História The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Astro, Bangtan Boys, Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 62
Palavras 2.512
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente ;-; Desculpem por não ter postado nada ontem, GENTE ONTEM O DIA FOI PÉSSIMO PARA A MINHA PESSOA.
Minha irmã e o marido vieram na minha casa e então não tive tempo de escrever o capitulo, desculpem mesmo podem me bater ;-; eu mereço :v
Desculpem o capitulo ficou longo eu estava inspirada hoje :v
Mais uma vez desculpa e até o próximo capitulo.♥♥♥

Capítulo 9 - Por que você fez isso comigo?


Fanfic / Fanfiction The life you gave me as a gift /HIATUS/ - Capítulo 9 - Por que você fez isso comigo?

*Uma semana depois*

JIMIN POV

 

 

Acordei, e vi que Jungkook estava agarrado a mim na cama, ele era tão lindo dormindo.

Eram 05h30min e teríamos que ir a escola logo, então sai da cama bem devagar para não acordar o Kookie, que estava tão lindo, ele parece mesmo um anjo.

 

 

(...)

 

 

Fui até o banheiro, e escovei meus dentes, e desci para cozinha, para preparar o café da manhã, e logo sinto meu celular vibrar.

Era a minha Avó, ela era muito rica, e muito rígida ela era legal, mas, ela às vezes passa dos limites.

Então atendi.

- Jimin meu menino você esta bem? – pergunta ela.

- Sim vovó, como à senhora está?

- Estou bem meu menino...

- Que bom.

- Meu amor, essa semana você pode passar aqui, eu preciso tratar um assunto urgente com você.

- Assunto urgente? – pergunto confuso.

- Sim.

- Teremos um jantar aqui na minha casa, e preciso que compareça.

- Ta bom vovó eu irei comparecer.

- Ok meu bebe, vai ser sábado, chegue aqui as 15h00min, por favor.

- Está bem vovó estarei ai.

- Okay então, meu menino irei desligar, preciso tratar um assunto importante aqui.

- Ah... Sim claro.

- Tchau meu menino.

- Tchau vovó.

 

Então ela desliga, afinal qual seria esse assunto? Que estranho, minha avó me convidando para ir a sua casa de repente, tem algo estranho ai.

Deixei tudo para o lado e comecei a preparar o café da manhã.

Logo vi o Kookie descendo as escadas e como sempre com aquela bolsa...

Eu odiava ele ver daquele jeito, parecia que ele estava morrendo aos poucos, não quero nem pensar nisso...

- Bom dia Jimin. – disse ele se aproximando de mim esfregando os dedos nos olhos.

- Bom dia Kookie.

- Dormiu bem? – pergunto.

- Dormi sim...

- Que bom meu Kookie – Me aproximei dele e beijei sua bochecha que logo ficou vermelha.

- Mas... Com quem você estava conversando? – Kookie perguntou.

- Minha avó.

- Sua avó? O que ela queria. – Kookie pergunta confuso.

- Ela quer que eu vá lá sábado na casa dela, resolver algum tipo de assunto importante. – disse, e coloquei o café da manhã sobre a mesa.

- Ata.

Jungkook se sentou em uma das cadeiras, e pegou um pedaço, do bolo que eu tinha feito alguns dias atrás, e sanduíches.

Eu me sentei junto dele, e comi calmamente até que Jungkook quebrou o silencio que se instalava no local.

- Jimin... Se eu morrer...  Você ficaria triste? – Me pergunta, e me encara nos olhos.

- O que você está dizendo... Claro que eu ficaria triste... Você é meu amigo.

- Amigo? – Jungkook perguntou.

- Sim ué, mesmo que tenha acontecido algo com nós, ainda não estamos namorando.

- Desculpa... E também acho que estamos indo rápido de mais. – Diz Jungkook cabisbaixo.

- Kookie eii.

Ele me encara com uma expressão tristonha.

- Desculpa Jimin, eu vou me arrumar, e não vou vir para casa depois que sair da escola.

Kookie se levanta, e sobe as escadas.

Ah Jimin você é um idiota.

 

(...)

 

Logo, terminei de comer, e subi as escadas, e vi Kookie no corredor, ele já estava arrumado, com a mochila nas costas e levando aquela bolsa com ele.

Fui até ele, mas, ele desviou e desceu.

 Fui atrás dele e peguei em seu pulso.

- O que foi Kookie? – perguntei confuso.

- Nada Jimin... Eu preciso ir para escola agora.

- Me espera eu vou me arrumar rápido.

- Okay. – Disse ele e foi até a sala.

 

 

(...)

 

 

Fui até meu quarto, coloquei meu uniforme me arrumei, peguei minha mochila, e desci as escadas e fui até a sala.

Kookie não estava mais lá e meu celular apitou avisando que tinha uma nova mensagem.

 

 

Kookie:

 

Desculpa Jimin, mas fui sem você para a escola... Te vejo você lá na escola ou talvez amanhã

 

Até mais.

 

 

Não acredito que ele saiu sem mim, aishi.

Fui até a porta e abri, e fui andando até a escola.

 

 

(...)

 

 

Jungkook POV

 

Ainda bem que cheguei, na escola e vi Hoseok logo no portão, ele estava animado como sempre.

- Hoseok... – disse cabisbaixo.

- O que foi Kookie algo aconteceu? – pergunta.

- Posso dormir na sua casa hoje.

- Pode sim Kookie, mas por quê?

- Depois lhe conto.

Então entramos na escola e fomos até nossas salas, Hoseok ainda bem que era da minha sala.

Entramos na sala e nos sentamos nas nossas cadeiras.

 

 

(...)

 

Depois de alguns minutos, Jimin entrou na sala, e se sentou ao meu lado, infelizmente a mesa dele era do meu lado.

Fiz de conta que não tinha percebido que Jimin estava ali, então eu fiquei olhando para fora.

- O que foi Kookie? Por que não me esperou. – Diz se aproxima de mim.

- Nada Jimin... Tive que ajudar o Hoseok em uma coisa importante... – diz.

Rezei que ele acreditasse nessa mentira ruim.

- A- ata. – diz Jimin.

E logo o professor chegou graças a Deus nunca fiquei tão aliviado com a presença de um professor.

- Bom dia Alunos. – diz a professora.

Ah não essa bruxa não, eu odeio essa professora, ela me tira do serio.

- Bom dia professora. – Todos os alunos disseram menos eu.

- Não vai dizer bom dia para sua professora não Senhor Jeon Jungkook.

Essa mulher é uma naja.

- Desculpa minha linda perfeita professora, bom dia a senhorita está bem querida? – Perguntei, com certo ódio no peito.

- Estou sim.

- Que bom para você naja. – disse para mim mesmo para apenas eu ouvir.

- O que você disse?

- Nada professora eu disse ‘’Que bom para você professora linda’’.

- Ah...

- Então sem delongas vamos começar a aula, e vai ter prova, hoje.

Todos os alunos ficaram com certo ódio da professora.

- Por que vocês estão me olhando assim? Querem perder a nota que vocês têm graças a mim nesse bimestre?

Todos balançaram a cabeça negativamente.

- Gosto assim. – disse ela.

Essa professora além de piranha se acha, eu odeio essa mulher.

 

 

(...)

 

 

Confesso que a aula foi chata, e graças a Jeová o sinal da escola apitou, anunciando o intervalo.

- Não esqueçam a prova moçinhos e moçinhas. – disse a professora.

Levantei-me, e sai da sala, Hoseok foi junto comigo.

 

 

(...)

 

 

Fui naquele mesmo lugar de sempre que eu ficava lendo meus livros, e me sentei em um banco junto com Hoseok.

- Migo, eu tenho uma coisa para te contar. – disse ele.

- O que?

- Eu e o Taehyung, nos beijamos na festa.

- Haha, já imaginava isso. – disse.

- Ele é um gato, é tudo de bom e tal, beija bem para o caralho, eu to gostando dele.

- Poh Hoseok você é uma piranha mesmo hein, nem conhece bem o cara e já quer dar para ele. – digo rindo.

- Vai se foder Jungkook. – disse me dando um soco leve no ombro.

- Mas e você e o Jimin? – pergunta ele.

- Ah sei lá Hoseok.

- Como assim?

- Ele se declarou para mim, e eu também, nos se beijamos, ele disse que me ama e tudo mais, ai quando é de manhã, ele disse que não temos nada além de amizade, pode acreditar nisso?

- Porra... Você quer que eu fale umas verdades para aquele anão? – disse ele.

- Não precisa... Eu estou confundindo as coisas também...

- Ah faz favor né meu filho acorda para a vida. – diz Hoseok.

- O que foi?

- Ele diz que te ama e depois fala que é só amizade, olha eu to te avisando que se ele fizer algo com você, eu quebro as pernas dele e ai que ele vai ser anão mesmo.

- Mas Hoseok... Você sabe que seu amigo aqui tem câncer não é, é melhor nos se afastarmos.

- Jungkook agora eu to falando serio na moral, esquece isso viva sua vida poh, liga o botão do foda-se e vai com tudo.

- Não é bem assim Hoseok... Você não tem câncer e se tivesse com certeza pensaria igual a mim e afastaria Taehyung de você.

- Mesmo que eu tivesse câncer, mesmo que eu teria apenas uns dois ou três meses de vida eu não afastaria Taehyung de mim, eu iria o amar com todas as minhas forças, e aproveitaria esse poucos meses que eu tinha com meu amor.

- Uau, não é que Jung Hoseok acertou as palavras. – disse.

- Vai se foder Kookie, mas mesmo que eu tivesse sua doença eu tentaria aproveitar tudo.

- Eu sei, mas...

- Mas nada, você tem câncer faz um bom tempo, e não morreu até agora, não é porque você conheceu o Jimin agora, que você vai morrer.

- É que... Cada ano ultimamente está piorando Hoseok... O câncer está me matando aos poucos.

- Foda-se esse seu câncer, viva sua vida e tenta pelo menos por alguns momentos de sua vida que você não tem essa doença miserável.

- Você tem razão... – disse.

- Querido eu sempre tenho razão dois beijo.

- Mentido. – disse soltando uma risada.

 Hoseok em quase todos os momentos ele era brincalhão e idiota, mas quando ele queria ser serio ele conseguia e tinha os melhores conselhos do mundo, ainda bem que tenho esse viado na minha vida.

 

 

 

(...)

 

Logo deu o sinal, e voltamos para a sala, ainda no corredor, Jimin estava com Yoongi, mas conhecido como Suga, estavam conversando e davam gargalhadas... Ele deve ser bem próximo de Jimin...

Eu entrei na sala, junto com o Hoseok e fui até a minha mesa e me sentei na cadeira.

Jimin logo veio para a sala e se sentou do meu lado.

Desviei meu olhar para a janela, não tava a fim de olhar para Jimin.

- Kookie... Por que está me evitando, aconteceu alguma coisa? Eu fiz algo de ruim para você? – diz Jimin em um tom preocupado.

Como assim ‘’Eu fiz algo de ruim para você’’ Ah claro, uma pessoa te beija diz que te ama e no outro dia diz que é só amizade a Jimin vai se foder.

- Não aconteceu nada Jimin, e não estou te evitando, você está imaginando coisas. – digo.

- Se foi aquilo de manhã... Desculpa... Acho que você está pensando que eu sou um filho da puta agora.

- Você lê mentes é? – disse debochado.

- Desculpa Kookie...

- Desculpa Jimin, a professora está vindo e eu tenho que me concentrar na prova. – digo em um tom frio.

- Não faz isso meu amor... - diz Jimin cabisbaixo.

- Aishi... Eu não fiz nada.

- É que...

A professora chegou e interrompeu Jimin.

- Amor? O casalzinho ta brigando na sala é? – A professora disse debochando.

Todos os alunos começaram a rir e nos lançarem olhares maliciosos.

- Não, não estamos brigando, e também não estamos namorando... Professora desculpa, mas eu acho que uma professora não deve ficar querendo saber à vida particular de seu aluno.

- Você acha que está falando com quem garoto? Quer perder a prova? – disse irritada.

- Não... Desculpa professora, mas, por favor, não se meta na minha vida pessoal.

Todos me olharam surpresos com que eu tinha dito ali, até Jimin ficou surpreso.

- Aishi... Senta direito, garoto. – diz ela.

Sentei-me direito e esperei ela aplicar a prova.

- Se eu ver alguém colando já sabe né? Suspensão.

- Sim senhora. – diz os alunos.

Ela aplicou a prova, que estava fácil para mim... Eu sou muito bom em ciências, essa matéria eu domino não tem como ela tentar me tirar pontos ou colocar algo difícil para mim eu sempre estudei muito ciências e amo aquela matéria.

 

 

(...)

 

 

Finalmente acabou a aula, eu já tinha acabado faz um bom tempo.

Levantei-me peguei minha mochila e minha bolsa e sai da sala, Hoseok já tinha saído, estava me esperando no portão.

Quando sai da sala, senti a mão de Jimin pegar no meu pulso.

- Kookie... Meu Kookie... Desculpa, eu pensei sobre o que eu falei e manhã e percebi que fui idiota, e eu quero mais do que amizade com você sim, mesmo sabendo que estamos sendo rápidos de mais, o que eu sinto por você não é só um sentimento confuso, tenho certeza que te amo.

- Jimin... Você sabe que te amo também, mas por que disse aquilo? Aquilo me machucou... – disse.

- Desculpa meu Coelhinho, eu fui babaca, me perdoa?

- Perdôo. – disse dando um sorriso.

Jimin me abraçou, mesmo sabendo que todos estavam olhando para nos.

O tal Suga chegou, e pegou Jimin pelo braço.

- E ai cara, vamos lá em casa? – disse Yoongi, indo em direção á escadas.

- Vamos... Kookie depois nos se falamos. – Diz ele, Jimin me soltou e seguiu o Yoongi.

O que esse idiota acha que eu sou, e o que ele vai fazer na casa daquele moleque parecendo um vampiro de tão branco que é... Aishi... Jimin é uma maquina de vacilo.

 

 

(...)

 

 

Fui até Hoseok, ele estava me esperando no portão como prometido.

- Vamos viado? – disse Hoseok.

- Vamos Hobi.

 

(...)

 

 

Fomos andando, e então se instalou um silencio entre eu e ele, então logo Hoseok quebrou o silencio.

- O que foi cara? Foi aquele anão de novo? – Pergunta Hobi.

- Foi...

- Eu vou quebrar esse moleque. – diz Hoseok.

- Não precisa Hobi.

Hoseok continuou a tagarelar, e eu concordava com tudo que ele estava falando.

Até que vi Jimin e Yoongi na cafeteria, mas porque Jimin e o Yoongi estavam tão próximos um do outro ali.

Hoseok continuava a falar, o puxei pela blusa e empurrei-o para trás do carro e me agachei e Hoseok fez o mesmo.

- O que foi cara? – pergunta Hoseok.

Hoseok percebeu que eu estava olhando para a cafeteria, e ficou quieto.

Eu observava cada detalhe, até que Jimin começou a chorar... Quando percebi, tinha mais alguém junto de Jimin e Yoongi, o garoto era bonito, tinha cabelos castanhos, e parecia preocupado.

Até que vi a cena que eu não queria ter visto.

O tal garoto beijou o Jimin, Jimin correspondeu o beijo...

Meu coração acelerou, e perdi o ar, eu cai de bunda no chão, sem reação, Hobi percebeu e logo me segurou, e me abraçou...

Então senti as lagrimas caírem, e chorei como um bebe.

- Por que você fez isso comigo? – disse com dificuldade.

Eu realmente não queria ter visto aquilo.

E por quê? Por que Park Jimin?

 

 

 


Notas Finais


Park Jimin é uma maquina de vacilo sinceramente, não fiquem com raiva do nosso Jiminzinho :v kk Gente tadinho do Kookie, o que será que está acontecendo? E qual é o tal assunto que a avó de Jimin quer conversar com ele?:v Cheio de treta kjkjk Gosto assim, ver o circo pegar fogo :v kkk
Até o próximo capitulo beijinhos ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...