História A Vingança - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens Cl, G-Dragon, Jimin, Jungkook, Minji, Park Bom, T.O.P, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Cl & Gdragon, Gdragon, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Orange, Skydragon, Taehyung, Vingança, Vkook, Yaoi, Yuri
Exibições 15
Palavras 1.846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - O Plano


Fanfic / Fanfiction A Vingança - Capítulo 1 - O Plano

Jungkook era apenas um estudante de direito, era um dos garotos mais rico daquela faculdade assim como também um dos melhores alunos. Ele era alto com cabelos negros e um sorriso encantador, apesar de ter vinte anos, sua aparência é de um garoto do ensino médio.

Só que em meio disso, havia Jimin, um jovem alto com seu sorriso famoso e seus cabelos vermelhos, que infernizava a cabeça de Jungkook na escola. E só que o problema era que Jungkook era um excluído da escola, na verdade ele se excluía.

E já Jimin era bom nos esportes e também um dos melhores alunos da faculdade, e isso o tornava popular entre todos.  Jimin tinha quatro amigos não se afastavam, os cinco se titulavam Garotos A Prova de Balas. Já que tudo eles “matavam no peito” como eles mesmo falavam.

Jimin tinha como seus melhores amigos, Yoongi, Hoseok, SeokJin e Namjoon. Mas quase todos possuíam um apelido, Yoongi era conhecido como “Suga” por sua pele bem branca e seu lindo sorriso que acalmava muitas pessoas pela sua simplicidade. Hoseok era “J-Hope” que era o que mais incentivava os amigos, ou seja, aquele que sempre tinha esperança, pois acreditava muito em seus amigos a ponto de se jogar na frente de uma bala por eles. Namjoon era conhecido muito na escola assim como na internet como “Rap Monster” já que o mesmo como tem no apelido, era um monstro em quesito Rap, conseguia fazer um Rap com qualquer palavra que você desse como exemplo. E SeokJin era o único que não tinha um apelido diferente, apenas era conhecido como “Jin” pela abreviação de seu nome.

Mas o porquê de Jimin provocar tanto Jungkook? Ninguém se sabe exatamente, só que Jungkook era gay, mas ele não era aqueles que se expõe a todos, ele apenas ficava na dele, e de longe provavelmente nem dê para perceber disso. Só se sabe que um vídeo intimo de Jungkook vazou e quem espalhou tal vídeo foi seu ex-namorado. O vídeo deixava bem claro a relação sexual dos dois, e Jimin por ser homofóbico não aceitou tal coisa.

E essa implicância vem desde o ultimo ano do ensino médio e até hoje, quase três anos de provocação que Jungkook vem aguentando foi quando assistindo ao um seriado teve uma incrível ideia, já que o mesmo se identificou com o personagem.

Ao sair da escola o jovem foi direto para a limousine que o aguardava, o mesmo estava com a cara seria e um sorriso de canto de boa abrindo, estava realmente tramando algo.

-GD quero que me arranje um grupo de homens, tenho uma missão como posso dizer, fora da lei. – Disse o moreno. – Pagarei bem.

-Tenho em mente mais quatro pessoas senhor. – Disse GDragon – Quando quiser uma reunião para essa missão me informe por favor.

-Hoje à noite, na terceira garagem da casa. – Disse Jungkook colocando os fones. – Agora vamos.

-Sim Senhor. – Disse o motorista.

GDragon ou GD era um motorista e segurança particular de Jungkook e o braço direito do mesmo. Ele tem sido com um irmão mais velho para o jovem. GD devia já ter seus trinta anos, mas por ser muito vaidoso se aparentasse vinte e cinco era muito.

Não demorou muito para que chegasse a sua casa, a casa era enorme era quase como um castelo. A estrada de pedras se completando no chão era cercada por arbusto e pinheiros personalizado com um longo espaço verde de grama recém-cortada junto de algumas flores plantadas. Sem contar na gigantesca piscina no meio do jardim, e ao lado um enorme espaço coberto e sem parede onde ficava uma pia e uma churrasqueira gigante junto de umas mesas.

-Não sei para que ainda moro nessa casa. Só eu, você e a Cl que moram comigo. – Disse Jungkook revirando os olhos.

-Mas senhor, essa casa é de herança de família por séculos. – Retrucou GD – Meu pai e minhas gerações anteriores trabalharam para sua família como motorista e para missões sujas.

-Eu sei disso, mas é meio solitário um lugar tão grande para uma pessoa que não tem um amigo e nem família. Só a Empregada que cuidou de mim desde jovem e de você. – Disse abrindo a porta do carro. – Hoje as 08h30min PM na terceira garagem, por favor.

-Sim Senhor. – Disse GD olhando firmemente nos olhos do mais novo.

Ao entrar na casa é recebido por um grande abraço de uma linda mulher, com seus cabelos loiros longos e um rosto de vinte anos também. – (Mas ela só tem trinta) – Ela foi logo pegando a mochila do jovem e bagunçando o cabelo do mesmo.

-CL, já disse que não gosto que bagunce meu cabelo. – Disse o moreno arrumando os cabelos. – Vou te demitir se continuar assim.

-Demita, e em apenas uma hora vai vir chorando pedindo para eu voltar. – Disse ela com um sorriso sarcástico, já que sabia que estava certa. – Vá tomar um banho que vou colocar o almoço na mesa.

-Estou sem fome, vou só pro meu quarto e tomar um banho. – Disse o mais novo cabisbaixo.

-Deixe-me ver... Jimin? – Disse a empregada abraçando o Kook. – Quer conversar?

-Não, estou bem. – Disse o garoto colocando um sorriso forçado no rosto.

-Sei... Deixarei a comida guardada. – Disse CL virando as costas.

-Meu jovem mestre, se tu soubesses do peso que minhas costas carregam ao lhe ver assim, o senhor e isolou desde morte dos patrões e vosso irmão. Desde então venho cuidando de ti, mesmo que eu seja apenas dez anos mais velha... – Pensava CL indo para cozinha. – Sei que foi difícil para ti perder os pais e o único irmão ainda tão jovem. Mas como minha mãe e minha vó, prometemos servi essa família até ultimo dia de nossa vida. Então venho sendo sua mãe, mas acho que não estou sendo aceita.

-Pensando no Kook novamente? – Perguntou GD abraçando a empregada por trás.

-Que susto!! – Gritou CL e logo se acalmou se confortando nos braços do motorista. – Sim, tentei ser uma mãe para ele desde que a Senhora se foi...

-Entendo, também estou aflito, tentei ser um pai ou até mesmo um irmão, mas acho que só consegui como irmão. – Beijou o pescoço da loira. – O que tem de comer?

-Pra tu nada. – Disse ela virando-se para o motorista e indo até ao ouvido dele. 0- Mas tem a sobremesa bem a sua frente, pode fazer oque quiser com ela.

-Mulher não me provoque. O Mestre pode achar ruim. – Disse GD olhando para trás.

-Relaxa, lembre-se que quando ele se assumiu para gente, ele disse que já sabia do nosso relacionamento e que autorizava? Então, temos livre acesso. Apesar de sermos meros empregados dele, ele nos trata como da família. – Disse CL em meio aos beijos.

Jungkook apenas escondido na escada ouvia e via os dois se abraçarem e se beijar e então bateu em seu próprio rosto com as duas mãos, e subiu para seu quarto com a cara toda fechada pensando já nos planos.

Ao chegar ao quarto foi em direção ao um retrato feito por ele quando criança e o afastou para o lado mostrando um cofre, claro que ninguém imaginaria um cofre por detrás de um desenho infantil.

Digitou a senha e o abriu, retirando exatamente cinco bolos grandes de notas de R£ 100, e as colocou na mochila, foi até seu computador e entrou no perfil de uma rede social de Jimin e pegou uma foto dele mostrando-o por completo e imprimiu. Após isso o guardou na mochila e comprou pela internet uma câmera de gravação semiprofissional e claro que pediu entrega rápida.

08h30min PM

Jungkook foi até a terceira garagem onde tinha uma mesa de madeira velha no centro debaixo de uma única lâmpada acessa. Após chegar lá pode só enxergar sue braço direito GD, e atrás do mesmo, mas quatro pessoas só que dava para ver somente as sombras.

-Aqui estamos para suas ordens. – Falaram todos juntos.

-Ótimo. – Disse Jungkook com sorriso nascendo no canto do rosto. – Pois bem, mostrarei primeiro os benefícios, essa é apenas a metade, a outra metade só quando a missão for concluída.

-Sim senhor. – Disse GD.

-Pode parar de ser tão formal? Dez anos tendo você como um irmão e sendo tratado formalmente é estranho. – Disse Jungkook erguendo uma das sobrancelhas para GD.

-Desculpa. – Disse GD dando um sorriso sem graça. – Pois bem, qual a missão?

-Primeiramente, tome, tem exatamente R$ 50.000 para cada. – Disse o moreno colocando os cinco bolos de dinheiro sobre a mesa. – Tome, esse é o cara que eu quero que vocês sequestrem.

-Só sequestrar? – Perguntou uma voz no fundo.

-Não, comprei algo na internet que pretendo usar nessa missão, então vamos ter em torno de um mês e meio sobrando para o inicio, já que vem do outro lado do mundo. Tem uma copia para cada sobre quem é o alvo. – Disse Kook colocando sobre a mesa as fotos. – Cada um terá uma missão diferente.

-Irei apresenta-los agora Kook. – Disse GD olhando para trás e fazendo gesto com a mão.

Os quatro saíram das sombras, e todos estavam com capuz tampando o rosto e um a um foi retirando o capuz e se mostrando.

-Me chamam de T.O.P. – Disse um cara alto com um cabelo azul e cara fechada igual de um gangster.

-Me chamo Daesung. – Disse o segundo que também era da altura do primeiro e com cabelo tampando metade dos olhos.

-Me chamo Seungri. – O Terceiro apenas retirou rápido e capuz e logo o colocou e voltou para o escuro.

-Me chamo Taeyang, mas pode me chamar de Tae. – Disse o quarto mostrando um grande sorriso por debaixo do capuz sem tira-lo.

-Enfim, se o GD confia em vocês, também confiarei. Vamos à divisão. – Disse Kook olhando seriamente para os cinco.

-Daesung você ficará responsável por controlar os horários dele. Tae você sobre onde mora e onde trabalha e se faz cursou ou coisas do tipo. Seungri será responsável por vigia-lo onde trabalha, seja como um cliente fiel. T.O.P você irá entrar na faculdade, já mexi uns pauzinhos e você se tornara um grande amigo dele, e tudo sobre o que conversa me falará. E GD como todos já te conhecem, sua missão é apenas ficar como segurança e tudo como um dia normal.

-Sim Senhor. – Disse todos juntos.

-Reunião encerrada. Podem pegar o dinheiro e a foto e irem. Toda segunda feira nos encontraremos em uma cabana velha na chácara do Setor Sul-A7. Comprei recentemente ela com um laranja. Lá será nosso local. Dispensados.

Todos pegaram os dinheiros e fotos e se retiraram. GD e Kook foram junto para a casa quando foi interrompido no meio do caminho por CL, que pela primeira vez estava com uma cara fechada e aparentava raiva.

-O que pensa que está fazendo Jeon Jungkook? – Perguntou CL num tom que deu pra sentir a raiva fluindo.

-Vingança minha doce mãe. –Disse Kook abraçando à mesma e sussurrando em seu ouvido. – Obrigado por cuidar de mim desde meus dez anos. Só peço que não me atrapalhe. – Kook disse com voz seria que assustou até GD.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...