História A virgem e o Seqüestrador - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 309
Palavras 327
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Capitulo 15


Ruggero acordou no dia seguinte e viu que estava só de cuecas e deitado em um quarto vermelho.

Ele ia levantar mais sentiu um peso e olhou ao lado.

Ele começou a ter uma forte dor de cabeça.

Valentina acordou e viu Ruggero sentado na cama.

Ruggero: Quem é você?-Assustado.

Valentina: Sou eu Rugg seu doce, não foi assim que me chamou quando fazíamos amor?-Sorriu maliciosa.

Ruggero vestiu as roupas e saiu do quarto apressado.

Ele passou pela boate quase vazia, olhou no celular que marcava 6:40 da manhã, saiu rápido de lá e encontrou o carro, ele pegou as chaves e saiu de lá.

Com Karol...

Ela tava com uma camisola no sofá.

Ela estava preucupada pois Ruggero tinha passado a noite fora sem dar notícias.

Ruggero entrou na sala e viu Karol no sofá.

Karol correu até ele para abraça-lo.

Karol: Meu amor você tá bem? Oque aconteceu?-Preucupada.

Ruggero: Nada que te interesse.-Saiu da sala e foi pro quarto.

Karol começou a chorar e foi se trancar no banheiro da cozinha.

Ruggero saiu do quarto as 3 da tarde e foi procurar por Karol.

Karol estava na varanda e sentiu Ruggero abraça-la e se afastou.

Karol: Oque quer? Sexo?-Se afastou.

Ruggero: Só quero carinho meu amor.

Karol: Como você é tão cara-de-pau assim? Uma hora você me beija me chama de meu amor e depois me leva pra cama pra me machucar e depois vai embora e só volta as 6:45 da manhã, me trata mal e depois vem me abraçar e me chamando de meu amor? Pq tá fazendo assim? Você não ver que me machuca?-Chorando.

Ruggero: Karol, eu vin te dar um abraço e pedir um pouquinho de carinho da minha namorada, me desculpa por ter feito isso, eu sabia que era errado mais não pude evitar.-Puxou Karol e abraçou ela, Karol se agarrou a ele e continuou chorando.

Karol: Não faz mais isso comigo, por favor não faz mais não faz!-Abraçou mais ele.

Ruggero pensou: Não Karol, eu não farei mais nada pq eu vou está bem longe de você, bem longe.-Chorou junto a ela.

Continua???





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...