História A Vítima (EMISON G!P) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lei & Ordem: Unidade de Vítimas Especiais, Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Byron Montgomery, Caleb Rivers, Cece Drake, Dr. Rollins, Ella Montgomery, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jessica DiLaurentis, Mona Vardewaal, Noel Kahn, Paige McCullers, Pam Fields, Peter Hastings, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Tom Marin, Veronica Hastings, Wayne Fields
Tags Alison, Amor, Aria, Dinheiro, Drama, Emily, Emisong!p, Haleb, Hanna, Medo, Spencer
Visualizações 327
Palavras 2.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Cap. 8


Emily narrando..

Acordo com uma terrível dor meu membro, abro meus olhos e vejo a Alison dormindo em cima de mim. Como fomos ficar nessa posição eu nao sei, apesar de doer um pouco eu tava amando esse aproximação do corpo dela com o meu. Ela se balançou um pouco fazendo seu sexo ficar bem rente com meu membro, posso jurar que se fosse outra mulher eu ia tirar proveito disso, mas a dor falou mais alto.

-Ali... -ela se mecheu se esfregando mais em mim, mas não saiu- Ali acorda!

-Me deixa...

-Por mais que eu adore essa posição e queira muito ficar assim com você... Ta me machucando e muito!

Ela pareceu entender o que eu falei e se levantou rápido, soltei um suspiro baixo e pude ver que minha ereção tava bem grande. E a posição nao me ajudou muito nisso. Ali me olhou mordendo o lábio, e seus olhos não saiam do meio das minhas pernas, me levantei e fui em direção ao banheiro ainda sobe seu olhar. Tomei um banho gelado e sai enrolada em uma toalha, pois não tinha pegado minha roupa, sai e me deparo com a Alison so de calcinha e sutiã. Ela tava de costas, que visão dos deuses, suas curvas perfeitas, algumas gotas ainda escorria pelo seu corpo, sua bunda perfeita sentir uma pontada em meu membro.

-Emily! -ela diz assim que me ver e eu viro de costas- Pensei que tava tomando banho!

-Agora preciso de outro... -olho pra baixo e vejo meu amigo ja bem vivo- Desculpa eu esqueci de pegar minha roupa!

-Pode virar... -ela tava com uma calça jeans um pouco rasgada da Hanna e uma blusa minha que por incrível que pareça tava justinha nela, sentir meus lábios se abrirem formando um sorriso

-Linda!

-Obrigada! Vou te deixar se arrumar...

Ela saiu do quarto me deixando com um sorrido bobo na cara. Pensei em coisas nojentas pra abaixar meu amiguinho e funcionou; peguei minha calça preta, uma blusa branca e minha inseparável jaqueta de couro. Procurei minha arma e distintivo na gaveta da cômoda ao lado da cama, mas me lembrei que tinha deixado embaixo. Peguei meu celular e desci em direção a cozinha onde encontrei a Alison fazendo o café. As meninas estavam sentadas na mesa e ela no fogão virando as banquecas, concentrada somente em jogar a panqueca pra cima e não deixá-la cair no chão e sim novamente na frigideira.

-Bom Dia! -me sento ao lado da Hanna e as meninas me olham com as sobrancelhas levantadas- Que foi?

-Primeiro: por que nunca me contou que engravidou alguém?! Segundo: sabia que era ela quando chegou no hospital?! -Hanna aponta pra Alison que ja estava junto a nós na mesa- Terceiro e mais importante de todos! -ela abri um sorriso e seus olhos chegam a brilhar- Quando vou conhecer o bebê Emison?!

-Bebê o que? -Ali pergunta com cara de confusa causando risada na Hanna

-Emison! É so pegar o EMI e o SON e juntar... -Hanna explica com uma cara bem engraçada- Emily pode responder as perguntas?!

-Respondendo a primeira eu nao sabia que tinha engravidado. Eu tava bêbada, e não me lembrava de nada so depois de uns mêses lembrei. -Spencer olhava atenda a cada palavra, com sua postura de advogada colhendo as informações- A segunda eu nao sabia que era a Ali, se eu soubesse que era ela acha que eu teria deixado ela e o Nick?

-Quando vamos conhecer ele? -Aria pergunta empolgada

Olho pra Alison e seu olhar estava atento a mim, com um sorriso tímido ela concordou com o que eu ia responder a pergunta. As meninas nos olhavam atentas, Hanna me olhava com um grande sorriso. Ela sabe muito o que eu sofri, as decepções amorosas, os abandonos... Essas coisas foram me tornando uma mulher fria que só ligava pra sexo. Mas há dois anos quando eu fiquei com a Alison algo nasceu dentro de mim algo que eu nunca sentir antes e eu pensei que nunca sentiria novamente, até que encontrei a Ali no hospital e agora quando descobrir que sou mãe. Sorri olhando nos olhos da Ali, o que eu falei antes de dormir era verdade. Algo em mim crescia sempre que olhava pra ela, quando eu tocava nela ou simplesmente ouvia sua voz, ainda era cedo mas posso apostar que é amor.

-Emily? -Spencer bate em meu ombro

-Sim! Talvez hoje eu consiga trazer os dois pra casa e...

-Dois?! -Spencer, Aria e Hanna falam ao mesmo tempo

-Nicolas e Grace, ela cuida dele la no orfanato. Vamos comer logo? Eu preciso ir...

Comemos juntas, Hanna me pediu desculpas em nome do Caleb e eu entendi o lado dele. Eu também fiquei com raiva dele e falei merda, mesmo ele tendo tocado em um assunto muito delicado. Pai! Eu entendo o Caleb; terminei de comer, peguei minha arma e distintivo colando na cintura deixando bem visível e pedi pra Spencer ir comigo ao orfanato pra me ajudar com os papéis. Nao entendo nada dessas coisas já ela bom, é formada nisso.

-Tem certeza? -ela me pergunta dentro do carro

-Tenho! Ele é meu filho, e eu ja pedir muito tempo... -ela sorrir pra mim e eu volto minha atenção na rua.

Durante o resto do caminho ela foi me fazendo perguntas sobre aquela noite e me dando conselhos sobre crianças, apesar dela também nao saber muita coisa. Ela me falou algumas coisas sobre o irmão da Ali e as coisas que ele faz. Um medo invadiu meu coração só em pensar nele chegando perto do Nick ou da Grace, e então uma dúvida surgiu em mim. Se a Cece sabe que o Nick é filho da Ali por isso ela ficou com aquela cara quando falei de adotar o Nick? Ela pode negar meu pedido e dar ao Jason? Faltava poucos minutos pra chegar ao orfanato quando meu celular toca, como estava conectado ao carro so fiz tocar no visor do som.

-Fields..

-Emily? -a voz da Grace ecoa pelo carro, seu tom triste como se estivesse chorando

-Grace o que foi? -jogo o carro no acostamento e Spencer fica com a cara preocupa

-Ela me bateu... -sentir meu sangue ferver ao ouvir aquilo- Eles vão levar o Nick...

-Eu to chegando! Não desliga o celular! -acelerei o carro e liguei as sirenes passando pelos sinais vermelhos

Grace não parava de chorar, seu choro ficou mais forte quando eu ouvi a voz da Cece. Pelo que percebi Grace tava ligando escondido, e um cara ia levar o Nicolas. Estacionei o carro de qualquer jeito na frente do orfanato e entrei junto com a Spencer; procuramos na sala principal, nos quartos, banheiros e nada de achar nem as crianças nem a Cece. Estávamos indo pros fundos quando a Spencer me segurou e me colocou perto de uma porta.

-Tem que levar ele agora! Uma polícial vai querer adotá-lo... Ela vai acabar descobrindo o que fizemos pra tirar ele da sua irmã! E vamos pra cadeia!

-E a pirralha? Grace? Ela sabe de mais vai acabar falando alguma coisa...

-Leva também, vende, mata sei la! Tem que levar os dois! Eu nao quero ir pra prisão...

Meu sangue ferveu, olhei pra Spencer e pedi pra ela chamar o Toby e o Ezra. Não ia deixar eles saírem livres disso, Jason e Cece merecem morrer na cadeia. Peguei minha arma e coloquei em punho, dei um passo pra trás e chutei a porta com força entrando logo em seguida.

-POLÍCIA! -eles me olharam assustados, Jason que tinha uma arma na mão foi apontar pra mim so que eu fui mais rápida atirando em sua perna esquerda- NO CHÃO! AGORA!

Dei um sorriso irónico, pois ele ja tava no chão, apontei pra Cece e depois pro chão. Ela entendeu o recado e se deitou no chão com as mãos na cabeça, chutei a arma de Jason pra tras de mim e ouvi umas sirenes se aproximando do orfanato. Toby juntamente com Ezra e Paige algemaram os dois e saíram com eles. Paige e Ezra foram com o Jason para a ambulância pra ver o local do tiro e o Toby levou a Cece pra viatura. Olhei ao redor e nao vi a Grace, meu coração se apertou.

-Temos um problema!

Spencer chega ao meu lado e vejo Grace segurando sua mão. Seus cabelos escuros um pouco bagunçados, seu lábio inferior cortado e uma marca roxa em seu braço.

-O Nick nao ta aqui... -a voz de choro da Grace me deixa desesperada

Olhei pra trás e vejo Jason com um sorriso cínico me olhando. Corri em sua direção e lhe acertei um soco em seu rosto, ele foi de encontro ao chão e Paige tenta me segurar. Empurro ela pra trás e acerto mais um soco na cara dele, ele cospi sangue no chão e depois me olha.

-Tenente para! -Ezra me segura e eu nego com a cabeça

-CADE O NICK?! -grito e o Ezra me olha assustado

-Opa! Acho que ele saiu antes de você chegar, sinto muito... -Ezra me solta e sussurrar perto de meu ouvido "acaba com ele! "

Nem esperei um segundo aceitei um soco de direita e na sequência um de esquerda, dei um de baixo pra cima e ele cai pra trás. Me abaixe peguei ele pela gola da roupa e o impressei na laderal da ambulância. Coloquei meu joelho perto do local do tiro e ele riu, apertei o local com meu joelho e vi sangue escorrendo. Ele gritava de dor mas eu nao parava de aperta, alguns polícias me olhavam sem entender afinal eu nunca fiz uma coisa dessas perto deles. Ele ficou mais branco, seus cabelos ja estavam grudados em sua testa por causa do suor; Toby me pegou pelo braço e me segurou.

-ONDE ESTA O MEU FILHO?! -grito tentando ir em cima dele, mas Toby me aperta mais em seu corpo

-Não sei do que você ta falando...

-NICOLAS! CADE O NICOLAS MEU FILHO?! -Jason parece me analizar e seus olhos se arregalam ao encarar meu rosto

-Ele é seu filho! -diz num tom não muito baixo e olha pra Cece, que ja estava dentro da viatura- Sua idiota ele é filho dela!

Ele tenta ir até ela, mas o Ezra da outro soco nele e joga ele dentro da ambulância. Andei ate a viatura e um dos policiais que estava perto da porta saiu, nem precisei pedir todos já sabiam agora que eles estavam com o meu filho. Abrir a porta e encarei ela.

-Onde ele colocou o meu filho? -digo com calma olhando em seus olhos

-Nao se... -antes dela terminar de dizer eu dou um soco no banco do carro fazendo ela se assustar

-Resposta errada! -chego mais perto dela- Onde está o meu filho? Nao minta pra mim!

-Ele não me contou eu juro! -por mais que eu quisesse que ela fala-se era verdade, seus olhos mostravam sinceridade

-CARALHO! -sai batendo a porta do carro

-Tenente vamos fechar todas as saídas da cidade até achar o seu filho! -um polícia falou perto de mim e saiu juntamente com mais dois carros

Olhei ao redor e vi a Grace sendo atendida em uma outra ambulância; meu coração se aperta, sinto como se ele estivesse diminuindo. Meu filho... Por dois anos eu nem sabia que ele existia e agora que soube ele escorreu pelos meus dedos... Um nó se formou em minha garganta e foi ficando mais apertado ate que nao aguentei segurar. Cai de joelhos no chão e deixei que as lágrimas caíssem, não me importei se todo o meu departamento estava lá era o meu filho que tinha sumido. Sinto pingos de chuva caírem sobre meu rosto, minha roupa aos poucos foi ficando molhada. Minhas lágrimas misturaram-se com as gotas de chuva que escorriam pelo meu rosto, batia minhas mãos no chão ate que sinto alguém segurar elas. Seu toque me deixou arrepiada, e a dor do meu coração foi diminuindo. Abrir meus olhos e me deparo com o azul mais lindo que ja vi, seus cabelos mesmo molhados estavam lindos. Ela subiu as mãos até meu rosto e limpou as lágrimas com a dedo.

-Eu deixei ele... Me.. Ele... -não conseguia falar nada e voltei a chorar, Alison me puxou pro seus braços e me envolveu fortemente

-Vamos achar ele... Nós vamos achar o nosso menino!

Contínua?... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...