferrar Kookie. – ri.

Deitei-me na cama junto de Dak-Ho.

- Você me machucou Kookie. – diz se virando para mim.

- Desculpa Dak.

- Eu chorei muito quando você se mudou e me deixou aquele desenho de mim e de você juntos. – faz bico.

- Eu realmente tive que me mudar Dak se não eu acho que nem estaria mais aqui.

- Aish...

Virei-me para Dak-Ho e ri dele.

- Por que está assim?

- A sei lá eu nem acredito que te encontrei de novo Kookie eu estou tão feliz.

- Cuidado para não se apaixonar de novo Dak – disse rindo.

- É eu tenho que tomar cuidado. – diz rindo.

Ficamos em silencio por um período.

- Kookie...

- Ahm?

- Eu posso?

- Pode o que?

Dak se aproxima e me da um selar, era necessitado e cheio de saudade correspondi o beijo, se eu dissesse que Dak-Ho não beijava bem eu estaria mentindo.

Até que o beijo ficou mais intenso e dei passagem para a língua de Dak-Ho.

Então ouço a porta ser aberta, mas eu e Dak-Ho ainda nos beijávamos.

- KOOKIE! – Gritou Jimin.

Dak-Ho percebeu e afastou nossos lábios rapidamente olhando para Jimin.

- Por que Kookie? – disse Jimin com os olhos marejados de lagrimas.

Jimin entrou no quarto e me puxou da cama rapidamente, me levando para fora do quarto.

Dak-Ho não se mexeu ficou ali parado com a expressão de assustado.

 

 

- Me solta Jimin! – disse.

- NÃO JUNGKOOK!

Jimin abriu a porta de um quarto e entrou e me jogou na cama.

- Kookie... Meu Kookie... POR QUE VOCÊ ESTAVA BEIJANDO MEU IRMÃO, JEON JUNGKOOK VOCÊ DISSE QUE ME AMAVA, ENTÃO PORQUE ESTA BEIJANDO OUTRA BOCA? – Diz alto.

- Jimin... Você ama outra pessoa lembra? Você disse que não me amava... Por que você pode se relacionar com outras pessoas e eu não posso?

- Jungkook... – diz e já com os olhos marejados de lagrimas.

- Jungkook nada tchau Jimin, eu vou voltar para o meu quarto. – Me levanto e pego minha bolsa.

Jimin corre na minha direção e pega no meu pulso.

- Não hoje Jungkook...

Jimin me abraça por trás e sinto um arrepio no meu corpo.

- Seja meu Kookie... Seja meu está noite... Seja meu para sempre.

Jimin me virou, e logo selou nossos lábios, abri um pouco a boca para Jimin, então logo nossas línguas dançavam em um ritmo desconhecido.

Jimin foi me levando até a cama e me deitou ali, Jimin separou nossos lábios e sorriu e distribuindo vários beijos nas minhas bochechas, e logo encosta os lábios no meu pescoço e da vários chupões no lugar, aquilo era incrivelmente bom, soltei alguns gemidos baixinhos à sensação de ter os lábios de Jimin ali no meu pescoço era realmente bom.

 Levei minhas mãos até a sua camisa e comecei a tira – lá Jimin se afastou um pouco para eu retirar a camiseta completamente então a retirei e joguei em um ponto qualquer do quarto.

Jimin fez o mesmo com a minha camisa, e me olhou por completo.

- Você é lindo Kookie.

Corei quando Jimin me elogiou, Jimin riu e beijou minhas bochechas.

Jimin me beijou outra vez, agora era calmo e demorado.

Ele desceu sua cabeça e começou a lamber um dos meus mamilos e apertar o outro, aquilo era extremamente excitante.

Jimin fez um trila de saliva por todo meu abdômen chegando na minha calça.

Então ele retirou minha calça, e o ajudei levantando meu quadril um pouco, ele passou a sua língua sobre a minha ereção na cueca, soltei um gemido, e Jimin me lançou um olhar de conquista.

- J- Jimin, por favor...

- O que você quer que eu faça Kookie? – disse Jimin.

- J- Jimin, por favor... Me chupa...

Jimin riu satisfeito e tirou a minha cueca, e logo segurou o meu membro.

Eu gemi um pouco alto, e logo Jimin abocanhou o meu membro, aquilo era muito bom, então Jimin começou a fazer movimentos lentos, aquilo estava me torturando.

Ele enfiou uma digital na minha entrada, aquilo estava me incomodando, mas sei que aquilo ficaria bom mais tarde.

- C- ChimChim mais rápido... – disse com a voz rouca.

Então Jimin enfia mais um digito me fazendo arder por dentro, Jimin fez devagar para eu me acostumar com a invasão até que comecei a rebolar.

Jimin começou a fazer movimentos rápidos e aquilo estava me fazendo gemer muito e logo tampei a minha boca com a minha mão.

Jimin para os movimentos e me encara.

- Não tampa a boca meu amor eu quero lhe ouvir, quero lhe ouvir falando meu nome.

Tirei a minha mão da boca, e logo Jimin voltou com os movimentos rápidos com a boca e os dedos, aquilo estava me levando à loucura, então logo gozei.

Jimin lambeu todo o meu membro sem deixar sêmen por ali.

- Agora é minha vez.

Jimin se virou na cama e logo retirei sua boxer vermelha, seu membro saltou para fora e exibindo sua grande ereção, Jimin pelado era como se fosse um Deus grego como se seu corpo fosse esculpido por anjos.

Sem pestanejar coloquei o seu membro na minha boca, Jimin gemeu alto com a minha ação, então logo comecei a passar minha língua por toda extensão do seu membro, Jimin gemia cada vez mais alto, ele agarrou meus cabelos e começou a dar estocadas na minha boca.

Sentir o membro de Jimin na minha boca me deixava completamente excitado e logo fiquei duro novamente.

Jimin começou a fazer movimentos rápidos e logo senti o liquido quente na minha boca me fazendo engasgar um pouco, aquilo era bom.

Jimin me puxou e logo selou nossos lábios, se sentou na cama encostando as costas na cabeceira da cama.

- Vem Kookie. – Diz Jimin.

Fiz o que Jimin mandou e me sentei encima de Jimin, enquanto eu rebolava em seu membro, Jimin gemia ainda mais, então segurei o seu membro e me sentei devagar, aquilo era extremamente doloroso, encostei minha cabeça no ombro de Jimin e não fiz nenhum movimento.

- Só faça quando se acostumar meu amor não quero que se machuque. – diz Jimin

Foi quando a dor tinha diminuído e comecei a me mover um pouco, ainda doía, mas não como antes, então me sentei de uma vez, me arrancando gemidos e de Jimin também.

- É- é tão apertado...

Jimin começou a estocar devagar, aquilo estava muito bom, gemia cada vez mais alto sem se preocupar que meus tios estão na sala de jantar.

Acompanhei Jimin com os movimentos, então ele começou a estocar cada vez mais rápido, eu agora gritava de tanto prazer.

- J- Jimin...

- G- gema meu nome Kookie...

- J- Jimin mais rápido...

Então Jimin me estocou com mais intensidade, gemi alto e contrai a minha entrada quando ele acertou meu ponto sensível, ele levou a sua mão até meu membro que começou a masturbá-lo

Jimin percebeu e continuou estocar no mesmo lugar.

 Com certeza todos da casa estava ouvindo tudo aquilo, e sei muito bem que vou ter que ouvir piadinhas da minha tia.

Logo Jimin começou a gemer alto até que senti Jimin gozar, e logo em seguida gozei na mão de Jimin.

- V- você é o melhor Kookie. – disse Jimin.

Sai de cima de Jimin, e me deitei e encostei minha cabeça em seu peitoral.

Jimin começou a afagar meus cabelos, e então se deitou na cama, e me abraçou.

- Você é lindo Kookie.

- Você também é Jimin.

Jimin sorriu e me deu um selar.

Com o carinho de Jimin logo comecei a adormecer.

- Eu te amo Kookie... E desculpa mais uma vez.


Notas Finais


Mas Gente vocês não sabem como eu fiquei com vergonha de escrever isso ( ͡° ͜ʖ ͡°) kkkk
Não sei se ficou bom pois é a minha primeira fanfic e não tenho muita experiencia kkk
Então até amanhã beijinhos ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...